10 passos para apresentar K-POP para sua mãe (ou pai)

Pais geralmente ficam preocupados com o tipo de conteúdo que seu filho é exposto na internet. Quando ele começa a falar em outro idioma e usar referências de outra cultura, pode ser um grande choque em casa. Como fazer para quebrar a barreira e trazer os pais para o mundo do K-POP? Aqui daremos dez dicas baseadas na experiência pessoal da autora.

1) Fale sobre os valores éticos e morais do grupo

Campanha “Everybody say NO” entrou ao ar em 2008 estrelando os grupos mais famosos da época, como Kara e TVXQ.

Idols geralmente têm uma lista de proibições que sua mãe provavelmente aplicaria em você. Não beber, não fumar e não extrapolar os limites em baladas está em contratos de grupos como o BLACKPINK. Um ambiente protegido dos tabus do mundo pode ser muito tranquilizador para pais conservadores e provar que essa sua “bandinha asiática” na verdade é um bom exemplo. Caso você encontre algum exemplo ruim, deixe claro que sabe bem que aquele comportamento é errado.

2) Humanize seus idols

10 k-idols que nos fazem acreditar na humanidade

Muitos Kidols inclusive são ligados a causas humanitárias. Veja esta outra matéria da KoreaIN.

Que tal comentar que “um certo menino” era rejeitado na Coréia por sua aparência, mas recebeu imenso amor aqui no Brasil, com as fãs cantando suas músicas? Ou contar a história triste daquele seu bias que tinha uma família bem pobre, mas com a música conseguiu dar condições melhores para seus pais? Histórias reais emocionam e aproximam os seres humanos, não importa de qual país eles sejam.

3) Traduza as letras

Gritar “BUMBAIÁ” no quarto não significa nada para quem não conhece o idioma coreano. Que tal trazer as melhores letras traduzidas das suas músicas favoritas e convidar sua mãe para ouvir com você enquanto acompanha a tradução? Por exemplo, “How Great Is Your Love”, do Girls Generation, pode ser uma linda música para pais religiosos. Dica extra: “Hey Mama”, do BTS, já fez minha mãe chorar.

4) Apresente com calma os integrantes

Deixe sua mãe dar apelidos para eles no começo. Os nomes são complicados e podem desestimular que os pais aprendam. “O da orelhinha de coelho”, “aquele que parece Fulana”… Primeiro, mostre o seu favorito e conte por que você gosta dele. Vale falar bastante da personalidade, algo legal que ele já fez e o jeito que ele canta ou qual é sua função no grupo. Depois, introduza os demais e sugira um que acha que ela pode gostar e por quê. Essa conversa irá aproximar vocês e pode render boas risadas.

5) Tenha paciência com as piadas

Embora as piadas sejam preconceituosas e estimulem a raiva, respire fundo e releve alguns tipos de comentários. Aos poucos, explique com calma que são cantores coreanos, que sabem dançar, cantar e a sexualidade deles não vem ao caso.

6) Mostre o melhor talento de seus idols

Uma compilação com algumas das melhores High Notes (notas altas) do kpop!

Quer mostrar a IU? Pegue as notas mais altas dela. Ninguém pode dizer que ela não sabe cantar. Que tal mostrar aquele solo maravilhoso da sua bias ou a dança mais incrível que já viu dela? Se seus pais gostarem de programas de concursos de calouros, isso já os aproximará dos seus gostos.

7) Comece por outras vertentes

Seus pais gostam de novela? Talvez o caminho para o KPOP seja apresentar primeiro um K-drama. As músicas grudam na cabeça e o jeitinho dos personagens nos cativa. Veja qual é o hobby do seu pai e tente encontrar algo no K-POP que vá de encontro a isso. Por exemplo, se seus pais gostam de vídeos engraçados, talvez momentos descontraídos de seus idols sejam a melhor porta de entrada para esse mundo.

8) Liste o que o K-POP fez de positivo por você…

Diga a seus pais quais mudanças boas seus bias tiveram na sua vida. Você aprendeu a se aceitar por causa do GOT7? Você fez mais amigos ou teve interesse em aprender outros idiomas por causa disso? Tudo isso é bem bacana de contar. Lembre-se de exaltar características que às vezes nem você dá importância, como: aprender a administrar comunidades na internet, fazer edição de vídeos e de fotos… Tudo isso vai contar no futuro.

9) Apresente, na prática, o seu mundo para eles

Que tal chamar seus pais para ver uma apresentação sua daquela coreografia incrível? Ou falar uma frase bonitinha em coreano para eles? Se sua família for muito desconfiada, chame para demonstrar o ambiente que você vive virtualmente. Mostre os rostos e nomes das pessoas com quem você se relaciona na internet, aquela página bacana do Face e o que é que você faz tanto tempo na frente do computador. Às vezes eles estão imaginando mil coisas erradas que nunca aconteceram!

10) Não deixe o K-POP “atrapalhar” outras áreas da sua vida

Se você está com notas baixas na escola porque ficou preocupada em ranquear todos os MVs do seu grupo favorito, é natural que seus pais vejam K-POP como uma ameaça ao seu crescimento. Se você fizer a sua parte e deixar suas obrigações em ordem, o K-POP não será visto como um vilão – e você terá provas favoráveis.

Se nada disso der certo, não se desespere. Não há necessidade de forçar um gosto seu nos outros, não é verdade? Já pensou que chato se seus pais te obrigassem a virar fã do ABBA ou do Roberto Carlos? O importante é que haja respeito e harmonia. Boa sorte!

 

Por Juliana Butolo
Não retirar sem os devidos créditos!

O Portal KoreaIN é dedicado a divulgar todo tipo de informação e noticia sobre a Coreia do Sul e sua cultura.