Música

Após 4 anos em hiatus, Brown Eyed Girls retornará com um novo álbum

Quando Narsha deixou a Mystic Entertainment no fim de 2018, muitos fãs ficaram preocupados com qual seria o destino do Brown Eyed Girls dali em diante, mesmo com a garantia da agência de que ela seguiria promovendo normalmente com o grupo.

No entanto, uma fonte contou recentemente à Sports Chosun que o grupo segue em busca de músicas para o seu novo álbum e que o comeback oficial deve acontecer ainda na primeira metade deste ano. O BEG debutou no ano de 2006 e desde então segue firme e forte, sendo o grupo feminino com mais tempo em atividade atualmente no kpop. O último trabalho delas juntas foi lançado em 2015, o álbum “Basic”.

Mesmo sem um comeback com o grupo completo, o BEG se mantém em atividade com os trabalhos solo das integrantes. De 2015 até o momento vimos Narsha trabalhando na TV coreana em programas como “Amor Fati” e “I Can Hear Your Money”; JeA também fez algumas aparições na TV e outros trabalhos solo; Gain deu uma pausa em sua carreira fora do grupo, Miryo nos presenteou com vídeos mais pessoais em seus canais no YouTube e Twitch TV, bem como o single “True” e o MV da faixa “Yellow”, além de ter participado da segunda temporada do reality “Unpretty Rapstar”.

Em uma entrevista recente à youtuber Grace, onde discutiu as dificuldades do mundo idol e outros detalhes de sua vida, Miryo animou ainda mais os fãs do BEG ao confirmar não apenas o comeback do grupo, como também o retorno de Gain (que já havia sido confirmado por ela própria) e de JeA para ocorrer ainda em 2019.

Recentemente o grupo vinha dando dicas de um possível retorno e inclusive chegou a fazer, no fim de 2018, uma live no instagram, mostrando todas as integrantes na sala de prática e interagindo com os fãs. Gain, que seguia um pouco afastada das redes, também retomou a atividade em seu instagram pessoal.

Mesmo com 4 anos de um hiato e de muita espera, os fãs e admiradores podem finalmente comemorar o retorno oficial do grupo. O Brown Eyed Girls coleciona hits como “Abracadabra”, “Sixth Sense”, “Kill Bill” e a mais recente “Brave New World”. Ansiosos para o retorno do grup
o?

Por Jô Mesquita
Fontes: Allkpop, Brown Eyed Girls Brasil, Grazy Grace @YouTube, SBS e Soompi.
Não
retirar sem os devidos créditos.

[BREAKING] Hyuna e E’Dawn assinam com empresa do PSY

Após optar por não renovar seu contrato com a YG ano passado, Psy fundou sua própria gravadora, a P-Nation.
Agora, aos poucos, está recrutando um time de primeira linha para compor o time de estrelas do novo selo.

VEJA TAMBÉM: PSY deixa YG Entertainment após 8 anos na empresa

A primeira a ser oficializada foi Jessi. A rapper postou um vídeo da assinatura do contrato em seu Instagram no último dia 24 e agradeceu aos fãs por todo o apoio e paciência. Ela também agradeceu a Psy e fala em um novo começo para a carreira.

https://www.instagram.com/p/BtCFZ6uAcr-/?utm_source=ig_share_sheet&igshid=pacevwgt6gnm

Agora o time conta também com Hyuna e E’Dawn. Expulsos da Cube ano passado após a revelação do seu relacionamento, o casal estava em busca de novas gravadoras e até considerou assinar em selos diferentes. Porém mudaram de ideia e foram apresentados oficialmente pelo próprio Psy em seu Instagram a poucas horas atrás.

https://www.instagram.com/p/BtIPLonBnGb/?utm_source=ig_share_sheet&igshid=4437vaxgg71
View this post on Instagram

#pnation #피네이션

A post shared by PSY (@42psy42) on

Além desses três nomes conhecidos do público, o presidente da agência também está recrutando novos trainees para montar um novo grupo.

Apesar de não ter ainda revelado maiores detalhes sobre o calendário de atividades da empresa, já é praticamente certo que todos os artistas promoverão ativamente durante o ano.

Aguardamos mais novidades! Quem serão os próximos?

Fonte: Koreaboo, Instagram

[BREAKING] Cory deixa o 24K

A Choeun Entertainment divulgou hoje (25) em nota que Cory, o líder do grupo 24K, optou por não renovar seu contrato como membro do grupo e decidiu focar em ser produtor musical.

Foto:Choeun Brazilian Interns

Em contrapartida, Sungoh, recentemente dispensado do exército, voltou para a gravadora e está atualmente escrevendo uma música para o próximo álbum do grupo. A gravadora espera no futuro poder contar com os membros originais do grupo, incluindo Kisu, nos eventos como convidados especiais para que possam interagir com os fãs.

O 24K está atualmente em estúdio gravando seu próximo álbum.

Por Greyce Oliveira
Não retirar sem os devidos créditos

10 músicas de K-POP que fazem 10 anos em 2019

Ah, 2009… Para quem já era kpopper na época, pode parecer que foi ontem mesmo que tivemos debut de grupos como After School, Secret e B2ST. Para quem chegou nesse universo mais recentemente, encontrar músicas dessa época é uma preciosidade pela diferença de estilo.

O fato é que foi um ano icônico para a história do K-pop, com o surgimento e crescimento de grupos que fizeram a história desse estilo musical. E, claro, os inúmeros hits que conquistaram mais fãs e muitos que ainda são referência mesmo hoje. Nesse começo deste ano, vamos fazer uma viagem nostálgica através do tempo para conhecer 10 músicas que fazem 10 anos em 2019.

Brown Eyed Girls – “Abracadabra” e “Sign” – Julho/Novembro

Um dos grupos de maior longevidade e sucesso do K-pop, Brown Eyed Girls teve como ponto de virada na carreira a música Abracadabra, mais madura e ousada. Foi com ela que definiram um novo estilo para suas músicas, mesmo lidando com controvérsias pela sensualidade do MV. A coreografia marcante com a “dança arrogante” do refrão, foi um viral da época.

Houve vários covers e paródias e até o Psy a utilizou na música Gentleman, com participação especial da integrante Gain. No mesmo ano elas lançaram uma nova versão do álbum Sound.G, incluindo a nova música Sign, igualmente polêmica, mas dessa vez pela obscuridade e violência do MV.

2NE1 – “Lollipop”, “Fire” e “I Don’t Care” – Março/Maio/Junho

O primeiro semestre de 2009 foi uma explosão musical com o debut do 2NE1, sem dúvidas um marco para o K-pop. Em março daquele ano, o 2NE1 foi apresentado ao mundo em uma propaganda de smartphone, em parceria com o boygroup BIG BANG, um dos mais famosos do K-pop, com o collab Lollipop. Mesmo sem promoverem a música e sem ser um debut oficial, já que era um lançamento promocional, teve mais de 3 milhões de downloads e ficou em 1º em vários charts.

Não muito depois, em maio, veio enfim o debut, com Fire, do EP “2NE1”. Foram 4.3 milhões de downloads e elas não pararam por aí. Em junho veio I Don’t Care, que teve 4.5 milhões de downloads e ganhou a “música do ano” do 11º MAMA, o primeiro girlgroup a ganhar e ainda realizar esse feito no ano do debut.

f(x) – “La Cha Ta” e “Chu~” – Setembro/Novembro

Falando em debuts, que tal falar de um da SM que também teve muita atenção. Há 10 anos surgia o quinteto f(x), com um estilo mais urbano e eletrônico que as diferenciava do conceito fofo das colegas do Girl’s Genaration. E a música que começou tudo isso foi La Cha Ta.

O foco na coreografia eletrizante e o refrão tornaram essa uma música memorável de 2009 e um ótimo debut. Ainda em 2009 elas lançaram mais uma excelente música, Chu~. Apesar de passar uma mensagem mais fofa, ainda mantinha o estilo que marcou o grupo, com uma dança forte e toques eletrônicos.

SHINee – “Juliette” e “Ring Ding Dong” – Maio/Outubro

O single promocional Juliette fez parte do EP Romeo, lançado em maio de 2009, e, segundo Jonghyun, trazia as várias cores do SHINee. O sucesso do lançamento impulsionou o grupo a lançar em outubro daquele ano um de seus maiores hits, o single Ring Ding Dong, incluso no terceiro EP 2009, Year of Us. A música ficou tão famosa que uma campainha nunca mais foi a mesma para os kpoppers, como eles bem brincavam em programas de variedade.

A música recebeu indicações para Melhor Música Digital no Golden Disc Awards e no Melon Music Awards. Infelizmente não levaram estes prêmios naquele ano, mas ficou no topo dos charts coreanos e ganharam vários prêmios nos programas musicais semanais. Foi uma das responsáveis por expandir a popularidade do grupo para outros países, a ponto que ainda é relembrada mesmo hoje, e o MV já passou de 100 milhões de visualizações.

KARA – “Wanna” e “Mister” – Julho/Agosto

KARA marcou uma geração de kpoppers e 2009 foi justo o ano em que aumentaram sua popularidade. Depois de um hit no final do ano anterior, Honey, do EP Pretty Girl, veio a bomba com o álbum Revolution. O single promocional, Wanna, ultrapassou os 2 milhões de downloads digitais. Mas foi com uma faixa secundária, que elas apresentaram nos programas de TV como parte das promoções de Wanna, que elas conseguiram um dos seus maiores hits.

Estamos falando de Mister. É uma música tão famosa que é difícil acreditar que ela não era a faixa principal do álbum. A famosa “coreografia do bumbum” fez enorme sucesso, o que levou elas relançarem a música como um single a parte no mês seguinte. Foram mais de 3.9 milhões de downloadas e lançou KARA para sua carreira internacional.

MBLAQ – “Oh Yeah” e “G.O.O.D Luv” – Outubro/Dezembro

“Yeah, amigos”. Com um ritmo latino, Oh Yeah, do MBLAQ atraiu muita atenção sobre seu debut, sobretudo internacionalmente. Eles foram o primeiro grupo da Jtune Entertainment, debutados oficialmente depois de dois anos treinando juntos, com exceção de Thunder, que entrou às pressas no grupo 15 dias antes do debut, após a saída de Sang Bae. O grupo foi orientado diretamente pelo astro Rain e não à toa eles representavam o pacote completo de um idol: vocais ótimos, músicas únicas, e muito carisma e expressão corporal nas suas coreografias.

Assim, Oh Yeah foi faixa principal do EP de debut Just BLAQ, que rendeu indicação de melhor artista novato masculino no MAMA daquele ano. Uma curiosidade: a voz feminina na música é da LE, de EXID, na época chamada de Elly. Apesar de serem ainda rookies, fizeram sua primeira apresentação no Japão ainda naquele ano, em dezembro. Na ocasião, lançaram um MV especial com cenas da viagem, para a música G.O.O.D Luv.

4Minute – “Hot Issue”, “Muzik” e “What a Girl Wants” – Junho/Agosto/Outubro

Falando de debuts relevantes de 2009, a Cube lançou seu primeiro girlgroup naquele ano, 4Minute. O grupo ganhou atenção inicial pela presença da Hyuna, ex-integrante das Wonder Girls. Mas logo que começaram a fazer suas músicas elas mostraram o talento completo delas como quinteto. Para o debut, uma música energética e com batida eletrônica, Hot Issue. Esse estilo representou bem a primeira fase do grupo, que mostrava a confiança em si mesmas e também mostrava seus talentos.

Elas se mantiveram fiéis ao estilo quando lançaram seu primeiro EP, For Muzik, e, junto com ele, o single da faixa promocional Muzik. A introdução, For Muzik (Intro), teve as letras escritas pela cantora e rapper Jiyoon. Em outubro elas voltaram a promover outra música do álbum, com o single What a Girl Wants, mais lenta e fofa. Naquele ano elas foram indicadas a melhor novo artista feminino no MAMA e ganharam o prêmio de melhor novo artista no Golden Disc Awards.

T-ARA – “Lie”, “T.T.L” e “Bo Peep Bo Peep” – Abril/Julho/Novembro

Se tem um grupo que não parou quieto em 2009 e só lançou boas músicas, foi o T-ARA. Em abril, o grupo lançou Good Person, ainda na formação original, como parte do pré-debut e OST do K-drama Cinderella Man. Posteriormente, em julho, elas mudaram a formação para o sexteto que ficou mais conhecido, com Lie. Em setembro e outubro veio a colaboração com o boygroup Supernova, com as músicas T.T.L (Time To Love) e T.T.L. Listen 2. Mas foi com o lançamento do Absolute First Album em novembro que começaram a se destacar.

O álbum teve 25 mil reservas de pré-lançamento e ficaram em primeiro nos charts ao vivo do Hanteo, surpreendente para um grupo rookie fora dos Big 3. E uma das músicas mais viciantes e notáveis do disco e também da careira delas foi Bo Peep Bo Peep, que ganhou single a parte. Com ela, ainda vieram algumas polêmicas, como o MV bem ousado pelas cenas sexys, mas nada que tenha impedido de ser um sucesso. Outra música que também foi promovida como single e ganhou MV foi Like The First Time.

Super Junior – “Sorry Sorry” e “It’s You” – Março/Maio

Falando de músicas viciantes, uma dos maiores hits do Super Junior não poderia ficar de fora. Em marco de 2009 eles, que fazem parte dos grupos mais famosos da Coreia do Sul, lançaram seu terceiro álbum de estúdio Sorry Sorry. O álbum trazia dois hits mundiais, se tornando o álbum coreano mais bem vendido de 2009 na Coreia do Sul, Taiwan, Tailândia, China e Filipinas.

O lançamento da faixa Sorry Sorry ultrapassou os 3 milhões de downloads e o poder de atualidade da música, que a torna popular até hoje, já rendeu 100 milhões de visualizações do MV. Já It’s You teve mais de 1.2 milhões de downloads e o MV tem mais de 30 milhões de views. O álbum garantiu ao Super Junior o prêmio de Melhor Álbum do Ano (Disk Daesang) de 2009 no Golden Disk Awards.

Girl’s Generation – “Gee” e “Genie” – Janeiro/Junho de 2009

Duas das maiores referências musicais do KPOP, tendo suas relevâncias culturais reconhecidas pela Billboard, pela RIAJ, pela plataforma de dados AllMusic e pela revista coreana Dong-a Ilbo.

Gee, parte do EP homônimo, faturou os maiores prêmios em várias premiações coreanas durantes os anos de 2009 e 2010. No Cyworld Digital Music Awards, Gee levou um Bonsang. No Golden Disc Awards e no Seoul Music Awards, levou um Bonsang e um Digital Daesang (Melhor Música do Ano). No Melon Music Awards recebeu um “Melhor Música do Ano” e o “Odyssey Award”. E no Korean Music Awards recebeu um “Melhor Música do Ano”.

Com essa música, elas ganharam por 9 semanas consecutivas o Music Bank, que foi o recorde por anos, até ser superada por Gangnam Style. Inclusive, Gee também mantinha o recorde de MV de K-pop mais visto, com 80 milhões de visualizações até 2012, com o lançamento do hit do Psy. Hoje, o número de visualizações já passa de 220 milhões. E como se não bastasse lançarem um hit no ano, elas fizeram comeback em junho com Genie (Tell Me Your Wish), sendo um reforço para o sucesso que o girlgroup estava conquistando nos últimos meses. Um ícone é um ícone, não é mesmo?

Menções honrosas

É tanta música boa que selecionar só 10 é uma tarefa praticamente impossível. Por isso, vamos relembrar também outras músicas que foram lançadas 10 anos atrás.

“Bad Girl”, do B2ST, debut do grupo que até hoje está ativo, com o nome Highlight. F.T Island lançou dois comebacks, “Bad Woman”, em janeiro, com a entrada do guitarrista Seunghyun, e “I Hope”, single do full álbum “Cross & Change” e inspirado no retrô dos anos 70 e 80 da Coreia. Teve também “Love Like This”, do SS501, e “Man Man Ha Ni”, do UKiss, dois boygroups de grande sucesso dessa geração. O 2PM também conseguiram hit com seu segundo single, “Again & Again” e repetiram o feito com “Heartbeat”, parte do primeiro álbum de estúdio deles.

Entre as garotas, a cantora IU, na época com apenas 15 anos de idade, lançou várias músicas, inclusive a icônica “Marshmallow”. Por fim, After School teve o debut “Ah!” logo em janeiro e o single digital de abril, “Diva”, com a nova integrante Uee. Por fim, terminraram o ano com outro hit, “Because of You”, após graduação da Soyoung e entrada da Raina e da Nana. Elas debutaram em 1º no Gaon Digital Charts, venceram triple crown no Inkigayo e venderam 4 milhões de downloads, grandes feitos para rookies de uma agência pequena.

Certamente ainda poderíamos passar o dia citando cada música memorável que celebra incríveis 10 anos em 2019. E você, qual a sua música favorita de 2009? Sentiu falta de alguma na lista? Conta pra gente!

Por Paula Bastos Araripe

Fontes: 2009 in South Korea Music, Wikipedia, Youtube

Não retirar sem os devidos créditos.

Ah, 2009. Para quem já era kpopper na época, pode parecer que foi ontem mesmo que tivemos debut de grupos como After School, Secret e B2ST. Para quem chegou nesse universo mais recentemente, encontrar músicas dessa época é uma preciosidade pela diferença de estilo.

O fato é que foi um ano icônico para a história do K-pop, com o surgimento e crescimento de grupos que fizeram a história desse estilo musical. E, claro, os inúmeros hits que conquistaram mais fãs e muitos que ainda são referência mesmo hoje. Nesse começo deste ano, vamos fazer uma viagem nostálgica através do tempo para conhecer 10 músicas que fazem 10 anos em 2019.

Brown Eyed Girls – “Abracadabra”

Um dos grupos de maior longevidade e sucesso do K-pop, Brown Eyed Girls teve como ponto de virada na carreira a música Abracadabra, mais madura e ousada. Foi com ela que definiram um novo estilo para suas músicas, mesmo lidando com controvérsias pela sensualidade do MV. A coreografia marcante com a “dança arrogante” do refrão, foi um viral da época. Houveram vários covers e paródias e até o Psy a utilizou na música Gentleman, com participação especial da integrante Gain. No mesmo ano elas ainda lançaram também a obscura música Sign.

Big Bang & 2NE1 – “Lollipop”

Você quer um collab de qualidade? O Big Bang e o 2NE1 fizeram isso em 2009. Essa parceria marcou o início da carreira do 2NE1 enquanto Big Bang completava 3 anos de existência. Talvez não seja tão adorada quanto Fire, o debut do girlgroup da YG, lançado no mesmo ano, mas foi uma música que marcou uma era para ambos os grupos e merece ser relembrada.

f(x) – “La Cha Ta”

Falando em debuts, que tal falar de um da SM que também teve muita atenção. Há 10 anos surgia o quinteto f(x), com um estilo mais urbano e eletrônico que as diferenciava do conceito fofo das colegas do Girl’s Genaration. E a música que começou tudo isso foi La Cha Ta. O foco na coreografia eletrizante e o refrão tornaram essa uma música memorável de 2009 e um ótimo debut. Ainda em 2009 elas lançaram mais uma excelente música, Chu~.

SHINee – “Ring Ding Dong”

Por causa do SHINee, uma campainha nunca mais foi a mesma para os kpoppers. Ring Ding Dong é indiscutivelmente um dos maiores sucessos no começo da carreira do SHINee. A música ficou no topo dos charts coreanos e expandiu a popularidade do grupo para outros países. A música é tão popular que ainda é relembrada pelos fãs cá e lá e o MV já passou de 100 milhões de visualizações.

KARA – “Mister”

KARA marcou uma geração de kpoppers e a música Mister foi uma delas. É uma música tão famosa que é difícil acreditar que ela não era a faixa principal do álbum. Na realidade, o álbum Revolution, lançado em 2009, tinha como faixa-título a música Wanna. Mas durante as performances Mister também era cantada e chamou atenção por causa da “coreografia do bumbum” e fez mais sucesso que a música principal.

MBLAQ – “Oh Yeah”

“Yeah, amigos”. Com um ritmo latino, Oh Yeah, do MBLAQ atraiu muita atenção sobre seu debut, sobretudo internacionalmente. Eles foram o primeiro grupo da Jtune Entertainment, orientados diretamente pelo astro Rain. Não à toa eles representavam o pacote completo de um idol: vocais ótimos, músicas únicas, e muito carisma e expressão corporal nas suas coreografias.

4Minute – “Hot Issue”

Falando de debuts relevantes de 2009, a Cube lançou seu primeiro girlgroup naquele ano, 4Minute. O grupo ganhou atenção inicial pela presença da Hyuna, ex-integrante das Wonder Girls. Mas logo que começaram a fazer suas músicas elas mostraram o talento completo delas como quinteto. Para o debut, uma música energética e com batida eletrônica, Hot Issue. Esse estilo representou bem a primeira fase do grupo, que se repetiu em outra música daquele ano, Muzik.

T-ARA – “Bo Peep Bo Peep”

Para quem gosta de dançar, as músicas do T-ARA são sempre adequadas. Em 2009 o grupo debutou com Good Person, ainda na formação original e posteriormente relançou como o sexteto que hoje conhecemos, com Lie. Mas foi com o lançamento do Absolute First Album no final do ano que começaram a se destacar. E uma das músicas mais viciantes e notáveis do disco e também da careira delas foi Bo Peep Bo Peep. Com ela, ainda vieram algumas polêmicas, como o MV bem ousado pelas cenas sexys. Esse álbum ainda lançou TTL (Time To Love), TTL Listen 2 e Like The First Time.

Super Junior – “Sorry Sorry”

Falando de músicas viciantes, uma das músicas mais famosas do grupo Super Junior não poderia ficar de fora. Estamos falando, claro, de Sorry Sorry. Se você nunca ouviu o refrão e tentou cantar e dançar junto você está perdendo diversão legítima dos kpoppers de 2009. Tanto que este é outro MV da lista com mais de 100 milhões de visualizações, provando que “old is gold” e boas músicas nunca ficam fora de moda.

Girl’s Generation – “Gee”

Um ícone é um ícone, e certamente esta música não poderia ficar de fora. Gee é um clássico do K-pop, um dos responsáveis pela expansão do gênero pelo mundo na época. Dentro da Coreia, ganhou nove prêmios de música do ano. Ganhou por 9 semanas consecutivas o Music Bank, que foi o recorde por anos, até ser superada por Gangnam Style. Inclusive, Gee também mantinha o recorde de MV de K-pop mais visto, com 80 milhões de visualizações até 2012, com o lançamento do hit do Psy. Hoje, o número de visualizações já passa de 220 milhões.

Menções honrosas

É tanta música boa que selecionar só 10 é uma tarefa praticamente impossível. Por isso, vamos relembrar também outras músicas que merecem a lembrança. “Bad Girl”, do B2ST, debut do grupo que até hoje está ativo, com o nome Highlight. “I’m a Loner” do CN Blue e “I Hope”, do F.T Island, antigos sucessos das duas bandas da FNC em seu início de carreira. “Love Like This”, do SS501, e “Again & Again”, do 2PM, dois boygroups de grande sucesso dessa geração. “Marshmallow”, da IU, na época com apenas 15 anos de idade. Por fim, After School teve o debut “Ah” e o enorme sucesso “Because of You” naquele ano.

Certamente ainda poderíamos passar o dia citando cada música memorável que celebra incríveis 10 anos em 2019, mas é melhor ouvirmos mais música. Abaixo deixamos uma playlist do Spotify. Aproveite!

E você, qual a sua música favorita de 2009? Sentiu falta de alguma na lista? Conta pra gente!

Por Paula Bastos Araripe
Fontes: 2009 in South Korea Music, Wikipedia, Youtube
Não retirar sem os devidos créditos

Não retirar sem os devidos créditos.

05 covers SEM DEFEITOS do OH MY GIRL

Fazer listas do OH MY GIRL é sempre meio difícil, porque as meninas além de talentosas, divulgam muito esse talento. Selecionamos apenas 5 dos melhores covers do OH MY GIRL para mostrar a vocês a qualidade do vocal, do rap, da interpretação, do carisma e da dança das garotas.

Veja também: OH MY GIRL fala sobre as expectativas de vir ao Brasil.

Vem se apaixonar junto por essa fadas!

01 – Hyojung, SeungHee, YooA – HALO (Cultwoo Show)

Em 2015 as garotas mostraram que vocal era um dos fortes do OH MY GIRL. Numa participação no programa “Cultwoo Show” elas interpretaram HALO, famosa na voz de Beyonce. A expectativa era grande, mas meninas tiraram de letra, tanto que em novembro daquele mesmo ano elas se apresentaram no K-POP Heyo TV com HALO novamente.

02 – OH (SNSD)

O programa “The show” nos presenteou com o cover mais perfeito de SNSD que você poderia ver. As garotas performaram minuciosamente o hit OH, e não deixaram nenhum detalhe passar, do figurino ao vocal.

03 – BALLONS (Five Fingers/TVXQ)

As garotos participaram do programa de TV “KBS Immortal Songs 2” e na véspera de natal de 2016 elas interpretaram o clássico “Ballons”. A música ficou conhecida na voz do TVXQ, mas a original é da banda Five Fingers. OH MY GIRL saiu completamente da zona de conforto e criou um novo arranjo pra música, um rap especial e uma coreografia original, dando a cara do girlgroup para a música.

04 – PARTY – Acapella (Beyonce)

Esse cover é pra manter nossos corações aquecidos. Tem coisa mais linda que um cover acapella bem harmonizado? Tem sim, quando o OH MY GIRL faz esse cover, e de outra música da Beyonce. Em sua participação no canal “K-POP Heyo TV”, o OH MY GIRL fez um cover acapella da música “PARTY”, e essa foi só uma das vezes que elas interpretaram o hit.

05 – Like OHH-AHH + CHEER UP (TWICE)
h

Programas especiais sempre rendem momentos inesquecíveis. Tipo esse cover que o OH MY GIRL fez remixando os hits Like OHH-AHH e Cheer Up, do TWICE. A apresentação aconteceu no especial de final de ano, de 2016, no Music Bank.

Você vai poder comprovar todo esse talento ao vivo durante a turnê do OH MY GIRL que se inicia no fim do mês. A primeira parada é no Rio de Janeiro, dia 29, em seguida Porto Alegre dia 30 e Curitiba dia 31. Elas encerram em São Paulo, com o show no dia 2 e o fansign dia 3.
Compre seu ingresso aqui: https://www.sympla.com.br/hwstar

Por Naira Nunes
Fontes: MBC, KBS, Cultwoo Show, Immortal Songs 2, K-POP Heyo TV
Não retirar sem os devidos créditos.

[KPOP] Kai, o integrante do TXT (BigHit) é filho de brasileiro?

Após revelar as identidade de YeonJun e Soobin, integrantes do TXT, grupo irmão do BTS, a BIGHIT revelou na tarde de hoje o terceiro integrante do novo boygroup da agência: Huening Kai.
Após revelarem quem era o garoto, a internet brasileira entrou em parafuso.
Huening Kai seria “apenas” o primeiro descendente de brasileiro a debutar em um boygrup de kpop na Coreia do Sul e o primeiro estrangeiro a debutar na BigHit Entertainment.

#TXT (#투모로우바이투게더) – #휴닝카이 #HUENINGKAI #TOMORROW_X_TOGETHER pic.twitter.com/Kn0HNdDXSp— BigHit Entertainment (@BigHitEnt) 15 de janeiro de 2019

O “CSI:Fanbase” (como carinhosamente chamo as fãs obstinadas por informações exclusivas) entrou em trabalho árduo após descobrirem que Kai poderia ser filho de um brasileiro. Centenas de fãs foram atrás de mais detalhes que pudessem provar essa descendencia.

Kai posa ao lado do seu pai brasileiro // Reprodução Internet

Acontece que o garoto é resultado de uma mistura etnica muito bem vinda. Kai nasceu em 24 de agosto de 2002, em Honolulu, no Hawaii, suportamente filho de um brasileiro e uma chinesa. Hoje com 16 anos, ele é fluente em 3 idiomas: coreano, chinês e português; Adora tocar violão, teria uma irmã 2 anos mais velha e vive na Coreia do Sul.

Reprodução Internet

O pai possível de Kai, Nabil David Huening, nasceu no Brasil, mas aos 4 anos de idade foi morar no Texas, EUA. Ele é cantor, compositor, músico e performer.
Aos 17 anos ele se mudou para a China, onde morou por mais de 12 anos e se tornou fluente em Mandarim chinês (além do inglês, português e coreano fluentes). Nabil era figura recorrente na TV chinesa, onde apresentava sua paixão e talento pela música da religião Baha’i (uma crença iraniana) em programas de auditório e até mesmo séries. Em 2005 ele foi eleito um dos 50 estrangeiros mais influentes de Beijing, segundo o site BAIDU.

Na China ele teria conhecido sua primeira esposa, e tiveram 2 filhos, um deles sendo Heuning Kai. Em uma entrevista de 2012 para o site “Enable Me To Grow”, ele revela que sua família, naquela época, estava morando na Coreia do Sul. O que levou muitos a acreditarem que nesse período Kai já seria um trainee da Big Hit.

Ao que tudo indica, segundo relatos de fãs, o pai de Huening teria se casado novamente no Brasil e não estaria mais com a primeira esposa. Mas esta informação não foi confirmada.
Porém, apesar de tantos detalhes e suposições, a veracidade sobre Nabil ser pai de Kai ainda não foi confirmada por nenhuma das partes envolvidas.

O debut do TXT

O TXT, que significa Tomorrow X Together, é o mais novo boygroup da BigHit Entertainment (mesma agência do BTS) e eles são primeiro grupo idol a debut em 6 anos, desde o BTS.

A data de debut ainda não foi oficialmente revelada. Porém, outra contagem-regressiva apareceu no site txt.ibighit.com, e ela se encerra à meia-noite do dia 19 de janeiro. Possivelmente, se trata de um novo integrante para o boygroup.

Por Naira Nunes
Fontes: twitter@artjhseok, twitter@txt_br2,
Enable Me To Grow, Hello Kpop, The Stinger
Não
retirar sem os devidos créditos.

[K-profile] Yu Seungwoo: o cantor de voz doce que vai te conquistar

Nem só de boygroup e girlgroup vive a música coreana. Cantores solistas têm igualmente suas carreiras de sucesso com melodias contagiantes. Hoje vamos falar de um desses cantores, que começou a carreira em uma competição de canto durante a adolescência e até hoje contagia os fãs com suas músicas doces e o vocal maravilhoso. É o Yu Seungwoo.
Vamos conhecer um pouco da sua trajetória e os destaques da sua carreira até hoje!

 

Participação no Superstar K4

 

 

Em 2012, a quarta temporada do reality show Superstar K começou e nos apresentou novos talentos da música, que se tornaram grandes referências da música atual. Um deles foi o jovem Yu Seungwoo que, com apenas 15 anos, se apresentou aos jurados.
Apesar da entrada tímida, cheio de humildade apenas com seu violão, foi só começar a cantar que mostrou porquê estava lá. Conquistou de cara todos os jurados e conseguiu seu ticket para avançar no programa.

Não só foi aprovado na primeira etapa, como prosseguiu entre os melhores. Dos mais de 100 aprovados inicialmente, ele entrou pro top 12, sendo o mais novo dos finalistas. Ele continuou até o top 6, sendo eliminado no episódio 11. Apesar de não ter chegado ao primeiro lugar – o vencedor da temporada foi Roy Kim – esse não foi o fim para ele. Pelo contrário, a atenção que recebeu pelo seu talento fez com que conseguisse um contrato de gravação rapidamente com a UK Muzik (subsidiária da CJ E&M).

 

 

A carreira do solista

 

Foi em maio de 2013 que fez seu primeiro lançamento como artista. A primeira música que lançou foi You and I e seu primeiro mini-álbum foi The First Picnic, com a faixa-título Hello. O MV da música começa bem, assim como a carreira dele começou: apenas ele e seu violão, sentado num banco e cantando livremente para quem quiser ouvir, com toda a simplicidade e liberdade que ele traz sendo um adolescente. Tanto essa música como o álbum inteiro é gostoso de ouvir. Duas músicas, inclusive, foram compostas por ele mesmo, The love song sung by a pathetic guy e Clumsy love.

 

 

 

 

Seu primeiro comeback foi ainda naquele ano, com a animada U Who?. No ano seguinte, continuou fazendo suas músicas autorais, como a música mais madura Hesitating Lips. E, ao mesmo tempo, cantou para OST’s de k-dramas como Cunning Single Lady, Jang Bo-ri Is Here! e The Technicians. O ano de 2014 foi também do lançamento do seu primeiro álbum completo, titulado apenas com seu nome, que incluía músicas como a empolgante Everyone Else But Me.

 

Em 2015, assinou contrato com uma nova agência, a Starship Entertainment. Logo em seguida lançou seu primeiro single pela empresa, You’re Beautiful (ft Louie do Geeks). O MV que o acompanhou é tão bonito quanto o nome da música, e ainda teve participação do Jeongmin do Boyfriend, do Kihyun do Monsta X e da Eunha do Gfriend. Os três garotos não só fazem papel de amigos como mantém uma amizade verdadeira e ainda gravaram uma versão especial acústica com o vocal dos três na música.

 

 

 

A composição funcionou tão bem que Jeongmin e Kihyun voltaram a atuar no MV seguinte de Seungwoo, Whatever (feat. Crucial Star), de 2016. Desta vez, com a companhia da Eunseo, do Cosmic Girls (WJSN). Outro lançamento do ano foi Only U (feat. Heize) e o projeto especial Vintage Box vol.2, em dueto com a Yu Yeonjung (WJSN e ex-I.O.I), I’ll Be On Your Side. E ainda participou do King of Masked Singer e botou mais OST’s para o currículo: My Bucket List, Another Miss Oh e Moonlight Drawn By Clouds.

 

 

 

Em 2017 ele teve um ano igualmente movimentado, com praticamente um lançamento por mês entre julho e dezembro. Lançou dueto com Sandeul (B1A4), a música Oppa, com participação de Ahn Yujin no MV, hoje integrante do IZ*ONE.
A balada melodiosa
Tonight também foi outro destaque. Fechando o ano ele lançou seu primeiro álbum completo, com 5 das seis músicas compostas por ele e a faixa-título Anymore.

 

 

 

 

 

Em 2018 ele completou 5 anos desde o debut com o melhor que sabe fazer: compôr e cantar. Já com  21 anos, suas músicas ficaram mais maduras e seu talento melhora cada vez mais. Ele participou de mais OSTs, para os k-dramas A Day before Us e Island Trio. E também lançou belíssimos singles, como Slowly, Always e, a mais recente, Dream.
Cinco anos parece pouco, mas nesse meio tempo já realizou mais de 30 lançamentos, entre singles, álbuns e OSTs. E não há dúvidas que ainda há muito por vir na carreira desse jovem músico.

 

 

 

 

 

 

Perfil do cantor

 

 

Nome: Yo Seungwoo (유승우)

Data de nascimento: 26 de fevereiro de 1997

Signo: Peixes

Cidade natal: Cheonan

Altura: 1,66 m

Peso: 49 kg

 

Curiosidades

– Estudou música na Seoul Music High School.

– Inicialmente seus pais não apoiavam o sonho dele ser um cantor e sempre que ele pedia um violão de presente, eles recusavam.

– Por ser baixo e ter um corpo pequeno, é constantemente confundido com uma garota, e isso aconteceu inclusive na sua audição no Superstar K.

– Ele ama comer.

– Foi indicado a melhor novo artista masculino no MAMA de 2013.

– É amigo de três outros artistas da Starship: Jeongmin (Boyfriend), Kihyun (MonstaX) e Jung Sewoon (solo).

– Durante o Superstar K ele dividiu quarto com o Roy Kim e o Kim Taehyun (da banda Dickpunks). O Roy Kim adorava fazer pegadinhas e brincar com Seungwoo e eles tiveram uma relação de rivalidade saudável ao longo do programa.

 

 

Recentemente, o solista deu uma entrevista exclusiva para o canal da KoreaIN e falou sobre inspiração, seu futuro na música e comida favorita. Você pode assistir abaixo:

 

 

Por Paula Bastos Araripe
Fontes: Starship Entertainment, K-profiles, Mnet, Stone Music, MBC, Amino Apps
Não retirar sem os devidos créditos

KPOP: 7 grupos que podem das DISBAND em 2019

Ser fã de K-pop é também ter de encarar o temido momento em que um grupo se desfaz e seus membros seguem caminhos diferentes. A dor para os fãs é ainda maior quando estes grupos demonstram estar a caminho ou lutando para chegar ao topo da indústria. Por outro lado, alguns destes disbands acabam por proporcionar grandes debuts solo devido a notoriedade de alguns destes idols dentro do meio.

No ano de 2018 perdemos grupos como Secret, Bestie, Fiestar, Homme, The East Light… A lista é grande. Com 2019 virando a esquina, aqui estão 7 grupos que podem dar disband no ano que entra.

 

7. A.cian

Na ativa desde 2012, o A.cian já passou por uma série de mudanças em seu lineup, sendo hoje um grupo de 4 integrantes e tendo 7 ex-integrantes. O grupo não tem lançamentos atuais, sendo seu último comeback no ano de 2016, e a atividade mais recente relacionada ao grupo no Youtube faz cerca de um mês, onde foram postados alguns covers de outros artistas de kpop. Com poucas promoções, a continuidade do grupo se torna incerta para 2019.

 

6. F(x)

Com a saída de Sulli em 2015 e os projetos solos se tornando o foco principal das integrantes que restaram, o f(x) corre o risco de dar disband em 2019. Mesmo que estejamos torcendo por um comeback para comemorar os 10 anos de grupo, parece existir algum conformismo por parte da SM Entertainment.
Em algumas ocasiões o grupo chega a se apresentar apenas com as membros Amber e Luna, enquanto se dividem entre lançamentos através de projetos, participações em programas e outras agendas solo. Uma nova canção solo de Luna está agendada para ser lançada no início do próximo ano.

 

5. Girl’s Day

Mesmo com a confirmação de um comeback do Girl’s Day esse ano, nós fomos capazes de ver o grupo apenas no palco em sua participação nas Olimpíadas de Pyeongchang. Por conta da saída do Girl’s Day no topo dos charts esse ano, muitos fãs prevém o pior para o grupo em 2019. Felizmente, no caso delas, nós vemos as carreiras solo se encaminhando, seja como cantora, atrizes ou entertainers.
Nós odiaríamos ver os lindos vocais de Minah, e os talentos de todas, desperdiçados.

 

4. B.A.P

Tendo em mente as tristes confissões sobre seus contratos com a TS Entertaiment, as expectativas para o B.A.P em 2019 não são nada otimistas. O grupo sofreu com uma quantidade absurda de dificuldades envolvendo seu gerenciamento desde o debut em 2012. Como resultado, dois integrantes (Yongguk e Zelo), deixaram oficialmente a empresa após o fim do contrato (que já havia sido revisto em processo judicial anos atrás).
É possível que não tenhamos B.A.P em 2019, pelo menos não sob gerenciamento da TS Entertainment. Vamos manter as esperanças para que uma nova empresa veja o potencial e a lealdade das Baby’s.

 

3. Ladie’s Code

O Ladie’s Code teve de lidar com tempos difíceis repetidas vezes durante sua carreira na indústria. Com o falecimento de duas integrantes em um acidente e as dificuldades enfrentadas pelo gerenciamento de sua empresa, o grupo pode encontrar um fim neste novo ano, já que fazem exatos dois anos desde o último single oficial lançado.
Para a felicidade de muitos fãs, há 2 semanas o grupo lançou a faixa comemorativa “The Last Holiday” em seu canal oficial do Youtube.

 

2. MR.MR

Mesmo com integrantes extremamente talentosos, o MR.MR perdeu alguns deles e não conseguiu ainda atingir o topo da indústria com seus lançamentos. As trocas no lineup alteraram a imagem do grupo e o fato de nenhum de seus integrantes ter chegado à final do programa “The Unit” diminuem ainda mais as chances de vermos os membros do MR.MR juntos e ativos em 2019.
As informações sobre o grupo na internet são desencontradas.
Registros dizem que o grupo teve seu fim oficial em fevereiro de 2017, outros dizem que a empresa tem investido esforços em uma segunda geração. Mas o que sabemos é que MR.MR, que já veio ao Brasil em 2014, deixou seu legado com música icônicas para o kpop.

 

1. AOA

Quando se trata das próprias marcas deixadas dentro da indústria do K-pop, é inegável a competência que AOA tem de nos entregar músicas cativantes e viciantes durante sua carreira. No entanto, os contratos individuais do grupo acabam em 2019, o que coloca o AOA em risco de disband.
Com a saída de ChoA em 2017, que causou um impacto no status do grupo, e o foco das integrantes se voltando para outras áreas da indústria, seria na verdade uma surpresa ver o grupo inteiro renovar seu contrato com a FNC Entertainment por mais alguns anos.

 

Tradução e adaptação: Jô Mesquita
Fonte: Allkpop + Braydon Park @Youtube
Não retirar sem os devidos créditos