Music is Jonghyun: Um tributo à Kim Jonghyun

Kim Jonghyun, integrante do popular grupo de kpop SHINee, foi encontrado por autoridades locais de Seul desacordado em um apartamento alugado na parte central da capital, após receberem um alerta de Kim Sodam, irmã do cantor. A jovem suspeitou das atitudes do irmão quando recebeu uma mensagem de despedida, que dizia:

       “Vem sendo muito difícil. Por favor, me deixe ir. Diga a todos que eu tive um período difícil. Este é o meu último adeus” – Kim Jonghyun á Kim Sodam.


Infelizmente após ser encaminhado para o hospital mais próximo Jonghyun, como era conhecido pela mídia coreana e fãs, não resistiu. O boletim expedido pela polícia de Gangnam confirmou que o cantor cometeu suicídio, assim como alertado por sua irmã. A segunda-feira do dia 18 de Dezembro de 2017 tornou-se mais fria ao serem publicadas notícias oficiais sobre o falecimento de um artista tão querido pela indústria do entretenimento, seus fãs, amigos e familiares.

Ainda no dia 18, um amigo próximo do cantor, e também artista, 9 do grupo Dear Cloud, revelou em sua conta pessoal do instagram uma carta de despedida escrita por Jonghyun. 9 buscou aprovação da família de Jonghyun para lançar a carta e também falou de toda a comoção de amigos e familiares para que juntos pudessem ajudar Jonghyun a superar suas dores e depressão.

Abaixo, deixamos algumas partes da carta de despedida deixada por Jonghyun e publicada por 9.

“Estou quebrado por dentro.
A depressão que lentamente me mordia finalmente me engoliu inteiro.
E não pude vencê-la.

Detestei-me. Peguei minhas lembranças desarticuladas e gritei para junta-las, mas não tive resposta.
Se eu não posso me ajudar a respirar corretamente, é melhor parar de respirar.
Perguntei-me quem era responsável por mim.

Apenas eu.
Eu estava completamente sozinho.
É fácil falar sobre o fim.
É difícil terminar.
Eu vivi até agora por causa dessa dificuldade.
Eu disse a mim mesmo que eu queria correr.
Sim, eu queria correr.
De mim mesmo.
De você.
Perguntei quem estava lá. Fui eu. Era eu de novo. E foi eu mais uma vez.

[…]

Perguntei por que eles vivem. Eles simplesmente vivem, apenas vivem.
Se você perguntar por que eu morro, eu respondi que estou exausto.
Eu sofri e ponderei. Eu nunca aprendi a transformar essa dor cansativa em bem-aventurança.

A dor é só isso, a dor.
Eles me repreenderam para não fazer isso.
Por quê? Por que não consigo acabar com as coisas da maneira que eu quero?

[…]

Mas eu deveria viver de qualquer maneira.
Eu continuo me perguntando por que eu deveria centenas de vezes e não é para meu próprio bem. É para você.
Por favor, não diga uma palavra se não entender.
Descobrir por que estou me machucando? Eu lhe disse o porquê. É tão errado se machucar tanto por causa disso, eu preciso ter uma razão mais dramática? Um motivo mais específico?

[…]
A vida da fama nunca foi feita para mim.
Essa é toda a razão pela qual dói. Porque eu sou famoso. Por que eu escolhi isso? É tão engraçado.
É uma maravilha que durou tanto tempo.

O que posso dizer. Apenas me diga que eu fiz bem. Que isso é bom o suficiente. Que eu trabalhei muito. Mesmo se você não pode sorrir, não me culpe no caminho. Você fez bem, você trabalhou duro. Adeus.”


– Jonghyun (SHINee)

 

Dias antes a morte, o artista havia filmado um novo videoclipe para uma nova canção solo e um amigo relatou que ele estava trabalhando em novas músicas. Segundo o amigo, o conceito das músicas tinham uma atmosfera iluminada e o tema seria algo como “Jonghyun ama a música”.

Em respeito a memória do artista a SM Entertainment, agência e produtora de Jonghyun, atualizou as contas oficiais do SHINee com a seguinte imagem:

 

 

 

Tradução: “Jonghyun, que amou a música mais do que ninguém, gostava do palco, o maior artista que gostava de se comunicar com os seus fãs através da música. Nós sempre lembraremos de você.”

 

Jonghyun, que amou a música mais do que ninguém”. Jonghyun realmente amou a música mais que qualquer um, sempre compôs e escreveu buscando passar seus sentimentos aos fãs, seja acalentando-os ou trazendo um “você não está sozinho”. Até mesmo em suas últimas palavras direcionadas ao público Jonghyun buscou saber se trabalhou duro. E sim! Kim Jonghyun, você brilhantemente trabalhou muito duro, por você e por seus fãs.

 

A carreira do brilhante Kim começou em 2008, aos 18 anos, quando debutou no boygroup SHINee junto aos companheiros Onew, Minho, Key e Taemin com a música título “Replay, noona is very pretty”, um grande sucesso entre as fãs de kpop mais velhas. Dessa forma, SHINee foi adquirindo espaço no competitivo mercado musical sul-coreano encabeçando sucessos como A.M.I.G.O, Love Like Oxygen, Ring Ding Dong e Lucifer. Em 2015, após 7 anos trabalhando em grupo junto ao SHINee, Jonghyun decidiu também iniciar sua carreira solo em paralelo, com o single Crazy (Guilty Pleasure) faixa título do seu primeiro mini álbum, BASE. Além do mini álbum BASE, foram lançados os álbuns The Collection: Story op.1, She is e The Collection: Story op.2 contendo em todos músicas escritas e compostas pelo próprio artista. Sua carreira solo contou também com a realização de shows produzidos por ele mesmo, como The Letter – Jonghyun, Jonghyun – X –  Inspiration e o mais recente Inspired.

A carreira solo de Kim não se resumiu aos seus álbuns e promoções, já que além de um cantor inigualável, Jonghyun apresentou exímio talento para escrita e composição de músicas. Para o próprio SHINee compôs músicas como Julliete, Obsession, Honesty, Symptoms entre muitas outras que compunham o repertório do grupo. Além das músicas escritas para seu grupo, Jonghyun produziu para artistas famosos como Lee Hi (Breathe), EXO (Playboy), Taemin (Pretty boy), IU (Gloomy clock) e Lim Kim (No more).

Além de compositor Jonghyun mostrou seu talento em mais uma vertente lançando o livro Skeleton Flower – Things That Have Been Set Free, onde o jovem nos conta a história ao escrever as faixas do seu álbum The Collection: Story Op. 1.

 

Além de um artista completo, Bling Bling carinhosamente apelidado pelos shawols (contração do nome do fanclub do SHINee, Shinee World), foi um ser humano honrável. Jonghyun, abertamente defendeu seu ponto de vista sobre a comunidade LGBT, agindo sempre a favor dos direitos do grupo social, mesmo em um país tão conservador como a Coreia do Sul. Um exemplo foi quando através de suas redes sociais apoiou uma estudante transsexual alterando seu avatar com a imagem de um poster feito a mão pela mesma como forma de protesto a LGBTfobia. Em uma série de mensagens trocadas com a jovem, Jonghyun diz apoia-la e sentia-se triste pelo mundo não aceitar as diferenças.

 

 

Não somente na defesa da comunidade LGBT, mas Jonghyun também partiu em defesa das mulheres que sofreram com abusos na guerra entre Japão e Coreia do Sul, criticando o país sul coreano a não fazer o suficiente para manter e se desculpar com essas mulheres. Segue a citação dele em uma transmissão ao vivo pela Blue Night:

“Em cada ano, em 1º de Março, eu penso que como as nossas avós foram forçadas à escravidão sexual por soldados japoneses… Eu não me importo com o governo japonês, apenas estou curioso para saber se o nosso governo tem intenção de resolver este problema. Ouvi dizer que existem cerca de 55 sobreviventes e me pergunto se seremos capazes de vê-las sorrir antes delas partirem”.

A partir das suas redes sociais Jonghyun também demonstrava todo carinho com os integrantes do SHINee, sempre apoiando, sendo o fã número um do Taemin, postando fotos divertidas com seus companheiros, seus amigos, animais e irmã. Depressão é uma doença que não escolhe etnia, status social, sucesso, idade ou qualquer padrão, mas busquemos lembrar de Jonghyun com nossas melhores e mais felizes memórias.

Segundo relatos de uma fã muito próxima do cantor e da família, (nenhuma informação confirmada) em testamento Jonghyun deixou ⅓ de sua fortuna para instituições de caridade, doou todos os seus órgãos e deixou para o SHINee os direitos de todas as canções que ele compôs e criou. Ainda que não seja uma informação confirmada, não parece impossível de ser uma verdade, visto todos os feitos anteriores atribuídos a Jonghyun.

Como fã tenho a honra de dizer que acompanhei e admirei esse homem que foi muito mais do que esse mundo merecia. O orgulho que sinto por ele ter sido simplesmente ele, me faz encontrar forças pra continuar em frente e tomá-lo como exemplo para eu ser uma pessoa melhor no futuro. Kim Jonghyun você trabalhou duro e trabalhou bem, você é a minha e a inspiração de muitos outros e espero que o que você não conseguiu ver aqui, você veja de onde estiver. Espero que veja sua importância e o amor que todos nós sentimos por você. Você com certeza é um filho, irmão, amigo, artista e pessoa amada.

Obrigada por ter nos deixado acompanhar você enquanto estava aqui conosco e isso não é um adeus é só um até logo.

Deixo aqui uma seleção de músicas e performances para lembrarmos de Kim Jonghyun como ele realmente é, um amante da música e artista completo. E espero que todos possam aproveitar mesmo que no futuro e que voltem a acompanhar seu trabalho, afinal o que é bom precisa ser “panfletado”, não é mesmo? Obrigada por ler até aqui e você também não está sozinho.

SHINee – Symptoms

 

Jonghyun – PLAYBOY

 

Jongnhyun – MONO-drama

 

Jonghyun – Hallejuah

 

Jonghyun – BREATHE

 

Jonghyun – Deja Boo

 

Jonghyun – Elevator

 

Jonghyun – White T-Shirt

 

SHINee – Honesty

 

Jonghyun – Lonely

 

Jonghyun – Inspiration

 

Por Isabella Nunes
Fontes: YNA, Chosun Ilbo, SM Entertainment, Redes sociais SHINee, Jonghyun, 9 (Dear Cloud), Joong Ang Ilbo
Não retirar sem os devidos créditos.

 

Publicitária, redatora e diretora de arte, sou CEO e fundadora da KoreaIN, a primeira revista brasileira sobre música e cultura asiática.