O que a parceria entre Lady Gaga e BLACKPINK significa para o KPOP?

No dia 22 de abril, a cantora americana, Lady Gaga confirmou em suas redes sociais a tracklist de seu sexto álbum de músicas inéditas, “Chromatica”, que conta com a participação de um dos nomes mais relevantes do cenário pop americano atual, Ariana Grande, da lenda da música pop inglesa, Elton John, e para a surpresa de uma legião de fãs: BLACKPINK.

Intitulada “Sour Candy”, a faixa marca a parceria inédita entre um grupo de KPOP em ascensão com um dos nomes mais influentes da música pop americana dos últimos dez anos. Consolidando de vez a aproximação entre duas das indústrias fonográficas mais influentes do mundo. 

https://www.instagram.com/p/B_TB1Q9lvbi/

Ainda que essa não seja a primeira colaboração entre artistas populares dos dois países, certamente é que tem maior potencial para ser a mais emblemática. No ano passado, BTS conquistou um espaço inédito para o kpop nas paradas americanas com a música “Boy With Luv”, parceria do septeto com a cantora Halsey, que chegou ao oitavo lugar na parada de singles da Billboard, sendo esse, o melhor desempenho de um artista sul coreano nos charts ocidentais.

OS MELHORES PRODUTOS DE KPOP VOCÊ ENCONTRA AQUI!

Além deles, o próprio BLACKPINK participou da faixa “Kiss and Make Up”, incluída na versão deluxe do álbum de estreia da cantora britânica Dua Lipa, um nome em ascensão assim como elas. Até então, nenhum artista do mercado ocidental com tanto tempo de estrada e reconhecimento, tinha firmado uma parceria com um artista de kpop, até o anúncio da colaboração entre Lady Gaga e Blackpink

Com 11 Grammys e um Oscar na prateleira, Gaga se tornou a primeira grande artista do pop americano a se associar ao kpop, e ao fazer isso em “Sour Candy”, ela acabou criando uma das faixas mais aguardadas de sua carreira e ajudando a marcar uma grande virada para o kpop no ocidente. Se há alguns anos o gênero era considerado por alguns veículos da imprensa ocidental,  um nicho da indústria, ou um viral que acidentalmente se popularizou com uma faixa ou outra, o último ano foi uma grande desconstrução dessa narrativa. 

Ainda que não possamos ouvir a nova música e nem tenhamos informação de quando ela será lançada, apenas o fato dessa parceria já existir, alavanca a carreira do BLACKPINK nos Estados Unidos, ressignifica o espaço da música pop sul coreana para o mainstream e abre espaço para que ela se consolide cada vez mais no maior mercado ocidental de música. 

Fonte: Forbes