[PLAYLIST] Kpop: as 45 músicas mais ouvidas de 2016

2016 foi o ano que pudemos notar o declínio de uma geração e o surgimento de outra, pois foi marcado por muitos grupos sofrendo desmembramentos ou definitivamente acabando e novos grupos conquistando seu espaço e se afirmando na indústria. Também notamos certas tendências como, por exemplo, a SM apostando em diferentes gêneros musicais e também mais atividades solo dos membros do SNSD, diversas units, tendo como foco analisar o mercado para adiantar tendências e saber qual terá mais chances de “sobrevivência” artisticamente.

Recentemente, vemos a iminência de disband de idols de segunda e até terceira geração. Por mais que nós não gostemos, infelizmente é algo inevitável, certos grupos desaparecem para que outros possam surgir.

355c1d95c3d824b39e68ea3c57de0a7005862064_hq

 

Esse ano os girlgroups dominaram as paradas: foram elas que conseguiram os primeiros lugares nos charts e que se mantiveram mais tempo nessa posição. Artistas como EXID, Wonder Girls e APink provaram mais uma vez a sua influência, até então inabalada. Gfriend conquistou uma popularidade ainda maior. Super rookies como Twice, BlackPink e Red Velvet das 3 maiores agências honraram o nome das suas companhias e não ficaram atrás. EXO e BTS mais uma vez mostraram o por quê de serem considerados os principais boygroups da nova geração.
Apesar de tudo isso, é inegável sem sombra de dúvida que em questão de downloads, por tempo de permanência nos charts tanto em primeiro lugar ou não, por visualizações no YouTube, prêmios em grandes cerimônias, 2016 é o ano do Twice.

Por isso, a KoreaIN te leva a uma viagem em ordem cronológica por todo ano de 2016 com vários dos principais singles que tiveram destaque esse ano. E que não saíram da nossa cabeça.

CHEER UP BABY, que venha 2017!!!

*Lembramos que as músicas foram selecionadas por relevância nos charts, vendas, streams e visualizações no youtube, além do buzz entre os fandoms coreanos e internacionais. O foco é principalmente no pop coreano, portanto os charts e hits das categorias indies, rock, ballads, hip hop e OSTs não entraram nesta seleção.

Por Lorena Tarabauka
Não retirar sem os devidos créditos