Música

Em última apresentação no Brasil, VAV anuncia comeback em março e agita os fãs em São Paulo

O grupo VAV realizou seu último show da turnê brasileira, dia 24/02, no Carioca Club em São Paulo. Além de muita interação com os fãs e apresentações incríveis, os integrantes anunciaram que o comeback deles já está marcado para março. “Eu estou triste por ir embora, pois queria passar muito mais tempo com os fãs brasileiros”, disse Ace enquanto os fãs iam a loucura.

Os meninos começaram a apresentação em São Paulo, por volta das 16h, com uma sessão de selfies com os fãs. Após o primeiro evento, a casa de show já começou a ser preparada para o fansign que aconteceria logo em seguida.

Os Fanevents!

O grupo estava muito animado e ficava andando pela casa, com os staffs e fazendo algumas aparições para os fãs aqui e ali. Depois que o fansign começou, os integrantes se soltaram ainda mais. Puxavam conversa com os fãs, brincavam de pedra-papel-tesoura, gargalhavam e colocavam tiaras e mais tiaras dadas pelos Vampz (nome do fandom).


St. Van foi príncipe havaiano, rei, diabinho e coelhinho em menos de uma hora, vocês querem versatilidade? #reiacessível

ZIU e St. Van estavam muito animados e ficaram conversando muito. Até achamos que a nova palavra favorita do ZIU é “te amo”, e vocês? Além do “te amo”, ZIU se amarrou em fazer bolinhas de sabão. Mais bebê, impossível…

Durante o fansing, os fãs cantavam as músicas do grupo. Ace não se conteve e cantou junto.

Antes dos meninos subirem ao palco e apresentarem suas músicas, chegou a hora do meet&greet. As fãs subiam ao palco em grupos, e foi só amor entre os VAMPZ e os integrantes.

O concerto!

Após a sessão de fotos em grupo, chegou a grande hora do show e os fãs já estavam tão animados que cantavam juntos com a música de fundo e ligaram os lighsticks para recepcionar o grupo que estava se arrumando.

A música de abertura não poderia ser outra, além de Señorita. Os integrantes ficaram muito animados e colocaram os fãs para cantarem junto com eles o mais alto possível.

A animação dos fãs foi crescendo a cada música, e a apresentação de Ragatanga (Rouge) foi um dos pontos altos da noite.


Duvidamos você saber quem estava mais animado: os VAMPZ ou o próprio VAV? Só o que temos certeza é que as apresentações foram incríveis e a energia de todos na casa de show foi contagiante .

A noite continuou animadíssima, e além de Ragatanga o grupo performou e agitou os fãs com os covers de Havana (Camila Cabello) e Uptown Funk (Bruno Mars). Se sentimos um pouquinho de inveja das voltas que o quadril do Ayno é capaz de fazer? Mas é claro!!!

As apresentações seguiram, e o público pode ver de pertinho o talento, carisma e a total sincronia e sintonia que os meninos tem no palco e entre si! A festa de carnaval que rolou fora do clube, ali pertinho da famosa Av. Faria Lima, só não foi maior do que a que estava acontecendo em cima do palco enquanto VAV cantava e dançava junto dos fãs.

Fora as apresentações dos integrantes, uma mini-VAMPZ chamou a atenção tanto dos meninos quanto dos fãs que estavam lá embaixo. O momento mais fofo do show aconteceu e ninguém escapou dessa fofura.

E com toda certeza que não poderia faltar o hino que é “Spotlight”. O público foi a loucura e ferveu ainda mais o Carioca Club.

Além de hiper talentosos, os integrantes são muito carinhosos e não perderam nenhuma oportunidade de agradecer os fãs! St. Van, o líder do VAV, agradeceu muito os fãs brasileiros e disse que os amava. Todos agradeceram, também, o apoio dado ao último comeback do grupo, Señorita.

Continuando a noite que infelizmente já estava chegando ao fim, o grupo apresentou So In Love, uma música amorosa com tema natalino. E também a pura perfeição de I’m Sorry, a mais nova música do grupo (que não foi lançada oficialmente, mas os brasileiros já tiveram a oportunidade de ver ao vivo).

So in Love foi lançada dia 07 de dezembro de 2018 e encantou os fãs com o tema de natal
I’m Sorry é a mais nova música do grupo, vocês querem exclusividade VAMPZ?

Enquanto as apresentações chegavam ao fim, o grupo se despediu, apenas para voltar ao palco com o encore. Eles apresentaram novamente duas músicas, para deixar os fãs na sensação de “quero mais”.

E a noite chegou ao fim, e junto com ela os integrantes agradeceram mais uma vez os fãs e saíram do palco com promessas de voltar ao Brasil. Eles disseram que são muito gratos aos VAMPZ brasileiros, e que no futuro querem olhar pra trás e saber que o Brasil foi muito importante para o VAV.

A turnê brasileira terminou em São Paulo, mas a KoreaIN segue com o VAV. A próxima parada será em Santiago, Chile, dia 27 de fevereiro. Para mais informações é só ficar ligada no nosso instagram, @revistakoreain e acessar o site: https://www.puntoticket.com/evento/Vav-Blondie-Club para comprar seu ingresso.

Por Yasmin Marcondes
Imagens: Mayara@RevistaKoreaIN
Não retirar sem os devidos créditos.

10 covers que adoramos ver no repeat!

Quando o assunto é música, muitas vezes nos esquecemos que os idols que tanto admiramos, também são admiradores de outras pessoas. Como a cultura do respeito a quem está há mais tempo na indústria é extremamente presente no K-pop, muitos grupos ou solistas acabam prestando suas homenagens a outros artistas através de covers, alguns tão bons que nos deixam completamente viciados. Por isso, separamos pra vocês 10 covers que adoramos ver no repeat! 

1. New Kidd – DNA (BTS)
O New Kidd vem ganhando cada vez mais fãs desde o início do seu projeto de debut, e eles também prestaram homenagens aos seus sunbaes do BTS. Os meninos fizeram um cover lindo da coreografia de “DNA”, deu até vontade de tentar também. Confira:
2.Blackpink – So Hot (Wonder Girls) 
Que o Blackpink não brinca em serviço todo mundo sabe, mas quando elas resolveram reviver um dos grandes hits do Wonder Girls na sua própria versão, não tinha como dar outra: o quarteto arrasou mais uma vez.
3. NOIR (Jinhyong e Siha) – Hooked (Why Don’t We) 
Os garotos do NOIR são muito fofos, mas também são incríveis quando o assunto são covers. O grupo coleciona registros seus interpretando músicas de outros artistas, mesmo aqueles que não cantam em coreano. É o caso deste cover que Junyong e Siha fizeram da música Hooked, do “Why Don’t We”. Lembrando que pra saber tudo sobre o NOIR é só dar uma passadinha matéria que a gente fez apresentando eles aqui.
4. Monsta X – Mirotic (TVXQ) 
O Monsta X já está de retorno marcado pro Brasil, e eles também estão entre os grupos que fizeram covers incríveis. O grupo sabe muito bem quando ser sexy, quando ser sério e quando ser fofo. Parte da versatilidade deles pode ser vista através deste cover das lendas do K-pop: TVXQ.
Confira o Monsta X detonando ao som de “Mirotic”:
5. H.B.Y (Taro e Jisan) – Perfect (Ed Sheeran) 
O H.B.Y (Hot Blood Youth) debutou em 2017, mas muita gente ainda não conhece ou não sabe o quão talentosos são os meninos. Tanto talento que pode ser visto nesse cover da música “Perfect”, do Ed Sheeran, feita pelos membros Taro e Jisan. Tudo na voz e violão, veja:
6. Red Velvet (Wendy) – Speak Now (Taylor Swift) 
Red Velvet vem se mostrando um dos grupos femininos mais consistentes dessa geração. O fandom do grupo cresce à medida que elas também expandem seus horizontes, como no caso de sua recente tour nos Estados Unidos. Mas antes de todo esse processo de dominação que nos faria se apaixonar pelas meninas, elas já começavam a conquistar corações de futuros fãs no pré debut. Como é o caso deste cover que Wendy fez da música “Speak Now”, originalmente de Taylor Swift, cerca de 5 meses antes do debut oficial do grupo.
7. BLACK6IX – Not Today (BTS) 
Quem não ama o BLACK6IX? Eles passaram por aqui no ano passado e todos já estamos morrendo de saudade. Próximo a chegada deles por aqui, o grupo chegou até mesmo a arriscar fazer um breve cover da música “Evidências” da dupla Chitãozinho e Xororó. Mas uma das apresentações marcantes do grupo em solo brasileiro aconteceu em Porto Alegre, quando o grupo fez o chão da capital gaúcha tremer ao som de “Not Today”, do BTS.
8. EXID – Abracadabra (Brown Eyed Girls) 
O EXID nasceu pro sucesso. O grupo interpreta o conceito sexy como ninguém e não deixa a desejar em nenhum aspecto quando o assunto é talento. Isso pode ser visto quando elas lidaram com a pressão que é fazer um cover de um dos grupos vocais mais reconhecidos da geração passada, interpretando um de seus maiores hits. Confira o cover de “Abracadabra”:
9. EXO (Chen, Chanyeol, D.O, Lay) – All My Loving (The Beatles) 
O EXO recebe muito amor dos fãs, mas também entrega muito amor nas performances. Não foi diferente quando os integrantes Chen, D.O, Chanyeol e Lay prestaram um tributo aos Beatles, uma das maiores bandas de todos os tempos, ao entregar a versão deles do hit “All My Loving”.
10. BTS (Jungkook) – Paper Hearts (Tori Kelly) 
O catálogo de covers do BTS é gigante, mas também infinitamente interessantes. Os membros colecionam versões marcantes das mais variadas canções e dos mais variados intérpretes. Foi em uma dessas empreitadas que Jungkook emprestou seu vocal calmo e amável pra trazer à tona um cover incrível da música “Paper Hearts”, original da cantora americana Tori Kelly.
BÔNUS: GOT7, Seventeen, G-Friend, Twice – JYP Medley 
No fim de 2016 os grupos GOT7, Seventeen, G-Friend e Twice se juntaram para performar um medley de músicas lançadas pela JYP Entertainment. O resultado não poderia ser outro: as meninas arrasaram ao dançar as músicas “24 Hours” (Sunmi) e “Tell Me” (Wonder Girls), enquanto na última parte da performance os garotos se juntaram a elas no palco para cantar Who’s Your Mama, do próprio JYP. O saldo final é de uma performance memorável!
E vocês? Quais covers não conseguem parar de ouvir? Conta pra gente.
Nos vemos na próxima lista!

Por Jô Mesquita
Não retirar sem os devidos créditos.

Alunos da S.O.P.A denunciam abusos através de vídeo

Alunos da Seul Performing Art High School (S.O.P.A) lançaram neste sábado um videoclipe onde denunciam abusos e tratamentos injustos que teriam sofrido pela direção da escola.

No vídeo, uma série de alunos se revezam em frente a uma câmera, enquanto denunciam através da letra da música atitudes injustas por parte da direção da escola, também vistos como crimes, dentre eles: forçar alunos a participarem de performances fora das dependências da escola; dar tratamento diferenciado e discriminatório aos alunos que decidissem por não performar, coagir estudantes a “dançar sensualmente” e serem tocados de forma inapropriada durante suas apresentações, além de forçá-los a pagar pelas despesas de suas performances, de seu próprio bolso; ameaçar alunos que tentassem expor a realidade da escola através de ligações em seus números de telefone pessoais, entre outras denúncias.

Os alunos perguntam no video: “Quem é o culpado?”
O vídeo, postado no último dia 17 de fevereiro, está causando repercussão entre pessoas do mundo todo, incluindo brasileiros, e já conta com quase dois milhões de visualizações.
O vídeo por enquanto possui legenda apenas em inglês, confira:

vídeo da denúncia dos alunos

A S.O.P.A é uma escola renomada em Seul, onde uma série de jovens ingressam com o sonho de se tornarem parte da lucrativa indústria do entretenimento coreano. A escola foi e segue sendo o local de graduação de vários idols conhecidos da indústria do K-pop, tendo nomes de destaque em sua lista de alunos notáveis como: Jungkook (BTS), Kai e Sehun (EXO), Mark (NCT), Suzy, Kim Doyeon (Weki Meki) e muitos outros.

A KoreaIN acompanha o caso e atualizaremos as informações assim que surgirem novos fatos. E você, qual seu pensamento em relação às denúncias dos estudantes?

Jason Derulo lança música em parceria com Lay e NCT 127

Para a alegria das NCTzen e EXO-Ls, o cantor, compositor, ator e dançarino norte americano, Jason Derulo lançou um clip em parceria com o NCT 127 e o Lay do EXO, na última quinta, dia 21 de fevereiro. O MV da música intitulada “Let’s SHUT UP & DANCE” foi lançado simultaneamente nas contas da 1theK, e no próprio canal de Jason Derulo, mas, pouco tempo depois de lançada, foi excluído do canal 1theK sob justificativa de “reivindicação de direitos autorais”, estando disponível agora apenas no canal oficial do Jason.

De acordo com a 7SIX9 Entertainmente, produtora da música, ela é um tributo ao Rei do Pop, Michael Jackson.

“Let’s SHUT UP & DANCE” é uma música contagiante e dançante. Tanto o MV quanto a música fazem muita referência a cultura latina e africana, com batidas fortes e muita cor, porém sem deixar a vibe pop de lado. A coreografia traz influências do dance hall, estilo de dança de origem jamaicana, e do krump, estilo com passos fortes e expressivos.

créditos – HELLOKPOP

Essa parceria entre Jason Derulo, Lay e NCT só nos mostra como o K-POP vem se popularizando cada vez mais pelo mundo, ganhando visibilidade e reconhecimento, principalmente no cenário pop, norte americano. Vamos dar muito amor aos meninos do NCT e ao Lay, talkei!?

Por Larissa Ariel

Não retirar sem os devidos créditos.

K-POP: LOONA faz seu comeback repleto de teorias e diversidade

O girlgroup LOONA (ou meninas do mês, em tradução livre) fez seu comeback na madrugada de hoje (19) com a faixa Butterfly. O title é derivado do álbum X X, um repack de ++ lançado em Agosto do último ano (2018).

“Voe como uma borboleta” (fly like a butterfly) é a frase do refrão que gruda em nossas cabeças e, enquanto a música estilo “Tropical House” ecoa, o MV apresenta a coreografia de Butterfly em meio a cenas ao redor do mundo.

Representatividade é a palavra do girlgroup para esse comeback. A empresa do grupo, BBC Ent., afirmou que este retorno seria diferente do que qualquer outro grupo já fez. E promessa é dívida. Em um de seus teasers mostra diversas mulheres conectadas em seus próprios mundos: uma admiradora, uma dançarina, uma fotógrafa, enquanto a integrante Olivia protagoniza o vídeo.

Segundo a fanbase BRLoona, “O diretor de arte do LOONA, a DIGIPEDI (dupla de diretores de arte) fez uma tour por 5 países de 5 continentes diferentes para o efeito borboleta do LOONA capturar a liberdade e coragem das meninas do mundo inteiro no MV”.

A proposta da BBC para LOONA foi apresentar cada integrante e subunit uma vez por mês (totalizando 12 garotas e 3 subunits), cada uma com um conceito diferente, que ornasse com a garota e a proposta da empresa. Para LOONA foi criado um universo todo (literalmente!), o LOONAVERSE. Ele apresenta uma história complexa, envolvendo mundos paralelos, androids e até a história bíblica.

Em Butterfly, LOONA reforça a ideia de mundos diferentes e pessoas ao redor de cada um deles, salientando as diferenças e igualdade entre todos os seres e, ainda, reforçando a ideia de viver em liberdade e harmonia em sua própria pele.

Tem uma teoria diferente para esse MV? Conte-nos nos comentários!

Por Isabela Marques
Fonte: Loonatheworld, BrLoona, Twitter e Youtube.
Não retirar sem os devidos créditos.

“Seus gritos são tão altos que não consigo escutar o retorno no fone” – VAV aos risos, sobre show em Goiânia

Insano é o que define o primeiro show da “Meet & Live – Señorita Tour” no Brasil. No último sábado (16), VAV subiu ao palco em Goiânia e levou os fãs à loucura! As centenas de vampz que lotaram o Teatro Sesi, vindos de diversos estados, começaram a se reunir na frente do local na noite do dia anterior ao show.

O primeiro evento do dia foi o fansign. Foram entregues pôsteres oficiais do VAV para a sessão de autógrafos. O momento em que os meninos apareceram foi êxtase total. Eles se apresentaram, disseram estar muito felizes por voltarem ao Brasil. Antes de assumirem seus postos para receber os vampz (nome do fandom), eles desceram do palco para especialmente assinar o pôster de uma fã com deficiência. E morremos de amores pelo cuidado e o carinho que o VAV teve com ela!

Mais tarde, durante o meet&greet, os vampz goianos subiram ao palco em grupos de 5 para cumprimentar novamente os meninos e desta vez tirarem foto juntos. A emoção já estava à flor da pele. Logo em seguida foi o momento daqueles que tirariam selfies. E esso foi só o esquenta para o show…

Quando o teatro já estava lotado de vampz animados ao extremo, gritando “VAV, EU TE AMO!”, os meninos voltaram ao palco com “Señorita”. Sim! Já causaram logo de cara. A música que é título do comeback mais recente, teve seu refrão cantado pelos fãs em uma bela sincronia.

A energia foi tão grande que, quando St. Van foi apresentar o grupo, a primeira coisa que ele disse foi: “os gritos de vocês são tão altos que eu nem consigo escutar o retorno no meu ouvido” seguido de uma risada.

Conversando com o público, eles disseram que as fãs brasileiras são as mais vibrantes e têm um alto astral incrível. Ace contou que são muitas horas de vôo da Coréia para o Brasil, mas ele estava muito ansioso para voltar. Baron comentou sobre o amor que eles recebem dos vampz brasileiros pelas redes sociais. Lou completou a fala do amigo dizendo que esse é o público que tem mais calor e energia.

Dessa vez, o VAV veio com apenas 6 membros. Jacob, membro chinês do grupo, está na China participando do reality show musical All For One. Mas os meninos não esqueceram dele! Pediram para todos enviarem muito apoio para ele pelas redes sociais. Ainda contaram que se esforçaram em dobro para fazer um show sensacional e tentar cobrir a falta do amigo.

E, claro, não bastava serem lindos, talentosos e acabarem com os corações de todos dançando e cantando maravilhosamente bem: o VAV resolveu fazer um jogo com quem estava ali, e atender pedidos dos fãs. Chamaram ao palco 6 fãs para brincarem de “tell me your wish” (me diga seu desejo). Cada um sorteou um papelzinho com um pedido para ser realizado pelo grupo. Teve selfie com Ziu, dança exclusiva do Ayno, abraço de todos, Lou cantando para a fã mirim Maria Antônia, St. Van seduzindo beeeem de pertinho e back hug (abraço por trás) do Ziu em fanboy.

Ayno tentou ensinar a fã a dançar “Señorita”, mas decidiu dar a ela uma dança exclusiva.
Lou cantou para a fã Maria Antônia.

VAV também performou os sucessos “Flower” e “She’s Mine”. Quando o público achou que seria um show “normal”, os garoto começaram um cover da música “Havana”, da cantora Camila Cabello. Não teve quem conseguiu se conter na cadeira. O teatro todo estava dançando. Mas isso foi pouco, porque logo em seguida começaram a cantar “Uptown Funk”, de Bruno Mars, e fizeram questão de descerem do palco e dançar no meio dos fãs.

Haja garganta para gritar do jeito que os vampz goianos gritaram. Depois de toda a bagunça que fizeram, VAV resolveu acalmar o ritmo e investiram em músicas mais lentas. Nesse momento, os 6 membros estavam na beira do palco, todos alinhados, cantando com o coração. No centro, dava para ver Ace com os olhos cheios de água, segurando para não chorar de emoção com tanto carinho. O público ligou as lanternas dos celulares para deixar o clima ainda mais parecido com um sonho.

O show estava quase chegando ao seu final. Mas eles resolveram que era hora de dar mais um presente para Goiânia. Os meninos anunciaram um novo comeback, com músicas autorais, para o mês de março. St. Van disse que ainda não tinha mostrado a música que escreveu para ninguém, mas que os goianos seriam os primeiros a escutá-la. Ele se mostrou muito orgulhoso da reação que recebeu dos fãs. Como se isso não bastasse, Ayno e Lou disseram estar estudando e treinando suas vozes para poderem cantar também, além do rap.

Porém, como tudo que é bom uma hora acaba, chegou o final do VAV em Goiânia. O primeiro show da turnê latina foi encerrado com o hit “Gorgeous” para fechar com chave de ouro. Já não tinham mais cadeiras que pudessem conter os vampz. Estavam todos de pé, um pouco mais perto do palco dançando e se despedindo de seus idols. Eles aproveitaram para jogar no palco rosas vermelhas e os balões laranjados que usaram durante todo o show.

A noite acabou com a energia lá em cima, e o grupo dizendo que mesmo não tendo ido embora ainda, eles já queriam fazer mais shows no Brasil. VAV esteve pela primeira vez em Goiânia, para o primeiro show de kpop da história a passar pela cidade, parte da segunda turnê do boygroup.

No último domingo (17) o VAV se apresentou em Belém, arrancando suspiros dos fãs apaixonados, e agora se preparam para os eventos e shows em Porto Alegra e São Paulo. Finalizando a turnê brasileira, o grupo dará início aos shows em Uruguai, Chile e México, todos com cobertura exclusiva da Revista KoreaIN, nas redes sociais. Fiquem ligados!

Por Isadora Tristão
Imagens: Bárbara Brasil e Larissa Ariel
Não retirar sem os devidos créditos.

KPOP: 10 MVs dirigidos por Shindong

Quando se fala nos nossos queridos idols, não podemos negar que todos têm talento de sobra. Mas, as vezes, o talento é tanto que transborda e chega até em outras áreas. Já listamos aqui idols que arrasam na dança, que tocam piano divinamente e até que poderiam estar no Master Chef, hoje exaltaremos apenas um talento que vem se destacando como diretor de MVs: Shindong, do grupo Super Junior. Então separamos alguns… isso mesmo, alguns exemplos de uma lista que cresce cada vez mais para conferirmos o quanto ele leva jeito para a área. Vem com a gente.

Super Junior
Para começar, nada melhor que abrir com o próprio grupo dele. This is Love foi lançada em 2014 como parte do álbum Mamacita. Shindong teve papel em absolutamente TUDO do MV. Da coreografia ao cenário. A estética preto e branco com os detalhes em vermelho e muita iluminação deixou o ambiente glamuroso.

Ainda no Super Junior mas agora na unit D&E, Shindong fez esse vídeo especial para a divulgação de Oppa Oppa. Com direito à muitas cenas de bastidores e até apresentação da equipe, o resultado ficou divertidíssimo.

Kim Heechul x Min Kyung Hoon
Saindo da alegria de Oppa Oppa direto para a bad em um parágrafo. Falling Blossoms é a parceria do também Super Junior Heechul com Min Kyung Hoon, vocalista da banda Buzz. Dessa vez não temos um simples vídeo com música, e sim um curta com história envolvente que recomendamos assistir com lencinhos do lado. Também é digno de nota que os cantores deram um show de interpretação.

Mark x Jae Jung Park
Nem só de fazer vídeos para os companheiros de grupo vive Shindong, os companheiros de gravadora também podem usufruir das vantagens de tê-lo na SM. É o caso dessa Station colaborativa entre Mark do NCT e o cantor Jae Jung Park. Lemonade Love é um MV fofo, leve e ensolarado. E ainda dá pra se divertir identificando as participações especiais.

PinkFantasy
Imagine a situação: você está em um grupo rookie e recebe a notícia que seu debut será dirigido por um idol com mais de 10 anos de carreira. Foi o que aconteceu com o PinkFantasy. Shindong também divulgou o grupo no Instagram para dar aquele apoio. Que tal começar a carreira com um “Fado Padrinho” desse? Iriwa tem uma vibe pop fofo futurista que combinou muito bem com o ritmo da música.

Dindin
O rapper Dindin teve a história de Insomnia, parceria com Lee Hong Gi do FTIsland, transformada em um vídeo colorido e com propaganda de vários petiscos coreanos. Não recomendamos assistir com fome. E o visual dos cenários? Apenas lindíssimos.

Celeb Five
Arriscamos dizer que esse é outro debut. As comediantes Song Eun Yi, Shin Bong Sun, Ahn Young Mi, Kim Young Hee e Kim Shin Young resolveram unir forças e formar o Celeb Five. Com forte vibe oitentista, I wanna be a Celeb é uma mistura perfeita entre comédia e musical.

Camila
Adivinha o que temos aqui? Chutou outro debut? Acertou! Red Lips foi o primeiro single do trio que conta com ex-integrantes do grupo Laysha. Pop dançante maravilhoso que até nos faz querer mais músicas do grupo mas que, até agora, é filha única.

Busters
OK, esse é mais um ataque de Shindong “Fado Padrinho”, mas esse é diferente por ser duplo. Em 2017, o Busters lançou duas MVs simultâneos, ambos dirigidos pelo próprio. Dream on:

E Lalala:

A fama do quinteto, infelizmente, começou com o pé esquerdo por conta do descaso de alguns fãs que haviam se inscrito na torcida delas no ISAC de 2018 apenas para entrar no evento e ir para a torcida de outro grupo. O fato deixou muitas pessoas chocadas e com raiva. Porém, ao invés de transformarem isso em uma guerra de fandoms, todos decidiram apoiar o grupo. E rapidamente se apaixonaram pelo jeito encantador e talento de Minji, Hyeongseo, Jisu, Minjung e Chaeyeon. Nesse processo, muitos brasileiros entraram na onda e acabaram, inclusive, chamando a atenção do grupo. O sucesso foi tanto que elas farão uma turnê pelo país ainda esse semestre. Vamos dar muito amor para elas!

Bônus: UV
Não colocamos esse vídeo no início para não ficar muito óbvio o quanto adoramos Shindong dirigindo, atuando e dançando. Na Station Marry Man, parceria com o duo de comédia UV… Sinceramente, nos faltam palavras para descrever. Apenas vamos deixar o link para que vejam com seus próprios olhos esse vídeo maravilhoso.

Por Greyce Oliveira
Não retirar sem os devidos créditos

[LISTA] K-POP em JANEIRO: comebacks para ver, rever e se surpreender novamente!

Janeiro é sempre o mês com altas expectativas de comeback, pois os artistas anunciam como será o início do ano e surpreendem (ou não) os fãs com novos conceitos, hits chicletes ou debuts apaixonantes. Após um longo período festivo (e de diversos MVs especiais de natal que a gente tanto ama), Janeiro vem apresentar um clima diferente.

E qual foi o tema da vez? Quais as novidades?

Como sempre, nenhum grupo deixou a desejar, e foi difícil selecionar apenas algumas músicas que “hitaram” no mês que passou, mas a KoreaIN fez uma lista das onze músicas e MVs que causaram impacto para a comunidade kpopper.

11. SEVENTEEN – Home

Conhecidos por sua qualidade em produção musical, SEVENTEEN apresentou o single “Home” na segunda quinzena de Janeiro, mas tem recebido prêmios até o início de Fevereiro, totalizando 7 troféus desde então. A música traz um conceito mais nostálgico com uma letra que fala das batalhas do dia a dia, saudade e de como pessoas próximas podem se tornar a segurança de outra, a ponto de se sentirem tão à vontade quanto estarem em casa.

10. GFRIEND – Sunrise

As fadinhas da sincronia trouxeram mais uma vez em seu MV um conceito seguindo a história de outro videoclipe (Time For The Moonlight). A canção traz consigo as clássicas características que GFriend já mostrou ter: musicalidade única (Sunrise tem arcadas de violino destacadas, assim como o piano que se faz presente) e uma coreografia bem marcada e repleta de sincronia.

9. ATEEZ – Say my name

Rookies queridíssimos dessa geração, Ateez entrou em 2019 trazendo um hit único, com uma letra notável e coreografia impecável, mostrando que eles vieram para ficar! O grupo tem sido muito bem falado entre a comunidade internacional de fãs e não deixa a desejar, suas perfomances são energizantes, daquelas que fica impossível desviar o olhar.

8. APINK – %%(eung eung)

Depois do icônico retorno de Apink com “I’m So Sick”, o qual mostrava o amadurecimento e o crescimento de um grupo que quase sempre teve conceitos leves e suaves, Apink não desviou do caminho girl crush. Formado em 2012, o grupo sempre optou por coreografias sutis, que marcaram a trajetória dos grupos femininos pelo kpop. Entretanto, as garotas provaram que podem continuar trazendo músicas relevantes e hit’s que dificilmente vão sair de nossa mente!

7. Bang Yongguk (ex B.AP.) – Hikikomori

Após inúmeras negociações, o ex líder do boygroup B.A.P, decidiu seguir carreira solo. Yongguk sempre produziu as músicas do grupo (e já chegou a fazer canções para outros artistas), e não foi diferente em seu debut solo. Nessa canção tão particular, Yongguk se abre para os fãs e conta sobre a pressão de ser um idol e ter que fingir estar e ser alguém diferente.

O artista já falou abertamente sobre sua saúde mental. Yongguk é diagnosticado com depressão e encontrou na música um refúgio para falar de sua dor e acolher àqueles que se sentem sós.

O MV pode conter gatilhos.

6. TIFFANY – Born Again

Determinada a seguir carreira nos Estados Unidos, a cantora Tifanny, para sempre uma integrante do girl group Girls Generation (assim como ela já disse inúmeras vezes em entrevistas), lançou sua canção “Born Again”. 
A música, que fala sobre superação, mostra o quão importante é o ato de amar; “Seu amor é poderoso. Eu estou nascendo de novo. Pois toda vez que você me ama com toda a intensidade, eu me sinto renascer”.

5. G.O.D – Then and Now

Não, você não leu errado: G.O.D fez comeback! O grupo que debutou no ano de 1999 fez retorno comemorativo, com direito a um álbum super especial para os fãs. O boygroup não chegou (ainda) a lançar um MV, mas o álbum todo está disponível nas plataformas de streaming coreana e no Youtube!

A faixa principal é “Meet my Eyes” e o álbum chama “Then and Now”, que leva esse nome propositalmente, pois algumas faixas antigas foram regravadas pelo grupo!

4. CHUNGHA – Gotta Go

A música que fez todo mundo dançar em Janeiro definitivamente foi “Gotta Go”. A canção tocou tanto nos programas de entretenimento que virou febre. Chungha é uma artista muito querida desde a primeira temporada do “Produce 101”, programa que revelou suas admiráveis habilidades para a dança (e canto também!). Gotta Go também é especial pois marca um passo bem grande na carreira da cantora solo: sua primeira vitória em programas musicais; no total Chungha levou 4 troféus em diferentes programas como Inkigayo e Show Champion.

3. N.Flying – Rooftop

Nem só de boygroup ou girlgroup um kpopper viverá! N.Flying trouxe consigo um dos bops mais dançáveis e dignos de karaokê em uma sexta-feira a noite: Rooftop. A banda vem aparecendo cada vez mais e recrutando muitos admiradores por onde passa. Apesar de ser uma banda coreana, o grupo faz muito sucesso no Japão, onde tem promovido a maior parte do tempo. O último álbum single, lançado em Janeiro, traz também o soft rock “Winter Winter”.

2. LUNA – Do you love me

Integrante do grupo em hiatus, F(X), Luna fez seu comeback com uma canção mais calma, porém com os traços de música eletrônica que casam perfeitamente com sua voz. Do you love me foi promovida nos programas musicais e a cantora liberou também a dance practice :

1. ASTRO – All Night

Crescidos e prontos para marcar essa geração, Astro está de volta. O boygroup variou seus conceitos conforme os integrantes do grupo amadureciam na idade e musicalmente. Nunca faltou conceito e história para seus MVs e com All Night não foi diferente. O grupo mais uma vez trouxe um clipe estético, que ornou perfeitamente com o pop carregado de eletrônico da canção:

Menção honrosa ao integrante do BTOB, Minhyuk, que fez sua estréia como solo em “Ya”, a Junho do 2PM com sua ballad “Two” e ao girl group CLC que lançou “No” no finalzinho de Janeiro, e trouxe para os palcos de Fevereiro um hit de empoderamento feminino.

Lista de artistas que fizeram seu comeback e estreia em Janeiro:

  • Shaun (solo) – Bad Habits;
  • Ryewook (Super Junior) – I’m not over you;
  • M.C the Max (solo/ballad) – After You’ve gone;
  • MONT (boygroup) – Will you be my girlfriend?
  • MFECT (broygroup) – Designer;
  • IKON (boygroup) – I’m Ok;
  • KNK (boygroup) – Lonely Night;
  • WJSN (girlgroup) – La La Love;
  • ONEUS (boygroup/debut) – Valkyrie
  • VERIVERY – (broygroup/debut) Ring Ring Ring;
  • GREYISH (girlgroup) – Candy;
  • MONDAY KIZ (ballad) – Winter it is as I wished;
  • PAUL KIM (ballad) – 사랑 알 수 없나봐;
  • HAON (k-hip hop) – Flower;
  • HYOMIN (ex T-ARA / solo) – U Um U Um;
  • SEVENTEEN (boygroup) – Home;
  • CHERRY BULLET (girlgroup/debut) – Q&A;
  • NIEL (Teen Top) – Behind You;
  • IMFACT (boygroup) – Only U;
  • ROH TAEHYUN (HotShot) – I Wanna Know;
  • YAN YOSEOB (Highlight) – With You;
  • YONG JUNHYUNG (Highligth) – 빈털터리;
  • WAYV (debut/boygroup) – Regular;
  • FAVORITE (girlgroup) – Loca;
  • DREAMCATCHER (girlgroup) – Over The Sky;
  • HANG CHIYEUL (ballad) – A Walk to Goodbye.

Você pode ouvir todas essas faixas na nossa playlist de lançamentos de 2019:

A KoreaIN quer saber: qual seu favorito? Janeiro foi um ano cheio de canções novas e muito MV conceitual. Esquecemos de alguém? Comenta qual artista fez seu comeback e merece ter view!

Por Isabela Marques
Fontes: Soompi, Reedit e Kpopmap
Não retirar sem os créditos.