KARA

[K-EXPO no Brasil] KARD: “esse show não foi para liberar energias, mas sim recarregar com as boas”

 

Saiba tudo o que rolou no primeiro dia de K-POP EXPO!

 

Energia. Essa é a palavra ideal para resumir o primeiro dia do “K-POP EXPO”, principalmente o KConcert que agraciou muitos fãs e admiradores no início da noite. O público já estava agitado antes mesmo dos artistas entrarem no palco, pois gritos impacientes e animados uniram-se em um coro para chamar pelas atrações; todos queriam diversão e emoção.

Entretanto, o KConcert não foi a única atração do feriado. Logo cedo uma fila enorme tomava conta do portão 36 da arena Anhembi. Fãs com ingressos para o evento e outros na esperança de conseguir participar do mesmo, todos eles com muita disposição horas antes da bilheteria abrir. Entre filas, danças e conversas, o evento liberou a entrada e todos conseguiram mergulhar na Hallyu através do Kpop Expo.

Kdramas, jogos, webtoon’s, animações e culinária coreana. Diversos stands se dividiram entre o Anhembi para receber os mais curiosos e também os amantes da cultura coreana como um todo. Quem não conhecia: aprendeu mais com os staffs de cada stand, e quem já era fã de carteirinha, como por exemplo, do dramas coreanos, com certeza se animou ainda mais com os episódios sendo transmitidos a todo momento e com os pôsteres espalhados pelo local. Quem quisesse até podia usar uma roupa da era Goryeo e tirar uma fotinha especial com os pôsteres dos atores.

Experiência em Realidade Virtual? Claro! Experiência em VR ao lado de um kidol? Teve também! As filas para os games eram enormes, pois todos queria sentir a emoção de ouvir seu artista favorito cantar de pertinho. O jogo prometia uma “participação” no MV do artista. E por falar em experiência, o stand de Korean Food, voltado para a culinária coreana, distribuiu -durante o evento todo- salgadinhos, bebidas e docinhos tradicionais da Coreia. Alguns produtos estavam somente em exposição, mas havia banners por todo o local explicando os sabores, a forma de usar e como era preparado cada ingrediente.

 

Apresentações Especiais

Após um dia com experiências novas, o concerto veio para, literalmente, fechar o dia com… chave de ouro? Não! Com uma energia de ouro! Cada apresentação trazia consigo muita empolgação, o que deixou os espectadores excitadíssimos em seus assentos.

Os alunos da escola “Música Esperança” abriram o concerto. Foi uma apresentação super especial preparada por professores e até pelos próprios alunos. Escolheram homenagear músicas do grupo KARA e MXM, e na hora de cantar não escorregaram no coreano, e o esforço e dedicação deixou a perfomance apaixonante! Os grupos brasileiros: High Hill e WIBE também marcaram presença e dominaram o palco. Quem estava na platéia cantou junto o último single de cada grupo e também a música de debut. Os grupos brasileiros foram responsáveis por manter a energia lá no alto e mostrar que em nosso país também há grupos talentosos que merecem toda nossa atenção!

 

Amor pelo público brasileiro

“Não imaginávamos ter tantos fãs assim no Brasil”, disse o MXM após sua primeira música “Im the one”. Os olhinhos de Yeongmin e Dongmin brilharam ao ouvir as vozes de todos cantando junto suas músicas, e os sorrisos estamparam seus rostos até o último momento. Agradeceram inúmeras vezes por estarem no Brasil, pois era uma realização para eles como artista, e saíram do palco pedindo para voltarem em breve em um concerto solo, pois ficaram apaixonados com a platéia e os fãs brasileiros. Entre sorrisos, brincadeiras e finger heart’s, o grupo apresentou outros três sucessos: “Checkmate”, “Diamond Girl” e “Ya Ya Ya”. Deixaram o palco empolgados ao som de um coro uníssono: MXM eu te amo!

Youngji trouxe a nostalgia e a simpatia para o palco. Sua primeira música foi a aclamada “Mamma Mia” e não teve uma pessoa que ficou calada enquanto ela dançava e cantava a música de seu antigo grupo, o KARA. “Guardo em meu coração todos os momentos e lembranças que tive com o grupo. Todas as lembranças foram especiais”, contou Youngji ao responder a pergunta de um fã da platéia. O sortudo teve seu álbum autografado pela cantora, que adorou a empolgação e agradeceu o carinho. Youngji ainda cantou “Step”, “Pandora” e “Jumping”, todas do KARA, fazendo o coração de cada um relembrar as ótimas músicas.

A verdade é que o público brasileiro não fica em silêncio um só segundo”, BM, do grupo KARD, já havia dito isso na coletiva de imprensa que acontecera no dia anterior. E não ficaram. O público aquecera a garganta durante as apresentações, e quando KARD subiu ao palco, parecia que a plateia pegava fogo, tamanha a vibração. Para J.Seph, o amor do público pelo grupo KARD se resume em três motivos: “pela música, a dança e também pelo estilo de cada membro”, e ainda concluiu dizendo que era uma honra poder estar novamente ao Brasil, mesmo após um mês desde o último show.

 

A divulgação do Hallyu

Na coletiva de imprensa, realizada no dia anterior ao evento (01/11), os artistas falaram sobre o Hallyu, que é a propagação da onda cultural coreana por todos os lugares, inclusive no Brasil. Youngji disse que é uma “responsabilidade muito grande estar do outro lado do mundo divulgando a cultura coreana”, segundo ela, era uma honra estar ali ao lado de seus colegas.

Soomin, do KARD, afirmou que é muito bacana saber que pessoas de tão longe tem interesse na cultura coreana, principalmente no kbeauty e no kdrama. 

Para encerrar,  Donghyun, do MXM, disse nem acreditar ter fãs aqui no Brasil e contou que estava muito feliz por fazer parte do evento e poder divulgar o kpop no país. Ele ainda finalizou a coletiva com um sorriso, afirmando que iria fazer seu melhor para continuar a divulgar a cultura de seu país por todo o mundo.

 

Saudades

As interações com os fãs se resumiram em: selfie e perguntas. MXM tirou uma foto com o público, Youngji respondeu às perguntas dos fãs e KARD testou se os fãs estavam em dia com as informações envolvendo o grupo, aliás, você sabia que a Jiwoo tem 11 piercings? Uma fã sabia! E levou um álbum autografado pelo grupo.

Cada artista que saía do palco olhava por entre as coxias para se despedir com um sorriso e um aceno triste, de como quem dizia “dever cumprido e coração saudoso”. Todos os artistas disseram que gostariam de voltar o quanto antes para receber toda essa energia boa dos fãs brasileiros. Inclusive, para BM, “esse show não foi para liberar energias, mas sim recarregar com as boas”.

Voltem logo!

 

Por Isabela Marques
Imagens show: May Engly @ Revista KoreaIN
Imagens coletiva: KS Entertainment
Não retirar sem os devidos créditos

14 Fandoms do KPOP com os nomes e significados MAIS BONITOS

Todo kpopper pertence a um fandom (ou vários), só de você se considerar um kpopper, você já faz parte de um fandom, ou seja, faz parte de um conjunto de pessoas que têm o mesmo interesse e paixão: o kpop.

Estar em um fandom é considerado muito importante, principalmente na comunidade kpopper, pois é como fazer parte de uma família e demonstrar o amor pelo artista. A identificação é tamanha, que algumas pessoas gostam de ingressar em fanbases e ajudar sempre na divulgação do conteúdo de seu(s) artista(s) favorito(s). Em um fandom é possível criar laços verdadeiros de amizade, seja ela virtual ou não.

Parte essencial da cultural de fandom é o nome do fã-clube, que é sempre tão esperado pelos admiradores. Frequentemente vê-se comemorações nas redes sociais (principalmente no twitter), de kpoppers relembrando quando o nome do fandom foi anunciado. No último dia 21 de maio, por exemplo, os fãs do grupo NU’EST, denominados como loves, comemoram o fato de há seis anos o nome do fã clube ser anunciado no fancafe oficial.

Para os loves, o nome do fandom até que saiu rapidinho (afinal o NU’EST debutou há seis anos também, só que no mês de março), mas algumas empresas demoram tanto para anunciar o nome do fandom de seus artistas que gera até revolta. Como foi o caso do F(x): a empresa (SM ENTERTAINMENT) demorou sete anos para divulgar o nome do fandom! Mas não foi só isso que revoltou os fãs, foi o fato do RED VELVET, girlgroup também da SM, ter o nome de fandom divulgado apenas um ano após o debut. Os MEUs se indignaram com o tempo de espera, porém ficaram satisfeitos em receber um nome tão bonito que, na tradução literal, significa “eu e você” (ME+U), ou seja, os fãs estão sempre juntos com as meninas. Fofo, não é?

Falando em fandom, sua importância e quão fofo alguns nomes são, listamos aqui alguns dos fandons com nomes e significados mais belos do kpop!

 

CASSIOPEIA – TVXQ

Claro que o maior fandom do mundo (considerado pelo livro mundial de recordes, o Guiness Book) tinha que ser o primeiro da lista. Além de ter um nome super-marcante, carrega consigo um significado muito genuíno. A Cassiopeia é uma constelação com cinco estrelas avermelhadas, e o grupo TVXQ, em sua formação original, continha cinco garotos e a cor oficial do grupo é o vermelho perolado. A Cassiopeia não pode ser uma constelação se não tiver cinco estrelas, por isso o nome enfatiza a importância de cada um dos membros para o grupo, bem como para os fãs.

 

ST☆RLIGHT – VIXX

Já que estamos falando de estrelas, sabia que o VIXX considera os fãs como estrelas? Não é à toa que o nome do fandom é STARLIGHT. O nome refere-se ao brilho das estrelas que cintilam fortemente para o VIXX. Claro que um grupo repleto de conceitos profundos não deixaria a desejar quando o assunto são os fãs, não? Os meninos até fizeram um fã-clube para os próprios fãs, dá pra acreditar em amor maior? Segundo o integrante Ravi, o VIXX não é o astro, na verdade os fãs são as estrelas e devem ser admirados.

 

INSPIRIT – INFINITE

Inspirações. O nome do fandom é tão belo de pronunciar, pois a fala combina direitinho com o nome do grupo. Inspirit representa a junção da palavra Spirit com a palavra Infinite, que é a união da vitalidade com a mente = o espírito, além de enfatizar essa união entre o grupo e os fãs. O fandom foi escolhido por meio de uma votação na internet, e ganhou com 70% dos votos!

 

MELODY – BTOB

Na minha humilde opinião (de melody), BTOB tem um dos significados mais belos do kpop. A frase de quando o fandom foi apresentado é “every beat needs a melody – toda batida precisa de uma melodia, diz a respeito do nome do grupo Born To Beat (nascidos para a batida) e do quanto eles precisam dos fãs para poder fazer música e seguir em frente, afinal toda batida realmente precisa de uma melodia para se transformar em arte.

 

SHINEE – SHAWOL

Shawol significa Shinee World – o mundo do SHINEE. O nome surgiu por conta do primeiro álbum do SHINEE, e seu significado é belíssimo, pois representa que as fãs fazem parte do mundo do SHINEE e vice-versa. Aliás, cada letra de Shinee World* representa uma frase/palavra, que expressa os desejos dos meninos em viver nesse “mundo” com as fãs. A tradução é: “Brilho para brilhar, olá por ‘sentir prazer em conhecer o outro”, ideia para ‘compartilhar pensamentos’, necessidade por ‘precisar um do outro’, se divertir em ‘se divertir um com o outro’, risadas para ‘rir’ e destino para ‘propósito’.

*“Shine stands for ‘Shines’, Hello for ‘Feeling nice to know each other’, Idea for ‘Sharing thoughts’, NEed for ‘Needing each other’, Enjoy for ‘Having fun with each other’, Laugh for ‘Laugh’, Destiny for ‘Destiny’,”

 

 

L.E.G.O – EXID

A princípio parece ser um nome bem simples, mas o significado é uma graça! L.E.G.O representa a frase “Let’s Go!” (vamos!), ou seja, as meninas do EXID convidam os fãs a seguirem com elas pelo caminho e criar memórias enquanto estiverem percorrendo por ele. Pode ser visto também como os fãs chamando as meninas para seguirem com eles, afinal, um precisa do outro para seguir. O nome surgiu por causa da enorme paixão da integrante L.E por legos.

 

ANGEL – TEEN TOP

Para os meninos do TEEN TOP, seus fãs são como anjos, pois estão dispostos a protegê-los e a apoiá-los em qualquer situação. Combina bem com o fandom, pois angel é um grupo de fãs muito calmos, considerados os mais gentis e respeitosos do kpop. Um dos integrantes do TEEN TOP, o Ricky, costuma brincar com as fãs e dizer não voe para longe, anjos.

 

L.O./\.E – NU’EST

Falando em fandom amável, há um próprio grupo de fãs que significa “amor”. Como dito no início do texto, o fandom do NU’EST foi anunciado rapidinho, pois não foi tão difícil chegar a um consenso. Afinal o nome faz parte -literalmente– do grupo. Em hangul, NU’EST se escreve 뉴이스트 e retirando as letras de baixo (as vogais), fica somente as consoantes ㄴㅇㅅㅌ que remetem a palavra love, amor. Os fãs fazem parte do NU’EST, o grupo faz parte dos Loves e o amor engloba todos. Que amorzinho!

 

MINE – NINE MUSES

Não é sobre tomar posse ou monopolizar o girl group (rs). O nome Minemeu, como são chamados os fãs do NINE MUSE, surgiu por conta de os membros terem uma relação muito sincera e próxima dos fãs, tão próximas que logo no início ambos os lados se sentiam como bons e velhos amigos, próximos os bastante para se intitularem de meus ídolos e meus bons fãs.

 

BUDDY – GFRIEND

Ainda falando de amizade e proximidade, o fandom do girl group GFRIEND significa, literalmente, amigos. Buddy reforça a camaradagem e a proximidade das meninas e com seus fãs. São tão próximos que podem ser considerados amigos; Buddys.

 

ONCE – TWICE

Once é um nome adorável! Além de combinar com o nome do grupo (por conta da “sequência), simboliza o fato dos fãs sempre virem em primeiro lugar para as meninas, e também significa que se um dia você der amor ao TWICE ao menos uma vez, elas vão retribuir esse amor duas vezes mais (twice)!

 

CARAT – SEVENTEEN

Para apresentar o grupo, a PLEDIS lançou o MV de ‘Shining Diamonds” – diamantes brilhantes, e desde então o grupo é representado pelo símbolo de um diamante, já o fandom, carat, significa, em português, quilates. Quanto maior o quilate do diamante, mais ele vale, então os fãs do SEVENTEEN são valiosos demais para os membros. O nome do fandom foi escolhido por meio de uma votação no site oficial e divulgado pelo líder do grupo, o S.Coups. Durante a revelação o líder disse que as Carats ajudam o SEVENTEEN a brilhar!

 

MIRACLE – OH MY GIRL

Para o girl group OH MY GIRL, seus fãs são um Milagre na vida de cada uma. As meninas têm um carinho muito grande por aqueles que as apoiam, uma prova disso foi a apresentação -fofíssima-, que fizeram em um shopping para seus fãs, usando um macacão escrito MIRACLE para comemorar o anúncio do fã clube. Confira a perfomance aqui:  https://youtu.be/zyeu5zr0DFA

 

KAMILIA – KARA

Apesar de ser um girlgroup que já deu disband, os fãs que apoiam os ex-membros em atividades individuais, continuam se intitulando como Kamilias. O nome vem da junção da palavra KARA + FAMÍLIA (do português/espanhol mesmo!), e representa que o KARA e seus fãs são como uma família.

 

O fandom é tão importante para os fãs quanto para os artistas, pois os membros dos grupos se sentem mais próximos daqueles que os admiram e o laço entre fã+artista fica ainda mais forte. Um kpopper se identificar com um fandom representa muito mais do que simplesmente gostar de um artista, mas de apoiar com todo o coração e se identificar com os membros presentes no grupo!

Você faz parte de algum desses fandons citados? Conhece algum outro fandom com um significado bonito? Conta pra gente aí nos comentários!

 

 

Por Isabela Marques
Fontes: Allkpop, SBS, Soompi, Hello Kpop, Kpoplist, Koreaboo, One Hallyu e Seventeen Brasil.
Créditos nas imagens.
Não divulgue sem os devidos créditos!

O Kpop sofreu grandes mudanças. E foi no ano de 2010! Você lembra?

Há 7 anos, 4minute fazia seu segundo comeback, assim como 2NE1 que não apenas era seu segundo comeback como também era seu primeiro álbum. Taeyang e GaIn lançavam pela primeira vez seus álbuns solos.

Foi também nesse ano em que a Hyuna lançou seu primeiro single solo. Kara era uma das top girl groups do momento junto com Wonder Girls. SNSD ainda eram 9 integrantes em super atividade, tiveram vários comebacks durante o ano inteiro. Lee Hyori fazia história com o álbum H-logic. SISTAR começava a chamar atenção do público sendo que foi nesse ano que ganharam seu primeiro prêmio. BoA fazia seu comeback coreano, depois de passar muito tempo apenas focando em atividades no mercado japonês.
B2ST ainda era B2ST, que agora é Highlight. JYJ (JaeJoong, YooChun e JunSu) faziam seu retorno após a separação do grupo TVXQ. Foi nesse ano que a IU virou a queridinha da Coreia com sua famosa música que atinge 5 oitavas.

O ano de 2010 trouxe ótimos comebacks, músicas e singles inesquecíveis que ainda fazem parte do repertório de muita gente por aí. Muitos grupos que estavam em atividade e hoje não estão mais e tantos outros que ainda permaneciam juntos e que infelizmente neste ano se separam.

Sete anos se passaram e parece que tudo isso aconteceu ontem. O tempo passa rápido demais e para os idols mais ainda. Relembre com a K-IN as músicas que mais escutamos em 2010!

 

Hyuna – Change

 

 CNBLUE – I’m a loner

 

SNSD – Oh!

 

Kara – Lumpin

 

T-ara – I go crazy because of you

 

SNSD – Run Devil Run

 

After School – Bang!

 

Bi Rain – Hip Song

 

Lee Hyori – Chitty Chitty Bang

 

F(x) – NU ABO

 

Super Junior – BONAMANA

 

Wonder Girls – 2 Different Tears

 

MBLAQ – Y

 

SHINee – Lucifer

 

2NE1 – Can’t nobody

 

2PM – I’ll be back

 

JYJ – Ayyy Girl

 

Psy – Right now

 

IU – Good day

 

Conheça mais hinos de 2010 na playlist abaixo!

Curtiu? Conta pra gente seus hinos favoritos!

 

Por Lorena Tarabauka
Não retirar sem os devidos créditos

Por onde andam? O destino de ex-integrantes de 5 grupos famosos do Kpop! – Parte 1

Quem nunca se perguntou “por onde anda aquela pessoa que eu costumava ver aqui e ali”? Pois é, e quando os grupos femininos e masculinos que tanto amamos sofrem com alguma perda de integrante ou até mesmo um disband, a falta de notícias torna esta pergunta cada vez mais frequente. Por isso a gente traz pra você o destino de alguns ex-integrantes de 5 grupos que são figurinhas carimbadas no cenário do kpop.

 

Seo Taiji and Boys (Seo Taiji, Yang Hyun-suk, Lee Juno)

seo-taiji-yg-juno
Yang Hyun-suk (à esquerda), Seo TaiJi (centro), Lee Juno (à direita).

Voltando aos anos 90, época de origens pro kpop, um grupo masculino debutava e marcava seu nome na história da música coreana: Seo Taiji and Boys causou um rebuliço na indústria e eles são lembrados até hoje por sua contribuição ao gênero. Apesar do fim do grupo em 96, os membros continuaram sua caminhada na indústria musical. O próprio Seo Taiji continuou seguindo solo e lançou uma série de álbuns bem recebidos pelo público, além de estar no seu segundo casamento, morando em Pyeonchang-dong, com sua esposa e filha. Lee Juno seguiu como produtor, ator e cantor, também mais tarde se casando. Recentemente, Lee Juno também foi denunciado por assédio, e atualmente continua seguindo com suas atividades no meio musical.

Por fim, aquele que é provavelmente o mais conhecido do grupo entre os fãs de kpop em geral, Yang Hyun Suk também resolveu continuar na indústria montando sua própria agência. Ainda no fim dos anos 90, Yang Hyun Suk montou a hoje bem-sucedida YG Entertaiment e atualmente reveza suas atividades entre a produção para seus artistas, investimentos e a gestão daquela que é considerada uma das três maiores agências de entretenimento da Coreia do Sul. Hyun Suk, que também já é casado com Lee Eun Joo, já é pai de dois filhos.

 

Wonder Girls (Sunye, Sohee, Hyuna)

wondergirls

Apesar das recentes notícias de disband, todos sabem que as Wonder Girls construíram uma carreira de sucesso e também passaram por algumas mudanças antes do seu line-up final. Sunye, que era a líder e fez parte do grupo até o ano de 2014, deixou o grupo para se dedicar à sua vida pessoal e seus trabalhos filantrópicos e missionários. Pouco tempo após deixar o grupo, foi anunciado que Sunye se casaria com seu namorado, o canadense-coreano James Park. Atualmente, Sunye já é mãe de duas lindas filhas, Eun-yoo e Ha-jin (ou Elisha) e, após já ter declarado em algumas aparições que não pretende voltar à indústria do entretenimento, ela continua a cuidar de sua família e se dedicar a continuidade de seu trabalho missionário.

Sohee, integrante responsável por eternizar o famoso “Omona!” junto ao grupo durante as promoções de “Tell Me”, deixou o Wonder Girls no ano de 2013 e desde então tem se focado em seu trabalho de modelo e atriz. Sohee já fez trabalhos para uma série de revistas de conhecidas nacionalmente como CeCi, Dazed & Confused e W Korea e além disso atuou em filmes recentes como o bem recebido Train To Busan (Invasão Zumbi). Hoje em dia Sohee mantém um contrato com a agência KeyEast e mantém foco na atuação em filmes e dramas.

Muitos ainda não sabem que a ex-integrante do 4Minute, Hyuna Kim, também já fez parte do Wonder Girls na época do debut. Hyuna é uma das mais conhecidas ex-membros do grupo e por conta de alguns problemas de saúde e reivindicações preocupadas de seus pais, deixou o grupo pouco tempo após o debut, sendo que no ano de 2009 ela retornou ao mundo do entretenimento, só que dessa vez junto ao 4Minute. Como muitos já sabem, Hyuna mantém uma carreira solo de sucesso desde 2010, que segue bem viva até o momento. Após o recente fim de ambos os grupos, Hyuna continua a trabalhar com seus lançamentos solo e inclusive atuou em toda a produção do comeback de suas companheiras de agência, CLC, com sua nova música “Hobgoblin”.

 

Kara (Sung-hee, Nicole, Jiyoung)

kara

Mesmo a DSP nunca tendo usado o termo “disband” para se referir à situação final de Kara, a agência confirmou que Gyuri, Hara e Seungyeon já não fazem mais parte de seu catálogo de artistas e que as mesmas procuram novas agências. Mas, antes de tudo isso, em 2008, quando o grupo começava a sua escalada rumo ao sucesso um ano após o debut, a integrante Kim Sung-hee anunciou que deixaria o grupo por conta da pressão de seus pais relacionada a sua participação no grupo e com as consequências que a rotina do grupo estavam causando em seu desempenho escolar (a saída de Sung-hee ocasionou, mais tarde, a entrada de Hara e Jiyoung no grupo). Apesar de ter se afastado dos holofotes, Seung-hee ainda participou como cantora em algumas trilhas sonoras e fez algumas participações em programas de TV. Em 2011, foi noticiado que Seung-hee se casaria com seu namorado Yang Won Joon, filho do dublador Yang Ji Woon. Atualmente, Seung-hee trabalha como instrutura de canto para iniciantes.

Nicole, que havia permanecido com o grupo desde o debut, revelou sua saída do grupo no início de 2014, seguindo o fim do seu contrato, seguida dois dias depois pelo anúncio de Jiyoung, que também deixaria o grupo após o fim de seu contrato no mês de abril. Após a saída do grupo, Nicole viajou para os Estados Unidos com o intuito de melhorar suas habilidades em dança e canto, e se preparar para um possível debut solo. Ainda no mesmo ano, Nicole confirmou os rumores de seu debut solo ao assinar com a B2M Entertaiment e lançar seu primeiro mini-álbum em seguida. No ano seguinte, Nicole realizou seu debut solo no Japão e promoveu seu primeiro álbum japonês. Nicole continua a se dedicar às atividades solo e constantemente atualiza seus fãs com fotos e vídeo de prática de dança em suas redes sociais.

Jiyoung, por sua vez, já iniciou suas atividades individuais em solo japonês, assinando com a agência Sweet Power, tendo lançado um EP, bem como alguns single, e já trabalhado em alguns filmes. Dentre os trabalhos mais recentes dela está a personagem Irina Jelavic, na adaptação em live action do anime Assassination Classroom.

 

After School (Bekah, Kahi, Jungah)

after-school

Já faz algum tempo desde que ouvimos notícias do próprio After School em si, mas algum tempo atrás, quando o grupo desfrutava um pouco mais de atenção da mídia, em 2011, Bekah se graduava do grupo para buscar novos horizontes. A até então membro do grupo deixou o After School para se dedicar à sua formação em design, carreira que percorre até os dias de hoje. Algum tempo depois, inclusive, Bekah participou da edição de 2013 da KCON, onde confraternizou com fãs e deu entrevistas. Na ocasião, Bekah falou sobre seus dias de estrela do kpop e deixou claro que para seguir este caminho, é necessária muita dedicação, emprenho e que nada é fácil, além de ser extremamente cansativo e desgastante, apesar de que ela também acredita que se for um sonho, você deve persegui-lo.

Kahi e Bekach
Kahi e Bekah

Kahi, ex-líder do grupo, também anunciou sua saída no ano de 2012 para dar continuidade a sua carreira solo. Kahi lançou seu segundo mini-álbum em 2013 e nos meses que se seguiram se dedicou a algumas atividades individuais e em 2016 foi destaque na TV novamente ao ser uma das treinadoras do programa hit “Produce 101”. No mesmo ano, Kahi também anunciou o casamento com o empresário Yang Jun-mu, bem como a gravidez de seu primeiro filho, que nasceu em outubro. No último ano, também, Jungah divulgou sua saída do After School. Ela, que ficou com a posição de líder após a saída de Kahi, contou com o fim de seu contrato com a Pledis, graduando-se do time. Apesar de a saída de Jungah ser ainda bem recente, alguns fãs demonstram apreensão, principalmente após um post em que Jungah estaria preocupada em como ganhar a vida após a saída do grupo. Atualmente Jungah se dedica a manter sua loja de roupas com vendas online, a The Jung, que havia sido aberta ainda em 2015.

 

EXID (Yuji, Dami, Haeryeong)

exid

Antes da explosão de popularidade do EXID em 2014, o grupo passou por algumas dificuldades ao ter algumas mudanças em sua formação original. As integrantes Yuji, Dami e Haeryeong acabaram por deixar o EXID pouco mais de um mês após o debut. No fim, Hyelim e a até então treinadora vocal das garotas, Solji, entraram no grupo.

Não tão incomum no cenário musical coreano mas ainda um pouco surpreendente, após a saída as três ex-membros do EXID foram contratadas pela YNB Entertainment e juntamente a trainee Dahye e debutaram como o grupo Bestie. Apesar de sempre existirem uma série de comentários maliciosos, as integrantes de ambos os grupos sempre deixam bem claro que sempre torcem muito umas pelas outras e que não existe hostilidade nenhuma em suas relações, já que a maior parte de todas elas treinou em conjunto, não apenas na época de pré-debut do EXID como também ainda antes, quando foram trainees da JYP Entertainment.

 

É claro que existem uma série de outras personalidades de grupos famosos que nos deixam com vontade de saber como eles estão depois de deixarem um grupo ou passarem por um disband, mas esta oportunidade fica para próximos posts. Mas, no final das contas, é bom ver que parte dos artistas que nós acompanhamos com tanto amor ou que conhecemos há algum tempo estão trilhando seus próprios caminhos e seguindo com suas vidas, afinal de contas nenhum ciclo termina sem o início de outro. No fim não há fim, só um novo começo. Até a próxima!

 

Por Jô Mesquista
Fontes: Billboard, YG Family, AllKpop, Soompi, Kpopstarz
Não retirar sem devidos créditos

Os disbands de 2016, grupos que vão deixar saudades

Um dos momentos que os fãs de kpop mais temem é aquele em que eles precisam ver os seus grupos favoritos anunciarem o fim de suas atividades, o tão doloroso disband. Da mesma maneira que 2016 foi marcado pela chegada de uma nova geração, também foi preciso dar o último adeus a muitos grupos das gerações passadas. Por isso, nós listamos alguns dos disbands anunciados este ano que nos deixarão com muitas saudades.

 

4Minute

Após algumas complicações relacionadas às ações da Cube e às influências das tomadas de decisão dentro da empresa, as integrantes Jihyun, Gayoon, Jiyoon e Sohyun acabaram por não renovar o contrato e, em junho deste ano, o 4Minute anunciou oficialmente o seu disband, sendo que apenas Hyuna renovou o seu contrato solo com a Cube Ent. 4Minute debutou em 2009 e durante 7 anos o grupo nos trouxe alegria e conciliou o seu trabalho em promoções de álbuns, sub units e projetos solo. A última atividade das garotas enquanto grupo foi com o seu sétimo mini-álbum “Act 7”, promovendo a música “Hate”. O grupo inclusive esteve no Brasil para um show, juntamente a outros artistas da Cube como Beast e G.NA. Sentiremos saudade!

Debut: Hot Issue (2009)

Último comeback: Hate (2016)

Rainbow

No ano de 2009, a DSP Media apresentava ao público um grupo com sete talentosas garotas e, assim como as cores do arco-íris, Rainbow nos trouxe uma série de cores de si mesmas como grupo. Apesar de ter começado bem, o grupo passou por uma série de problemas com as vendas do grupo, que começaram a cair gradualmente e, em outubro, a DSP anunciou que nenhuma das integrantes iria renovar o contrato, fazendo assim com o que o grupo chegasse oficialmente a um fim. A última vez que o grupo esteve em conjunto foi para as atividades relacionadas ao mini-álbum “Prism”, que tinha como canção título a música “Whoo”.

Debut: Gossip Girl (2009)

Último comeback: Whoo (2016)

 

LedT

Debutando oficialmente sob o nome de LedApple, o LedT surgiu em 2010 com uma proposta parecida com a de bandas conhecidas como CNBLUE e FT ISLAND. O grupo debutou originalmente com os membros Jun, Kwangyeon, Sunghyun, Minyong e I-OH. Assim como o Rainbow, o grupo passou por uma série de mudanças em sua formação e também não teve vendas tão expressivas quanto o esperado inicialmente, apesar de ter promovido uma série de turnês para a sua fanbase, tanto dentro quanto fora da Coreia. Este ano o grupo, que já contava com apenas três integrantes e não lançou nenhuma canção com a formação até então, anunciou seu fim através de postagens dos membros em suas contas pessoais no Instagram. LedT debutou com “Dash”, remake de uma gravação da cantora Baek Ji-Young, enquanto seu último comeback foi com a música “Who Are You”, ainda em 2014.

Debut: Dash (2010)

https://www.youtube.com/watch?v=FceeX-3CU4s

Último comeback: Who Are You (2014)

 

Kara

Eis aqui um outro grupo que foi de grande destaque e contribuição dentro do cenário do kpop. Kara apareceu pela primeira vez em 2007, com a música “Break It” e uma grande pressão sobre si por conta de serem sucessoras do extremamente bem-sucedido Fin.K.L. Já no primeiro ano, a integrante Kim Sung-Hee, anunciou que deixaria o grupo devido à pressão familiar e a conciliação de sua vida pessoal com suas atividades dentro do grupo. Na sequência, foi revelado que Kara retornaria como um quinteto, após a adição das membros Goo Hara e Jiyoung. Através dos anos, o grupo foi responsável por uma série de hits que fizeram a alegria de milhares de fãs não apenas do grupo, mas de kpop em geral, como “Lupin”, “Step” e o smash hit “Mr.”, cuja coreografia se tornou uma enorme febre e uma das marcas do girlgroup. Em 2014, Kara passou por sua segunda mudança no lineup: Nicole e, na sequência, Jiyoung, anunciaram que deixariam o grupo. No mesmo ano, surgiu o reality “Kara Project” que tinha como objetivo escolher uma nova integrante para o grupo dentre as trainees presentes na DSP. Heo YoungJi foi a escolhida e com “Mamma Mia”, elas retornaram em agosto. Depois de uma série de promoções na Coreia e no Japão, a DSP informou em janeiro deste ano que Gyuri, Seungyeon e Goo Hara deixariam a agência após o fim do contrato, sem mencionar um disband diretamente. É possível que, assim como ocorreu com Fin.K.L, a DSP não lançará nota oficial mencionando um disband para o Kara.

Debut: Break It (2007)

Último comeback: Cupid (2015)

 

SPEED

O SPEED foi um grupo da MBK Entertainment que surgiu como resultado da dissolução de outro gruopo, o CO-ED School. O grupo debutou com uma remake do hit “Lovey Dovey”, das companheiras de agência T-ara, chamado “Lovey Dovey Plus”. Após algumas mudanças no lineup, o grupo continuou a promover com atividades solo dos membros, aparições em clipes de outros artistas, um concerto e até mesmo reality shows próprios. Apesar de todas as atividades, muitos perceberam que já no final de 2015, em novembro, o grupo já não estava mais listado no site como um grupo pertencente à empresa, o que começou a levantar algumas suspeitas sobre o fim definitivo do boygroup. No início deste ano, vários membros anunciaram o fim de sua conexão com o grupo, tão quanto com a própria MBK, se dividindo entre não renovação de contratos, foco em atividades relacionadas à vida pessoal e busca de novas agências. A última vez que o grupo trabalhou junto como SPEED foi na primeira metade de 2015 com a música “What U”, do seu segundo mini-álbum,  “SPEED ON”.

Debut: Lovey Dovey Plus (2012)

Último comeback: What U (2015)

 

LC9

LC9 surgiu despertando muito interesse com uma música cativante e uma coreografia animadora em 2013 com “Mama Beat”. O único problema é que depois disso algo parece ter dado errado e o grupo passou por um hiatus grande demais até mesmo para os fãs esperarem. A Nega Network (que até o momento também ainda era a agência do Brown Eyed Girls) não cedeu muita informação sobre os garotos, enquanto a fanbase continuava a se perguntar o que poderia ter acontecido e porque o grupo não fazia novos lançamentos. Depois de alguns momentos de dificuldade, anúncios graduais de saída de membros e lançamento de uma trilha sonora, a agência anunciou que nenhum dos membros restantes do grupo resolveu renovar o seu contrato no final do último ano, levando ao fim do grupo este ano.

Debut: Mama Beat (2013)

Último comeback: Não ocorreu, apenas o lançamento de “The Ugly Man Cries”, OST do drama “Can We Love”

The SeeYa

The SeeYa debutou como uma reformulação do SeeYa, agenciado pela MBK Entertaiment. Elas debutaram com “Be With You” e desde então o grupo apenas lançou singles, sem nunca ter lançado um mini-álbum ou álbum completo. Assim como ocorreu com os companheiros de agência SPEED, The SeeYa também deixou de ser listado enquanto grupo da MBK no site deles, o que levou aos rumores de disband. Após alguns meses, uma das antigas membros, Yoojin, confirmou em um programa transmitido pela SBS na primeira metade deste ano que o grupo havia realmente acabado e que ela seguiria uma carreira de atleta.

Debut: Be With You (2012)

Último comeback: Wedding March

 

2NE1

Uma perda e tanto para este ano. Conhecido pelos fãs de kpop como um dos grandes percussores do crescimento do gênero, o 2NE1 debutou com força total em 2009, e desde então esta força permaneceu com boa parte daqueles que as conheceram enquanto grupo. Apesar das dificuldades, como por exemplo o escândalo relacionado à integrante Park Bom, o grupo permaneceu forte e junto, sempre demonstrando sua força como grupo através de seus lançamentos. Mas após um hiatus, os fãs aguardavam um novo comeback quando a YG Entertaiment anunciou que Minzy deixaria o grupo para se dedicar às suas atividades pessoais. Após o corrido, também foi anunciado que o grupo continuaria enquanto trio e que fariam comeback no verão seguinte, plano que não se confirmou, sendo que em novembro deste ano, o anúncio oficial do disband de 2NE1 chegou. Em nota, YG confirmou que o contrato do 2NE1 como grupo terminou e não foi renovado, sendo que apenas as membros CL e Dara continuariam na agência com seus contratos solo. A última aparição de destaque do grupo como um todo foi no final do ano passado, em uma performance surpresa no Mnet Asian Music Awards (MAMA). A última atividade promocional do grupo foi em 2014, para promover o álbum “Crush” com a faixa título “Come Back Home”.

Debut: Fire (2009)

Último comeback: Come Back Home (2014)

 

2016 foi um ano muito difícil para os fãs de kpop, e muitos outros grupos, além dos citados aqui, anunciaram disband ou ainda não confirmaram o status do fim de suas atividades. Mas e pra você, qual disband te deixou mais triste? Não há motivos para tristeza, pois no fim de cada ciclo existe um novo esperando por você. A K-IN deseja o melhor para todos os integrantes dos grupos que deram disband este ano e seus respectivos fandoms, e que no ano que chega possamos ter melhores notícias dos que tanto amamos.

 

Por Jô Mesquita
Fontes: 2NE1 Brasil, Soompi, Billboard, Allkpop, 4minute Brasil.
Não retirar sem devidos créditos