9 vezes que os covers brasileiros de Kpop surpreenderam todo mundo

Foto: Ensaio fotográfico do Grupo cover Double Beat.

Sabemos que os fãs brasileiros de kpop são muito animados, e um reflexo disso são os inúmeros grupos e solistas covers que temos espelhado pelo país. Escolhemos 9 momentos dos covers no Brasil que chamaram a atenção dos kpoppers.

 

Quando Recife pode se orgulhar do cover Faster-Z se apresentando com Blood Sweat & Tears, do BTS.

 

O dia que conhecemos o melhor cover de TVXQ desse país com o time de dança Yeppeun Girls ao som de Spellbound no Sana Festival.

 

O dia que o grupo cover SiS debutou oficialmente e ninguém soube lidar com a girlband ao estilo kpop.

 

O dia que grupo K-Hyung nos presenteou com essa Male Version de CRAZY, do 4Minute.

 

Os figurinos tão bem feitos e os dance covers do SPARKLE.

 

O K-Puzzle fazendo cover de girlband de uma forma tão maravilhosa.

 

Quando você pode ter achado que era a dance version do SNSD, mas era o cover do STANDOUT.

 

Quando descobriu que o Iago Aleixo (ex-Champz e atual WIBE) faz parte do grupo cover Allyance.

 

O dia que o programa “Como Sera?”, da Globo, apresentou o kpop como uma forma de melhorar o corpo.

https://globoplay.globo.com/v/4248815/
https://globoplay.globo.com/v/4771706/

 

Quer ver de perto o trabalho incrível dos nossos covers? Aguardamos você no  Kpop Dance Tournament! Este ano, além dos covers, o KDT tará praça de alimentação, stands de vendas e o showcase da rapper coreana, GRACE.

Informações do showcase + #KDT: https://www.facebook.com/events/1378100402249081
Venda Física Showcase da Grace + #KDT – Asian Mix Store, Liberdade, no Shopping Sogo. Rua Galvão Bueno, 40 – loja 101
Os ingressos custam R$50,00 e podem ser pagos SOMENTE em dinheiro.
Venda online Showcase da Grace + #KDT: https://goo.gl/jlzD9A

 

por Naira Nunes
Não retirar sem os devidos créditos

Publicitária, redatora e diretora de arte, sou CEO e fundadora da KoreaIN, a primeira revista brasileira sobre música e cultura asiática.
  • K-puzzle <3

  • Ve Oliveira da Silva

    Só gostaria de acrescentar que foi usada a foto do Grupo Double Beat mas não houve sequer a menção às mesmas no texto ou os devidos créditos da foto.