revistakoreain

O Portal KoreaIN é dedicado a divulgar todo tipo de informação e noticia sobre a Coreia do Sul e sua cultura.

Homem termina com namorada em programa de TV chinês por causa da sua obsessão com um ídolo do K-pop

Um homem simplesmente teve o suficiente da obsessão doentia de sua namorada, que amava e respirava Kim Jaejoong.
O episódio dramático mostra o casal terminando na TV chinesa devido a obsessão da garota pelo ídolo do k-pop, membro do JYJ, Kim Jaejoong.
A stomper (usuária do site Stomp) Xi Yan compartilhou esse episódio com o Stomp, que foi upado e compartilhado no YouTube por Princessmantou. O programa é uma espécie de Casos de Família, um famoso programa da TV brasileira, começa com os apresentadores encorajando os dois a “lavarem a roupa suja”. 
O namorado reclamava que mesmo os dois estando juntos há dois anos, ele nunca imaginou a extensão da obsessão da garota por Jaejoong. De almofadas a posteres, a namorada havia decorado tudo com a foto do ídolo.  O namorado disse como ela ainda o fez pintar seu cabelo de loiro como Kim Jaejoong – mesmo ele não querendo.
Ele declarou, “É ridículo, pois eu nunca vou me parecer com ele, o que você espera que eu faça? Cirurgia Plástica?”.
Ela, em resposta, “No final, você não pintou seu cabelo e não fez cirurgia plástica, do que você está reclamando?”.
Ele então respondeu que ela o deixou sozinho no salão de beleza porquê estava brava.
Ele também lembrou de um dia na praia.
“Você ficou o tempo inteiro tirando selfies e quando eu quis tirar uma foto com você, você recusou. A noite, você postou a foto – digitalmente alterada – para incluir o Kim Jaejoong.”
A maioria do público votou que eles deveriam se separar – o qual ele decidiu no final.
Ele disse: “No seu coração é sempre Kim Jaejoong, eu nunca vou poder derrotá-lo”.
“Nós estivemos juntos por um tempo, o quão bem você me tratava eu posso confirmar. Mas acho que todos tem um padrão que gostam… É uma motivação na vida”, ela respondeu.


Não retirar sem os devidos créditos

Fonte: STOMP
Tradução e adaptação por Revista KoreaIN

Descubra seu par ideal no BTS

Um dos nomes mais promissores do k-pop, o grupo de hip-hop BTS que estará no Brasil em apresentação única, em São Paulo, no Espaço das Américas, no dia 31 de julho. O grupo virá ao Brasil pela segunda vez, mas agora com o show 2015 BTS Live Trilogy ‘Episode II. The Red Bullet.

Você pode adquirir as últimas unidades de ingressos aqui. Conheça a história do grupo.




Xiaomi: a fabricante chinesa que veio desafiar o mercado brasileiro

No último dia 30, em São Paulo, aconteceu o evento de lançamento com o anúncio oficial da Xiaomi sobre sua chegada ao mercado brasileiro. A empresa chinesa pode ser novata diante de nossos olhos,  mas ela já é a terceira maior fabricante de smartphones do mundo, desbancando até mesmo a gigante Apple e se tornando a número um no mercado chinês.

A empresa promete trazer uma revolução ao mercado brasileiro junto a sua força competitiva, com um de seus enfoques no quesito preço. Mas quais os principais diferenciais da Xiaomi e, principalmente, como pretende dominar um mercado tão competitivo quanto o do Brasil?
A Xiaomi é uma empresa fundada em 2010 pelo também conhecido como “Steve Jobs chinês” Lei Jun, veterano do meio, além de fundador e também atual Mainchair da empresa de software Kingsoft. Desde então, a fabricante vem crescendo espantosamente e quebrando recordes de venda no mercado (a exemplo do ocorrido em julho do ano passado, na Índia, onde se esgotaram todas as unidades do seu modelo Mi 3 em apenas cinco segundos).
À frente da empresa também há o presidente Lin Bin, que já foi diretor de engenharia em empresas como Microsoft e Google. E na vice presidência internacional há o brasileiro Hugo Barra, já conhecido de muitos por ter sido um dos rostos da Divisão Android, da Google, responsável pelo desenvolvimento do sistema operacional, mas que, em 2013 largou a gigante para se dedicar a então desconhecida Xiaomi. Atualmente, Barra cuida da expansão internacional da fabricante chinesa.
A fabricante, conhecida fora da Ásia pelo simples apelido de Mi, tem como um dos seus principais diferenciais a disponibilização de produtos de alta qualidade por preços considerados realmente baixos. O evento de lançamento do dia 30 de Junho foi comandado pelo próprio Hugo Barra, que fez questão de anunciar os preços dos modelos das concorrentes antes de apresentar o principal produto de chegada da Mi no concorrido mercado brasileiro: o smartphone Redmi 2, custando apenas R$ 499, que possui uma versão modificada do sistema Android. Também foi anunciado no evento o lançamento da pulseira inteligente Mi Band e bateria portátil Mi Power Bank, com preços igualmente baixos.
Hugo Barra, que deixou a Google para se juntar à Xiaomi.  
O Brasil é o primeiro país fora da Ásia a receber os produtos da fabricante, que está mirando todo o mercado sul-americano. O Brasil também é o primeiro a receber a fabricação de seus produtos fora de seu continente de origem.
Outra das investidas da Mi por aqui está em um sistema de garantia diferente: caso seu aparelho apresente algum problema, você não precisa sequer sair de casa para levá-lo à assistência técnica, ele será buscado e entregue em sua casa rapidamente por motociclistas contratados pela empresa. Por enquanto o sistema está implantado apenas no estado de São Paulo, mas segundo a Mi, a intenção é expandir para todas as regiões do país.
Apesar de toda a excitação de quem atendeu ao evento de lançamento do Redmi 2, houve quem ficasse decepcionado, por achar que a investida ainda era simples e tímida, tendo em vista que a Mi tem produtos que são fortes concorrentes contra os últimos lançamentos da Apple e da Samsung como, por exemplo, os poderosos Mi 4 e o Mi Note, este último já tendo sido homologado pela Anatel no último ano.

Entretanto, segundo Leo Marroig, diretor geral da Xiaomi para a América Latina, o plano não é aparecer com apenas um único produto no Brasil e que, com o tempo, serão inseridos mais modelos,  dependendo do clima de mercado e, claro, da demanda.
E quando se trata de demanda, a Mi mostra a que veio. Segundo a empresa, apenas no ano de 2014 foram vendidas mais de 61 milhões de unidades de seus produtos e apenas no primeiro semestre deste ano, outros 34 milhões de aparelhos deixaram seus estoques.
Os baixos preços da Mi se devem, principalmente, ao fato de que suas vendas são feitas exclusivamente pelas suas lojas online. No caso do Brasil a empresa anunciou também a parceria com a Foxconn, de Jundiaí-SP, que ficará a cargo da manufatura dos aparelhos, no intuito de garantir o menor custo ao consumidor brasileiro.
A chegada da Mi com preços tão agressivos gerou uma rápida resposta da concorrência. A exemplo da taiwanesa Asus, que logo diminuiu o preço do maior concorrente em relação ao Redmi 2 no Brasil, o Zenfone 5, com atributos equivalentes e custando R$ 10 a menos, além de anúncios em sua fan page, no intuito de desbancar a forte investida da então novata.
O smartphone Redmi 2, carro chefe da chegada da Mi ao Brasil.
Mas a Mi, mais uma vez comparável à sua concorrente Apple, já tem  fãs fiéis no Brasil, ávidos para comprar e usufruir de seus produtos o quanto antes. Esses fãs, chamados de Mi Fãs, já são comuns em toda a Ásia e por lá já constituem uma comunidade com mais de 100 milhões de pessoas. E é através do feedback deles, com o fórum MIUI, que a Mi desenvolve e aperfeiçoa seus produtos pois, segundo a empresa “é essa mentalidade e dedicação, combinada com o suporte de nossos Mi Fãs, que fazem os produtos da Xiaomi tão únicos.”
Grupo de Mi Fãs, assistindo a um evento da empresa.
A chegada de mais uma empresa chinesa pode fazer alguns torcerem o nariz devido ao grande preconceito que os produtos chineses tem enfrentado por aqui. Mas a chegada da Mi pode esquentar e acirrar o mercado brasileiro, que já começava a se monopolizar em torno de todas estas marcas dominantes.
Os preços acessíveis e os atributos prometidos são tentadores e este é com certeza o maior trunfo da empresa em sua corajosa chegada. Estaríamos diante da mais nova gigante do mercado brasileiro e mundial?

Não retirar sem os devidos créditos
FONTE: Mi Brasil, R7, BBC, INFO, Mobile Expert, Canal Tech, UOL
Imagens: Divulgação
Por Jô Mesquita
Revista KoreaIN

Coréia do Sul ocupa 4º lugar em penetração de smartphones no mercado

Seria de supor que a Coreia do Sul tem a maior penetração de smartphones no mundo, com sua legião de usuários de KakaoTalk (um serviço semelhante ao Whatsapp) e Internet em velocidade-relâmpago. No entanto, de acordo com uma pesquisa realizada pela da KT Corporation e o Centro de Pesquisa Digieco, no ranking de penetração de smartphones o país está agora em 4 º lugar.
Dos 56 países pesquisados, a taxa de penetração de smartphones média situou-se em 60 por cento. No topo da lista deste ano está os Emirados Árabes Unidos, com 90,8 por cento de sua população usando smartphones. Cingapura e Arábia Saudita seguiu com 87,7 e 86,1 por cento, respectivamente.

A taxa sul coreana chegou a 83 por cento no final de março passado, um aumento de 3,5 por cento em relação a dois anos atrás, quando o país foi o segundo no ranking. Quase 4 em cada 5 pessoas na Coréia agora possui um smartphone.
Suécia, Espanha, Hong Kong, Noruega, Taiwan e Austrália completam o top 10. Surpreendentemente, o Japão ficou perto da parte inferior da lista no No. 43 com uma taxa de penetração de 53,9 smartphone.

De acordo com o relatório do Digieco, o mercado global mudou com o surgimento de novos mercados, como a Tailândia, que tiveram o maior crescimento em usuários de smartphones este ano, com um ganho de 23,7 pontos percentual. Outros mercados emergentes, incluindo o Brasil, Malásia, Vietnã e Rússia, viram um forte aumento na penetração, superior a 15 pontos percentuais.

O mercado de smartphones da Coreia do Sul ainda é dominado pela Samsung Electronics em 63,4 por cento, com a LG arrastando atrás em 20,9 por cento e 13,1 por cento da Apple, de acordo com o Ministério da Ciência, TIC e Planejamento Futuro, informaram a agência de notícias Yonhap.

Não retirar sem os devidos créditos
Fonte Reera Yoo@KoreAm
Imagem por Brent Schmidt/Flickr
Tradução e adaptação por Naira Nunes
Revista KoreaIN

BTS volta ao Brasil e esgota entradas para show único! Conheça a carreira do grupo

Um dos nomes mais promissores do k-pop, o grupo de hip-hop BTS que estará no Brasil em apresentação única, em São Paulo, no Espaço das Américas, no dia 31 de julho. O grupo virá ao Brasil pela segunda vez, mas agora com o show 2015 BTS Live Trilogy ‘Episode II. The Red Bullet.



Você pode adquirir os ingressos aqui.

Conheça a história do grupo, o significado de seus MVs e uma review sobre seus principais trabalhos, antes de ir ao show!

Quem é?


BTS (que é uma abreviação de Bangtan Sonyeondan (방탄소년단), que traduz-­se para Escoteiros à prova de balas.) é composto pelos integrantes: RapMonster (líder e rapper), Jin (vocal), Suga (rapper), J­Hope (rapper e dancer), Jimin (vocal e dancer), V (vocal) e JungKook (vocal, rapper e dancer). 
O grupo estreou em 2013 com a música ‘No more dream‘, sob o selo da Big Hit Entertainment, que é uma subsidiária da JYP Entertainment, e é conhecido pelos seus talentosos integrantes, capazes de produzir sua própria música. O integrante Suga explicou em uma entrevista o significado do nome do grupo: “Nossa geração está passando por muitas dificuldades na vida, assim como muito preconceito e repressão (…) portanto significa que queremos proteger os pensamentos e valores de nossa geração do preconceito que é despejado sobre nós como balas.”. O nome oficial de seu fã­clube é A.R.M.Y, que significa ‘Adorable Representative M.C for Youth’.

Carreira

O grupo se tornou conhecido do público antes mesmo de sua estreia oficial, pois promoveram contato com as fãs através de twitter, vlogges (videoblogs), fancafe e apresentando vários covers através do Youtube e Soundcloud ( exceto o integrante V, que foi apresentado ao público apenas na estreia do grupo).
Seu cd single de estreia foi 2Cool4Skool, contendo 7 músicas autorais, e cuja faixa título ‘No more dream‘ possui inspiração no gênero Gangsta rap dos anos 90. As músicas foram apresentadas no dia 12 de junho de 2013 em um showcase para suas fãs, porém a data de estreia oficial é 13 de junho, quando se apresentaram no palco do M!countdown. Os figurinos de ‘No more dream‘ utilizaram dos elementos clássicos da cultura hip­hop, como bandanas e correntes, e roupas predominantemente pretas e largas. E apesar desse estilo hip­hop ser um tanto quanto cliché, que poderia fazê-­los passar despercebidos e serem taxados, o grupo chamou atenção pela abordagem em suas letras. O tema “garotos rebeldes e frustados com suas escolas e pais” é algo que, apesar de ser uma preocupação entre a sociedade, não é muito abordado por grupos idol. Praticamente 1 mês após o lançamento de 2Cool4Skool foi anunciado um novo MV, ‘We are bulletproof pt.2‘, do mesmo single de estreia.

Assista ao MV de “No more dream

Assista ao MV de “We are bulletproof pt.2

O primeiro mini­-album intitulado ‘O!RUL8,2?‘ foi lançado dia 11 de setembro do mesmo ano, juntamente com o MV da faixa título ‘N.O‘, que ultrapassou mais de 1 milhão de visualizações em dois dias. O grupo manteve o conceito e estilo utilizado em seu single de estreia, porém, ao contrário de ‘No more dream‘ as roupas passaram a ser predominantemente brancas. O MV possui vários simbolismos em sua primeira parte, nos fazendo refletir sobre o modo que a sociedade nos trata, os métodos de ensino coreano, como temos nossas vontades reprimidas e como nos moldam para sermos o que acham que é bom e devido, tudo isso influenciando a nos tornarmos apenas uma máquina. 
A letra da música até exemplifica o que a sociedade pensa quando se fala em sucesso através da frase “Em Seoul para o SKY, seus pais realmente ficarão felizes?”, referindo-­se as 3 universidades mais prestigiadas da Coreia do Sul, que são identificadas com a sigla SKY (Seoul University, Korea Univeristy e Yonsei University). E para a sociedade você será capaz de atingir o sucesso apenas se entrar em umas destas universidades, obtiver notas altas, trabalhar em uma área de prestígio e ganhar dinheiro. Enquanto sua música de estreia ‘No more dream‘ fala sobre como os estudantes não fazem nada além de estudar, sem deixar espaço para sonhar, ‘N.O‘ vai mais fundo e nos dá os motivos e razões do porque isso é um problema.

Assista ao MV de “N.O

Pouco depois do encerramento das atividades promocionais de ‘N.O‘, BTS retornou com ‘The rise of Bangtan‘ ou ‘Attack on BTS‘, do mesmo mini-­album, promovendo por mais duas semanas.

Rise of Bangtan – MBC Music Core

Em setembro o grupo apresentou seu primeiro reality show chamado ‘Rookie King: Channel Bangtan‘ através da SBS MTV. Durante 8 episódios os integrantes puderam fazer gincanas, cozinhar, mostrar o dormitório, paródias de programas como “VJ Special Forces” e “Masterchef Korea”, assim como sortearam alguns de seus itens pessoais para as fãs através de um sub-programa chamado “Lotto Show”. Também em 2013 o grupo recebeu o prêmio de “Novo artista do Ano” no MelOn Music Awards.
No ano seguinte, em 2014, foi lançado o segundo mini-­album ‘Skool Luv Affair‘, com a faixa título ‘상남자 Boy in Luv‘. A música manteve o estilo rebelde do grupo, mas abordou um conceito mais jovial através do look escolar. E apesar de todo o conceito descolado, podemos perceber através da letra da música todas as inseguranças sentidas por eles. Normalmente quando os grupos masculinos abordam o tema “de garoto a homem” eles procuram demonstrar essa transição e ganho de masculinidade através de ganho de músculos e atitudes de “caras durões”, mas BTS demonstrou essa transição através da vulnerabilidade inicial, e ganho de coragem para dizer o que realmente sente para a garota.

Assista ao MV de 상남자 Boy in Luv

Após as promoções de ‘Boy in Luv’ o grupo voltou com a faixa ‘Just One Day’, do mesmo mini-album, que explora mais o gênero R&B, dando ênfase nos vocais do grupo, mas sem excluir seus raps característicos.

Assista a 하루만Just one day

A estreia do grupo no Japão foi marcada pelo lançamento do álbum ‘Wake up‘ no dia 24 de dezembro de 2014. O álbum contêm 13 faixas, sendo 4 músicas novas, 7 versões japonesas de seus sucessos coreanos e 2 intros, além de estar disponível em três versões: versão com apenas CD, e duas versões de CD+DVD.

Em agosto daquele ano o grupo fez seu comeback coreano através de seu primeiro álbum “Dark&Wild“, sendo ‘Danger‘ a faixa título. A música segue a linha do gênero rock, mas também possui influência no estilo eletrônico, similar as músicas pop americanas dos anos 80. O integrante Jin descreveu o conceito da música como “finalmente convencer a garota a sair com você, porém não saber o que você realmente significa para ela”.

Assista ao MV de “Danger

Além de ‘Danger‘ o grupo promoveu ‘War of hormone‘, também incluso no álbum. A música possui uma fusão de rock e hip­hop, mas com estilo mais dançante do que a faixa-­título. O MV abordou um conceito visual de cores, deixando a predominância em sépia e tons de cinza, com destaque para os tons avermelhados, dando um aspecto limpo ao vídeo.

Assista ao MV de 호르몬 전쟁 War of hormone

O terceiro mini­-album do grupo ‘The most beautiful moment in life pt.1‘ foi lançado em abril de 2015, promovendo a faixa título ‘I NEED U‘. A música explora o estilo eletrônico e pop, ao invés da batida hip­hop característica do grupo. Surpreendentemente a mudança de estilo agradou ao público e as fãs. A letra da música transmite os sentimentos de solidão após uma separação, e o MV foi criado numa dramática narrativa, deixando de lado a coreografia e focando nas histórias individuais de cada personagem, mas dando uma margem grande para interpretações da história de cada um.
Através desta música o grupo alcançou o primeiro lugar no programa SBS MTV The Show e M!Countdown, sendo a primeira música a proporcionar prêmios para o grupo em programas musicais desse gênero. O mini­-album também foi listado como um dos “27 melhores álbuns de 2015 até agora” pelo canal americano Fuse, sendo o único álbum coreano da lista.

Assista ao MV de I NEED U

O último comeback do grupo foi com ‘Dope (쩔어)‘, do mesmo mini-­album do sucesso ‘I NEED U‘. ‘Dope‘ trouxe de volta o estilo característico do grupo, transbordando carisma, com uma batida contagiante, coreografia atrativa, letra conflitante e com um dos looks mais interessantes do grupo até agora, sendo uma boa demonstração do que o grupo é capaz. A música é energética, cheia de atitude e divertida, sendo uma celebração da juventude, permitindo que os integrantes se divirtam e mostrem seu talento no palco, mas também um encorajamento para aqueles que estão passando por tempos difíceis em busca de seus objetivos, enfatizado pela letra que fala sobre os momentos difíceis passados pelos próprios integrantes, sobre sua determinação em atingir seus objetivos, assim como suas frustrações com aqueles que tendem a nos parar.

Assista ao MV de “쩔어 DOPE

Gostou de conhecer mais sobre a carreira do BTS? Qual a sua era favorita? Conte pra nós!

Não retirar sem os devidos créditos
Fontes: Bangtan Brasil, Seoulbeats, Big Hit Ent.
Por: Cris Matuoca
Revista KoreaIN

Kpop Caipira – Confira os MVs de Kpop que têm o clima country e de festa junina

Feliz São João!
Em ritmo de festa Junina, a KoreaIN traz pra você um especial de MVs que se inspiraram nos caipiras e nos cowboys para contar suas histórias. Confira agora os idols que saíram direto da roça pro arraial da K-IN.

6º Lugar – Big Bang – Bae Bae

Em 6º lugar temos o MV artístico do Big Bang, Bae Bae.
No vídeo, temos Taeyang metido a cowboy, esbanjando carisma enquanto anda a cavalo. Nos shows da MADE Tour, no MV e nas apresentações ao vivo do single “Bang Bang Bang” foi T.O.P quem encarnou o cowboy.

Entenda o MV de BaeBae, clipe artístico do BigBang.

5º Lugar – Brown Eyed Girls – Kill Bill

Pra festa temática, já tem inspiração no figurino.
Este vídeo é uma estilização e paródia épica do filme Kill Bill.
No começo temos Narsha como uma artista de caligrafia escrevendo nas costas de um homem (que provavelmente todas querem matar devido a uma traição). Jea estava embaixo da cama com uma aranha venenosa. Então, Gain atira no homem e também acaba acertando um olho de Jea. Narsha joga um enfeite de cabelo afiado em Gain e chega Miryo, que atira em Narsha, mas acaba sendo picada pela aranha.
Quatro anos depois, todas vivas começam a caçar umas às outras, rendendo cenas hilárias.
Além das roupas, inspiradas em cowboys, podemos perceber uma batida estilo country na música.
Assista a esse clipe divertidíssimo e ícone do Kpop:


4º Lugar – Super Junior – Mamacita

Este videoclipe se passa em uma cidade do velho oeste, no melhor jeito faroeste. Os meninos fazem o estilo “humor pastelão”, onde tentam prender um bandido perigosíssimo que está sendo procurado por causa de um roubo.
A moda country é super presente no figurino dos rapazes e o MV garante boas risadas.

Confira!

3º Lugar – T-ARA N4 – Jeon Won Diary

O MV tem o tema caipira, gravado em uma fazenda no interior da Coreia, onde a sub unit do T-ara treina para participar de um concurso de dança na cidade.

2º Lugar – 2YOON – 24/7

As sub unit do 4minute vai para uma cidade do interior, em uma cena de faroeste para animar o povo que caiu na rotina. A música tem uma mensagem bem divertida, pois fala pra você dançar e simplesmente se divertir.
Elas dançam country, cantam num bar e tem até touro mecânico para completar o cenário. Lembrando bastante o estilo das “festas juninas”.
Confira!

1º Lugar – B1A4 – Baby Good Night

Os meninos se transformam em uma espécie de cowboys modernos e vão aproveitar para flertar. Na música, eles dizem que dão boa noite para sua namorada, dizendo que vão dormir após a ligação, porém aproveitam para sair escondido.
No MV, o membro CNU faz o papel do namorado traíra, que se arruma com os amigos para curtir uma noitada. Quando chega em casa após a festa, recebe uma ligação da namorada e consegue claramente se safar, pois ela não descobre a traição. Porém, mal sabe ele o que ela também estava fazendo.

Veja o divertido MV:

SERTANEJO BÔNUS!

Tony Ahn -TopStar

O solista (ex-membro do grupo H.O.T) quer realizar seus sonhos e ainda tenta conquistar uma garota com seus charmes, mas nada funciona. Até que recebe uma ajuda inesperada, se tornando um Top Star ao melhor estilo sertanejo, mostrando que tal estilo pode conquistar qualquer pessoa.

Super Junior – Ai se eu te pego

E que tal o Super Junior se acabando com “Ai se eu te pego”, do brasileiro Michel Teló. Esse não é MV, mas não poderia ser esquecido, afinal, aconteceu aqui, na terra do sertanejo e da festa junina. Um clássico, não é?

Nós da K-IN, esperamos que aproveite nosso especial e curta muito as festas juninas. Aproveite para se divertir e comer as delícias típicas dessa época do ano.

Não retire sem os devidos créditos.
Créditos nas imagens.
Por Carol Akioka

Cross Gene: o grupo de multinacionalidades que virá ao Brasil!

O Anime Friends deste ano trará uma participação especial para os fãs de kpop entre suas atrações: a boyband Cross Gene.

Quem é o Cross Gene?

Cross Gene é um boygroup formado pelos membros: Casper (rapper), Shin (vocal), Takuya (vocal e líder), Sangmin (rapper), Yongseok (vocal principal) e  Seyoung (vocal) e que debutou em 2012 com a canção “La-Di Da-Di”. A proposta inicial do grupo era, segundo a sua agência Amuse Korea, promover sob o selo de multinacionalidades, já que possuía membros tanto da Coréia, quanto da China e Japão. 
O nome do grupo também remete a esta ideia: Cross Gene significa “a obtenção dos melhores genes de várias nacionalidades para formar o grupo perfeito”, cruzamento de genes.
MV de “La-Di Da-Di“:


A história do grupoO primeiro mini-album “Timeless: Begins” foi lançado em Junho de 2012 e teve desempenho razoável nos charts. Assim como sua proposta de ter várias origens, Cross Gene também anunciou que iria expandir seus horizontes já no ano de debut, quando anunciaram que promoveriam no Japão. Além disso, em Agosto daquele ano, o grupo também foi a estrela principal de um reality show chamado “Cross Battle”, no qual os integrantes mostravam um lado mais divertido e pessoal através de gincanas divididas por time.

No ano seguinte, Cross Gene, já preparado para as promoções no Japão, revelou o clipe para a  faixa “Shooting Star”, realizando, assim, o seu debut em solo japonês.

PV de “Shooting Star“:


Em Maio, os garotos promoveram o seu primeiro concerto no Japão, o “Cross U”.  Apesar de 2013 ter começado com atividades para o grupo, o ano também foi marcado pela entrada do integrante SeYoung, que chegou para substituir o membro J.G, que havia deixado o grupo há pouco tempo. Além destes acontecimentos, Cross Gene continuou a investir em suas atividades no Japão, promovendo mais um concerto, o “WITH U” junto ao lançamento de um photobook especial de mesmo nome, além dos quatro singles digitais: “Dirty Pop”, “My Love Song”, “Page Of Love” e “Aurora”. O ano foi fechado com mais um concerto ao vivo: “Rock U”.

Cross Gene praticando a coreografia de “Love Song”:




O ano seguinte foi o momento de o grupo voltar seu foco para a Coréia, e ainda além: o grupo viajou para Los Angeles, onde gravaram e estreleram o seu primeiro filme: ZEDD. Já em Abril, o comeback coreano foi anunciado com um teaser de sua nova canção, mas a agenda teve de ser adiada em respeito às vítimas do acidente de Sewol Ferry. Mas em junho, após dois anos sem promoções oficiais na Coréia, o grupo retornou revelando o clipe para “Amazing – Bad Lady”. A coreografia foi criticada e certos movimentos foram por banidos por serem considerados impróprios para transmissão em canais abertos, mas foi reestruturada e o grupo promoveu a canção normalmente. No final do mesmo mês um clipe para a versão coreana de “Shooting Star” também foi revelado e o grupo realizou seu quarto concerto ao vivo no Japão, o “Amazing the Show”.

MV de “Amazing – Bad Lady”



Em Setembro, inciaram finalmente as promoções para ZEDD. O filme de enredo pós apocalíptico, no qual os membros do grupo são os salvadores principais durante o acontecimento. Para promover o filme, lançaram o clipe da faixa “Billion Dolla”, o qual tem o mesmo intuito do filme: os garotos salvando o mundo da infecção zumbi através da música, aos moldes da clássica “Thriller”, de Michael Jackson.

Trailer do filme ZEDD:



Em Novembro, eles retornaram à Coréia com o single “I’m A Boy, Not Yet A Man”, também foi anunciado que o grupo promoveria no Japão já no começo do ano seguinte.
No começo deste ano, Cross Gene revelou no Japão a música “Future e em Abril, marcou comeback na Coréia com o clipe de “Play With Me.

MV de “Play With Me“:



O grupo está vindo pela primeira ao vez ao Brasil este ano! 
Se apresentarão durante o Anime Friends, (que ocorre nos dias 10, 11, 12, 13, 17, 18 e 19 de Julho), sendo que Cross Gene estará no evento nos dias 10 e 11 de Julho realizando, respectivamente, um show e um encontro com os fãs.

Você pode adquirir os ingressos do Anime Friends aqui e os ingressos da HotZone e Meet&Greet do Cross Gene aqui.

Não retirar sem os devidos créditos.
Por Jô Mesquita
FONTE: Gaon, Oricon, OSEN, Allkpop, Soompi, Universal Music Japan, Amuse Korea