Visitamos a Exposição de Webtoon em SP + Entrevista Exclusiva com a cartunista coreana Dolbae

O Centro Cultural Coreano do Brasil em parceria com o Centro Cultural São Paulo organizou uma exposição sobre webtoon em São Paulo. As webtoons são os quadrinhos da Coreia do Sul, feitos especialmente para serem lidos online em celulares ou computadores. Juntando as palavras Web + Cartoon, as webtoons ganharam popularidade nos últimos anos fazendo parte da ‘onda hallyu’  que vem dominando o ocidente junto ao kpop, dramas e outros produtos vindos da Coreia do Sul e já apresentam concorrência aos famosos mangás japoneses.

Visitamos a exposição para contar para vocês o que é possível encontrar por lá.

 

A mostra traz a trajetória das webtoons, bem como algumas informações sobre as plataformas e hábitos dos leitores. Também é possível conferir as principais criações da artista Dolbae e ler outras obras em português nos tablets disponibilizados dentro da exposição. A cartunista também realizou um encontro com fãs nos últimos dias 21 e 22 para contar um pouco sobre suas experiências como criadora e para sessões de autógrafos.

A KoreaIN teve oportunidade de encontrar a simpática Dolbae para uma rápida entrevista. A artista revelou de onde vem suas inspirações, sua paixão por mangás e sobre uma de suas obras que irá virar drama ainda este ano! Confira:

KIN – Como você começou e de onde vem sua inspiração para criar as toons?

Dolbae: Tudo me inspira. Eu amo arte e quando eu vejo uma boa arte, ela me inspira visualmente. Eu penso “quero fazer isso, quero fazer aquilo, esse traço é bonito, essa cor é bonita, esse estilo é bonito.” Em relação à história, muitas coisas também me inspiram. Como minhas próprias experiências, que eu tento incluir nas minhas criações. Por exemplo, se eu visito minha família e tenho uma discussão com eles, depois eu penso nessa emoção e posso descrevê-la melhor.

Eu comecei as webtoons como hobbie. Eu era animadora de games em São Francisco e eu sempre amei desenhar cartoons e manhwas na Coreia,  eu comecei para me divertir e lançar na internet. Então o Naver me contatou e me chamou para ser uma profissional. Eu tinha cerca de 28 anos, eu comecei meio tarde (risos).

KIN – Como você descreve seu estilo?

Dolbae: Eu nunca pensei no meu estilo quando comecei, eu simplesmente faço o que acho que parece bom, então nunca cheguei a pensar em algo que me descrevesse. Talvez eu possa falar que meu estilo é uma mistura de muitas coisas que eu gosto.

Dolbae: Estilo é uma palavra complexa, pode significar qualquer coisa. Mas acho que ter um estilo único é importante, porque faz você se destacar dos outros, você pode ser reconhecido pelo seu próprio jeito.

KIN – Que tipo de mensagem você gostaria de transmitir com suas toons?

Dolbae: Uma boa mensagem, espero! (risos). Quando eu estava trabalhando com San Francisco Hwa Rang Kwan minha mensagem era: ‘Taekwondo é muito legal! Todos deveriam fazer! Por favor façam taekwondo comigo, é muito divertido!”. Era uma mensagem divertida né? Depois em ‘Tale of Gyeryong Fairy’, eu queria criar uma história que divertisse as pessoas e que ao mesmo tempo os fizessem pensar sobre o mundo ao redor. Eu tenho romance naquela história e eu queria transmitir sobre como o romance pode ser para todos, juntamente com seus pares. Eu queria trazer isso e emocionar os leitores.

KIN – Você pode contar um pouco sobre a criação por trás de San Francisco Hwa Rang Kwan?

Dolbae: Essa é fácil, porque eu estava fazendo taekwondo em São Francisco em um centro de artes marciais chamado Hwa Rang Kwan, é o mesmo nome da webtoon. E eu tive aulas lá e fui da faixa branca para a amarela, depois para a laranja e fui evoluindo e senti que era muito legal e que eu deveria contar a todos. Então pensei nisso como um diário com imagens sobre eu fazendo aquilo. Então eu criei essa personagem, porque eu não queria criar uma história só sobre mim.

Dolbae: A personagem principal lembra um pouco eu, mas não totalmente. Ela não faz arte, ela é engenheira e não sabe muito sobre arte. Mas eu acho que pude colocar muito de mim nela, como ela se sentia sobre aprender taekwondo, como ela sentia sobre viver em São Francisco, basicamente tem muitas experiências minhas naquela história.

KIN – Por anos os mangás dominaram o mercado de quadinhos asiáticos no ocidente. O manhwa coreano não obteve o mesmo resultado, mas há algum tempo estamos percebendo que o webtoon tem ganhado relevância no mercado digital de quadrinhos, com a ascensão de vários aplicativos de webtoon com tradução. Como criadora, você acredita que chegou a hora de o mercado coreano de webtoon superar o mercado japonês de mangás?

Dolbae: Eu acho que mangás e webtoons são diferentes em seus próprios jeitos. Eles são similares em alguns pontos e acho que podem compartilhar a audiência. Particularmente, eu realmente amo mangás. Eu cresci com isso e queria ser como uma artista de mangá. Então eu acho que é ótimo que as webtoons estão chegando à esse nível, mas não acho que disputam o mercado. Tem lugar para os dois, acho legal que ambos estão crescendo e podem compartilhar a audiência e o método criativo, cada um em seu próprio mundo.

KIN – Por favor, nos conte sobre seus próximos projetos.

Dolbae: Eu tenho um projeto atual que ainda estou trabalhando, o ‘A day after the broke up, Running’. Esta história é sobre ultramaratona e está na Justoon, que é uma plataforma nova. Após isso, quero fazer algo de fantasia, sobre dragões, reis e rainhas. Quero criar histórias mais longas comparadas às minhas últimas obras.

Dolbae também revelou sobre suas expectativas quanto ao drama ‘Tale of Gyeryong Fairy’, previsto para ser lançado em novembro deste ano na Coreia sob a produção do canal tvN. No elenco, estão estrelas como Moon Chae Won, Yoon Hyun Min e Seo Ji Hoon.

Eu estou muito animada! O escritor é famoso na Coreia como um bom roteirista, então acho que ele vai poder criar um ótimo drama. Provavelmente vocês poderão ver no final deste ano. Quando lançar, vou chamar todos meus amigos para assistirem! (risos). Eu estou realmente muito animada.

A exibição fica no Centro Cultural Vergueiro até o dia 29 de junho.

SERVIÇO – Exposição de Webtoon Coreano
Data:
 De 10 à 29 de junho – De terça a domingo
Horário: Das 10h às 18h
Endereço: 
CCSP – Centro Cultural São Paulo – Av. Vergueiro, 1000- Liberdade – São Paulo
Entrada gratuita

Por Caroline Akioka.
Imagens: Camila Akioka.
Não retirar sem os devidos créditos.