Ator Joo Jin-Mo é mencionado em polêmica envolvendo mensagens vazadas

O ator teve seu celular hackeado e o conteúdo repercutiu na mídia sul-coreana

Na última semana, o ator Joo Jin-Mo teve informações pessoais divulgadas por hackers. O conteúdo vinha desde 2013, o enfoque mais polêmico foi dado às conversas no Kakao Talk entre ele e outro colega, Jang Dong Gun.

No entanto, uma das pessoas mais prejudicadas pela polêmica é a esposa de Jin-Mo, a doutora Min Hye-Yeon, casados de junho de 2019. Apesar de não ser uma celebridade, a médica costuma fazer aparições em shows de variedades dando dicas de saúde. Com a repercussão, ela precisou apagar as contas nas redes sociais e cancelou a aparição em canais televisivos.


Min Hye-Yeon

Essa invasão na privacidade de uma única celebridade trouxe à tona uma discussão já antiga: como o acesso indevido à um dispositivo, pode afetar a vida de outras pessoas mencionadas ou próximas ao sujeito.

O conteúdo das mensagens trocadas entre Joo Jin-Mo e Jang Dong Gun em 2013, era principalmente sobre mulheres, compartilhando imagens de modelos japonesas, outras personalidades femininas da mídia sul-coreanas, além de detalhes relacionados a vida amorosa do ator antes do casamento com Min Hye-Yeon.

Apesar do conteúdo não ser ilegal ou passível de prisão imediata, a forma como os atores falavam das mulheres em questão foi vista com ressalvas pelos netizens, que desaprovaram a conduta de ambos, principalmente Dong Gun, que já era casado com a atriz Go So Young na época.

Joo Jin-Mo foi somente um dos nomes hackeados: antes de todas as informações e conversas serem divulgadas, os hackers haviam exigido uma quantia entre 50 milhões KRW (US$42 mil) e 1 bilhão KRW (US$ 850 mil), para não vazarem nada. Joo Jin-Mo não cedeu ao suborno e a assessoria do artista alegou estar tomando as medidas legais devidas para com os hackers, e quem espalhar o conteúdo exposto pelos mesmos ou alegações falsas.

“Olá, aqui é a Huayi Brothers Korea.

Esse é uma declaração oficial sobre nosso artista, Joo Jin-Mo, de quem informações foram disseminadas em várias plataformas online, mídia sociais e aplicativos de mensagens. Estamos tomando várias ações legais e pedindo uma investigação formal em todas as situações, incluindo a de propagação de informações.

Publicar e espalhar tais informações sob a bandeira de ‘rumores’ são comportamentos passíveis de punição pela lei. Sendo assim, tomaremos ações legais severas por uma firma de advocacia e penalizar pessoas por redistribuição, fabricação e disseminação de conteúdo, independente de qual canal utilizado para expressão, do qual está sendo usado e transmitido de forma impensada.

Atenciosamente.”

Declarou a Huayi Brothers.

Até o momento, Joo Jin-Mo e Jang Dong Gun foram os principais alvos do vazamento, mas há outros atores e idols também “reféns” dos hackers. De acordo com a Dispatch, as informações foram retiradas da Samsung Cloud, serviço de armazenamento em nuvem da Samsung. A empresa sul-coreana liberou uma nota em sua comunidade online, Samsung Members.

“Ao contrário do que foi dito em notícias recentes, nem os celulares Galaxy da Samsung, nem o serviço Samsung Cloud foram hackeados. Nós presumimos que esse incidente ocorreu após as informações de conta deste usuário em específico foram reveladas por vazamentos externos. Enquanto as informações de identificação e senha continuarem não revelados, suas informações pessoais salvas na Samsung Cloud estarão protegidas de acordo com os termos de privacidade.”

Declarou a empresa em relação às alegações da Dispatch.

Sobre o crime de invasão de privacidade e as informações divulgadas de Joo Jin-Mo, a Divisão de Crimes Cibernéticos do Departamento de Polícia Regional de Seul diz estar investigando as outras ameaças.

“O smartphone de uma parcela das celebridades foi hackeado, e estamos investigando tanto a invasão quanto às ameaças.”


Disse um representante da DP Regional de Seul.

Fontes: AllKpop, HanCinema e KoreanHerald