Ryu Sera sobre depressão e ser idol:“Você não pode passar por isso sozinho”

Neste Setembro Amarelo a Revista KoreaIN quer discutir de forma aprofundada sobre a saúde mental, abordando o tema em diversos ambientes: na internet, ficção e também na vida profissional e pessoal de idols. Para entendermos melhor a importância de estar saudável psicologicamente quando se está sob os holofotes, conversamos com a incrível Ryu Sera, cantora, compositora, dançarina, apresentadora, YouTuber e ex integrante do girlgroup NineMuses. Prestes a fazer seu grande retorno aos programas de televisão sul-coreanos, ela estará na competição Miss Back, que pretende dar uma segunda chance a ex-membros de girlgroups.



A ascensão ao estrelato e os momentos sob os holofotes são luzes estroboscópicas, flashes para futuras memórias. Saúde mental é um tema muito abordado na música, afinal, composições podem ser poemas, cartas ou declarações políticas, cada verso pode ter um peso pessoal e emocional, ou carregar a vontade de fazer o mundo dançar. A paixão por cada um desses sentimentos leva muitas pessoas a se arriscarem na carreira de cantores, musicistas, dançarinos, sendo gerenciados e mirando no sucesso. Ser trainee, treinar durante anos por horas a fio, balancear ensaios e aulas de canto com a vida pessoal (muitos treinam durante o período de Ensino Fundamental e Médio), tudo pela meta de debutar.

Toda história de vida é permeada por acontecimentos positivos e negativos, nem sempre essa equação é equilibrada. Celebridades, pessoas com a vida exposta ao público, fazem tudo parecer tão positivo, mas elas são acima de tudo humanas e passam por períodos complicados, mesmo durante o estrelato. A vida pós-idol se torna uma forma de mostrar os reflexos da época anterior, muitos escolhem desabafar sobre memórias e dificuldades com o passar dos anos, isto é, conforme criam confiança em si mesmos e no público.



9Muses e Amizades

Ryu Sera debutou em agosto de 2010 com o MV de No Playboy, do grupo NineMuses (também estilizado como 9Muses), sob a administração da empresa Star Empire Entertainment. A primeira formação do grupo, além de Sera, contava com Jaekyung, Rana, Bini, Lee Sem, Eunji, Euaerin, Minha e Hyemi. Ela ficou no girl group durante algumas das fases e rotações de membros, tornando-se líder em 2011, após a saída de Rana. Além de vocalista principal, ela se tornou o que seria a porta-voz da banda, uma das frentes dele até o término do contrato com a agência em 2014, assim seguindo um caminho solo brilhante. Como ‘Sera’, idol e musa, ela esteve presente em 7 EPs e um álbum completo. A artista descreve o período como “caótico, mas divertido”.



“Caótico, mas divertido. Nós estávamos sempre correndo e pulando. Nunca tínhamos tempo o suficiente para dormir, mas pelo menos tínhamos umas às outras. Apenas nos divertindo e fazendo piadinhas bobas no carro e backstages. Nós tínhamos agendas estressantes, mas estávamos sempre prontas para nos divertirmos.”

Nos contou Ryu Sera.

O grupo passou por outras formações, com a entrada e saída de integrantes, também fizeram parte da lineup: Moon Hyuna, Gyeongree, Sungah, Sojin e Keumjo. A empresa anunciou o disband oficial em 2019, com um último fansign e o lançamento do single Remember.

A cantora também deixou claro que, apesar das intempéries de estar sob tantos olhares, ela não tem arrependimentos. Inclusive, sente gratidão pelo tempo e pelas amizades conquistadas. Após o 9Muses, a artista manteve contato com suas colegas, apesar de estarem vivendo momentos diferentes da vida. Sera fala de todas com carinho, como demonstra em um popular vídeo de seu canal, relembrando sua passagem pelo grupo, enquanto reage aos MVs em que esteve presente.



“Sim, eu tenho contato. Ainda falo com a maioria delas, mas estamos vivendo vidas muito diferentes. Existem mães, o que ainda me deixa chocada, não acho que esteja pronta para tanta responsabilidade.”


Sera se referiu às ex-9Muses Eunji, Moon Hyuna e Son Sungah, ambas deram à luz em 2020.

Com sua saída do grupo, Ryu Sera continuou encantando a todos com sua voz angelical através de covers e composições próprias, publicadas no YouTube e também disponíveis no Spotify. A cantora lançou singles e um EP solo, e fez concertos para seu fiel público, composto por fãs que a continuam motivando como artista e YouTuber em seu canal, Sera Ryu-류 세라. Ela diz que o único aspecto que mudaria, caso pudesse, teria planejado melhor sua trajetória pós vida de idol, mas agradece aos fãs por continuarem a apoiando e a mantendo inspirada para seguir sua paixão: a música.


“Eles [os fãs] me mantém inspirada e me lembram que sou alguém valiosa. E isso me mantém caminhando.”


Ela mantém contato com seus admiradores e seguidores através de suas redes sociais, mas sempre interage com os inscritos durante lives e streams pela Twitch, demonstrando gratidão a todos por estarem ali.

Sera é, acima de tudo, alguém empática e através de seus vídeos mostra a todos um lado humano, divertido, mas vulnerável. Ela oferece compreensão a todos que – assim como ela – sofrem com depressão, indicando ajuda profissional e mostrando que não há problema em sentir os turbilhões de emoções, desde que não o faça sozinho, principalmente em momentos incertos e tão delicados quanto o que vivemos agora com a pandemia e novo coronavírus.


“Fale comigo ou tente entrar em contato com qualquer um que tenha a mesma experiência, ou peça ajuda. Você não pode passar por isso sozinho(a).”


Sera ofereceu um ombro amigo aos seguidores e fãs que precisam ser ouvidos. 


YouTube e Sleepless Nights

Ryu Sera tem uma plataforma de fãs extensa pelo YouTube e conta com mais de 125 mil inscritos que assistem atentamente a todo o conteúdo publicado, além de fazer streaming pela Twitch, onde conversam e interagem de forma ainda mais próxima. Um dos segmentos preferidos dos seguidores parece ser o de reações, nos quais as expressões sinceras e opiniões assertivas a tornam um ícone nesse novo nicho de entretenimento. Contudo, e demonstrando sua versatilidade, começou um quadro de entrevistas no qual conversa com girlgroups e outras idols, os vídeos são um bate-papo amigável sobre temas diversos, mas principalmente carreira e sonhos.



“Estou tentando promover idols de K-pop subestimados ou que precisam de mais promoção. Não posso fazer muito, mas existem tantas bandas que precisam de mais reconhecimento.”


Sera não somente entrevista cantoras e girlgroups, mas também faz vídeos conhecendo a história delas, assim inteirando o público e a si mesma.

A proximidade da artista com seus fãs é inegável e para mostrar parte de sua rotina diária, Sera criou o Serarita세라리따, canal para vlogs e vídeos mais descontraídos. Lá ela aborda temas como discussões acerca de menopausa (acompanhada da mãe), ela se divertindo vendo flores de cerejeira durante a primavera, passeios por aquários e momentos com colegas de longa data. Nele também são publicados vídeos mais pessoais, como por exemplo a série Sleepless Nights, joias nas quais é possível ouvi-la conversando com a câmera enquanto cozinha, faz slime, lê livros ou estuda as músicas que irá cantar. Parte do conteúdo também é sobre a saúde mental de Sera. A artista se abre para falar de medicações, insônia e dificuldades, suas emoções mais cruas em monólogos, apesar de não ter feito reclamações sobre seu período como idol, ela entende dores de pessoas próximas que também trabalharam com entretenimento.



“Eu não acho que qualquer um possa superar. Você só tem que suportar. Você tem que sempre se lembrar de que é importante e precioso(a). Quando você perde essa confiança e reconhecimento próprio, tudo desmorona.”


A cantora declarou quando perguntada o que poderia ser feito para passar da melhor forma possível pelos momentos de dificuldade, estando dentro da indústria musical ou com a vida pública exposta.

Com o passar dos anos e a lenta mudança na mentalidade dos sul-coreanos, muitos idols estão tendo permissão e sendo incentivados a procurar tratamentos psicológicos. Algumas das empresas maiores preferem permitir que membros com ansiedade, depressão ou síndrome do pânico fiquem um tempo fora dos holofotes, anunciando para a mídia sua ausência em eventos. Medidas assim evitam fadiga. Apesar de ainda ser um tabu, Sera acredita que para não chegar a exaustão extrema, ou perda da consciência de si mesmo, é necessário se conhecer profundamente: quem você é? O que você almeja?


“Primeiramente, precisamos identificar quem somos primeiro, e não existem atalhos. Precisamos saber quem somos e o que queremos, e esse é o primeiro passo. Ninguém pode te ajudar com isso. Não existe atalho. Quero que existam mais chefes para oferecerem conselhos.”


Declarou Ryu.

Contudo, todos sabemos que nem tudo são flores e ninguém escolhe ser vítima de qualquer transtorno. Determinados acontecimentos abalam, e no fundo todos são vulneráveis de alguma forma, essa prerrogativa não exclui famosos. Dinheiro, fama, atenção, nada disso compra saúde mental, autoestima, autoconhecimento e valorização de si mesmo. Diversos idols passam por situações complicadas, muitos chegam a exaustão por não se enxergarem como seres humanos, mas produtos. Para Sera, a melhor forma de demonstrar o quanto se importa com o artista preferido, é justamente os ajudar a enxergar a própria humanidade e individualidade.


“Continue apoiando. Continue os enxergando como indivíduos. Sei que pode parecer complicado, mas os artistas precisam ver a si mesmos como seres humanos, não produtos.”


Apoio é impagável e traz benefícios incondicionais ao artista e aos fãs. No fim, é tudo questão de empatia.


Ryu Sera e o que será do futuro

Em 2018, Sera anunciou a criação da OCTO, sua própria agência de entretenimento, assim administrando a agenda e carreira de forma independente. De fato, ela está se dando bem como empresária, já que a artista estará ocupada nos próximos meses.

Ainda em agosto foi anunciado pela rede de televisão MBC, a criação do Miss Back, uma mistura entre programa de variedade e documentário. Acompanhando a trajetória e vida de 8 ex-idols que querem voltar ao mainstream, elas se apresentarão para conquistar essa segunda chance. A mentora das participantes será a cantora Baek JiYoung, e Ryu Sera terá como colega de elenco NaDa (ex-Wassup), Gayoung (ex-Stellar), Raina (ex-After School), Soyeon (ex-T-ARA), Soyul (ex-Crayon Pop), Subin (Dal Shabet) e Jung Yujin (ex-The Ark). A estreia do reality está prevista para outubro.


Leia mais: Miss Back: saiba mais sobre o TV show que dará segunda chance à cantoras


Ryu Sera sempre deixou claro tamanha sua gratidão aos seguidores, e para a Revista KoreaIN a cantora mandou uma declaração especial aos fãs brasileiros.

“Eu te amo, Brasil. Vocês vêm me apoiando desde o começo. Sempre recompensarei o amor e apoio que vocês vêm demonstrando por mim. Um dia irei te visitar!!!!!!!”

Declarou Ryu Sera.

Ver essa foto no Instagram

Earth family ! Assemble !!

Uma publicação compartilhada por Sera Ryu (@ryuserasera) em


Se você conhece alguém que precisa de ajuda, procure o CVV. O Centro de Valorização a Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas precisando conversar, sob total sigilo por telefone, e-mail e chat 24 horas todos os dias.

Ligue 188 ou acesse https://www.cvv.org.br

Nunca se esqueça: Sua saúde mental deve ser sempre uma prioridade e você não está sozinha(o) nessa.