[LISTA] 12 músicas de k-pop inspiradas em livros

No mundo do k-pop, as músicas e MVs muitas vezes trazem alguma referência, seja de trabalhos anteriores do artista ou de outras obras.

Veja também: 10 MVs de K-POP inspirados em FILMES que VOCÊS tem que assistir!

Fizemos uma lista de alguns MV que foram inspirados somente em filmes, inclusive filmes que foram baseados em livros, como Alice no País das Maravilhas e Sherlock Holmes. Então nós temos uma lista de algumas músicas de k-pop inspirados apenas em livros, dessa vez, para você curtir com a gente e também entender aquele conceito que você sempre ficou curiose sobre algum MV.

Mr. Potter – DIA

O DIA não decepcionou quando o assunto foi inspiração. Em Mr. Potter, a melodia inicial já faz referência à trilha sonora instrumental utilizada na adaptação da saga Harry Potter escrita por J.K Rowling, também podemos ver a viagem de trem e as meninas brincando com varinhas e claro, voando em vassouras mágicas. Referências a outras histórias também aparecem, como Alice no País das Maravilhas e os famosos contos de fada Chapeuzinho Vermelho e A Princesa e a Ervilha.


Paradise Lost – GAIN

O MV solo de Gain, integrante do grupo Brown Eyed Girls, foi inspirado no poema clássico Paraíso Perdido, escrito por John Milton em 1667, que apresenta versos inspirados na temática bíblica e fala sobre a rebelião dos anjos no Paraíso, Adão e Eva e a Queda do Homem. Na produção, a cantora aparece com uma interpretação e coreografia extremamente sensuais e com referências a figura da cobra do Jardim do Éden. Assim como o single, todas as outras músicas do mini-album Hawwah fazem parte do mesmo contexto, fazendo menções a maçã de Eva, ao livre arbítrio, e à primeira tentação.



My House – 2PM

O 2PM não brincou em serviço nas inspirações em histórias da literatura. Aqui a lista de influências é grande: Cinderela, A Bela e a Fera, Chapeuzinho Vermelho, Romeu e Julieta, Branca de Neve e Alice no País das Maravilhas. No videoclipe podemos ver a mocinha em um baile e seguindo em clima de romance com cada um dos integrantes do grupo e com cada um representando uma história.


Cinderella – CNBLUE

Não precisamos nem dizer em qual obra o MV de Cinderella foi inspirado, né? No vídeo os nossos príncipes do CNBLUE perdem suas “princesas”, com direito até a sapatinho perdido. A música é contagiante e com certeza toda a vibe de conto de fadas moderno deixa tudo mais legal.



Joker – Dalshabet

A música do girlgroup Dalshabet se inspirou no personagem do supervilão da DC Comics criado em 1940, Coringa. O vídeo tem um ar bem sexy e apresenta o icônico personagem dos quadrinhos.


Zezé – IU

Zezé foi inspirado no livro brasileiro Meu Pé de Laranja Lima, do escritor José Mauro de Vanconcelos. A música tem uma vibe incrível graças à voz doce da cantora, mas a canção enfrentou controvérsias, já que algumas interpretações acusam a composição de sexualizar o protagonista da história, que é um menino de 6 anos.


OS MELHORES PRODUTOS DE K-POP VOCÊ ENCONTRA AQUI!

Scentist – VIXX

O conceito do MV de Scentist foi baseado em Perfume: A História de um Assassino do escritor alemão Patrick Süskind. Aqui, até o próprio título da faixa – que é uma junção de scent (fragrância) e artist (artista) – carrega a simbologia. A história fala sobre um assassino sensível a cheiros e que mata mulheres para preservar suas fragrâncias em frascos, bizarro, né?  No vídeo podemos ver os membros do grupo em um laboratório, cercados por diversos frascos.


Divina Commedia – G-Dragon

A música Divina Commedia do rapper do BIGBANG, faz alusão à obra homônima do escritor clássico Dante Alighieri, o poema épico é dividido em três partes: Inferno, Purgatório e Paraíso e em que os personagens principais são o próprio autor e personalidades históricas.



Heart Attack – Chuu (LOONA)

A faixa solo de Chuu, do LOONA, faz referência ao conto de Hans Christian Andersen, A Menina dos Fósforos, que conta a história de uma menina que vendia fósforos e em uma noite de neve acaba os usando para se aquecer e acaba morrendo de frio e cansaço. Assim como no conto, Chuu imagina momentos felizes antes de cair na neve.


Chase Me – Dreamcatcher

A música de debut do Dreamcatcher foi inspirado no livro O Iluminado, de Stephen King. O autor americano é famoso por escrever obras mundialmente famosas de horror e ficção, como It: a coisa. Isso já diz muito sobre o conceito das meninas, e sua sonoridade única, já que elas inovam musicalmente utilizando elementos do rock.  O livro tem sua adaptação cinematográfica e podemos ver várias cenas no MV semelhantes ao filme.



Magic Shop – BTS

Em Magic Shop a inspiração veio do livro Into the Magic Shop, que no Brasil recebeu o título A Maior de Todas as Mágicas , uma autobiografia do professor universitário da universidade de Stanford, James R. Doty. Nele o autor aborda sobre lições que aprendeu com uma moça em uma loja de mágica, sendo a principal sobre a capacidade de abrir seu coração. Essa é a mensagem que o grupo tenta passar ao seu fandom ARMY nessa música.

O BTS sempre traz referências nas suas produções, seja de suas eras anteriores como também de obras da literatura. Alguns exemplos desse segundo caso foram Blood Sweat and Tears e toda a era WINGS que foram inspiradas no livro Demian, de Hermann Hesse; Spring Day, por sua vez, foi baseada no conto The Ones Who Walk Away From Omelas, escrito por Ursula K. Le Guin; já a era MAP OF THE SOUL teve como base a obra psicanalítica de Carl Jung.



Good Evening – SHINee

A música faz parte do The Story of Light e a série de MVs faz alusão ao livro favorito de Jonghyun, O Pequeno Príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry. A obra narra a história de um piloto de avião que encontra um pequeno príncipe após seu avião cair no deserto. A narrativa carrega uma série de bonitos ensinamentos e no videoclipe do grupo podemos ver a raposa aparição da história. Dentre músicas inspiradas no livro francês estão também Serendipity do BTS e The Little Prince, solo de Ryeowook do Super Junior.


Gostou da nossa seleção? Escute agora a playlist completa no Spotify: