13 Momentos marcantes do Show Me The Money

Show Me The Money criou uma fanbase fiel de admiradores do k-hip hop. Conheça alguns momentos marcantes do programa com maior flow da península coreana

Aviso de classificação indicativa: algumas músicas contêm palavrões e frases com conotação sexual. Por favor, faça o uso deste artigo com consciência.

A Coreia do Sul exporta muito mais do que k-pop e doramas, o país é reconhecidamente um grande fã de programas de audições, variedades e reality shows, principalmente envolvendo nomes de grandes artistas. Diversos ramos do entretenimento sul-coreano são cobertos pela vastidão do conteúdo disponível, inclusive programas de sobrevivência focados 100% no rap e hip-hop, uma cultura musical que está em constante crescimento com a popularização de unit compostas por rap lines, crews (grupos de rappers, como o Fanxy Child), artistas produzindo os próprios sons e gravadoras independentes da BIG3 ou outras empresas menores, mas com household names (nomes conhecidos, como a Rainbow Bridge World tem o MAMAMOO).



Um exemplo de programa focado em espalhar a cultura k-hip hop foi o Show Me The Money, da MNET. O programa de sobrevivência começou em 2012 com uma premissa diferente: unir rappers rookies e veteranos com produtores musicais e colocar tudo isso em uma competição, onde o mais talentoso e popular ganharia um contrato com uma gravadora, reconhecimento, um carro e – não querendo ser redundante – money (em 2019, o prêmio em dinheiro foi de ₩200.000.000, convertendo para a cotação de hoje, R$749 mil).

A audiência de Show Me The Money era tanta, que em novembro de 2018 – durante a sétima temporada do programa, e uma das mais queridas pelos fãs – a The Korean Business Research Institute fez um levantamento sobre a programação preferida dos telespectadores sul-coreanos, SMTM ficou em terceiro lugar entre os mais populares, na frente inclusive do Running Man.

O formato dos desafios do programa e crews muda de acordo com a temporada, mas o básico envolve rappers em batalhas individuais, julgados pelos próprios mentores, na qual os mais bem avaliados continuavam para o próximo episódio. Além de batalhas incríveis, os artistas – e produtores – entregaram ao público músicas icônicas ao longo das semanas.

Show Me The Money teve, até então, um total de 8 temporadas, sendo primeira começando em junho de 2012. A nona temporada já foi confirmada ainda sem data divulgada. O primeiro vencedor foi Loco, hoje parte da AOMG Entertainment e um dos solistas mais populares. O último premiado foi Punchnello, sob as asas do BGM-v Crew, formada por Verbal Jint (que participou da 1ª temporada do programa e voltou como mentor),  Giriboy (competidor na 3ª temporada), BewhY (integrante o elenco da temporada 4ª e vencedor da 5ª) e Millic. Outros nomes reconhecidos que também passaram ou ganharam o SMTM foram: Mad Clown, LE (EXID), Bobby (iKON), B.I (iKON), Sik-K, MINO (WINNER), Basick, One, Flowsik, Nafla, Loopy e pH-1.

Com a alta procura por outros realities como SMTM, de 2015 a 2016 a MNET realizou o spin-off Unpretty Rapstar, para rappers femininas competirem (determinadas artistas participaram anteriormente do Show Me The Money, mas não foram longe). Alguns dos nomes que integraram o elenco foram: Jessi, Cheetah (vencedora da primeira temporada), Jimin (ex-AOA), KittiB, Hyolin (SISTAR), Heize, Yubin (Wonder Girls), Nada (ex-Wa$$up), Soyeon ((G)I-DLE) e Miryo (Brown Eyed Girls).

Sem mais delongas, conheça alguns dos momentos marcantes do Show Me The Money.



OKEY DOKEY | MINO FT. ZICO

É uma verdade universalmente conhecida que um fã de k-hip hop, ZICO e/ou MINO em algum momento já proferiu a seguinte sentença:

Is that true? Yes! Okey dokey yo”, palavras proclamadas pro Song Minho.

O hit foi apresentado por MINO, na época usando seu nome completo, Song Minho. O rapper do Winner integrou a equipe do produtor e também rapper, ZICO, durante a quarta temporada do programa. Apesar do campeão ter sido o Basick, a música viralizou e até hoje é lembrada.


GREY | BILL STAX FT. JO HYUNAH

Apesar de ser uma competição focada em rap, alguns dos competidores mostraram destreza ao misturar ritmos e agregar novos traços e flows. O tradicional é popular, mas é sempre bom encontrar algo de novidade, não é mesmo?

BILL STAX (na época conhecido como VASCO) competiu na terceira temporada pelo time Brand New (Swings e San E). A performance de Grey, com Jo HyunAh, foi uma jogada de mestre, misturando hip hop com rock, o ritmo traçado ao longo de toda a faixa encantou o público e garantiu para o rapper mais uma semana no páreo.


RED SUN | HANGZOO FT. SWINGS

A diferença que uma performance bem trabalhada não faz, né meu pai? Durante sua participação na sexta temporada, HANGZOO já tinha provado ser um competidor feroz e um rapper fora do comum, mas Red Sun só o consagrou como alguém versátil, detentor de uma dualidade incomparável.

A música em si, sonoramente, parece funcionar como uma escada onde os versos e batidas vão subindo e evoluindo conforme os artistas a apresentam. Começando lentamente, até chegar em um clímax quase literário e terminar desacelerando. Uma faixa perfeita para a semifinal.

Não à toa, HANGZOO foi o campeão da sexta temporada, tendo sido mentoreado pelo time FANXYCHILD (ZICO e DEAN).



PH-1 VS D.ARK

Em todas as temporadas de Show Me The Money houveram batalhas de rap, nas quais cada um desafiava o outro em uma diss track (uma faixa de provocação). Durante a sétima edição do programa, conhecemos um rapper de 15 anos – em idade coreana – chamado D.Ark, integrado no time Illionaire Ambition (The Quiett e Changmo). Ele passou com aprovação de todos os mentores e em determinado episódio batalhou contra o pH-1, adversário competindo pelo time Hi Lite & AOMG (Paloalto e Code Kunst).

Assim como pH-1 brincou com o fato do menino ser um adolescente em idade escolar, D.Ark fez o mesmo e mostrou que não existe idade mínima para ter talento.

Apesar de D.Ark – nome artístico de Choi Yeon So – ter exibido talento e sagacidade impressionantes para alguém tão novo, ele acabou se envolvendo em polêmicas ainda no início do programa e a maior parte de sua participação foi apagada, sobrando somente resquícios para manter a linearidade e coerência das interações entre os competidores e mentores durante o SMTM. Até os dias de hoje, ele não voltou a fazer novas aparições na mídia.


STAND UP | BASICK FT. MAMAMOO

Uma batida pesadíssima, presença de palco e flow, estes foram os ingredientes escolhidos por Basick para cada uma de suas músicas, mas em sua apresentação na semi final do SMTM4, o rapper propositalmente acrescentou o Elemento X: uma performance ao lado do girlgroup MAMAMOO. O resultado foi Stand Up, uma faixa dançante e digna de destaque.

Solar, MoonByul, WheeIn e Hwasa são colegas de gravadora de Basick. Além do stage apresentado no vídeo, as rimas e desenvoltura deram ao rapper o título de vencedor da quarta temporada de Show Me The Money, pelo time Brand New Music, mentoreado pelos produtores Verbal Jint e San E.


BITE | NAFLA

A sétima temporada do programa foi composta por muitos nomes promissores e famosos, para se destacar era necessário ter habilidades que se sobressaísse a tudo apresentado pelos outros. Não que isso tenha sido problema para Nafla.

Desde o início das audições, o rapper se destacava naturalmente, não brincava quando subia nos palcos: ele cuspia fogo. Seu estilo impressionou tanto que saiu vencedor pelo time Just Music, mentoreado por Giriboy e Swings.

A performance de BITE é inesquecível pois sozinho Nafla fez rimas ao melhor estilo clássico: sem bridge, refrão ou versos repetidos, ele contou a própria trajetória e fez história.

Olhamos e gritamos: ARTISTA! 

OS MELHORES PRODUTOS DE K-POP VOCÊ ENCONTRA AQUI!


BOUNCE | BOBBY

Sinceramente, incluimos essa música na lista por dois motivos: os instrumentais são pesados – uma característica do k-hip hop, mas que não deixa de ser agradável -, e Kim Jiwon, nosso querido Bobby do iKON, na época o grupo ainda não tinha debutado, mas o fandom já conhecia o potencial do rapper principal.

Bounce não teve uma apresentação super elaborada, é uma música que poderia ser interpretada em apresentações underground, praticamente um tributo ao que rappers independentes fazem. O palco foi 100% tomado pela atitude badass de Bobby. Quem está surpreso pelo rapaz ter ganho a terceira temporada? Mentoreado por Do2 e The Quiett, ficou no topo até a final.


 소년점프 | MAD CLOWN/MOMMY SON FT. BAEK SONG & DONUT MAN

Lembra quando falei que a sétima temporada foi complicada, pois eram muitos nomes e para se destacar não poderia ser medíocre? Alguns artistas levaram isso MUITO a sério e criaram alter egos cartunescos, marcantes e “misteriosos”. Conheça Mad Clown, aliás, Mommy Son.

O rapper que se apresentava usando uma máscara de esqui cor de rosa chamou atenção dos jurados, sua identidade se manteve secreta durante um tempo, mas todos sabiam que na verdade o artista por trás do personagem era Mad Clown, competidor da segunda temporada e mentor na quinta. 

Infelizmente, Mommy Son e sua peculiar performance estilo Super Sentai, em parceria com Donut Man e Baek Song, não passou da primeira fase, ainda assim 소년점프 (Sonyeon jeompeu, em tradução livre, Garoto Pulando) ganhou um MV oficial e a persona uma conta própria no Instagram (@pinkbeanieboiboi).


MAGMA | PUNCHNELLO FT. HANGZOO

Quando eu falar “magma” você respondem “magma boy”, vamos lá? MAGMA! MAGMA! MAGMA! Com esse refrão chiclete e sua energia inabalável, Punchnello levantou toda a plateia durante a apresentação ao lado de HANGZOO.

O rapper de 22 anos fez tanto sucesso e demonstrou ser um nome em ascensão do rap. Impressionou o público e os juízes em um nível, que saiu ganhador da oitava temporada de Show Me The Money, mentoreado pelo time BGM-v Crew (Verbal Jint, Giriboy, BewhY e Millic). 



GOOD DAY | KID MILLI, pH-1, QWALA e LOOPY

Conforme se ouve k-hip hop, nota-se um padrão entre muitas das músicas: sons pesados, altamente remixados, ou com a percussão sempre deixando a sonoridade violenta e bem semelhante ao trap. No entanto, não existe só um estilo de hip hop, a fluidez de uma música é definida pelas habilidades dos intérpretes. Durante a sétima temporada, o time Hi-Lite & AOMG (Paloalto e Code Kunst) propôs uma série de músicas com ritmos mais agradáveis, leves.

Good Day mostrou exatamente a versatilidade dos rappers Kid Milli, pH-1, Qwala e Loopy, que entregaram uma apresentação tranquila e gostosinha de ouvir, mas sem deixar o propósito do show para escanteio. Eles fizeram rap, mas não o tradicional.


NESS VS. YOUNGB

Com o sucesso de Show Me The Money surgiram derivados, como explicamos na introdução. Um deles foi High School Rapper, a premissa desse programa de sobrevivência é semelhante ao original, mas o foco seria os rappers mais novos, como Mark Lee (do NCT e SuperM, nascido em 1999). O vencedor da primeira edição foi YoungB, que, não contente em ser lendário entre pessoas de faixa etária próxima, decidiu ir competir com hyungs também.

Durante a sexta temporada, Ness e YoungB bateram de frente em uma diss battle lendária. Novamente, a idade e honoríficos eram o foco. O mais velho deu a entender várias vezes que o dongsaeng não estava pronto para o SMTM e deveria continuar com seu título do High School Rapper, inclusive levando ao “ringue” uma espécie de certificado para comprovar a incapacidade de fazer parte do programa de “gente grande”. O mais novo respondeu à altura dizendo que mesmo usando uniforme completo, o hyung não conseguiria ganhar o HSR.

P:S A espontaneidade do ZICO durante toda a apresentação merece ser enaltecida #ProudPapa

Crédito: Reprodução

FEAR | MINO FT. TAEYANG

Determinadas músicas provocam emoções indescritíveis no ser humano. Quando existe uma harmonia entre melodia e a letra, é comoção na certa. Essa característica metafísica entre sons e emoções nem sempre é bem explorada, independente do gênero musical.

Quando MINO entrou no palco, as lágrimas já começaram a escorrer. O instrumental e o ritmo definido pelo rapper se mesclaram tão bem com a voz de Taeyang (BIGBANG) que, por um segundo, a apresentação já não parecia mais fruto de uma competição, mas sim algo pessoal, um lançamento oficial deles. A letra da música fala sobre superar os próprios medos… Ah, sinceramente, essa parceria é o pacote completo.


VVIP | JO WOOCHAN FEAT. SIK-K

Como último item, apresentamos o caçula da competição: o prodígio Jo WooChan. Na época da sexta temporada, o rapper mirim tinha 13 anos e em momento nenhum se deixou intimidar por esse fato.

VVIP foi escolhida para a semifinal, WooChan colaborou com Sik-K e mostrou ser versátil, ao apresentar uma música com sonoridade leve e quase pop. O refrão era tão chiclete que os mentores de outros times ficaram cantarolando durante um tempo. Infelizmente, não passou para a final, mas acabou assinando um contrato com a Cube Entertainment.

WooChan integrou o time Dynamic Duo, mentoreado por Choiza e Gaeko.

Esses foram somente 13 momentos marcantes, mas o Show Me The Money forneceu diversas batalhas, apresentações e nomes incríveis para todos os interessados.

O que achou? Vamos assistir ao Show Me The Money? Qual seu concorrente preferido até agora e quem você gostaria de ver nas próximas temporadas? Conta pra gente nos comentários.

Últimas notícias