Entrevistas

[Entrevista] “Gostaríamos de mostrar um sexy saudável em vez de um sexy degradativo”, Stellar define seu estilo e fala sobre a vinda ao Brasil

Falta pouco tempo para que os brasileiros possam ver ao vivo o Stellar com seu carisma, suas vozes angelicais, e as danças sexys e graciosas em músicas como “Marionette” e “Sting”. No clima de expectativa para o show e os fansign do Stellar no Brasil, a K-IN fez uma entrevista com as meninas antes da aguardada chegada do quarteto ao país. Que tal saber um pouco mais sobre o que elas esperam do Brasil e também outras curiosidades? Como o que significa ser sexy para as meninas e também as outras áreas que gostariam de experimentar, que incluem atuação, fotografia e até confeitaria. Confira:

 

 

KoreaIN: Primeiramente, que música vocês apresentariam para alguém que está ouvindo o Stellar pela primeira vez?

Gostaríamos de apresentar ‘Vibrato‘ e ‘Sting‘. O Vibrato mostra bem as cores do Stellar e o som dos instrumentos é magnífico, o que torna bastante charmoso especialmente para fãs estrangeiros. Se o Vibrato é uma música com conceito forte e sexy, no caso de Sting podemos dizer que é uma música mais graciosa e saltitante, mostrando bem a característica de cada integrante.

KoreaIN: Nos conte quem era o Stellar de antes e quem é o Stellar de agora. Como vocês mudaram e evoluíram?

O Stellar da época de debut é difícil de imaginar agora, com imagem tão nova e fofa. Mas com a música Marionette transformamos a nossa imagem para mais dark e sexy. Agora podemos dizer que estamos no meio termo. É sexy, mas não tão pesado. Talvez possamos expressar como sendo um sexy alegre e saudável.

KoreaIN: Qual foi a maior dificuldade que já passaram como um grupo?

Primeiramente, antes do álbum Marionette, não tivemos muito sucesso e com isso tanto a empresa quanto nós tivemos muitas dificuldades. E Marionette foi um álbum que lançamos pensando que seria a última tentativa. Mas graças a deus, com Marionette, pudemos divulgar bastante o nosso nome como Stellar. Porém, como na Coreia não tinha grupos com tal conceito, muitos viram apenas o estereótipo do álbum sem ouvir a música, e tentar desfazer esse preconceito de vulgarização foi difícil. Mas agora isso mudou bastante e parece que tem muita gente que gosta do nosso lado musical mesmo.

KoreaIN: Quais são os sonhos de cada uma?

Gayoung: O meu sonho é que as pessoas ao meu redor sejam felizes. Não é me tornar rica, nem uma super estrela de televisão. Acho que a felicidade é apenas viver fazendo as coisas que eu gosto.

Minhee: Meu sonho é me tornar uma pessoa feliz.

Hyoeun: O meu sonho é poder fazer as coisas que eu gosto com felicidade e com saúde.

Jeonyoul: Eu gostaria de ser uma pessoa que é admirada por muitas pessoas. E viver feliz fazendo as coisas que eu gosto. E gostaria de abrir uma casa para crianças carentes para que elas possam sonhar!

KoreaIN: Quais outras áreas vocês têm vontade de atuar?

Gayoung: Eu tenho muitas coisas que eu gostaria de fazer. Quero atuar, quero escrever e depois gostaria de produzir filmes também. E, como hobby, acho que seria legal ser florista para poder mexer com flores.

Minhee: Eu gostaria de atuar em diversas áreas diferentes da que estou atualmente.

Hyoeun: Eu gostaria de ser atriz de musical, fotógrafa, DJ de rádio, dubladora, maquiadora profissional e chef pâtissier.

Jeonyoul: Eu gostaria de ser professora de ensino infantil, chef pâtissier, modelo, bailarina, patinadora de gelo e fotógrafa.

KoreaIN: Já são quase 6 anos de carreira, uma boa marca para um mercado tão competitivo como o do kpop. O que vocês tem a dizer sobre todos esses anos e o futuro?

Durante os 6 anos nós sempre nos esforçamos para poder mostrar um lado novo. Por serem muitas apresentações, como cada música tem um conceito e uma imagem diferentes, pode ter sido um pouco confuso também. Mas o nosso objetivo foi mostrar diversos lados. E agora também estamos sempre pensando qual conceito seria bom mostrar para nossos fãs.

KoreaIN: Uma fancam do grupo se tornou muito famosa, em que o som começa a falhar e o grupo termina a música a capella. O que passou na cabeça de vocês naquele momento?

No começo, ficamos desesperadas. Pensamos, ‘Já era..…’, mas nós nos entreolhamos e todas começamos a cantar sem a música de fundo. Acreditamos que foi o espírito de equipe que surgiu durante 6 anos. E graças a deus, pudemos terminar a nossa música e muitos gritaram nos apoiando. Foi uma experiência preocupante, mas também gratificante.

KoreaIN: Quais artistas vocês tomam como inspiração?

Nós não temos um artista definido que nos inspira. No mundo existem tantos artistas bons então nós sempre nos inspiramos nesses pontos positivos destes artistas e tentamos tornar mais nosso.

KoreaIN: O grupo Stellar é o primeiro grupo feminino a fazer show solo no Brasil. Quais são seus sentimentos em relação a isso?

É uma honra ser o primeiro grupo feminino a realizar um show solo no país, com certeza. E sendo o primeiro grupo feminino, nós, com certeza, nos esforçaremos muito para poder mostrar muita coisa boa para nossos fãs. Esperamos que todos possam se divertir conosco.

KoreaIN: O showcase de vocês teve os ingressos esgotados. Como se sentem pela música de vocês estarem alcançando lugares tão distantes?

Na verdade, como nós nunca estivemos no Brasil, nunca pensamos que teria tanta gente nos apoiando e ficamos muito surpresas quando disseram que o show tinha esgotado. Nós agradecemos muito por nos amarem e amarem a nossa música e apesar de estarmos um pouco longe, gostaríamos de sempre estar em contato com fãs brasileiros.^^

KoreaIN: Para Stellar, o que significa ser sexy?

Acreditamos que ser sexy é uma arma e também um charme que a mulher possui. Ser sexy não seria um elogio? Porém, gostaríamos de mostrar um sexy saudável em vez de um sexy degradativo.

KoreaIN: Vocês têm um grande número de fãs mulheres. Como é para vocês serem fonte de inspiração de muitas garotas?

É uma coisa muito gratificante e maravilhosa. Uma mulher ser amada por uma outra pode ser uma coisa às vezes mais difícil. Mas nós continuaremos nos esforçando mais para que possamos mostrar boas músicas e boas performances.

KoreaIN: Quais são suas expectativas em relação ao Brasil? O que conhecem do país?

Com certeza lembramos de “samba” quando falamos sobre o Brasil^^ E por isso pensamos que serão bastante passionais e divertidos conosco no show. Gostaríamos que nossos fãs se divertissem conosco e nós faremos o mesmo.

KoreaIN: Defina o Brasil em 1 palavra.

País da paixão!

KoreaIN: Por favor, deixem um recado para os leitores da KoreaIN Magazine e os fãs brasileiros que estão aguardando vocês.

Leitores da KoreaIN Magazine e fãs brasileiros que nos esperaram até hoje, é uma honra poder estar assim com vocês! Nós nos esforçaremos sempre para poder mostrar o melhor de nós, então continuem nos apoiando e nos seguindo! E esperamos poder nos ver com mais frequência. Obrigada! ^^

O Stellar estará em terras brasileiras no dia 25 de março para um fansign em Fortaleza e dia 26 em São Paulo para showcase e fansign. Siga a HDM Produções e Far Music para mais informações. A KoreaIN é mídia oficial do evento e estará cobrindo todos os passos do Stellar, além de trazer mais uma entrevista gravada exclusiva com as garotas, continue nos acompanhando!

 

Tradução: Cho Hena – Hey Unnie| Contato: kreanptgirl@gmail.com
Perguntas: Amanda Soares, Caroline Akioka e Naira Nunes

Introdução: Paula Bastos Araripe
Revisão: Paula Bastos Araripe e Amanda Soares
Não retirar sem devidos créditos

[Entrevista Exclusiva] 24K no Brasil – Dança das Cadeiras + Guerra de Paçoca

Para matar a saudade, a KoreaIN trás para os 24U a segunda parte entrevista exclusiva com o grupo. Lançamos o desafio de Dança das Cadeiras e tocamos muita música brasileira, de Xuxa a Anitta. Os integrantes que perderam acabaram travando uma “guerra de paçoca” e rendeu muitas risadas.

Antes de virem ao Brasil, em dezembro de 2016, o 24K nos deu uma entrevista exclusiva sobre suas expectativas para a passagem da tour por aqui.

[Entrevista] Para o 24K um desejo alcançado: “O sonho de ir ao Brasil está se tornando realidade!”

 

Confira agora a parte 2 da entrevista exclusiva com o 24K na KoreaIN!

 

Quer mais conteúdo? Confira a primeira parte da entrevista do 24K logo abaixo!

[Entrevista Exclusiva] Tipo ideal, samba, açaí e Pão de pé (What?)… 24K fez memórias únicas no Brasil!

 

 

Agradecimentos especiais Highway Star + Choen Entertainment
Não retirar sem os devidos créditos

[Entrevista Exclusiva] Tipo ideal, samba, açaí e Pão de pé (What?)… 24K fez memórias únicas no Brasil!

Pouco tempo se passou desde a turnê da boyband 24K aqui no Brasil mas a saudade dos fãs já é grande. Os garotos deixaram o Brasil dizendo como esperavam que os fãs lembrassem pra sempre dos momentos que passaram com eles.

Pensando nessa saudade, a KoreaIN trás para os 24U uma entrevista exclusiva com o grupo. Conversamos sobre o tipo ideal deles, os sonhos e expectativas pra 2017, e as experiências que tiveram em terras brasileiras.

[Entrevista] Vir para o Brasil era um desejo do 24K: “O sonho de ir ao Brasil está se tornando realidade!”

Confira a primeira parte da entrevista do 24K para a KoreaIN!

Entrevista Exclusiva com 24K no Brasil – Parte 1: Q&A | KoreaIN x Highway Star

Por Naira Nunes
Agradecimentos especiais Highway Star + Choen Entertainment
Não retirar sem os devidos créditos

[Entrevista] Para o 24K um desejo alcançado: “O sonho de ir ao Brasil está se tornando realidade!”

Conhecidos por misturar ritmos do hip-hop, eletrônico e o pop como nos singles “U R So Cute”, “Super Fly” e “Still 24k”. Os garotos cada dia mais amados do kpop se preparam para a turnê mundial, com passagem pelo Brasil.
A turnê brasileira dos garotos é obra da parceria entre a produtora brasileira Highway Star e a gravadora Choeun Entertaiment. Para conhecer os fãs brasileiros o 24K, que virá composto pelos membros em atividade Cory, Kisu, Jeunguk, Hui, Jinhong, Hongseob e Changsun, passarão com fansign por diversas capitais, sendo elas: Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba e São Paulo.
E antes mesmo de chegar ao Brasil, em entrevista exclusiva à KoreaIN, o grupo fala de seu sonho de conhecer o país e se mostra ansioso pra conhecer os fãs brasileiros

KoreaIN: O grupo já está com 4 anos de carreira. Quem era o 24K do debut e quem é o 24K de hoje? Suas aspirações e inspirações mudaram?

Kisu: Eu acho que o 24K após a estréia e o de agora são completamente diferentes. Quando nós debutamos eramos tão novos e ingênuos, mas eu acho que agora somos maduros e conseguimos deixar uma marca profunda! Mas os nossos planos não mudaram. Eu espero que consigamos mostrar ainda mais maturidade musical de agora em diante.

KoreaIN: Qual música vocês apresentariam para uma pessoa que está ouvindo o 24K pela primeira vez? Por quê?

JeongUk: Bingo! É a melhor para expressar o estilo único do 24K e nós tentamos transmitir na letra uma mensagem importante dos integrantes.

KoreaIN: Que mensagem vocês gostariam de transmitir com suas músicas?

JeongUk: Esta é realmente difícil, falar sobre que tipo de mensagem nós queremos transmitir com as nossas músicas, porque cada comeback é diferente e cada mensagem que nós enviamos para nossos fãs é diferente da mesma forma.
Entretanto, eu posso dizer que cada integrante quer dar para os ouvintes do 24K uma Vibe poderosa, dizendo para não desistirem em nenhuma situação. Se você consegue se sentir animado ouvindo nossas músicas, eu ficaria realmente feliz.

KoreaIN: Em qual artista vocês se inspiram e tomam como modelo?

Changsun: Meu modelo é o Taemin, do SHINee. Primeiro de tudo, eu queria dançar como ele. Eu realmente gostaria de dançar como o sumbae (TaeMin) faz nos palcos, cantando suas músicas. Eu sei que isso pode ser difícil, mas assistindo o sumbae eu entendi que quero ser como ele.

KoreaIN: Há algum conceito que gostariam de tentar e ainda não tiveram a oportunidade?

Jinhong: Começando pelo 3º mini álbum nós tentamos diferentes tipos de conceitos de “homens fortes”. Pessoalmente, eu queria tentar o conceito de “namorado amável”. Eu acho que isso ficará bem em nós!

KoreaIN: Nós também achamos hehe <3 E as 24U brasileiras, será que concordam?



co78_zyviaax0c6

 

KoreaIN: Quais são os objetivos do 24K como um grupo?

Hui: Nossa música tem sua própria cor e estilo. E todos do 24K gostariam de se tornar modelos para outros artistas.

KoreaIN: Vocês já tiveram alguma situação estranha ou engraçada com as fãs?

Cory: Eu sinto que as fãs internacionais tem uma chance de expressar seus pensamentos quando elas vêm até mim. Eu já ouvi coisas realmente ultrajantes no passado (todas engraçadas e com bom espírito), mas as fãs reais sabem do meu amor por memes (risos). Uma fã em particular perguntou se poderia me chamar de John Cena quando nos encontrássemos. Foi engraçado!

 

Para aqueles que não conhecem o meme do John Cena, segue um video com algumas das melhores compilações usando o MEME.

Para aproximar ainda mais as fãs brasileiras do 24K, lançamos em nossas redes um espaço para que elas pudessem mandar suas dúvidas, curiosidades e perguntas sobre o grupo. Abaixo seguem as melhores perguntas das 24U brasileiras!

 

Sempre que o Cory vai tirar foto, enfia o dedo no nariz. Há algum significado por trás dessa pose?

Cory: Eu sou loucamente higiênico. Tenho que mantê-lo limpo! (risos)

Qual foi o momento mais marcante nesses anos de grupo?

Kisu: Realmente existem várias coisas memoráveis para mim, mas mesmo que eu tenha grandes memórias até agora, o fato de estarmos indo para o Brasil ficará na minha cabeça por um longo tempo. O Brasil é tão distante que eu pensava que nunca teria a chance de visita-lo, mas meu sonho está se tornando realidade, por isso que eu irei lembrar para sempre.

 

O Brasil é tão distante que eu pensava que nunca teria a chance de visita-lo, mas meu sonho está se tornando realidade, por isso que eu irei lembrar para sempre. – Kisu

 

Por favor completem a frase: “eu viverei da música e me dedicarei a ela até __________”

Cory: … eu entrar em colapso.

Se vocês pudessem ser outro membro, qual seriam e por quê? O que fariam no lugar desse membro?

Hongseob: Eu escolho o JeongUk!  Ele é bom em dançar e fazer rap. Ele também tem escrito ótimas letras. Eu tenho pensando muito sobre isso, mas não existe nada que ele não seja bom em fazer. Em nossas promoções eu estou tentando ser tão legal quanto o JeongUk! Se eu tivesse a chance de estar no lugar de JeongUk, eu seria Mais-Mais-Uk, um cara muito legal.

KoreaIN: Será que temos um ship novo no grupo? (risos)

 

24k_%ea%b7%b8%eb%a3%b9%ec%83%b7_117

Como está sendo a adaptação dos novos integrantes no grupo?

Changsun: Eu acho que a adaptação está indo bem. Mas agora tudo é novo pra mim, então eu não sei um monte de aspectos sobre ser um ídolo, ainda existem várias coisas que eu não sou bom, é por isso que estou tentando meu melhor! Preparando para a turnê mundial eu gostaria de mostrar uma imagem realmente legal. Eu vou trabalhar duro para isso! Meu coração está trêmulo esperando pelo momento que iremos nos encontrar com vocês (as fãs)!

Qual conselho você ouviu quando mais novo e que gostaria de dar a seus fãs, para assim terem uma vida melhor?

Hui: Quando eu era jovem meu pai me disse que nós temos apenas uma vida e nós deveríamos fazer tudo o que fossemos capazes de fazer. E não se arrepender de nada. Eu quero dizer essas palavras para nossas fãs da mesma forma. Tenha uma vida agradável cheia de aventuras e felicidade.

cyblxduviaa0snb

Algumas de nossas leitoras sofrem de depressão e nos disseram que o 24K ajudou na melhora de sua doença. Gostaríamos de saber qual a sensação de poder ajudar suas fãs através de suas músicas e fazendo algo que tanto amam?

Hongseob: Claro que é uma honra para nós! Se alguém, que seja uma única pessoa, pode ficar feliz graças às nossas músicas, é uma grande vitória para nós e um grande prazer. Eu espero que de agora em diante ainda mais pessoas sintam-se felizes graças às nossas músicas!

Como vocês se sentem em poder fazer uma turnê em um país tão distante, vocês sabiam que tinham tantas fãs no Brasil? Qual o sentimento em ter esgotado as entradas da turnê brasileira?

Jinhong: Em primeiro lugar, nos sentimos realmente honrados em fazer shows no Brasil. Outros integrantes nem sequer podiam acreditar quando ouvimos as notícias sobre bilhetes “esgotados”. Parece que há muitos fãs de 24K no Brasil que conhecem e esperam por nós. Nós tentaremos fazer nosso melhor para que nossos fãs sintam-se satisfeitos. Vamos trabalhar duro para mostrar-lhes o nosso melhor concerto! Te vejo em breve!

 

cyp7x4nuaaalts0

A primeira sessão de autógrafos do grupo será no dia 8 de dezembro no Rio de Janeiro, seguindo dia 9 de dezembro para Belo Horizonte, 10 do mesmo mês para Curitiba e por fim, 11 de dezembro em São Paulo, onde os fãs paulistas também poderão desfrutar de um showcase com os hits dos meninos.
Segundo a página da produtora Highway Star, os ingressos já estão esgotados. E todos aguardamos ansiosos para conhecer de perto o poder e o estilo único do 24K!

Quer conhecer mais sobre o 24K? Clique aqui e aqui. Quer ganhar um poster autografado pelos menos? Clique na imagem abaixo!
http://revistakoreain.com.br/2016/11/promocao-sorteio-de-poster-autografado-24knakin/

Perguntas das fãs: Facebook –  Mariane Spaolonse; Lavínia Akaboshi; Marina Faria; Danieli Ho Seok; Gabriela Martins // Twitter – @KonanLima; @Promise1D_; @debora_twt.
Tradução e adaptação: Naira Nunes
Revisão: Carol Akioka
Agradecimentos especiais Highway Star e Choeun Entertainment
Não retirar sem os devidos créditos

[INTERVIEW] For 24K a wish was reached: “The dream of going to Brazil is coming true!”

They’re known for mixing hip-hop, electronic, and pop rhythms like in the singles “U R So Cute”, “Super Fly” and “Still 24k”. The boys who are winning more and more love from kpop fans and are preparing for the world tour, with passage through Brazil. The 24K brazilian tour is a masterpiece between the producer Highway Star and the label Choeun Entertaiment. To meet the brazilian fans, the 24K, which will be made up of the active members Cory, Kisu, Jeunguk, Hui, Jinhong, Hongseob and Changsun, will travel with fansign through several capitals: Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba and São Paulo. In addition, before even arriving in Brazil, the group talks (exclusively to KoreaIN Magazine) about their dream of getting to know the country and is eager to meet brazilians 24U.

KoreaIN: The group is already 4 years old. Who was 24K during debut era and who is 24K today? Did your inspirations and plans change after it?

Kisu: I think 24K after debut and now are totally different. When we debuted we were so fresh and naive, but I think now we are mature and can leave a deep sign! But our plans didn’t change. I hope that we would be able to show even more mature music from now on.

KoreaIN: Which song would you like to show for someone who is listening 24K for the first time? And why?

JeongUk: Bingo – it is the best song to express 24K unique style and we tried to send an important message from 24K members in the lyrics.

KoreaIN: Which kind of message do you want to deliver with your songs?

JeongUk: That is hard to say about what kind of message we want to transmit with our songs because each comeback is different and each message we are sending to our fans is different as well. Instead of this, I can say that each member wants to give to 24K listeners a powerful vibe telling them to not to give up in any situation. If you would be able to turn up listening to our songs, I will be really happy.

KoreaIN: In which artist do you inspire yourselves and take as a role model?

Changsun: My role model is Taemin from SHINee. First of all, I want to dance like he does. I really would like to dance like sumbae (Taemin) does on the stage and to sing songs. I know that it can be hard but watching sumbae, I understood that I want to be like him.

KoreaIN: Is there any concept you would like to try and didn’t have the opportunity yet?

Jinhong: Starting from 3rd mini album we tried different types of strong “man” concept. Personally, I want to try sweet “boyfriend” concept. I think it will suit us!

KoreaIN: We totally agree hehe <3 And what about you fans? Don’t you agree too?
co78_zyviaax0c6

KoreaIN: What are your goals as a group?

Hui: Our music has its own color and style. And all of our 24K members would like to become a role model for other artists.

KoreaIN: Have you ever experienced any strange or funny situations involving fans?

Cory: I feel like the international fans get their chance to really speak their minds when they run into me. I have heard some real outrageous stuff in the past (all funny and in good spirits) but real fans know my love for memes. One fan in particular asked to call me John Cena when we meet which was hilarious.

For those who do not know John Cena’s meme, here’s a video with some of the best compilations using this meme

In order to bring brazilian fans closer to 24K, we launched in our SNS a space so that they could send their questions and curiosities about the group. Below are the best questions of the Brazilians 24U!

Every time Cory poses for a picture, he puts his finger on his nose. Is there any meaning behind it?

Cory: I’m mad hygienic. Gotta keep them nose clean.

What was the most memorable thing from 24K debut?

Kisu: There are many memorable things for me, but even if it was a lot of great memories until now, the fact that we are going to Brazil will stay in my head for long time as well. Brazil is so far away that I thought I will never have such a chance to go there, but my dream is getting real, that is why I will remember it forever.

Brazil is so far away that I thought I will never have such a chance to go there, but my dream is getting real, that is why I will remember it forever. – Kisu

 

Please fill the sentence: “I will live of music and will dedicate for it until _______”

Cory: Until I collapse.
If you got the chance to be other member, whom would you choose and why? What would you do on his place?

Hongseob: I will choose JeongUk! He is good in dancing and Rap. He is writing great lyrics as well. I am thinking so much about it but there is nothing he is not cool at. In our promotion I am trying to be as cool as JeongUk! If I had a chance to be on JeongUk place, I will be More-MoreUK, a very cool guy.

KoreaIN: Do we have a new ship in the group? LOL

24k_%ea%b7%b8%eb%a3%b9%ec%83%b7_117
How’s going the new members adaptation in the group?

Changsun: I think our adaptation is going well. But now everything is new for me, so I don’t know a lot of aspects of been an idol, there are a lot of things that I am not very good in yet, that is why I am trying my best! Preparing for World Tour, I would like to show a cool image. I will work hard on it! My heart is trembling waiting for the moment we’ll meet with you!

Which advice did you hear when you were young and you would like to give to your fans, so they can lead a better life?

Hui: When I was young my father told me that we have only one life and we should do everything we are able to do. Don’t regret about anything. I want to tell this words to our fans as well. Have a pleasant life full of adventures and happiness.

cyblxduviaa0snb

Few of KoreaIN readers said they suffer from depression and said that 24K made them feel better despite the sickness. Those fans would like to know how the members feel knowing they can help fans through their songs.

Hongseob: Of course it is a honor for us! If someone, even one person, can get happier thanks to our songs – It is great win and a great pleasure for us. I hope from now on even more people will get happier thanks to our songs!

How 24K feels about making a tour in a country so far away, did you know that you have so many fans in Brazil? How did you feel when you heard the news about tickets being “sold out” for the Brazilian tour?

Jinhong: First of all, we felt really honored about making a concert in Brazil. Other members couldn’t believe when we heard the news about tickets being ‘sold out’.  It seems like there are a lot of 24K fans in Brazil who know us and are waiting for us. We will try to make our best for our fans to be satisfied. We will work hard to show you our best concert! See you soon!

14695402_937849142986209_2450759019532416048_n-1

The first fansign session of the group will be held on December 8th in Rio de Janeiro, following December 9th to Belo Horizonte, 10th to Curitiba and finally, December 11th in São Paulo, where fans will also be able to enjoy a full concert with the hits of the boys.
According to Highway Star, the tickets are already sold out. And we all look forward to getting to know the power and unique style of 24K!

Want to know more about 24K? Click here and here. Want to get an autographed poster at least? Click at the image below!
http://revistakoreain.com.br/2016/11/promocao-sorteio-de-poster-autografado-24knakin/

Fans: Facebook –  Mariane Spaolonse; Lavínia Akaboshi; Marina Faria; Danieli Ho Seok; Gabriela Martins // Twitter – @KonanLima; @Promise1D_; @debora_twt.
Translation: Giovanna Akioka
By: Naira Nunes; Carol Akioka

Special thanks Highway Star and Choeun Entertainment
Do not take it off without giving proper credit

[Exclusiva] O ator e modelo Lee Jae-joon conta sobre seus personagens gays, carreira e sonhos

Trazemos pra você uma entrevista com a estrela em ascendência, Lee Jae-joon. O jovem libriano modelo e ator de 25 anos, sendo 5 deles dedicados profissionalmente a atuação em filmes e novelas, nos concedeu uma entrevista muito divertida, durante as filmagens do k-drama The Lover!

Lee Jae-joon ficou amplamente conhecido por conta de seus papéis polêmicos, como é o caso de KiWoong, do filme Night Flight e JoonJae, do drama The Lover, da Mnet. Em ambos Jae-joon interpreta jovens homossexuais, trazendo para a vivência diária um holofote sobre esta questão social, que ainda gera discussões e é vista como um tabu para muitos coreanos, assim como no Brasil.
Ainda que os papéis retratem um tipo de personagem, eles são abordados de forma completamente diferente. JoonJae é um garoto que mora sozinho por escolha própria e entende bem seus sentimentos, ainda que tente reprimi-los em diversos momentos. A personagem é tratada de forma cômica e leve.
A personagem de Night Flight é o completo oposto. Após sofrer diversos traumas durante a infância e juventude, se tornou uma pessoa solitária, fria e isolada, que mora sozinha não apenas por escolha, mas também como uma forma de fuga. KiWoong não aceita sua sexualidade e seus sentimentos por outro homem. O filme retrata seu caminho pela redenção, com seu pai, com seus amigos e com as pessoas que gosta.

Atualmente, continua conciliando sua carreira de ator com a sólida carreira de modelo, já tendo desfilado para inúmeros estilistas e marcas famosas, dentre elas Dolce&Gabbana. Agora em 2016 foi ao ar com o k-drama Sweet Home, Sweet Honey, no papel de Kang Ma-roo.

 

KoreaIN: JaeJoon, conte para nós como você iniciou o trabalho de modelo. Qual a sua melhor lembrança?

Lee Jae-joon: Sempre fui alto desde criança. No 9º ano, já tinha 187cm de altura e muitos me recomendavam o trabalho como modelo. Na época queria começar, mas não pude por proibição dos meus pais e iniciei após entrar na faculdade.

Melhor lembrança… Tenho várias. Quando fiz um show chamado ETRO (que foi o meu primeiro show), quando fiz o meu primeiro trabalho de art book, a primeira coleção de Seoul, e por último, quando fiz parte do show de Dolce&Gabanna no Milan Fashion Week.

 

 

K-IN: Após iniciar o trabalho como modelo, você debutou com o K-drama “Dating agency:Cyrano”. Quando despertou em você a vontade de ser ator?

LJJ: Como disse anteriormente, quando estava no colegial, não pude iniciar o trabalho como modelo, mas como sabem, com aquela idade (ainda na adolescência), quanto mais proíbem, mais queremos fazer (risos). Então continuei convencendo meus pais e eles disseram que permitiriam, caso eu fosse para o curso de Drama e Cinema na Escola de Artes. Por isso fiz o teste sem nenhum preparativo, passei e tentei iniciar o trabalho como modelo, mas a Escola de Artes proibia atividades fora da Escola, então acabei fazendo contato naturalmente com a atuação. Com o passar do tempo, acredito que acabei me sentindo atraído pela profissão de ator.

 

👀

Um vídeo publicado por JaeJoon Lee • 李在濬 (@leejj1020) em

 

K-IN: Agora, falando um pouco sobre suas atuações. Enquanto a personagem KiWoong, de “Night Flight”, é agressivo e não aceita bem os seus próprios sentimentos, a personagem JoonJae, de “The Lover” é tímida e entende bem os seus sentimentos. Como preparou cada uma das suas personagens e como pensa sobre ela?

LJJ: Primeiramente sobre o KiWoong em “Night Flight”, pensei nele como uma pessoa muito solitária e me esforcei muito para poder sentir esta solidão. Ser revelado que é filho de trabalhador demitido, sofrer bullying, a ausência do pai, a falta de confiança nos amigos e outros me fez pensar que a personagem era alguém muito solitário e me esforcei na preparação do papel. Passei a morar sozinho em casa de vestibulando coreano, bebendo sozinho, me isolando dos amigos, entre outros, para poder atuar dentro desta personagem.

 

#D-1 #야간비행

Uma foto publicada por JaeJoon Lee • 李在濬 (@leejj1020) em


K-IN: Aos olhos de muitas pessoas, a sociedade coreana ainda é bastante conservadora. Além disso, os dramas e os filmes influenciam muitas pessoas em todo o mundo, inclusive na Coreia. Unindo estes dois pontos, como foi o feedback da população sobre a personagem JoonJae, de “The Lover” e o que você pensa sobre isso?

LJJ: Muitos dizem ainda que a Coreia é conservadora, mas levando em conta o que a mídia tem passado ultimamente, acredito que tenha mudado bastante. Claro que acredito que há pessoas que se dividam e assistam à nossa novela com bons olhos ou maus olhos. Mas, justamente o fato de mostrarmos estes temas mais diferentes de forma divertida, faz com que especialmente mulheres entre 20 e 40 anos pareçam gostar da química masculina, entende? O bromance? Entre o Takuya e eu.
Ah, e parece que há muitas pessoas que acreditam que o meu nome verdadeiro é JoonJae, o nome da personagem do drama (risos). Fiquei surpreso com isso, mas seja JaeJoon ou JoonJae, acredito que este tipo de atenção para mim até agora é uma alegria. E tem surgido bastante fãs que tem mostrado interesse no meu trabalho. Eu não demonstro muito, mas fico feliz com isso.

 


K-IN: “The Lover” é uma comédia. O JoonJae tem várias partes cômicas, até mesmo nas cenas cortadas e no making of. Como foi o ambiente de filmagem? Teve alguma cena que fez com que você se sentisse muito pressionado?

LJJ: Tiveram muitas cenas cômicas, como imitar vídeos pornôs, peidar, duplo sentido, a cena do creme hidratante, entre outros. Sempre que terminávamos a gravação das cenas, muitos staffs riam bastante. Eu não vi pessoalmente, mas durante a gravação das cenas cômicas, me disseram que até staffs que ficavam em outros lugares vinham só para assistir.
Não houveram cenas sem pressão de responsabilidade, mas a cena de imitar vídeos pornôs foi a cena do clímax, que me fez desistir de tudo, relaxar e me soltar. Então acredito que foi um pouco mais pressionado. Mas depois desta cena, acho que acabei deixando tudo de lado e me relaxando de vez.

 

5분뒤 #mnet #더러버

Uma foto publicada por JaeJoon Lee • 李在濬 (@leejj1020) em

 

K-IN: Crescendo nas atuação, sempre participando de algum k-drama ou filme, qual é o seu objetivo como ator? Alguma personagem que gostaria de fazer numa próxima obra? Qual seria o motivo?

LJJ: Primeiramente, trabalhar continuamente em várias obras e me tornar um ator que quando as pessoas ouvirem o meu nome, Lee Jae-Joon, possam sempre confiar no trabalho. E mais para frente, quem sabe ser um ator que possa atuar em Hollywood. É o meu objetivo. Tenho muitos papeis que gostaria de fazer. Tenho cobiça por todos. O objetivo é me tornar um ator que possa interpretar bem todas os tipos de personagens. Vou me esforçar para poder mostrar minhas diferentes faces.

 

37minutes later #thelover

Uma foto publicada por JaeJoon Lee • 李在濬 (@leejj1020) em


K-IN: Com a constante expansão da cultura coreana, sobre tudo os programas de TV, você está ficando famoso também fora do país. O que pensa sabendo que possui fãs inclusive na América do Sul, um lugar tão distante da Coreia. Como se sente?

LJJ: Da primeira vez, quando Takuya voltou do show na América do Sul e me disse que haviam muitos fãs, achei incrível! Agradeço por gostarem de nós, de um lugar tão distante. Tenho muitos países que gostaria de viajar na América do Sul, então, caso seja possível, gostaria de visitar através de uma viagem e não à trabalho. Acredito que virá um dia em que eu possa me apresentar diretamente para os fãs, certo?

K-IN: Você sempre será bem vindo aqui no Brasil!

 

O cantor, ator e modelo Terada Takuya contracenou com Jae-joon, sendo seu “par romântico” em The Lover. O integrante da boyband Cross Gene veio ao Brasil com seu grupo em julho de 2015, para realizar showcase no evento anual Anime Friends. Os garotos ficaram bastante próximos após trabalharem juntos. E pelo que vemos, as fãs brasileiras realmente marcaram a vida de Takuya, se tornando assunto de conversa entre os amigos.

 

숨겨왔던 나의 수줍은 속 쌍꺼풀👀

Uma foto publicada por JaeJoon Lee • 李在濬 (@leejj1020) em

 

K-IN: Lee Jae-joon, agradecemos seu tempo conosco. Por favor, poderia deixar uma mensagem para os leitores da KoreaIN e os fãs latinos, que nos conhecem pelo Portal Xiahpop.

LJJ: Olá, sou Lee Jae-joon. Primeiramente, agradeço muito por ter lido a entrevista e também agradeço por amar a Coreia. Vou me esforçar muito agora em diante para poder mostrar as mais variadas personagens e também para que eu possa visita-los pessoalmente um dia, na América do Sul.

 

오늘은 30분 뒤#더러버

Uma foto publicada por JaeJoon Lee • 李在濬 (@leejj1020) em

 

Já conhecia o ator? Se apaixonaram ainda mais por Lee Jae-joon? Conte para nós nos comentários.
Obrigada a você, que acompanhou mais uma entrevista feita pela Revista KoreaIN!

 

Por Naira Nunes
Tradução: Cho Hena (Hey Unnie) + Study Korean Online
Imagens: Divulgação do k-drama The Lover; Instagram oficial de Lee Jae-joon
Agradecimentos especiais: Banana Mdls, Mnet

Não retirar sem os devidos créditos

[EXCLUSIVO] UNIQ fala sobre música, sonhos e fãs e ainda prova quitutes brasileiros

O UNIQ esteve recentemente para uma apresentação única em São Paulo em sua primeira vez pela América Latina. Os meninos tiveram uma passagem curta, porém memorável: interagiram com os fãs, dançaram em TV aberta, comeram coxinha, falaram português e animaram cerca de 2000 Unicorns (nome dado aos fãs) brasileiros.

O grupo contou com exclusividade à nossa equipe seus sonhos, suas perspectivas na música e ainda definiram seus sentimentos pelos fãs. Confira!

Ainda pudemos fazer uma pequena brincadeira com os integrantes, onde experimentaram e reagiram à alguns de nossos mais famosos snacks brasileiros. Veja:

O talento e simpatia deles é excepcional e já aguardamos ansiosos pela volta dos meninos ao nosso país!

Por Caroline Akioka
Não retirar sem os devidos créditos.
Agradecimentos especiais: Highway Star

[ArquivoKIN] Revelada entrevista exclusiva com o grupo RaNia, ainda com 6 integrantes


O RaNia desde sempre foi um grupo polêmico. Seu debut em 2011 com ‘Dr. Feel Good’ e um conceito ultra sexy, produzido pelo famoso produtor Teddy Riley, causou alvoroço entre os fãs de K-pop na época. Recentemente, a adição de Alex também chamou atenção, por ser o primeiro girlgroup coreano com uma integrante afro-americana.

Com esse início tão intenso era de se esperar que o RaNia tivesse uma carreira atribulada, a cada comeback mais integrantes iam se despedindo do grupo e infelizmente há pouco tempo tivemos a notícia que Di, T-ae e Xia, as últimas integrantes originais, deixavam o RaNia e a DRMusic, que irá continuar com Alex, Hyeme e Seulji.

RaNia teve uma carreira com músicas memoráveis e ainda muito marcantes. Nessa entrevista OT6, que só pudemos liberar agora, revelamos um pouco mais das ex’s e ainda atuais integrantes do grupo. Desejamos total sucesso à todas!


Assim, se você persiste nos seus sonhos,
você encontrará uma oportunidade!”
– Alex



KoreaIN – Em 2012 o grupo esteve no Chile, no Music Bank, o que vocês acharam dos fãs latinos? E como eles se diferenciam do público coreano?

Di – Já tínhamos escutado que as pessoas latino-americanas eram bem calorosas e realmente o público reagiu como pensávamos.
T-ae – Foram muito calorosos. Fiquei impressionada do jeito que cantaram junto conosco quando estávamos no palco.
Xia – Realmente teve a diferença no idioma, mas fiquei surpresa por encontrar fãs que torcem por nós e nos apoiam mais do que imaginavamos.

KIN – Vocês planejam voltar para a América? Quem sabe para… o Brasil?

Di – Claro. Estamos sabendo que no Brasil, principalmente, existem bastante fãs e por isso queremos visitar um dia.
T-ae – Se tiver oportunidade queria ir já. Estou sabendo que tem muitos fãs brasileiros e gostaria de encontrá-los.
Xia – Gosto muito do Brasil. É um dos países que sempre tive vontade de conhecer. Se tiver oportunidade, quero visitar com certeza.

KIN – RaNia normalmente tem conceitos mais sexys e eles estão bem em alta agora, acreditamos que tal conceito combina demais com o calor latino. Vocês desejariam inserir algum elemento assim em suas músicas?

Di – Nós nunca tentamos usar novos gêneros musicais. Mas como existem muitos fãs latino-americanos, queremos no futuro experimentar ritmos latinos.
T-ae – No futuro próximo gostaria de atuar no Brasil após conhecer mais sobre as músicas latinas.
Xia – Se esse ritmo combinar com nosso perfil e nossa música seria ótimo. Fico esperançosa para saber como ficaria ao misturar esse ritmo.

KIN – Dos conceitos já executados pelo grupo, qual o preferido de vocês?

Di – Após nossa estreia, tentamos um conceito sexy exagerado, causando uma impressão mais agressiva. Mas acho que o conceito da música “Demonstrate” é o mais adequado para nós e o que mais combina também.
T-ae – Gosto do conceito da música que trabalhamos recentemente em “Demonstrate”. Gosto da imagem de mulher ousada que estamos usando atualmente.
Xia – Não quero me prender em um só conceito. Quero me desafiar em muitos conceitos.
HyeMe – Gosto da imagem de mulher ousada, femme fatale.

KIN – Há algum planejamento ou desejo por parte das integrantes de atuar em outras áreas, como dramas e musicais?

Di – Se tiver uma oportunidade, gostaríamos de atuar em musicais e novelas. Mas como nós tiramos muitas fotos, gostaríamos muito de trabalhar como modelo de revista.
T-ae – Antes de conseguir sucesso na carreira como cantora, não.
Xia –  Ainda não estou planejando nada além da carreira de cantora.
SeulJi – Acho musical e novela muito atraente. Gostaria de fazer e fazer bem feito.
HyeMe – Sim. Quero tentar tudo que tiver oportunidade.

KIN – No último comeback, vocês tiveram a adição de novos membros, queria saber das novas integrantes como foi a recepção do grupo e como é fazer parte do RaNia?

Di – Não teve nada anormal (na recepção) e nos sentimos muito bem pelo fato dos fãs terem gostado.
T-ae – Entraram membros mais novas e alegres. Com isso o clima entre a gente ficou muito bom. Como unnie (mais velha), ganhei mais responsabilidade e me esforçarei mais.
Xia – A reação foi boa. Elas são bonitas e como acabaram de entrar, são novas, muito animadas e motivadas.
SeulJi – O grupo RaNia é bem singular. Acho que é uma honra estar fazendo parte e atuando como membro do RaNia. Estou muito feliz por isso.
HyeMe – Disseram que nós combinamos bem e obrigada a todos que estão torcendo por nós. Agradeço por poder fazer parte do grupo RaNia!

KIN – A novidade da entrada da Alex foi um grande furor na mídia, ao menos no ocidente. Inclusive, percebemos muito apoio dos fãs brasileiros. A pergunta é para a Alexandra: você acredita que sua participação no RaNia pode ser a porta de entrada para mais membros estrangeiros? O quanto acredita que sua entrada pode significar para o mercado midiático coreano no geral?

Alex O presidente que assinou comigo, o Sr. Yoon é incrivelmente progressivo e pensa antecipadamente. Ele acredita em quebrar as barreiras e empurrar o K-pop através do talento e eu sei que nem todos os executivos pensam como ele. Porém, acredito que o talento verdadeiro e a persistência sempre encontram um caminho. Assim, se você persiste nos seus sonhos, você encontrará uma oportunidade!

KIN – Ainda para a Alex, gostaríamos de saber como está sendo sua adaptação na Coreia em relação à comida, barreiras linguísticas e recepção dos fãs.

Alex – Estar sozinha em um lugar novo é uma oportunidade muito grande para o crescimento pessoal. Eu estou aproveitando o máximo disso. Eu abraço qualquer oportunidade de expandir meus horizontes e sugar todo conhecimento e sabedoria que a vida tem a oferecer. Há uma mágica em aprender um novo idioma, explorar uma culinária diferente e experimentar novas culturas, enquanto trabalho em prol de um sonho de uma vida toda. Eu estou progredindo, crescendo e realmente me tornando uma versão melhorada e mais verdadeira de mim mesma.

KIN – Quais artistas os membros tomam como modelo a seguir dentro da indústria musical?

Di – Particularmente gosto muito de Rihanna e Beyoncé.
Seulji – Na JinYoung unnie (Xia)! Ela tem a voz muito boa, clara e confiante, por isso não se abala no palco, mesmo ao vivo. A Alex também mostra muito profissionalismo e nem preciso dizer da habilidade de compor e fazer rap.
Hyeme – Di, Xia e T-ae. São todas minhas inspirações, pois são muito experientes.


KIN – Nós desejamos grande sucesso ao RaNia, quais seriam os maiores desafios do grupo?

Di – Entrar no palco ao vivo, pois as nossas coreografias são muito explosivas.
T-ae – Muita das nossas músicas são escritas por compositores estrangeiros e por isso é mais complicado que as músicas de outros grupos. Assim como quando se traduz uma música estrangeira para coreano existem expressões que se alteram e portanto causa um certo constrangimento. (risos)
Xia – Não tem nada difícil! Se for escolher um, estamos morando em quatro numa casa que tem um banheiro e as vezes é muito disputado para usá-lo. (risos)
SeulJi – Acho que preciso me encontrar dentro do meu palco. Faz pouco tempo que fiz minha estréia e por isso devo me apressar nessa lição. Me expressar no palco como as unnies fazem acho que é a coisa mais difícil.
Hyeme – Como faz pouco tempo que atuo como idol, ainda não me acostumei em receber tanto amor.

KIN – Ano que vem vocês comemoram 5 anos de debut, o que acha que mais mudou no grupo desde então?

Di – De forma geral, ficamos mais maduras e também entraram novos membros.
T-ae – Querendo ou não, acho que foi a mudança dos membros.
Xia – O clima entre a gente mudou. Acho que é porque eu era umas das mais novas do grupo e agora tenho que me comportar como unnie.

KIN – O que podemos esperar do RaNia para o próximo ano? Quais as expectativas para o futuro?

Di – Gostaríamos de mostrar um “jeito” mais sofisticado e bonito.
T-ae – Vamos melhorar cada vez mais e conto com o apoio de vocês.
Xia – Gostaria que fossemos vistos como o grupo que desafia novos conceitos musicais

KIN – Por último, poderiam deixar uma mensagem para os fãs brasileiros e latinos?

Di – Obrigada por nos dar carinho e para retribuir vamos nos esforçar ainda mais para voltarmos o quanto antes. Torçam por nós!
T-ae – Obrigada por nos dar carinho, continuem torcendo por nós e gostaria de ver vocês no Brasil.
Xia – Obrigada a todos os fãs que torcem por nós e nos amam. Amo todo vocês ❤
SeulJi – Olá. Sou a SeulJi que acaba de entrar na RaNia. Obrigada pela torcida e amor de vocês. Amo vocês!!!!! ☺
Hyeme – Vamos nos apresentar de forma mais diversa e evoluída. Por favor, nos aguardem.
Alex – As pessoas me perguntaram minha vida toda se eu sou brasileira, e minha resposta é “QUEM DERA!” (risos) Eu mal vejo a hora de visitar o Brasil e encontrar todos vocês! Nas minhas redes sociais, eu noto que a maioria do amor que recebo é dos meus lindos fãs brasileiros e latinos. Obrigada por iluminar meus dias! Eu amo muito vocês!


Apesar de algumas perguntas parecerem não fazer mais sentido, decidimos manter ela na integra para demonstrar os sentimentos das integrantes na época. Di, T-ae e Xia assinaram com uma nova empresa e vão debutar novamente sob o nome “‘Ela8te”. A DR Music que o grupo continua como trio e Hyeme e a Alex vão estrear uma sub-unit de hip-hop.

Para continuar acompanhando o RaNia, siga a fanbase brasileira:

Siga também a nova fanbase do Ela8te:


Seja qual for os caminhos escolhidos por essas talentosas garotas, fica o sentimento da KoreaIN pela felicidade das integrantes. Obrigada RaNia!


Por Carol Akioka e Amanda Soares
Tradução por por Yung Jin Lee (이영진) e Carol Akioka
Não retirar sem devidos créditos