Jung Joon Young e Choi Jong Hoon são acusados de estupro coletivo

[AVISO DE GATILHO: A matéria a seguir pode conter partes não recomendadas para pessoas sensíveis. Recomendamos cautela ao prosseguir a leitura]

Uma mulher prestou depoimento denunciando que foi estuprada por um grupo de 5 pessoas que eram membros do polêmico grupo de KakaoTalk, incluindo Jung Joon Young e Choi Jong Hoon.

Leia mais: [Dossiê] Burning Sun, Seungri e JJY: Uma linha do tempo do maior escândalo sexual no K-POP

De acordo com a reportagem feita com exclusividade pela repórter da SBS, Kang Kyung Yoon, em 18 de Abril, a vítima identificada como “A” relatou que confirmou sua denúncia de estupro coletivo. “A” se valeu por registros de gravações de voz, imagens e mensagens trocadas no grupo que ela havia sido estuprada por cinco homens, incluindo Jung Joon Young e Choi Jong Hoon. Após conversar com um advogado, ela decidiu formalizar a denúncia.

“A” relatou que em Março de 2016 encontrou os ex-músicos, o ex-funcionário da Burning Sun (identificado como “Kim”), um ex-funcionário da YG (identificado como “Heo”) e o empresário “Park” para beber e desmaiou. Quando acordou na manhã seguinte, ela estava nua em um quarto de hotel e Choi Jong Hoon estava deitado próximo dela.

A vítima saiu apressadamente do quarto na ocasião e começou a suspeitar que havia sido estuprada após as reportagens sobre as conversas trocadas no grupo.

Mês passado ela entrou em contato com Bang Jung Hyun, o advogado que submeteu material dos chats para a comissão Anti-corrupção e de Direitos Civis. Ela mencionou a data e localidade do ocorrido e atrávés do advogado descobriu que haviam um registro de voz, seis fotos e conversas sugerindo que ela havia sido estuprada.

Nas conversas trocadas no dia seguinte, Jung Joon Young usou gírias para mencionar um estupro de múltiplas penetrações, enquanto Choi Jong Hoon falou que “teve que segurar o riso enquanto estuprava ‘A'”, que estava inconsciente.

Leia mais: [Dossiê] Jung Joon Young é indiciado por compartilhar vídeos íntimos

A seguir está uma tradução da entrevista que “A” concedeu a SBS.

P: Qual a sua relação com os 5 membros?

R: “Conheci Jung Joon Young em 2012 através de conhecidos em comum e conheço “Kim” desde 2013. Uma das minhas amigas estava namorando Seungri na época, então costumávamos sair em grupo. No início de 2016, Jung Joon Young me convidou para beber depois de um tempo, e ele estava fazendo um evento de autógrafos. Os 5 membros do chat e eu, totalizando 6 pessoas, bebemos em 3 lugares diferentes. Eu estava um pouco bêbada, mas estava com duas celebridades que conhecia por anos, abaixei minha guarda. Eles me disseram que tinham reservado um quarto num hotel e queriam beber mais lá, mas, assim que bebi álcool [no hotel], fiquei inconsciente.”

P: O que estava acontecendo quando você acordou?

R: “Acordei porque minha cabeça doía. Estava sem roupa e Choi Jong Hoon estava deitado perto de mim rindo. Como estava nua, perguntei a eles “O que aconteceu?”. Eles responderam “Você não lembra?” e riram. Eles chegaram perto de mim enquanto ainda estava nua e me provocaram dizendo “Tente procurar sua roupa íntima.” “Heo” até me cutucou enquanto sugerindo que devíamos transar. Quando disse para que parassem, eles me devolveram minha roupa íntima. Peguei minhas roupas, me vesti e saí do hotel. Isso é tudo que lembro daquele dia.”

P: Você não suspeitou que havia sofrido violência sexual na época?

R: “Não lembro de nada depois de ter perdido a consciência após beber no hotel. Eu estava tomando remédios para síndrome do pânico, então imaginei que possa ter sido isso [a razão de ter desmaiado]. Minha cabeça estava machucada como se tivesse batido em algo. Quando acordei nua na manhã seguinte, me senti envergonhada, mas não estava ciente do que estava acontecendo e não consegui perguntar. Após sair do hotel, Jung Joon Young, Choi Jong Hoon e “Kim” entraram em contato comigo, como se nada tivesse acontecido. Choi Jong Hoon até disse “Te vejo mais tarde”. Era difícil para mim perguntar algo pra eles.”

P: Você entrou em contato com eles após as notícias sobre os chats?

R: “Contatei Choi Jong Hoon e “Kim”. Quando perguntei “Vocês me filmaram com câmera escondida?” eles negaram veementemente. Eles me responderam: “Nós nem falamos de você [no chat]. Por favor, acredite”. Eles até disseram: “Não se preocupe. Vamos nos encontrar.”. Vi que seria muito difícil esperar uma desculpa sincera deles ou que eles refletiriam sobre isso.”

P: O que a fez decidir processá-los?

R: “É doloroso pensar sobre aquele dia. Porque é constrangedor e me machuca. Tento não falar sobre o que aconteceu naquele dia. Depois de ver as reportagens sobre os chats, concluí que, apesar de vê-los como amigos próximos, eu não era o mesmo para eles. Não consigo evitar pensar que eles simplesmente me trataram como um objeto. Eu estava envergonhada. Espero que eles paguem pelos seus crimes.”

P: Como você se sente agora que está prestes a iniciar o processo?

R: “Estou preocupada que possa encontrar retaliações ou se a polícia conduzirá a investigação apropriadamente. A polícia disse que investigou os chats, mas eu nunca fui contatada por eles. Não sei o que acontecerá comigo se [os 5 membros] disserem que não fizeram isso. Tenho medo que minha identidade seja exposta e as pessoas saibam que eu me vitimizei.”

Até o momento, a polícia havia dito que não conseguiu seguir com a investigação das denúncias de abusos sexuais cometidos por Jung Joon Young. Porém, com o depoimento de “A”, eles oficialmente iniciarão a investigação assim que ela concluir a denúncia.

Quando perguntados sobre o caso, o empresário “Park” disse que ele não tem relações com o caso e negou fortemente todas as acusações. “Heo” não respondeu e Choi Jong Hoon estava fora de contato porque seu telefone estava desligado.

Fonte: Naver, SBS, Soompi
Por Greyce Oliveira
Não retirar sem os devidos créditos