Racismo: Animais Fantásticos 2 recebe reações negativas à personagem asiática

O novo filme de JK Rowling é mais um spin-off da franquia Wizarding World, que, claro, também inclui os contos de Harry Potter.

Seu trailer revelou que Nagini – vista como uma cobra vil e letal nos livros e filmes de Harry Potter – começou a vida como uma mulher que carregava uma maldição, que a deixa capaz de se transformar em serpente e humana; um dia condenada a permanecer para sempre como uma serpente.

Dado que há poucas mulheres de ascendência asiática em toda a franquia (na verdade, Nagini é a segunda – depois do interesse amoroso de Potter, Cho Chang), a decisão de lançar Claudia Kim como alguém que se tornará um animal antagonista, tem dado o que falar.

No Twitter, uma pessoa escreveu para ela:ouça Joanne, nós entendemos, você não incluiu representação suficiente quando escreveu os livros. Mas de repente, fazer de Nagini uma mulher coreana, é um lixo. Representação como uma reflexão tardia para mais pontos de atenção não é uma boa representação”.

 

JK Rowling respondeu a última controvérsia do filme Animais Fantásticos 2

 

JK Rowling tentou explicar sua decisão.

Rowling respondeu: “Os Naga são criaturas da mitologia indonésia, que se parecem cobras, daí o nome ‘Nagini’. Eles são às vezes descritos como alados, às vezes como meio humanos, meio cobra. A Indonésia compreende algumas centenas de grupos étnicos, incluindo javaneses, chineses e betawi. Tenha um ótimo dia.”

Porém, o público ainda contesta a escolha. Alguns até mesmo levantam a questão de que ter Claudia Kim no elenco, possa ser uma escolha oportunista, com base no sucesso da onda coreana em todo o mundo.

 

Claudia Kim será Nagini nos cinemas.

 

A própria Kim não abordou publicamente o furor, mas em uma entrevista recente, falou de sua empolgação em mostrar um novo lado do personagem.

Animais Fantásticos 2 foi inundado por reações parecidas: primeiro com a notícia de que a homossexualidade de Dumbledore mais uma vez não seria mencionada ou aludida, e nem seu romance com Gellert Grindelwald.

Os fãs argumentaram que não havia sentido em Rowling confirmar publicamente que o diretor de Hogwarts é gay, se ele nunca seria representado na tela ou nas páginas, embora seja importante notar que ainda há mais três filmes planejados de Animais Fantásticos por vir.

Havia ainda a raiva pelo fato de Johnny Depp ter sido mantido no papel de Grindelwald, apesar da discussão pública entre ele e a ex, Amber Heard, e as acusações que ela havia feito contra o ator.

 

Tradução e adaptação por Naira Nunes
Fonte: 1
Não retirar sem os devidos créditos.

Publicitária, redatora e diretora de arte, sou CEO e fundadora da KoreaIN, a primeira revista brasileira sobre música e cultura asiática.