[Dossiê] Entenda o caso das agressões entre ACE e Chibin, do MASC + todas as declarações traduzidas

Na última quarta-feira, 25, Chibin o integrante mais novo do grupo MASC postou em seu instagram um desabafo a respeito da agressão que sofreu em março deste ano. Segundo Chibin, seu hyung (um honorífico para um homem mais velho) o teria agredido embaixo da chuva e deixado com diversas cicatrizes em sua face. Ainda segundo o texto publicado, o agressor não havia se desculpado e “continuava a atualizar suas redes sociais fingindo que nada havia acontecido”.

Por se tratar de um hyung, os fãs logo começaram a pensar que o agressor poderia ser um dos membros mais velhos do grupo, ou até mesmo o mananger do MASC, porém CHIBIN disse em seu texto que não seguia o instagram do agressor, e o único integrante que ele não seguia no instagram era ACE.

Um amigo de CHIBIN ainda postou em sua rede social diversas fotos dos machucados daquele dia, e no texto ACE foi acusado de bater no maknae (honorífico para pessoa mais jovem) com um guarda chuva. No início do texto o amigo diz: “ACE bateu na cabeça de CHIBIN, no rosto e ainda quebrou um guarda-chuva para usar como arma”.

As imagens podem ser um pouco chocantes, por isso deixaremos o link para aqueles que tiverem interesse em ver:  http://www.insight.co.kr/news/168608

As publicações originais de Chibin e ACE você pode verificar nos links a seguir: https://www.instagram.com/grambin_/ e https://www.instagram.com/aceseaaiite/

 

As declarações de Chibin

Atualização de Chibin no instagram, tradução logo abaixo.

 

Texto de CHIBIN na íntegra:

“Acho que você cometeu um pecado, mas quer escapar. Hyung, eu acho que você não teve intenção de pedir desculpas pela dor que causou em meu coração e corpo aquele dia. Hyung, você é o único que eu deixei de seguir. A razão? Porque ainda tenho arrepios pensando como você consegue atualizar suas postagens como se nada tivesse acontecido. Eu tenho certeza que você está lendo meu post. Se você pensa que eu estou bem, então é um grande erro e desentendimento. Aquele dia vem à minha mente quando eu apago as luzes e deito em minha cama de noite. Eu ainda tenho cicatrizes em minha face. Não pense que o passado é apenas passado. Eu não consigo esquecer aquele dia. O dia que eu chorei enquanto recebia socos embaixo da chuva e via meu sangue escorrer…”

 

Na sexta-feira, 27, CHIBIN veio novamente ao seu instagram para contar novamente sobre a agressão. O membro do MASC agradeceu ao apoio de todos, principalmente da mídia, e que demorou para contar, pois tinha medo de magoar as pessoas ao seu redor.

 

Confira a tradução do post de CHIBIN:

 

“Eu não esperava tanta repercussão da pessoas e dos repórteres. Obrigado. Na verdade, eu não sabia o que fazer quando fui machucado, e realmente não tinha escolha. Eu tive que esperar e ver, porque se eu falasse, eu não machucaria só a mim, mas a todos. Vocês devem estar pensando se é realmente necessário eu fazer isso, mas o acusado não foi contatado pela empresa por 5 meses desde o incidente. Tornou-se um silêncio absurdo. Minha frustração só crescia, e eu não conseguia mais ficar sentado e esperar, porque estava tudo tão abafado. Eu pensei que escrever essas coisas não seria bom para mim, mas acho que ajudou a aliviar um pouco meu ressentimento. Agora estou postando isso porque acho que é hora de contar a história toda do incidente. Vou apenas compartilhar a verdade, exatamente como reportei a empresa.

Foi isso que aconteceu. Em 8 de Março de 2018 nós estávamos andando para nossa a nossa última aula da noite. Eu abri a porta e fui para o primeiro andar sem saber que chovia lá fora. Um dos membros me ofereceu um guarda chuva, então eu perguntei: “isso não é meu, tudo bem se eu pegar?”. O membro disse: leve com você e compartilhe com os outros. Então, de repente, fui atacado pelo hyung, que disse: “Jeon Chibin, você pegou meu guarda chuva?” E eu respondi: “sim, eu pensei que fosse seu”, e ainda continuei: “quando você vier aqui eu entrego para você, hyung!”. Então ele usou alguns palavrões e disse: “não seria certo você voltar para o andar de cima e devolver o guarda-chuva logo que hyung lhe dissesse para fazer isso?”.

Então fomos para a nossa aula e durante nossa caminhada para lá eu ri e conversei com outro hyung. Então ele (o hyung agressor) me viu e disse: “não fale, nem mesmo ria, eu não quero ver você”. Então eu fiquei assustado e, como sou humano, fiquei bravo. Eu senti que nós precisávamos resolver o mal entendido, então esperei a aula acabar.

Após a aula, eu me senti inquieto por usar o guarda chuva, então eu entreguei para outro membro usar e andei na chuva com meu chapéu. O hyung agressor, que estava andando na minha frente, começou a gritar comigo e dizer: “por que você não está usando o guarda chuva?” e eu disse que havia entregado para outro hyung. O hyung agressor usou novamente palavrões e disse: “você está falando mal de mim?”. Naquele momento, eu pensei que fosse o momento certo para dizer: “eu queria resolver as coisas e conversar, eu não peguei o seu guarda chuva”. Então ele usou novamente os palavrões: “mas ainda assim, você não tem que trazer de volta para mim quando eu te disser, hein?” Ele gritou muito alto. Ele continuou a parecer zangado e esquentou-se, por isso também desabafei tudo o que me incomodava; como ele continuou me batendo mesmo depois que eu disse a ele para parar, como ele me bateu e também bateu em outro membro no rosto e pescoço com um cinto, como ele acusou cinicamente de eu ir festejar quando estou realmente indo para casa devido a problemas pessoais, etc… Enquanto eu estava dizendo isso, ele segurou um olhar ameaçador, me xingou e ergueu as mãos várias vezes tentando usar a violência.

Eu disse para ele não me bater várias vezes e também: “não toque o meu corpo”, quando ele jogou o guarda chuva (que estava em suas mãos) na direção da parede de pedra e usou os pedaços quebrados do guarda chuva para bater na minha cara diversas vezes. Os outros membros mais velhos pegaram o guarda chuva de mão. Ele então empurrou os membros e veio para cima de mim com chutes e pontapés. Havia sangue escorrendo pela minha face e cabeça. Chegou a um ponto eu não conseguia controlar meus sentimentos. Eu também cuspi tudo o que os outros e eu sofremos do hyung agressor. Eu estava fora de mim, gritava e chorava. Outros membros nos afastaram e disseram que nós deveríamos ir primeiro ao hospital. Mais tarde, eu fui ao hospital com os outros membros mais velhos. Eu fui com todos os membros, exceto o hyung agressor e outros membros de sua idade. Um pouco mais tarde, nosso agente e os empregados vieram. Como já estava tarde, eles disseram que resolveriam tudo um outro dia.

Meus pais ligaram para o hyung agressor, dizendo que ele deveria ao menos comparecer no hospital. O agressor disse: “eu vou se o Chibin se acalmar”, e então minha família retornou para a casa”.
Na madrugada de sábado, 28, ACE resolveu se pronunciar a respeito do caso. Em atualização no soundcloud ele deu sua versão através de uma canção. ACE assumiu ter agredido CHIBIN e pediu desculpas por seu comportamento, porém afirma não ter usado um guarda-chuva para espancá-lo e que já havia resolvido a situação com o próprio CHIBIN.

 

Posicionamento público de ACE

ACE pronunciou sobre o caso na madrugada de Sábado.

 

Ouça a música produzida por ACE, sobre o incidente e as denúncias: https://soundcloud.com/acesea/0728a

Tradução da música:

Já faz meses desde que fui isolado, tudo se desmoronou
Você acha que está tudo bem para mim? Eu caí em um poço das trevas
É muito profundo aqui, eu caí em um poço da escuridão
Está escuro sob meus olhos, sim, eu caí em um poço das trevas

Eu caí em um poço de escuridão, eu pequei comigo mesmo.
Eu queria fazer tudo certo, as coisas que fiz de errado na minha consciência
Eu dei a minha mão, e você segurou firme, a mão que eu dei
Mas agora depois de todo esse tempo, você acende um fogo como se fosse queimar tudo

Eu tentei tudo que eu poderia fazer, nunca corri
Não, você disse que não queria me ver, então arrumei minhas malas para você
Eu tentei assumir a responsabilidade, para que você não tivesse que me ver
Mas tudo o que voltou na minha frente é notícia na mídia sem uma única verdade para isso.

Como se fosse um ataque unilateral. Mesmo quando eu li, parece que eu sou lixo
Se eu continuar aqui sentado, uma história com mais ficção você vai escrever
Mas eu já sou lixo, eu já sou lixo nos livros
Terei que expressar minha posição antes de ser varrida.

Naquele dia, eu queria melhorar as coisas com você, você ficou desapontado
Mas eu vi você vindo para mim de repente, amaldiçoando-me
Eu dei um passo para trás surpreso como o inferno, acenei meu guarda-chuva, eu sei que isso é mesmo um pecado.
Mas que eu cometi um ataque cruel? Quem inventou isso?

Eu fui chamado para a delegacia, eles ouviram a verdade
Mesmo eles sabiam o que realmente aconteceu, eu fui provocado intencionalmente.

De alguma forma, acho que seu objetivo era reivindicar um acordo cem vezes mais.
Eu sabia que tinha que trabalhar meio expediente, mas a empresa não permitia isso.

Você disse que eu desapareci sem desculpas? Você faz o seu melhor para enganar nossos fãs com mentiras.
Você amaldiçoou seus pulmões, e nossos membros tiveram que se segurar e suportar sua loucura.
Você se importa apenas com você mesmo, a empresa é a mesma
Selecionando mais membros sem discussão nem nosso consentimento, e agora eles dizem que foi um erro.

Ok, desculpe, deu errado desde o começo
Sim, sinto muito, nós tentamos o nosso melhor, mas não deu em nada
Ok, eu sinto muito, ok, me desculpe
Sim, sinto muito, sinto muito por mim mesmo”.

 

Uma publicação compartilhada por @aceseaaiite em

 

Além disso, ACE se desculpou com um texto em seu instagram, assumindo a sua culpa e dizendo que continuaria a apoiar seu antigo grupo MASC. No texto, ACE desmente alguns fatos da versão de CHIBIN, dizendo que ele não desapareceu por cinco meses da empresa e que um pedido de desculpas havia sim sido feito.

“Aqui é o ACE. Primeiramente eu gostaria de sinceramente me desculpar com os nosso fãs, com o público e com os membros por estarem lidando com tanta crítica. Eu gostaria de me desculpar do fundo do meu coração com os nossos fãs que acreditaram em mim e me apoiaram. Eu também peço desculpa aos membros que ficaram juntos de mim durante tanto tempo.

Além de qualquer situação e de minhas intenções durante o incidente, e baseado no resultado do incidente, eu admito a culpa de minhas ações naquele dia. No entanto, eu nunca quebrei um guarda chuva ou o joguei contra a parede para usá-lo como arma, ou machuquei meus membros enquanto eles tentavam me impedir. Eu afirmo que essas situações são completamente falsas.

Além disso, acusações que eu desapareci sem contatar ninguém por 5 meses, sem ao menos me desculpar, é uma completa mentira. Durante o período de inatividade eu assumi a responsabilidade de minhas ações ao deixar o grupo, encerrar meu contrato com a companhia, e também passar por uma investigação policial.

Eu desejo que os fãs que apoiam o MASC, que os membros do MASC e as pessoas que eu amo não se machuque ou se deixem levar por essas acusações unilaterais.

Estou plenamente consciente da imaturidade de minhas ações. Eu gostaria de mais uma vez me desculpar pelas minhas ações. Eu continuarei dando meu apoio ao MASC. Peço que também continue a dar seu amor e apoio ao MASC”.

 

Posicionamento da agência do MASC

A empresa JJ Holic Media, entretanto, divulgou uma nota na última segunda, 30, a respeito da saída dos integrantes ACE e Chibin, oficializando que o hiatus de ACE representava a saída do grupo. Além disso, JJ Holic Media pediu desculpas e se assumiu responsável pelos eventos passados envolvendo os integrantes do grupo, e que demorou para fazer um pronunciamento do caso para não atingir os outros membros do MASC de forma negativa.

 

Nota da JJ Holic Media na íntegra:

“Olá, aqui é a JJ Holic Media.

Primeiramente, pedimos desculpas por causar preocupação aos fãs que deram apoio e amor ao MASC. Somos justos e nos sentimos responsáveis ​​por não prevenir tal incidente e desagradar os fãs.

É muito lamentável como a situação aconteceu dessa maneira enquanto estávamos em uma discussão profunda desde o incidente em março sobre as maneiras de não causar danos aos membros do MASC e suas promoções futuras.

A agência não pôde notificar sobre o assunto anteriormente, pois estávamos preocupados que o incidente desagradável pudesse causar danos aos outros membros e ao nome MASC. Nós nos desculpamos pela declaração oficial tardia.

Acreditamos que nada pode ser uma desculpa para o uso da violência e ACE não pode mais promover com o grupo. Portanto, ele foi removido como um membro do MASC.

Chibin, que fez uma pausa e recebeu tratamento para o choque mental, disse à agência no mês passado que seria difícil para ele continuar promovendo no MASC. Atualmente, ele está pretendendo se matricular na faculdade e mudando sua carreira para atuação.

Mais uma vez, pedimos desculpas por causar preocupações e pedimos que você encoraje os membros restantes para que eles não se machuquem com o incidente.

Tomaremos este incidente como uma lição e nos tornaremos uma agência que dará mais cuidado e consideração. Também trabalharemos duro para resolver o problema o mais rápido possível.

Obrigado.”

 

A saída de Yiryuk

Horas mais tardes, ainda na segunda-feira, outro membro do MASC anunciou em seu instagram sua saída do grupo. Yiryuk, conhecido como 26 pelos fãs, disse que sua saída não tinha relação com o incidente envolvendo ACE e Chibin, e sim que gostaria de focar em seu sonho, que é ser diretor de cinema, e que por conta do período militar obrigatório que teria que cumprir em breve, estava deixando o MASC para aproveitar o tempo que restava.

Ele declarou em sua conta pessoal:

“Eu tive que tomar uma decisão sobre o meu futuro, porque eu tenho que me alistar nas forças armadas. Atualmente estou sofrendo de efeitos colaterais de um acidente grave em 2016, e quero seguir meu caminho como diretor de cinema. MASC é tudo da minha preciosa juventude. No entanto, acreditava que poderia causar danos considerando as várias situações e a realidade, e meus valores não mais correspondiam aos da agência. Por isso, decidi deixar o grupo em vez de fazer uma pausa para me arranjar tempo para me reorganizar”.

 

Em sua postagem, Yiryuk disse que estava presente no momento do incidente, e que gostaria de expor o que aconteceu sem privilegiar ou proteger alguém. Yiyruk afirmou que ACE usou violência contra o Chibin, porém algumas informações relatadas da história não são reais. Ele afirmou: “Nada pode justificar as ações de ACE, mas não havia uma parede de pedra no local do incidente. Era apenas uma rua”. E acrescentou: “Você acha que os membros apenas ficaram observando? De forma alguma.Yiryuk explicou que os membros tentaram impedir ambos de entrar em uma briga e que não era um ataque unilateral, em somente em um dos rapazes. Ele disse: “Ambos os lados estavam esquentados e tentando começar uma briga. Nós os detivemos rapidamente e não houve covardia”.

 

Por fim, ele pediu para os netizens pararem de espalhar boatos e mensagens de ódio. Yiryuk declarou: “Os posts ‘sem sentido’ precisam parar, e se a verdade precisa ser revelada, então precisa ser discutida entre as duas pessoas. Acredito que ações judiciais precisam ser tomadas se elas quiserem se provar.” E finalizou: “Espero que o MASC, que era tão precioso para mim, não se machuque mais. Não vou esquecer as pessoas que deram amor ao MASC. Obrigado.”

 

 

MASC debutou em agosto de 2016 com 4 integrantes: WooSoo, 26, Ace e Heejae. O grupo ganhou novos integrantes em setembro de 2017: Doeun, Ireah, MoonBong e Chibin, totalizando oito integrantes. O grupo chegou a promover com a nova formação, porém ACE deixou a agência meses depois e não houve mais nenhuma promoção ou comeback.

 

Por Isabela Marques
Fonte: Instagram, Allkpop, Masc Brasil e Soundcloud.
Não retirar sem os créditos.

O Portal KoreaIN é dedicado a divulgar todo tipo de informação e noticia sobre a Coreia do Sul e sua cultura.