Girlband

“Vocês com certeza são a página mais bela da minha vida” – Oh My Girl emociona os fãs brasileiros durante show em São Paulo

O grupo feminino Oh My Girl encantou o público brasileiro em São Paulo no último sábado (02). Pela primeira vez no Brasil, o septeto foi o primeiro artista de k-pop a se apresentar no país esse ano e realizou uma turnê de sessões de autógrafos passando pelo Rio de Janeiro, Porto Alegre, Curitiba e São Paulo, além de performar em um show único no Tropical Butantã. O concerto foi marcado por muito carisma e feminilidade, marca registrada do grupo, além de muitas tentativas de se comunicar em português com os fãs brasileiros.

O Oh My Girl é um dos girlgroups de k-pop mais bem sucedidos dessa geração e as meninas apresentaram seus maiores hits que já reúnem milhões de visualizações no youtube. O show começou com seu single de estreia ‘Cupid’, animando a plateia com seu ritmo que lembra ligeiramente o samba brasileiro. Em seguida foram apresentadas canções que foram promovidas pelo grupo nos programas musicais coreanos como ‘Windy Day’, Liar Liar’, ‘Coloring Book’, ‘Closer’ e ‘Remember Me’, sendo este, o último lançamento delas.

Além das músicas mais famosas, o grupo também performou algumas tracks que não foram promovidas na Coreia, mas que já são bem conhecidas pelos fanáticos do grupo como ‘Butterfly’, ‘I found love’ e ‘Twilight’. O ponto alto do show foi o cover da música brasileira ‘Beija Eu’, original de Marisa Monte, cantada perfeitamente em português pelo grupo.

Hyojung, Mimi, YooA, Seunghee, Jiho, Binnie e Arin se esforçavam o tempo todo para se comunicar com os fãs e pedindo para entender tudo que os Miracles brasileiros gritavam, entre eles as expressões “nenhum defeito” e “fadas”. Também teve interação com o público em cima do palco, onde alguns sortudos puderam dançar juntos músicas do Oh My Girl e alguns sucessos brasileiros como ‘Bang’ da Anitta e ‘Ilariê’ da Xuxa.

No discurso das meninas, sempre afirmavam estarem emocionadas por terem fãs que gritam por elas mesmo sendo de tão longe. Mimi falou em português “Apesar da distância, sinto no coração que estamos sempre juntos” e Hyojung se mostrou muito agradecida pela recepção dos brasileiros: “Coisas incríveis aconteceram desde que chegamos aqui. Vamos nos esforçar bastante para voltar para o Brasil.” Jiho também se expressou em português: “Obrigada por nos esperar mesmo de longe. Vocês com certeza são a página mais bela da minha vida. Obrigada por terem vindo”.

Ainda houve uma promessa feita entre os fãs e Seunghee: “Meus amores, me prometam que vamos nos ver de novo!”. As meninas também performaram ‘Secret Garden’, a música responsável pela primeira vitória do Oh My Girl em um programa coreano e emocionou a plateia composta por fãs de todas as idades.

Após as despedidas, o concerto terminou com a canção ‘B612’,enquanto as integrantes cantavam com a bandeira do Brasil nas mãos.

Confira a playlist completa do show:

Por Caroline Akioka
Imagens: Mayara Engly
Não retirar sem os devidos créditos.

4 FANCAMS famosas do RANIA

O segundo semestre de 2018 promete para o K-pop no Brasil. Nada menos que 3 ótimos artistas são  presença marcada no país para o mês de julho. Entre eles está o girlgroup Rania. As meninas estarão em São Paulo e Fortaleza para participarem, respectivamente, do World Pop Festival e do Sana.

Leia mais: [ESPECIAL KPOP EM JULHO] Confira os lugares que D.I.P, Black6ix e Rania irão visitar + Ingressos

Para preparar os nervos para a visita, selecionamos algumas fancams famosas das garotas exalando sensualidade nos palcos e claro, todo talento na dança, canto e muito carisma. Dá até para aproveitar e aprender os passos da coreo!

Leia mais: RANIA: o girlgroup que DESAFIOU conceitos e inovou o K-POP

 

Hyeme em “Make Me Ah”

A integrante Hyeme é uma das mais populares quando o assunto é fancam. Existem dezenas de videos dela com milhões de views e essa fancam do single “Make Me Ah” é uma das mais populares, com mais de 9 milhões de view! O video já chegou a 1.4 mil comentários, entre eles declarações de amor pelo RANIA e vários elogios para a qualidade da dança de Hyeme.

 

Jieun em “Start a Fire”

A fancam de Jieun durante uma apresentação de “Start a Fire” é muito viciante! Em contraste com a coreografia sexy, a integrante mostra vários sorrisos radiantes e um jeitinho muito fofo de se apresentar, que já capturou o coração de mais de 400 mil pessoas que assistiram essa live.

 

Zi.U em “Breathe Heavy”

Esta fancam não é a mais visualizado de Zi.U, mas com certeza uma das melhores, já passando dos 80 mil views (aqui está a mais visualizada da integrante). A beleza de Zi.U chega a ser hipinotizante durante as apresentações do single mais recente “Breath Heavy”. A cantora tem movimento pontuais, leves e muito elegantes, que reforçam toda a sensualidade da coreagrafia, além das expressões sexys e desafiadoras.

 

Ttabo em “Start a Fire”

A integrante chinesa do Rania, Ttabo, nos mostra um carisma infindável, além de proporções corporais muito admiráveis e até mesmo relembrando um pouco o jeito das brasileiras. Ttabo brinca no palco com muita naturalidade e nessa fancam de “Make Me Ah”, já conquistou mais de 200 mil views!

 

Pra você ver as meninas ao vivo, poder comprar os ingressos para o WPF através do site Clube do Ingresso e pro Sana no Sympla. A KoreaIN fará a cobertura em ambos eventos. Fiquem ligados para as próximas novidades.

E você? Vai encontrar o Rania? Conta pra gente!

 

Por Greyce Oliveira
Fonte: Reprodução Youtube
Não retirar sem os devidos créditos

The Cinema Theory, evento especial do LOONA, vem para o Brasil!

LOONATICS, podem comemorar!! O evento “The Cinema Theory”, do girlgroup LOONA, vem para o Brasil. A informação foi divulgada na manhã desta quarta-feira (03) no instagram oficial do grupo (@loonatheworld). Em nota a empresa declarou o Brasil como o “campeão de comentários”, pois foi o país que mais pediu pelo evento “Cinema Theory” nos posts que estavam participando da competição.

“The Cinema Theory” é um evento especial promovido pela BBC, onde os fãs têm o direito de assistir vídeos exclusivos que ainda não foram divulgados. O evento já ocorreu na Coreia do Sul e somente alguns fãs -sorteados- puderam participar. Ainda não é possível afirmar a vinda das integrantes do grupo LOONA, mas algumas estiveram presentes no evento da Coreia. Vamos aguardar, né?

” #이달의소녀 Cinema Theory 를 보고 싶은 팬들 모여라!” 를 통해 이달의 소녀를 초대 해 주신 전세계 이달의 소녀 팬분들께 감사합니다‍♀️ ⠀⠀⠀⠀⠀ 이달의 소녀를 초대 해 주신 많은 분들 중 한 분을 뽑았어요 ⠀⠀⠀⠀⠀ [당첨자] mesfd* ⠀⠀⠀⠀⠀ 멤버들의 사인이 담긴 ‘Cinema Theory Special Ticket’을 선물로 보내드릴게요 (*당첨자 분께는 개별연락을 드립니다.) ⠀⠀⠀⠀⠀ 가장 많이 추천 해 주신 브라질에서 꼭 이달의 소녀 Cinema Theory가 달려갈게요 그리고 브라질 외에도 전세계의 이달의 소녀 팬분들 모두 이달의 소녀 Cinema Theory를 조금만 더 기다려 주세요 이달의 소녀가 여러분들 모두를 만나러 갈거에요 ⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀ Thank you all around the world‍♀️ for inviting LOONA through the last event called “All the fans who want to watch LOOΠΔ Cinema Theory, gather up here!” ⠀⠀⠀⠀⠀ Just one winner is picked randomly among those who left comments! ⠀⠀⠀⠀⠀ [Winner] mesfd* ⠀⠀⠀⠀⠀ Signed ‘Cinema Theory Special Ticket’ will be sent to the winner as a gift (*We will contact the winner personally by DM) ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ And LOOΠΔ Cinema Theory will come to Brazil which gained most votes Of course, we know everyone aournd the world really wants to watch it. So we hope you wait a little more for LOOΠΔ Cinema Theory We’ll try our best to meet you all ⠀⠀⠀⠀⠀ #LOONA

Uma publicação compartilhada por Official LOOΠΔ Instagram (@loonatheworld) em

Nota da  BBC:

“Obrigado a vocês de todo o mundo por convidar LOONA através do nosso último evento chamado “Todos os fãs que querem ver LOONA Cinema Theory, cheguem aqui :)!”

[…]

E LOONA Cinema Theory vai para o Brazil, pois foi o país com maior número de votos.

Claro, nós sabemos que vocês do mundo todo realmente querem ver LOONA.

Então, por favor, esperem um pouco mais por LOONA Cinema Theory.

Nós vamos fazer nosso melhor para encontrarmos todos vocês”.

Em adição, uma brasileira foi também a ganhadora de um ingresso especial do “Cinema Theory” que já aconteceu em Seul autografado pelo LOONA. O ingresso não tem validade pra uso, mas com certeza é um presente muito especial para a fã.

LOONA é o primeiro grupo da empresa BBC. Ao todo são 12 meninas, cada uma com conceitos únicos e diferentes. O propósito da empresa foi lançar MVs para cada integrante apresentada, além de divulga-las nos programas musicais através de subunits. Além das 12, LOONA possuí 3 sub-units: LOONA 1/3, ODD EYE CIRCLE e a nova sub-unit ‘YYXY’ que fará seu debut em breve!

O conceito do grupo é interessante não apenas por seus MVs super produzidos com conceitos inimagináveis, mas por contar uma história envolvente, que só é possível ser compreendida com muita atenção, imaginação e muuuuita teoria!

O último MV divulgado pela BBC foi “Egoist”, o qual apresentava a última integrante do LOONA, Olive Hye.

 

 


por Isabela Marques
Fonte: Instagram @ LOONA
Não divulgar sem os devidos créditos

Mega evento WPF traz ao Brasil festival com grupos de KPOP

Marque na sua agenda que no próximo mês de julho você vai ao World Pop Festival! Pensando em cada público, o evento terá dias temáticos divididos por continentes – América do Sul, América do Norte, Europa e Ásia. Então os amantes de música, cultura, série, filmes, quadrinhos, animes e games com certeza terão um espaço completo para interagir e gritar por seus artistas e influenciadores favoritos.

O WPF terá um dia inteiro dedicado ao K-POP! Nele você poderá conhecer e interagir com 3 grupos coreanos. Os garotos do Black6ix e D.I.P, e as rainhas do Rania, muito amadas pelos brasileiros se apresentaram com seus hits no palco principal e também terão sessões de autógrafos, abraços e foto com os fãs, tudo ao estilo coreano.

O espaço do WPF

Utilizando uma área com mais de 50 mil metros quadrados, 4 palcos e programação que prevê mais de 50 atrações, a primeira edição do World Pop Festival será realizada entre os dias 19 e 22 de julho no Mart Center, em São Paulo. Organizado pela Kame House, o evento promete revolucionar o mercado e trazer uma experiência única.

Os ingresso já estão a venda pelo Clube do Ingresso e em postos de venda espalhados pela cidade de São Paulo. O segundo lote de ingressos custa R$50 por dia na meia entrada social, com a doação de 1kg de alimento não perecível (exceto sal e açúcar) e ficará disponível durante um mês e meio.

Para aqueles que querem ter ainda mais interação com os artistas, o evento disponibiliza mais ingressos:
Hotzone + Poster Pré Autografado: R$50,00
Fansign: R$80,00
Meet&Greet + HiHug: R$120,00
Combo (Todos os produtos): R$180,00

Meet&Greet + Hihug – Os fãs podem conhecer a banda e ter esse momento registrado, além de poder abraçar o grupo!
Fansign – Sessão de Autógrafos, onde os participantes poderão entregar presentes e interagir com cada integrante.
Hotzone – Aquela área na frente da Arena Pop, para você que quer ficar ainda mais perto do grupo.

 

Os ídolos do kpop

Paixão antiga dos fãs brasileiros de K-Pop, as meninas do Rania desembarcam no Brasil pela primeira vez. O grupo, que hoje é formado por Jieun, Yumin, Ttabo, Hyeme e Zi.U, surgiu em 2011 e foi criado pelo produtor americano Teddy Riley. Já na estreia, o grupo conquistou os kpoppers brasileiros com o single album ‘The First Expansion In Asia’ que guarda o “hino atemporal” “Dr Feel Good”. Durante os quase 7 anos de carreira, o girlgroup passou por diversas mudanças em sua formação, mas sem deixar de lado as características sensuais de suas músicas e performances.

BLACK6IX é um boygroup sul-coreano rookie formado pela empresa Black Hole Entertainment e possui 6 membros: TaeYoung, The King, Yey, JongWoon, YongSeok and Ziki. A estreia aconteceu em 6 de abril de 2017 com o lançamento de seu primeiro single “Please”. Segundo a empresa, o nome BLACK6IX significa “seis membros que possui um potencial infinito”.

Já o D.I.P é formado por HyeongSeong, SeungHo, Soomin, B.Nish, Uhyeong, TaeHa e Jiwon, o grupo da InterBD Entertainment debutou em 2016 com o single ‘Fizz’ e logo atraiu a atenção dos fãs internacionais pelo carisma, as performances poderosas e ritmo marcante. O Brasil foi escolhido como destino após o efeito positivo das inúmeras mensagens de amor e apoio que o grupo já recebia em suas redes sociais antes mesmo da estreia oficial.

 

Serviço:

World Pop Festival – um novo evento de cultura pop!
Data: 19 a 22 de julho
Local: Mart Center – Rua Chico Pontes,1500 – Vila Guilherme
Ingressos disponíveis: www.clubedoingresso.com/wpf (crianças de até 10 anos terão gratuidade na entrada.)
Página Oficial: facebook.com/worldpopfestival

Com letra sobre empoderamento, girl group brasileiro se inspira em K-pop para conquistar o Brasil

Por Juliana Butolo

Parece que a onda coreana invadiu de vez o Brasil: a febre Hallyu resolveu se espalhar também até na música originada por aqui. Grupos iniciantes brasileiros têm apostado em coreografias, figurinos e música dançante com referências nas terras asiáticas para atrair o público crescente do gênero.

Entre esses artistas está o grupo High Hill, que lançou em setembro o clipe da música autoral “Não Sou Obrigada, ultrapassando 50 mil curtidas e meio milhão de visualizações no YouTube até a publicação desta matéria.

“Temos a ideia que todas têm capacidade de se desenvolver em todas as áreas. ”
Mari, 21.

Reformulado por um reality na internet, o grupo conta hoje com seis integrantes e não esconde a inspiração que o K-pop trouxe para suas composições, tendo iniciado os trabalhos com covers do gênero. Para as músicas próprias, a integrante Aya, 19, diz que além da estrutura, a letra “chiclete” e a coreografia marcante, a forma de trabalho dos sul coreanos é uma fonte de inspiração.

“Tentamos seguir o modelo de treinamento dos artistas coreanos no que diz respeito a um desenvolvimento mais amplo e estruturado das nossas habilidades. Algumas das nossas estratégias de comunicação, conceito e de postura como artistas também possuem referência do mercado musical sul coreano.”

Promover o grupo com fansigns e showcases, aos moldes da Coreia do Sul também estaria na lista de vontades das meninas, por aproximar fãs e artistas.

 

Para quem acha que o estilo é uma mera cópia internacional, elas defendem algumas particularidades do grupo. Para começar, Demi, Aya, Mari, Ray, Egla e Lolla não possuem posições previamente definidas como seria o comum no K-pop. Apenas uma se mantém: a de líder, sob a responsabilidade de Mari, 21. “Temos a ideia que todas têm capacidade de se desenvolver em todas as áreas. Colocar posições acabaria limitando o grupo e também cada uma.”

 

 

Além disso, a intenção das garotas é trazer um pouco do Brasil tanto para as letras quanto para a melodia. Por exemplo, “Não Sou Obrigada” traz uma mistura de reggaeton e pop, com uma letra cheia de empoderamento feminino, contra o machismo e o assédio.

“Tentamos trazer a estrutura musical do K-pop para o Brasil inserindo no nosso trabalho características dos ritmos latinos e da realidade brasileira”, conta Demi, 20, que espera que o grupo possa passar por vários ritmos sem se apegar a um estilo, afinal, as garotas se inspiram também no pop internacional, com artistas como Lady Gaga, Beyoncé, Rihanna, Madonna, e girl groups, principalmente o Little Mix.

 

 

Toda essa mistura característica desse e de outros grupos do gênero deu origem ao termo “B-pop”, que alguns fãs têm utilizado para classificar esse tipo de música, enquanto outros defendem que apenas “MPB” ou “Pop” seria o mais adequado. Para o High Hill, pelo menos, não há problema em ser chamado assim.

“Não temos problemas em sermos ‘classificadas’ como B-pop. Nosso objetivo é fazer músicas que agradem e divirtam as pessoas, músicas populares, pop. Nós misturamos muitos estilos de músicas, que vão do hip hop ao tecnobrega e até mesmo ao EDM”,  explica Egla, 19, que acredita que o termo ainda é muito novo para ser definido.

 

 

Por enquanto, o termo tem sido usado para grupos que utilizam a estrutura do K-pop e adaptam de alguma forma para o cenário brasileiro. “No fim, achamos importante entender que é um novo produto, que não é o K-Pop, mas sim a junção de muitos estilos para criar o então chamado B-Pop”, explica a integrante Lolla, 20, que é também fã de rock.

 

 

A polêmica criada em torno da nomenclatura do estilo musical não é a única barreira erguida nesse contexto, já que muitos fãs automaticamente comparam as músicas com as sul coreanas, além da comparação com artistas norte-americanas, que também são influência natural de qualquer girl ou boy group.

“Não importa o que a gente faça, sempre vamos acabar sendo comparadas à qualidade dos artistas internacionais, mesmo se você é um artista independente e está começando agora”, desabafa Ray, 19.

Apesar disso, ela é otimista com o cenário musical do país e deixa um conselho para novos artistas. “Tem que ter muita determinação e continuar tentando! Aos poucos, o mercado musical brasileiro tem se aberto novamente a outros estilos e dado novas oportunidades.”

 

 

Processo criativo

 

Para criar música no Brasil, o grupo conta com uma equipe para cobrir desde o treinamento à divulgação das meninas. A direção executiva fica nas mãos da produtora K.Ö. Entertainment, responsável pelos maiores eventos de cultura coreana de São Paulo. O treinamento vocal é feito pela Lá Music Studio, e a produção audiovisual, pelo diretor Daniel Docko, que é também responsável por editar vídeos do youtuber Pyong Lee. Destacam-se também a diretora musical do projeto, Giovana Amorim, e os coreógrafos Thiago Tang e Lucas Olly, nomes muito conhecidos nos concursos de K-Pop do país.

“A produção do videoclipe foi uma experiência nova para todas nós. Era a primeira vez que interagiamos diretamente com a câmera e lidávamos com diferentes locais de filmagem. Foi tudo muito corrido, tiveram momentos estressantes, mas no final valeu a pena. Aprendemos muito e nos divertimos também”, explicou Aya, a mais nova do grupo, ou  “maknae”.

 

 

O que vem por aí?

Além de duas músicas autorais que serão lançadas até o final do ano como complemento do single “Não Sou Obrigada”, o High Hill tem algumas metas para 2018, pessoais e como grupo.

Ray: “Melhorar o vocal, a dança, ter um bom condicionamento físico para entregar algo bom no palco. Compor mais e aprender mais sobre música e teoria. Como grupo, buscar ser um só cada vez mais, trabalhar duro junto e compartilhar todo o aprendizado. Dar sempre o nosso máximo até chegarmos ao topo e, mesmo quando conseguirmos, nos entregar mais para continuar melhorando nossas habilidades”.

Lolla: “Eu quero crescer junto com as garotas, somos capazes de muitas coisas. Crescer em canto e em dança, sempre procurando ao máximo melhorar. Que em 2018 o High Hill só cresça e evolua mais e mais. Que possamos ajudar e a inspirar pessoas com a nossa música. Fazer uma turnê pelo Brasil seria um sonho!”.

Demi: “Aumentar meu repertório, melhorar em performance, canto, dança etc. Fazer mais eventos, quem sabe uma turnê pelo Brasil e crescer com o HH”.

Egla: “Individualmente quero melhorar em canto e dança, quero me superar a cada dia! Conhecer e ultrapassar os meus limites. Como grupo, espero que todas nós possamos evoluir e crescer juntas, para superar obstáculos que estão por vir em 2018. Quero que o High Hill seja uma inspiração para outras pessoas, tanto individualmente quanto para futuros grupos”.

Mari: “Quero evoluir cada dia mais, conseguir superar todos os obstáculos. Como grupo, quero que o High Hill evolua cada vez mais e que possa mostrar para o público resultados cada vez melhores. Uma turnê em 2018 seria incrível também! hahaha”.

 

Nós da KoreaIn esperamos que os sonhos das meninas se realizem. Boa sorte! 🙂

 

 

Por Juliana Butolo
Não retirar sem os devidos créditos.

5 Ídolos femininas mais atraentes do kpop, segundo as lésbicas coreanas

Para eleger um novo ranking, um site na Coreia do Sul fez uma pesquisa online com 9 mil lésbicas coreanas perguntando a elas quem seria a ídolo feminina mais atraente do kpop.
A pesquisa incluiu um total de 1.880 ídolos mulheres, dentre artistas solo e integrantes de girlbands. O top 20 das mais votadas incluía alguns nomes como: Lee Hyori, Sunmi, Joy (Red Velvet), IU, Yoona (SNSD), Hwasa (Mamamoo), Gain (Brown Eyed Girls), Amber (F(x)), Doyeon (Weki Meki), JeonYeon (Twice) e Solar (Mamamoo).

 

Confira abaixo o Top 5 das mais votadas pelo público:

5. Girls’ Generation – Taeyeon (4.39%)

 

4. MAMAMOO – Moonbyul (4.95%)

 

3. Red Velvet – Seulgi (4.97%)

 

1.  (Empate) f(x) – Krystal (5.93%)

 

1. (Empate) Red Velvet – Irene (5.93%)

 

Fonte: (1), (2)
Não retirar sem os devidos créditos.

Tchau Sexy! Oi Retrô! Confirmado comeback do BP RaNia com ‘Beep Beep Beep’

A DR Music, empresa que gerencia o BP RaNia anunciou o retorno da girlband com a canção titulada ”Beep Beep Beep”. Produzida por Kim Gun Woo, promete um conceito retrô com letras cativantes. O álbum será chamado de “REfresh 7th” e deixará de lado o conceito sexy para se concentrar no amadurecimento das garotas, passando uma imagem de recomeço.

Para interagir mais com os fãs coreanos elas devem visitar Seul, Daegu e Busan com apresentações nas ruas. O grupo retornará com cinco integrantes, todas da nova geração: Alex, Jieun, Yumin, Zi.U, Ttabo e Hyeme, tendo Yina deixado o grupo para se concentrar em sua carreira de atriz. Confira imagens do comeback:

Animados com a notícia? A KoreaIN já entrevistou o BP Rania no seu último comeback, aproveite para conhecer mais sobre o grupo:

Não deixem de dar apoio ao BP RaNia!

Informações e imagem: DR Music
Por Amanda Soares
Não retirar sem devidos créditos

[#EyesOnYou] Conheça o H.U.B e se apaixone pelo conceito girl crush

Já apresentamos para vocês MASC, VAV, 24K, Stellar, e seguindo a nossa série Eyes On You, trazemos mais um girlgroup! Dessa vez o H.U.B desfila seu talento pela KoreaIN.
Composto por quatro garotas apaixonantes, que perseguem seus sonhos incansavelmente, elas apostam no conceito Girl Power e não têm medo de serem ousadas. Vamos saltar com o H.U.B?

 

*O Debut dos sonhos *

H.U.B foi formado pela Warner Music Entertainment, reunindo quatro integrantes talentosas, sendo elas: Gracie, Keina, Rui e Yuem.

 

*A corrida para os dias melhores*

O girlgrup teve seu pre debut em novembro de 2016, com a canção “I’m by your side”. Antes do H.U.B debutar oficialmente, as integrantes passaram por muitas decisões difíceis. O grupo é de uma empresa pequena, e que vem passando por complicadas situações financeiras. Para que o H.U.B debutasse foi preciso que a empresa dissolvesse dois boygroups, que já haviam sofrido com a desistência e saída de integrantes da Warner Music.

Em janeiro deste ano, acontecia o Idol Star Athletics Championships, onde o H.U.B decidiria seu futuro. Tudo dependeria de Rui, que iria participar das preliminares da corrida feminina de 60 Metros. Rui conquistou o primeiro lugar, ultrapassando outras artistas veteranas, e ficou conhecida como a, “Usain Bolt” japonesa. Ganhando a medalha de ouro, Rui garantiu que dias melhores viessem para o H.U.B, uma vez que o grupo ganhou atenção e mais trabalhos surgiram para as integrantes.

H.U.B é uma Sigla para, “Hope U Bounce”, que significa, “Vamos saltar com a esperança de um futuro glorioso!”. O nome do grupo, “saltar para a esperança”, significa também, que apesar das circunstâncias e dificuldades quais as quatro enfrentaram, elas estão sempre juntas, e nunca desistirão dos seus sonhos.

O grupo possui talentos diversos e se auto produzem: Keina e Gracie compõem as letras das músicas e as coreografias, enquanto Yuem e Rui se dedicam para aperfeiçoar, vocais, rap e a sua composição.

 

* MV’s *

EXCITING: 2016

Em 2016, Rui fez seu Debut solo, com o Single, “exciting” e chegou a ser comparada a Hyosung, (Secret). Apesar da pouca experiência, Rui “brinca” com os conceitos do K-pop, como uma Idol experiente, assim como Hyosung.

 

Girl Gang: 2017

Diferente do esperado, não houve MV. Em Janeiro de 2017 o H.U.B lançava o Dance Practice para “Girl Gang”, faixa título de seu 1° Single.

*Profile Integrantes*

Gracie (그레이시)
Nome Verdadeiro: Kim GaEun
Posição: Líder, Vocal Principal
Nascimento: 29 de Outubro de 1996
Signo: Escorpião
Nacionalidade: Coreana
Altura: 1,65
Instagram : i.m_gracie
Curiosidades: Viveu por 6 anos nos E.U.A e é fluente em inglês.

Keina (케이나)
Nome Verdadeiro: Lee Yoo Na (이유나)
Posição: Rapper Principal, Maknae, Dançarina
Nascimento: 12 de Fevereiro de 1999
Signo: Aquário
Nacionalidade: Coreana
Altura: 1,67
Instagram: keinana_12

Yuem (유음)
Nome Verdadeiro: Park Soo Bin (박수빈)
Posição: Vocalista Líder, Rapper
Nascimento: 25 de Dezembro de 1996
Signo: Capricórnio
Nacionalidade: Coreana
Altura: 1,64
Instagram: yuem_x
Curiosidades: Compôs e fez o arranjo da faixa de pré-debut do grupo.

Rui (루이)
Nome Verdadeiro: Watanabe Rui
Posição: Rapper, Visual
Nascimento: 8 de Outubro de 1994
Signo: Libra
Nacionalidade: Japonesa
Altura: 1,71
Instagram: rui_1oo8
Curiosidades: – Nasceu em Kyoto.
– Tem Hyuna como modelo de comportamento.
– É a mais velha e mais alta do grupo.
– É a única integrante estrangeira.
– Chamou atenção por estabelecer um novo recorde na corrida feminina de 60m no ISAC (Idol Star Athletics Championships).

Não tem como não se apaixonar, certo?

Acompanhe o grupo pelo Facebook Oficial e Canal de Youtube

Para notícias em português, acompanhe a fanpage H.U.B Brasil e não perca nenhum atualização.

A KoreaIN tem uma surpresa do H.U.B pros fãs brasileiros! Inscrevam-se em nosso youtube.


Texto por H.U.B Brasil

Não retirar sem os devidos créditos