Sua principal fonte de cultura coreana e conteúdo exclusivo sobre KPOP.

Entrevistas

[ENTREVISTA] VICTON declara seu amor pelo Brasil e reflete sobre o passado e futuro em [Chronograph]


Quando se fala no VICTON, pode-se dizer que – conforme seu álbum já havia dito – o futuro é agora. O grupo iniciou sua TIME CHRONOLOGY com o lançamento do seu terceiro single álbum [Chronograph] e atraiu a atenção e curiosidade dos fãs.

Durante as promoções do single, o grupo encontrou um tempo para conversar com a KoreaIN para uma entrevista exclusiva – a primeira deles com uma mídia brasileira – e revelar suas expectativas para este lançamento, o amor pelo ALICE e o que esperam de 2020.

Confira a entrevista completa abaixo.



KoreaIN: Vocês estão de volta com o seu terceiro single álbum, [Chronograph]. Parabéns! Vocês poderiam apresentar mais sobre sua nova música? Por favor, conte-nos sobre suas inspirações e expectativas para este álbum.

Chan: A faixa principal, “[Chronograph]”, tem a mensagem: “Vou passar todo o meu tempo a você”. Através dela, vocês podem sentir a energia legal e refrescante do VICTON. É muito emocionante para nós poder entregar uma música boa para os nossos ALICE brasileiros. 

SeJun: É verdade! E também vou apresentar as nossas b-sides. A música “Want Me” contém a mensagem de recuperar uma relação que foi perdida no processo de escapar do tempo, e a versão em inglês da faixa principal “[Chronograph]” também está incluída! Não deixem de ouvir!



KoreaIN: E sobre a “2022 VICTON TIME TRILOGY”, o que podemos esperar desse projeto? Vocês poderiam compartilhar e explicar um pouco sobre ele?

SeungSik: Creio que o vídeo “TIME TRILOGY”, lançado em 1º de janeiro, atraiu bastante curiosidade. O começo desse primeiro capítulo é exatamente o álbum [Chronograph].  Temos o plano de mostrar um VICTON mais maduro dentro do tema “Tempo”.  Espero que vocês passem esse tempo conosco. Vamos juntos ter um ano bastante ocupado com o VICTON em 2022, pessoal! Criem bastante expectativas!


KoreaIN: Indiquem para os ALICEs brasileiros as músicas do VICTON que vocês mais gostariam de indicar. 

SeungSik: Eu gostaria de dizer “[Chronograph]”, mas acredito que eles já vão ouvir bastante.  Eu gostaria de indicar a b-side deste álbum, chamada “Want Me”. “Want Me” é uma música muito boa. Espero que muitas pessoas a ouçam e estou indicando esta música, pois acho que seria interessante que fizessem uma analogia sobre qual mensagem queremos passar com ela. 

Chan: Igualmente, eu também gostaria de indicar uma música deste álbum. Mas se eu tivesse que escolher a música que eu mais gosto, eu gosto muito de “Farewell” – de um dos nossos álbuns. Eu indico esta música, pois foi a primeira vez que produzimos uma música do gênero e é uma música que acredito que vou ouvir até mesmo no futuro, quando for mais velho.

SeJun: Entre todos os álbuns, eu recomendo a música “Flip A Coin”. As duas músicas que foram citadas também são muito boas, mas eu recomendo “Flip A Coin” porque podemos nos divertir um pouco mais, e nossos membros se expressam bem e criam um palco legal com ela.


KoreaIn: Falando em tempo: Como vocês passam seu tempo diariamente? Se vocês tivessem mais 24 horas em um dia, o que gostariam de fazer entre as coisas que nunca fizeram antes ou só fizeram algumas vezes? 

HanSe: Se o dia tivesse mais 24 horas, eu acho que dormiria um pouco mais. Dizem que o sonho é uma Panaceia [remédio que supostamente cura todas as doenças e prolonga a vida indefinidamente], certo? O sono é importante, pessoal! Tenham bons sonhos. Obrigado.

SuBin: No meu caso, acredito que gastaria mais tempo com autodesenvolvimento ou com meus hobbies. Já que houve muitas vezes em que tive que adiar meus hobbies por conta do trabalho. 

ByungChan: Acho que provavelmente eu teria mais hobbies. O tempo é curto e o acesso a muitas coisas é limitado à noite. Então minha vontade de aproveitar um pouco mais e ter um tempo de lazer é grande. Por isso, acho que aproveitaria meus hobbies. 


KoreaIN: O grupo tem estado ativo durante todo o período pandêmico. Desde o lançamento do seu primeiro álbum de estúdio, “Voice: The Future Is Now”, e os lançamentos anteriores de “Continuous” e “MayDay”. Além disso, vocês foram indicados a vários prêmios e ganharam um Prêmio Bonsang. Como foi o ano passado para vocês? Quais foram os desafios que vocês tiveram e como criar músicas ajudou durante esses tempos difíceis? 

SeungSik: Ano passado foi 2021, certo? Em 2021, tivemos bastante tempo para promover “What I Said” e também focar em nossas atividades individuais como um todo. Como eu também tive esse tempo, penso que o tempo em que nós, membros, passamos juntos é muito especial e que eu poderia confiar nos membros, então acho que foi uma época muito boa. Através disso, eu conversei com os membros durante a preparação do álbum e acredito que essas coisas me inspiraram.

Chan: Para mim, eu penso que 2021 foi um um ano cheio de alegrias e tristezas. Claro, houve muitos dias bons, mas houve dias com outros incidentes. Mas os nossos fãs sempre nos apoiaram, nos amaram e nos deram atenção, então nos levantamos novamente e tivemos a oportunidade de lançar [Chronograph]. Acredito que por conta dessas alegrias e tristezas, fomos capazes de voltar com uma aparência brilhante. 


KoreaIN: Como sua primeira entrevista para um veículo brasileiro, vocês poderiam compartilhar conosco as coisas que vocês conhecem ou ouviram antes sobre o Brasil e a cultura brasileira? Vocês já ouviram ou gostaram de alguma música ou artista?

HanSe: A primeira coisa que me vem à mente quando penso no Brasil é o festival de samba que é cheio de paixão. E também penso na Amazônia, chamada de pulmão da Terra, e no futebol. Também não posso deixar a música de fora. Na época em que lancei o meu álbum solo, [BLAZE], eu busquei por conteúdos com artistas brasileiros, lembro que haviam muitos elementos de pop e me lembro de músicas positivas que são boas para ouvir e conseguir força quando se está passando por um momento difícil. Muitas memórias boas me vêm à mente.


KoreaIN: Os fãs brasileiros são sempre muito interativos com o grupo. Tem alguma mensagem, expressão ou palavra brasileira que vocês já leram ou aprenderam nos comentários das redes sociais que foi memorável para o grupo? 

SuBin: Entre os comentários dos fãs brasileiros, eu achei “Jung Subin é bonito” impressionante. Isso tem o significado de que sou bonito, fiquei muito grato e isso me fez sentir bem.

ByungChan: Eu já vi um comentário dizendo: “Boa noite, Byungchan!”. Tem o significado de que estão desejando que eu durma bem. Acredito que me disseram isso porque eu durmo muito. ALICEs brasileiros, graças ao seu amor, hoje eu vou ter bons sonhos e uma noite feliz. 


KoreaIN: Agora estamos no fim desta entrevista. Qual mensagem vocês gostariam de dizer aos ALICEs brasileiros para 2022? 

SuBin: Antes de mais nada, 2021 se passou e entramos em 2022. Da mesma forma que 2021 não foi um ano fácil, vou torcer para que 2022 seja um ano mais feliz e com menos acontecimentos tristes! Mostraremos muitas atividades e uma boa aparência, para que possamos adicionar um pouco de felicidade e força em sua vida, então nos deem bastante amor e atenção. Cuide da sua saúde e espero que nós continuemos juntos no futuro, construindo muitas memórias boas. Tchau!

Confira também a entrevista em vídeo:



Tradução: Giovanna Nogueira
Imagem: IST Entertainment
Não retirar sem os devidos créditos.

Tags relacionadas:

  • Naira Nunes

    Publicitária, redatora e diretora de arte, sou CEO e fundadora da KoreaIN, a primeira revista brasileira sobre música e cultura asiática.

    K-Dramas e Filmes com Son Seok Koo K-Dramas para assistir depois de Again My Life Os perfumes dos membros do BTS Idols de K-POP parte da comunidade LGBTQIA+ 5 K-dramas com Park Jinyoung (GOT7)