K-POP: LOONA faz seu comeback repleto de teorias e diversidade

O girlgroup LOONA (ou meninas do mês, em tradução livre) fez seu comeback na madrugada de hoje (19) com a faixa Butterfly. O title é derivado do álbum X X, um repack de ++ lançado em Agosto do último ano (2018).

“Voe como uma borboleta” (fly like a butterfly) é a frase do refrão que gruda em nossas cabeças e, enquanto a música estilo “Tropical House” ecoa, o MV apresenta a coreografia de Butterfly em meio a cenas ao redor do mundo.

Representatividade é a palavra do girlgroup para esse comeback. A empresa do grupo, BBC Ent., afirmou que este retorno seria diferente do que qualquer outro grupo já fez. E promessa é dívida. Em um de seus teasers mostra diversas mulheres conectadas em seus próprios mundos: uma admiradora, uma dançarina, uma fotógrafa, enquanto a integrante Olivia protagoniza o vídeo.

Segundo a fanbase BRLoona, “O diretor de arte do LOONA, a DIGIPEDI (dupla de diretores de arte) fez uma tour por 5 países de 5 continentes diferentes para o efeito borboleta do LOONA capturar a liberdade e coragem das meninas do mundo inteiro no MV”.

A proposta da BBC para LOONA foi apresentar cada integrante e subunit uma vez por mês (totalizando 12 garotas e 3 subunits), cada uma com um conceito diferente, que ornasse com a garota e a proposta da empresa. Para LOONA foi criado um universo todo (literalmente!), o LOONAVERSE. Ele apresenta uma história complexa, envolvendo mundos paralelos, androids e até a história bíblica.

Em Butterfly, LOONA reforça a ideia de mundos diferentes e pessoas ao redor de cada um deles, salientando as diferenças e igualdade entre todos os seres e, ainda, reforçando a ideia de viver em liberdade e harmonia em sua própria pele.

Tem uma teoria diferente para esse MV? Conte-nos nos comentários!

Por Isabela Marques
Fonte: Loonatheworld, BrLoona, Twitter e Youtube.
Não retirar sem os devidos créditos.