KPOP: 7 grupos que podem das DISBAND em 2019

Ser fã de K-pop é também ter de encarar o temido momento em que um grupo se desfaz e seus membros seguem caminhos diferentes. A dor para os fãs é ainda maior quando estes grupos demonstram estar a caminho ou lutando para chegar ao topo da indústria. Por outro lado, alguns destes disbands acabam por proporcionar grandes debuts solo devido a notoriedade de alguns destes idols dentro do meio.

No ano de 2018 perdemos grupos como Secret, Bestie, Fiestar, Homme, The East Light… A lista é grande. Com 2019 virando a esquina, aqui estão 7 grupos que podem dar disband no ano que entra.

 

7. A.cian

Na ativa desde 2012, o A.cian já passou por uma série de mudanças em seu lineup, sendo hoje um grupo de 4 integrantes e tendo 7 ex-integrantes. O grupo não tem lançamentos atuais, sendo seu último comeback no ano de 2016, e a atividade mais recente relacionada ao grupo no Youtube faz cerca de um mês, onde foram postados alguns covers de outros artistas de kpop. Com poucas promoções, a continuidade do grupo se torna incerta para 2019.

 

6. F(x)

Com a saída de Sulli em 2015 e os projetos solos se tornando o foco principal das integrantes que restaram, o f(x) corre o risco de dar disband em 2019. Mesmo que estejamos torcendo por um comeback para comemorar os 10 anos de grupo, parece existir algum conformismo por parte da SM Entertainment.
Em algumas ocasiões o grupo chega a se apresentar apenas com as membros Amber e Luna, enquanto se dividem entre lançamentos através de projetos, participações em programas e outras agendas solo. Uma nova canção solo de Luna está agendada para ser lançada no início do próximo ano.

 

5. Girl’s Day

Mesmo com a confirmação de um comeback do Girl’s Day esse ano, nós fomos capazes de ver o grupo apenas no palco em sua participação nas Olimpíadas de Pyeongchang. Por conta da saída do Girl’s Day no topo dos charts esse ano, muitos fãs prevém o pior para o grupo em 2019. Felizmente, no caso delas, nós vemos as carreiras solo se encaminhando, seja como cantora, atrizes ou entertainers.
Nós odiaríamos ver os lindos vocais de Minah, e os talentos de todas, desperdiçados.

 

4. B.A.P

Tendo em mente as tristes confissões sobre seus contratos com a TS Entertaiment, as expectativas para o B.A.P em 2019 não são nada otimistas. O grupo sofreu com uma quantidade absurda de dificuldades envolvendo seu gerenciamento desde o debut em 2012. Como resultado, dois integrantes (Yongguk e Zelo), deixaram oficialmente a empresa após o fim do contrato (que já havia sido revisto em processo judicial anos atrás).
É possível que não tenhamos B.A.P em 2019, pelo menos não sob gerenciamento da TS Entertainment. Vamos manter as esperanças para que uma nova empresa veja o potencial e a lealdade das Baby’s.

 

3. Ladie’s Code

O Ladie’s Code teve de lidar com tempos difíceis repetidas vezes durante sua carreira na indústria. Com o falecimento de duas integrantes em um acidente e as dificuldades enfrentadas pelo gerenciamento de sua empresa, o grupo pode encontrar um fim neste novo ano, já que fazem exatos dois anos desde o último single oficial lançado.
Para a felicidade de muitos fãs, há 2 semanas o grupo lançou a faixa comemorativa “The Last Holiday” em seu canal oficial do Youtube.

 

2. MR.MR

Mesmo com integrantes extremamente talentosos, o MR.MR perdeu alguns deles e não conseguiu ainda atingir o topo da indústria com seus lançamentos. As trocas no lineup alteraram a imagem do grupo e o fato de nenhum de seus integrantes ter chegado à final do programa “The Unit” diminuem ainda mais as chances de vermos os membros do MR.MR juntos e ativos em 2019.
As informações sobre o grupo na internet são desencontradas.
Registros dizem que o grupo teve seu fim oficial em fevereiro de 2017, outros dizem que a empresa tem investido esforços em uma segunda geração. Mas o que sabemos é que MR.MR, que já veio ao Brasil em 2014, deixou seu legado com música icônicas para o kpop.

 

1. AOA

Quando se trata das próprias marcas deixadas dentro da indústria do K-pop, é inegável a competência que AOA tem de nos entregar músicas cativantes e viciantes durante sua carreira. No entanto, os contratos individuais do grupo acabam em 2019, o que coloca o AOA em risco de disband.
Com a saída de ChoA em 2017, que causou um impacto no status do grupo, e o foco das integrantes se voltando para outras áreas da indústria, seria na verdade uma surpresa ver o grupo inteiro renovar seu contrato com a FNC Entertainment por mais alguns anos.

 

Tradução e adaptação: Jô Mesquita
Fonte: Allkpop + Braydon Park @Youtube
Não retirar sem os devidos créditos