Mês: novembro 2018

Jovens sul-coreanas se rebelam contra a indústria da beleza

Jovens coreanas adotaram o movimento #Escapethecorset como forma de luta contra as normas de beleza impostas às mulheres pela sociedade sul-coreana. A hashtag, que significa “Escape do Corset” em tradução livre, representa uma batalha contra a beleza irreal que muitos esperam das mulheres. O corset, peça representativa para o movimento, é utilizado por muitas mulheres para a modelagem da cintura, exemplifica como moças sofrem para alcançar determinado padrão estético. O item, além de apertar a pele pode causar danos ao corpo, como a deformação da caixa toraxica.

O país, conhecido como referência no mundo da beleza, tem um grande mercado de produtos estéticos que movimentou  desde o início do ano de 2018, cerca de 16 bilhões de dólares. Com 4 milhões de inscritos, o canal voltado para maquiagem da sul-coreana Park Hye-min, mais conhecida como Pony, é apenas um reflexo da força do mercado de beleza local que movimenta valores estratosféricos de dólares e recebe grande atenção por parte da sociedade.

 

Nos metros da sul-coreanos existem diversas propagandas de clínicas de cirurgia plástica e cosméticos // Foto por: Bloomberg via Getty Images

 

Grande parte dos CFs, como são conhecidos os comerciais, realizados pelas celebridades, são para o mundo da beleza, e englobam desde rímeis, batons a até máscaras de hidratação facial. As mulheres são bombardeadas diariamente pelos padrões que estampam essas marcas: pernas longas e finas; pele clara e macia; olhos grandes e radiantes e lábios rosados são internalizados no cotidiano das jovens por meio de diversos comerciais, onlines e offlines; no trabalho e principalmente nos famosos dramas coreanos.

Os k-dramas, como também são conhecidos, geralmente apresentam protagonistas que se adequam as padrões citados. Não é difícil encontrar títulos que falem sobre amor próprio, mas ainda sim seguem padrões em relação aos atores ou reiteram a ideia de beleza interior, mas ao longo dos capítulos podemos ver uma transformação do visual da protagonista.

Em entrevista para o portal americano The Guardian, Cha Ji-won que participa ativamente do movimento, conta que sentiu como se nascesse novamente após parar de usar maquiagem. “Uma pessoa tem muita energia todos os dias, e eu costumava gastar a minha quase que por inteiro preocupada em “ser bonita”. Agora eu uso esse tempo, e energia, para ler e me exercitar”, afirma Cha.

 

Cha Ji-won antes e depois de parar de usar maquiagem.
Foto por: Acervo pessoal de Ji-won; The Guardian

 

 

De Goryeo até as ruas de Myeondeong hoje : 700 ANOS DE JORNADA

Da dinastia Goryeo até a Coreia do Sul de 2018, o mercado de beleza sul-coreano foi e ainda é um grande atrativo do país. A dinastia Goryeo foi a época em que o primeiro grande passo foi dado para a criação e enraizamento do nicho: durante o período, ocorreram as primeiras “aulas” sobre como usar maquiagens.

Maquiagens utilizadas na dinastia goryeo
Foto por: Coreana Cosmetics Museum

 

A adoção da maquiagem pelas gisaengs, jovens que serviam aos reis e nobres nos palácios, foi um dos pontapés para a dispersão dos cosméticos. Segundo historiadores, o primeiro rei de Goryeo, Tae Jo Wang, ordenou que as jovens utilizassem maquiagem e aprendessem as etiquetas necessárias para usar os itens de modo correto.

Era reconhecido como etiqueta que as gisaengs utilizassem maquiagens muito mais fortes, como pós muito brancos que contrastavam com fortes tintas em vermelho-vivo que eram usadas na boca.  A técnica era conhecida como bundae. A alta pigmentação no rosto das moças que serviam aos reis e nobres, contrastavam com as camponesas e outras jovens que utilizavam quantidades menores de pó e batom.

Maquiagens utilizadas pelas gisaengs na dinastia goryeo
Foto por: Blog do Naver (blog.naver/ahn640301)

 

A beleza vista em k-dramas históricos da Era Joseon é muito diferente para a do período anterior. Lá, o ideal de beleza feminino era algo leve e que ressaltava a beleza interior de cada uma, o que era uma herança trazida do confucionismo. Enquanto o bundae, se tornou algo ultrapassado e até imprudente, a beleza natural foi tomando cada vez mais espaço entre as jovens do reino Joseon.

Representação de Hwang Jini, uma famosa gisaeng da dinastia Joseon
Foto por: Coreana Cosmetics Museum

 

Ao longo de mais de 700 anos de trajetória, a evolução dos cosméticos e padrões de beleza sul-coreano levaram muitas jovens a terem muitas preocupações quanto às suas belezas internas. Questionamentos surgiram e agora vemos o início de um importante movimento para a libertação das mulheres na Coreia do Sul.

Maquiagens e acessórios usados ao longo das dinastias Goryeo e Joseon
Foto por: Tistory/dreamlives

 

Por Yasmin Marcondes
Fontes: The Guardian, Zum, Statista, Telegraph, She The People, Hanyang
Não retirar sem os devidos créditos.

ESPECIAL: Renomado pianista coreano Lee Bong Ki se apresenta em evento gratuito em São Paulo

Em evento especial para o final do ano, o Centro Cultural Coreano Coreano realiza o recital de piano com o renomado Lee Bong Ki, pianista conhecido por receber diversos prêmios e homenagens, e por suas prestigiadas apresentações em países europeus.  

O concerto será realizado no dia 11 de dezembro, terça-feira na sala Andoniran Barbosa, do CCSP (Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso), às 19h30 e é gratuito. Para participar é preciso acessar o site do KCC, adquirir o ingresso e levá-lo impresso no dia. Os ingressos também serão distribuídos na porta do local duas horas antes do concerto.

O evento é em parceria com a Prefeitura de São Paulo, a Secretaria de Cultura e o Centro Cultural Coreano São Paulo (CCSP).

Lee Bong Ki é vencedor de dois importantes prêmios: o Korea Music Awards e o Seoul Music Awards, sendo assim reconhecido por sua música e talento. Em 2013 foi convidado para fazer a abertura do Clássico Festival Europeu, em Dortmund, e também da Bienal das Artes, na Alemanha.

Graduado em musicologia pela universidade de Hanyang (Seul) e mestrado pela universidade de Jeonnam (Gwanju), tornou-se professor das universidades voltadas para arte e música na Coreia do Sul, em seguida sendo convidado para lecionar em algumas academias da Alemanha e Espanha. Paralelo a sua carreira como professor, Lee Bong Ki fez diversas turnês como pianista solo na Alemanha, Japão, China, Rússia, Ucrânia, entre outros.

Lee Bong Ki é conhecido por ter um clássico repertório, guardando sempre em sua mente as partituras de recitais de Beethoven, Mozart e principalmente Chopin, pianista pelo qual demonstra grande afeição.

Para o recital no Brasil, Lee Bong Ki trará a apresentação das seguintes obras:

  • f. Chopin Etuden op 25 no.1, no.2, no.3, no.4, no.5, no.6, no.7, no.8, no.9, no.10, no.11, no.12
  • f Chopin Nocturne no.2
  • f. Chopin Fantasie Impromptu
  • f. Chopin Waltz no.3
  • f. Chopin Polonaise no.5
  • f. Chopin Ballade no.1

***Programação sujeita a alterações

A inscrição para participar do evento deverá ser feita pelo                    site https://concertodefimdeano2018.eventbrite.com.br/

Serviço

Romantisch-Virtuouser /Recital de Piano com o Pianista Lee Bong Ki
Data: 11/12/18
Horário: 19h30
Local: Centro Cultural Coreano São Paulo – Sala Adoniran Barbora.
Endereço: Rua Vergueiro, 1000, Paraíso – São Paulo
Mais informações: Tel (11)2893-1098 / eventos@kccbrazil.com.br

Por Isabela Marques
Fonte: KCC Brasil, MOFA e CCC
Não retirar sem os créditos

[EXCLUSIVO] Cantor e compositor Yu Seung Woo conta sobre suas inspirações em entrevista à KoreaIN

O cantor Yu Seung Woo, em entrevista exclusiva à KoreaIN, revelou de onde vêm suas inspirações, projetos futuros e lugares que gostaria de conhecer. De personalidade tímida e gentil, confessou ficar surpreso ao saber que têm fãs no Brasil. Assista:

Yu Seung Woo é conhecido pela suave música acústica e já emprestou sua doce voz para trilhas sonoras de dramas famosos como Cunning Single Lady, Love in the Moonlight e Another Oh Hae Young. O jovem de apenas 21 anos teve sua estreia em 2013 e ficou famoso após se tornar TOP6 no programa SUPERSTAR K4.

Confira os maiores sucessos do cantor:

 

Por Caroline Akioka.
Não retirar sem os devidos créditos.
Agradecimentos especiais: Starship Entertainment e Far Music Entertainment.

[Dossiê – Cadê o K-idol] Onde está o I.O.I, AS VENCEDORAS DO PRODUCE 101?

Recentemente a KoreaIN começou uma nova série para satisfazer a curiosidade de todos os fãs sobre as atividades daqueles idols sumidos por aí. Primeiro foi o grupo UNIQ e agora nós vamos falar de um grupo com uma história bem diferente, mas ainda no coração de todos: I.O.I.
Parece que foi ontem, mas já se passaram quase dois anos do disband programado do girlgroup e três anos desde quando tudo começou com
Pick Me. A K-IN fez na época do primeiro aniversário do programa um levantamento sobre as 101 trainees, mas hoje vamos focar na carreira das 11 meninas do I.O.I, desde então.

 

 

Como o I.O.I foi formado

Enquanto nos apaixonamos pelo debut recente das 12 meninas do IZ*ONE, resultado da temporada mais recente do reality show Produce 48, nada mais justo do que falar sobre as pioneira. O que começou como uma aposta ousada de reality de sobrevivência – 101 trainees de várias agências disputando 11 vagas do grupo vencedor do Produce 101 – rendeu outras tantas edições do programa, que teve seu formato exportado para outros países. Foram diversas tarefas que representavam a rotina dura de treinamento dos idols, com treinadores renomados e incluíam desafios e apresentações icônicas.
Como não lembrar da homenagem aos debuts memoráveis de girlgroups, que reacendeu o amor de todos por músicas como Into the new world? Ou então quando reinventaram Bang Bang da Jessie J com uma performance de dança incrível? Ou, claro, a vitoriosa da batalha de conceitos At The Same Place que rendeu até pedidos de “mais um” do público? Mesmo depois das igualmente incríveis temporadas seguintes, é impossível não lembrar de como tudo começou.

 

 

A breve mas explosiva história do grupo

Após semanas intensas de competição e eliminação, foi formado o top 11 escolhido pelos votos do público coreano com, do rank 1 para 11: Jeon Somi, Kim Sejeong, Choi Yoojung, Kim Chungha, Kim Sohye, Zhou Jieqiong, Jung Chaeyeon, Kim Doyeon, Kang Mina, Lim Nayoung e Yoo Yeonjung. Juntas elas formaram o I.O.I, sigla para “Ideal of Idol” (“ideal de idol”), além de referência ao “101” do programa.

O “ái-ôu-ái” debutou em maio de 2016, um mês depois do fim do programa. Antes disso elas divulgaram um vídeo especial de Crush, música da batalha final e que deveria ser o debut oficial, mas foi trocado por uma nova música, Dream Girls, do álbum Chrysalis.

 

 

Como um grupo temporário, elas debutaram já sabendo quando seria o final de suas promoções. Seguindo o programado, foram 8 meses de I.O.I, com disband oficial em janeiro de 2017. Mas o pouco tempo foi bem usado, com lançamento de várias músicas incríveis e shows lotados. Teve música de unit com Whatta Man, a viciante Very Very Very e a triste despedida com Downpour. Isso sem falar dos inúmeros prêmios, inclusive melhor grupo feminino novato no MAMA daquele ano e melhor artista novato no Golden Disk Awards e no Seoul Music Awards.

 

 

 

 

O que elas estão fazendo agora?

O disband delas certamente foi doloroso para os fãs e para as meninas, que se tornaram muito amigas em tão pouco tempo. Para todos, resta manter essas lembranças felizes enquanto torcemos por uma reunião do I.O.I no futuro. E, sem dúvidas, acompanhar a carreira de cada uma delas torcendo pelo sucesso de todas, junto a seus respectivos grupos ou solo.

Antes de começar, vale lembrar que, diferente das temporadas seguintes, na primeira geração do programa não houve limitação para atividades fora do grupo. Enquanto Wanna One e IZ*ONE não podem participar de outros grupos simultaneamente, as meninas do I.O.I podiam, e foi o caso de boa parte delas.

 

O Destino das Integrantes

Yoo Yeonjung – Starship

Apesar de começar desconhecida e por baixo, aos poucos foi mostrando o talento de sua voz e conseguiu uma vaga no grupo em 11º lugar no grupo vitorioso. Ela entrou no programa como trainee da agência Starship, mas não muito depois de entrar para o I.O.I, a empresa a colocou no grupo que havia debutado há poucos meses, Cosmic Girls (ou WJSN).

Apesar de o grupo ter 13 integrantes, sua voz poderosa lhe rendeu a posição de main vocal. A primeira música que fez parte foi Secret e até hoje continua bem ativa com o grupo, além de fazer OSTs de alguns k-dramas. Ela também teve participação no primeiro episódio do drama Hwayugi – A Korean Odyssey, como uma trainee participante de uma competição de talentos.

 

Primeira música da Yeonjung no Cosmic Girls

 

Música mais recente das Cosmic Girls

 

Lim Nayoung – Pledis

Rapper do I.O.I, Nayeon começou com a fama de “sem emoção”, mas mostrou uma grande evolução nesse aspecto para se tornar uma idol e entrou no I.O.I em 10º, sendo também a líder do grupo, por ser a mais velha, nascida em dezembro de 1995. Uma curiosidade: antes do Produce ela chegou a participar da seleção para o After School e o Hello Venus, mas foi eliminada.

A Pledis levou sete trainees para o programa e duas conseguiram entrar para o top 11 final. Assim que o programa acabou, todas as sete, e mais três trainees de fora, debutaram na empresa como o grupo Pristin, inicialmente chamado de Pledis Girlz. Lá Nayeon também cumpre a posição de main rapper e líder. Ela também participa da sub-unit Pristin V.

 

Debut do Pristin

 

Nayoung na unit Pristin V

 

Kang Mina – Jellyfish

A fofa Mina ficou em 9º no Produce, e foi uma das duas trainees da Jellyfish – das três que entraram na competição – a entrar para o I.O.I. Similar à Pledis, a Jellyfish debutou seu primeiro girlgroup juntando as três com outras seis trainees, formando o Gugudan. Ela também está nas duas units do grupo, Gugudan 5959 (ou OguOgu) com a Hyeyeon e Gugugan SeMiNa, com a Sejong e a Nayoung, o mesmo trio que participou do Produce 101.

Ela também já participou de k-dramas, sua estreia como atriz foi na comédia romântica Children of the 20th Century. Este ano ela também foi apresentadora do programa musical Show! Music Core ao lado do Ong Seungwoo do Wanna One e Mark do NCT.

 

Debut do Gugudan

 

Debut da unit Gugudan 5959

 

Kim Doyeon – Fantagio

Doyeon, da Fantagio, tem história similar. A agência levou cinco trainees para o programa e duas entraram no I.O.I, sendo a Doyeon em 8º. Mas, diferente das demais, elas não tiveram atividades paralelas ao grupo enquanto ativo. Apenas depois do disband, em 2017, a Fantagio anunciou que as duas, juntas da outra participante do programa Jung Haerim (hoje Elly) formariam o novo girlgroup de oito meninas da empresa.

Inicialmente elas eram chamadas de i-Teen Girls, mas foram renomeadas para Weki Meki. Ela também participou da colaboração especial com o Cosmic Girls, a unit WJMK. Era um quarteto com ela e Yoojung do Weki Meki e Seola e Luda do WJSN. Seu debut na atuação foi na série Short.

 

Debut do Weki Meki após o fim do I.O.I

 

Colaboração do Weki Meki com Cosmic Girls

 

Jung Chaeyeon – MBK

O caso da Chaeyeon foi um pouco diferente. Ela e a Huihyeon (ou Cathy) já haviam debutado e estavam ativas no grupo rookie DIA antes do Produce 101. Mas, buscando uma oportunidade de treinar mais e se destacar, elas se afastaram do grupo temporariamentepara participar do show. No fim, Chaeyeon entrou no I.O.I em 7º lugar.

Assim que o programa acabou, as duas voltaram para o DIA e ainda em 2016 lançaram Mr. Potter. Ela teve uma carreira ocupada desde então. Debutou como atriz em Drinking Solo, já atuou em k-dramas, web séries e filmes e apresentou programas de variedades. Será inclusive protagonista em uma série coreana da Netflix em 2019, Because It’s My First Love.

 

Primeiro comeback do DIA depois do Produce 101

 

Comeback mais recente, que rendeu First Win nos programas semanais

 

Zhou Jieqiong – Pledis

Nascida na China e mais conhecida na coreia como Kyulkyung, ela foi a 6º colocada do Produce. Assim como a Nayoung, ela entrou no Pristin e faz parte do Pristin V. Reconhecida como visual dos grupos que fez parte, ela participou de eventos de moda e já gravou OSTs para k-dramas.

Além disso, fez sucesso na China e focou uma parte de suas atividades individuais lá: foi jurada e instrutora de dança do programa Idol Producer e debutou solo com o single digital Why, fazendo shows pelo país.

 

We Like, música do Pristin

 

Debut stage do seu solo na China, Why

 

Kim Sohye – RedLine

Assim como a Sohye tinha um treinamento diferente das outras participantes do programa, vinda de uma agência de atores, ela também construiu uma carreira diferente. Com seu esforço nas aulas de canto e dança, ela cativou os coreanos e terminou em 5º lugar no Produce. Tendo agora atividades como idol, ela criou sua própria agência de uma pessoa, Shark & Penguin (S&P) Entertainment. Ela abriu também o Penguin’s Café, um lugar junto à agência e que também seria ponto de encontro com fãs.

Ela foi apresentadora de vários programas, inclusive o Star Show 360 da MBC e o Game Show da SBS. E, claro, como atriz já conseguiu diversos papéis em dramas. Seu primeiro trabalho como protagonista foi no filme Kang Deok-soon’s Love History, que lhe rendeu indicação no KBS Drama Awards. É possível ver o filme legendado em inglês no canal da KBS World TV no Youtube.

 

Episódio da Sohye no web drama Poetic Story

 

Kim Chungha – M&H

Main dancer do I.O.I e da nação, ChungHa já brilhava no programa. Além das habilidades em dança, tem ótimos vocais e é uma coreografa talentosa, como provou na apresentação de Bang Bang. Por conta disso, ganhou merecidamente o 4º lugar no programa e entrou no I.O.I. Inclusive, a coreografia de Whatta Man é de autoria dela, “ganhando” de outras três companhias contratadas para isso.

Após o fim do grupo ela seguiu carreira solo de enorme sucesso. Ganhou prêmios como artista novata no Seoul Music Awards e no MAMA e esse ano foi indicada a quatro categorias no MAMA. Também fez músicas em projetos colaborativos e OSTs, participou de alguns programas de variedade e competiu no Hit the Stage.

 

Debut solo da ChungHa

 

Projeto da SM Station com Seulgi (Red Velvet), SinB (G-Friend) e Soyeon((G)I-dle)

 

Choi Yoojung – Fantagio

De primeira center do Produce 101 no Pick Me até o 3º lugar na final, Yoojung foi uma das figuras mais marcantes dentro e fora do programa. Muito além de um visual, ela tem talentos que foram sendo mostrados a cada nova atividade. Dentro do I.O.I ajudou a criar as letras do rap de algumas músicas junto da Nayoung.

Além de ser integrante e rapper do Weki Meki, ela tem suas atividades solos principalmente em programas de variedade. Foi parte do elenco permanente do programa de karaokê Golden Tambourine durante um ano de existência do show, estava no elenco principal do reality Idol Fever e participou do King of Masked Singer.

 

Comeback mais recente do Weki Meki

 

Performando Very Good do Block B no Golden Tambourine

 

Kim Sejeong – Jellyfish

Sejeong foi uma das mais populares do programa, que disputou o primeiro lugar no programa do início ao fim, ficando em 2º na final. Não à toa, suas atividades fora do I.O.I foram de grande sucesso. Entrou para o Gugudan e para a unit SeMiNa, mas possui também uma estável carreira solo. Seu debut como cantora solo, com a música Flower Way, ficou em primeiro em sete ranks de grande importância e seu first win foi o recorde de mais rápido para um solo.

Sua música foi produzida pelo Zico, mas baseada em uma história que a Sejeong criou sobre sua mãe. Ela também fez colaborações com o Taeil do Block B e o Doyoung do NCT. Participou de vários programas de variedade, como apresentadora inclusive e teve seu debut como atriz no papel principal no k-drama School 2017. Sua participação no drama gerou indicações e prêmios como atriz revelação.

 

Comeback recente do Gugudan

 

Música da unit SeMiNa

 

Debut solo da Sejeong

 

Jeon Somi – JYP

Curiosamente, justo a integrante do I.O.I com maior popularidade antes e depois do Produce e que foi center do debut por causa do 1º lugar é a que tem o futuro mais incerto. Ela era trainee da JYP, mas sem lançar carreira solo e nem debutar em um grupo novo (apesar de boatos recentes sobre isso), ela acabou saindo da agência em 2018. Mas não muito depois entrou na The Black Label, subsidiária da YG, onde é esperado que ela consiga, enfim, seu debut após I.O.I. Isso não significa que ela não teve atividades nesse tempo, pelo contrário.

A maknae do I.O.I fez colaborações com artistas como Eric Nam e Jun.K. Também lançou uma música com a Yoojung, a Chungha e a Huihyeon. Foi apresentadora do The Show, do Seoul Music Awards e do Music Bank Berlin. Participou de dois programas diferentes que incluíram atividades de idols e lançamento de músicas com o grupo do projeto, a segunda temporada de Sister’s Slam Dunk e o Idol Drama Operation Team.

 

Música do projeto do Sister’s Slam Dunk

 

Música do grupo Girls Next Door, do Idol Drama Operation Team

 

Por Paula Bastos Araripe
Fontes: CJ E&M, Mnet, Mwave, YMC Entertainment, Starship, Pledis, Jellyfish, Fantagio, MBK, S&P, KBS World TV, M&H, JYP, One Hallyu, Nowkpop, Allkpop, Aminoapps, Kknews, Reddit, Kpop Wikia, Wikipedia
Não retirar sem os devidos créditos

Zico deixa o BLOCK B e integrantes zoam nas redes sociais

Na última sexta feria, 23 de Novembro, o mundo do k-entretenimento foi abalado com a notícia de que Zico, líder do Block B, havia deixado o grupo.

Os contratos individuais dos cantores de Toy, Her, Shall We Dance e tantas outras músicas de sucesso, chegou ao fim após cinco anos e, dentre os sete membros, apenas o rapper optou pela não renovação. Imediatamente, páginas de notícias relataram que Zico havia, também, se separado do grupo que liderou por sete anos.

 

 

Entretanto, em nota oficial, a Seven Seasons  esclareceu que, apesar da não renovação do contrato do líder, o futuro do Block B como um grupo de 7 membros ainda está em discussão:

Nós, Seven Seasons, e Zico decidimos terminar o nosso contrato exclusivo após cinco anos. Os outros seis membros do Block B ainda permanecem conosco.

Em breve, os membros do grupo precisarão se alistar no exército e, com isso, atividades solo serão dadas prioridade. Quanto às futuras atividades do Block B, atividades envolvendo TODOS os sete membros estão em discussão neste momento.

Nós gostaríamos ainda de expressar nossa gratidão ao Zico, que sempre deu o seu melhor, não somente como líder do Block B, mas também como produtor e compositor. Nós desejamos a ele todo o sucesso e sorte nessa nova empreitada. Nós continuaremos a apoia-lo agora e sempre.

Seven Seasons”.

Seguindo as notícias, os membros do Block B, Park Kyung e P.O fizeram jus à reputação de ‘engraçadinhos’ e postaram em seus respectivos Instagrams, mensagens de apoio a Zico, enquanto tiravam sarro das notícias sobre a partida do líder.

Kyung postou uma foto da popular água de coco ZICO com a legenda “Por que você tá sozinho? #SóHoje #Delicioso #ApenasUmaBebida.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

너 왜 혼자있냐 #오늘따라 #맛이쓰네ㅋ #그냥음료일뿐

Uma publicação compartilhada por KYUNG PARK (@qkrrud78) em

Já o maknae, P.O, postou a foto de uma propaganda da cerveja que tem Zico como garoto propaganda com a legenda “Hyung, por que você tá sozinho?” #SóHoje #ToComVontadeDeBeber #MasÉSóCerveja.

 

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

형 왜 혼자있어 #오늘따라 #술땡기네ㅋ #그냥맥주일뿐

Uma publicação compartilhada por P.O (@pyojihoon_official) em

Apesar de não ter se pronunciado oficialmente, Zico fez questão de usar seu Instagram para promover dois membros do Block B, postanto sobre o concerto solo do vocalista principal, Taeil, e da exibição fotográfica do visual, Jaehyo.

 

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

‘TALE20’ 12.22(SAT)PM 7 12.23(SUN) PM 6 올림픽공원내 K아트홀 https://goo.gl/CbDZ6r #이태일가자 #11월27일오후8시티켓오픈

Uma publicação compartilhada por 지아코 (@woozico0914) em

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por 지아코 (@woozico0914) em

Sobre o futuro da voz de Seoulmate, não há notícias oficiais, mas a aposta de jornalistas e de fãs é de que Zico investirá em uma empresa para si próprio e em um comeback para 2019.

Desejamos a todos os membros do Block B sucesso em suas empreitadas!

 

Jeiciane Torres
Fontes: (1), (2)
Não retirar sem os devidos créditos

Grupo feminino Oh My Girl vem ao Brasil em janeiro de 2019 para turnê

Conhecidas pelo conceitos inocentes e fofos, a girlband é o primeiro artista de k-pop no Brasil em 2019

Oh My Girl confirmou sua primeira turnê brasileira em janeiro passando por quatro capitais brasileiras. Intitulado OH MY GIRL – 1st TOUR IN BRAZIL, o giro começa com sessões de autógrafos no Rio de Janeiro no dia 29, seguindo para Porto Alegre no dia 30 e Curitiba no dia 31 de janeiro. O grupo segue para São Paulo, para um show no dia 02 de fevereiro e mais uma sessão de autógrafos no dia 03, onde se despedirão dos fãs brasileiros.

Os eventos envolvem sessão de autógrafos em todas as cidades por onde o grupo passará e show e high-touch (interação onde o fã e o artista se cumprimentam com um toque de mãos) exclusivamente para São Paulo. Os valores para as sessões de autógrafos custarão R$140. Já os ingressos do show são a partir de R$135 (meia-entrada) e R$80 (valor único) para o high touch.

Formado por Hyojung, Mimi, YooA, Seunghee, Jiho, Binnie e Arin, o Oh My Girl teve sua estreia em 2015 pela agência WM Entertaiment e colecionam hits como “Closer”, “Liar, Liar”, “Secret Garden” e o mais recente “Remember Me”, já reunindo milhões de visualizações em seus vídeos no youtube.

Os ingressos já podem ser adquiridos no site SYMPLA.

A realização e produção da OH MY GIRL – 1st TOUR IN BRAZIL é feita pela Highway Star, responsável por outros concertos de k-pop no Brasil como SF9 e Kard em 2018.

KPOP: VAV de volta ao BRASIL para TURNÊ em fevereiro

Após muito apoio online vindo dos fãs brasileiros nas diversas redes sociais e inúmeros pedidos de uma nova turnê por aqui, o boygroup sul-coreano VAV fará sua segunda turnê brasileira em fevereiro de 2019, agradando a todos.
O grupo fará eventos de concert, fansign, meet&greet com foto em grupo e hitouch ao final do showcase. Os eventos terão início em Goiânia, no dia 16 de fevereiro, passando por Belém no dia 17, Porto Alegre no dia 22, encerrando dia 24 de fevereiro em São Paulo.
 
 
Formado por ST.Van, ACE, Baron, Jacob, Lou, Ayno e Ziu, o grupo da Ateam, comandado pela lenda do kpop Ryan Jhun, estreou em 2015 com a canção “Under the Moonlight”. De lá para cá o grupo coleciona singles icônicos e arrasta público internacional para seus eventos pelo mundo. Pela segunda vez no Brasil, os garotos estão ansiosos para se encontrarem novamente com os fãs e conhecerem aqueles que não puderam ver da primeira vez.

Recentemente, VAV fez comeback com o single digital SEÑORITA. A música traz uma vibe latina para o grupo, que diz ter se inspirado na cultura local após sua visita à America Latina. O estilo casou perfeitamente com o grupo, que mantém suas características mais maduras, mas agora com um requinte “caliente”. O grupo promete voltar ainda melhores para interagirem e conquistarem os brasileiros com muito carisma e talento durante os eventos.
 

SERVIÇO:

Os eventos contarão com SESSÃO DE AUTÓGRAFOS (Fansign); HI-TOUCH e FOTO em grupo; e concert.

GOIÂNIA – GO
DATA: 16 de Fevereiro
LOCAL: Teatro Sesi – Av. João Leite, 1013 – Sta. Genoveva – Goiânia – GO

INGRESSOS:
• Concert:
– Platéia Inferior Meia: R$120
– Platéia Inferior Inteira: R$240
– Platéia Superior  Meia: R$100
– Platéia Superior Inteira: R$200

• Fansign (inclui pôster):
– Preço Único: R$130 (Necessário adquirir ingresso para o show)

• Meet&Greet (Group Photo):
– Preço Único: R$80 (Necessário adquirir ingresso para o show)

• Hitouch:
– Preço Único: R$60 (Necessário adquirir ingresso para o show)

•• VENDAS:
• SITE: http://www.clubedoingresso.com/vav-goiania

BELÉM – PA
DATA: 17 de Fevereiro
LOCAL: Teatro Estação Gasômetro –Av. Gov. Magalhães Barata, 830 – Belém – PA

INGRESSOS:
• Concert:
– Platéia Meia: R$120
– Platéia Inteira: R$240
• Fansign (inclui pôster):
– Preço Único: R$130 (Necessário adquirir ingresso para o show)

• Meet&Greet (Group Photo):
– Preço Único: R$80 (Necessário adquirir ingresso para o show)

• Hitouch:
– Preço Único: R$60 (Necessário adquirir ingresso para o show)

•• VENDAS:
• SITE: http://clubedoingresso.com/vav-belem

 

PORTO ALEGRE – RS

DATA: 22 de Fevereiro
LOCAL: Teatro CIEE – Rua Dom Pedro II, 861 – São João – Porto Alegre – RS

INGRESSOS:
• Concert:
– Platéia Baixa Meia: R$120
– Platéia Baixa Inteira: R$240
– Platéia Alta Meia: R$100
– Platéia Alta Inteira: R$200

• Fansign (inclui pôster):
– Preço Único: R$130 (Necessário adquirir ingresso para o show)

• Meet&Greet (Group Photo):
– Preço Único: R$80 (Necessário adquirir ingresso para o show)

• Hitouch:
– Preço Único: R$60 (Necessário adquirir ingresso para o show)

•• VENDAS:
• SITE: http://www.clubedoingresso.com/vav-poa

SÃO PAULO – SP

DATA: 24 de Fevereiro
LOCAL: Carioca Club Pinheiros – Rua Cardeal Arcoverde, 2899 – Pinheiros – São Paulo – SP

INGRESSOS:
• Concert:
– Pista Meia: R$120
– Pista Inteira: R$240
– Camarote Meia: R$170
– Camarote Inteira: R$340

• Fansign (inclui pôster):
– Preço Único: R$130 (Necessário adquirir ingresso para o show)

• Hitouch:
– Preço Único: R$60 (Necessário adquirir ingresso para o show)

•• VENDAS:
• SITE: http://www.clubedoingresso.com/vav-sp
Venda sem taxa na bilheteria do Carioca Club (apenas pagamento em dinheiro)

MEIA-ENTRADA
• A meia-entrada não estará disponível para os eventos FANSIGN e MEET&GREET (HiTouch&Foto) por serem considerados momentos VIP com os artistas.
• A meia-entrada só será válida para os CONCERTs e poderão ser vendidas para:
– Estudantes mediante apresentação da Carteira de Identificação Estudantil de acordo com a lei federal n° 12.933;
– Idosos com idade igual ou superior a 60 anos e aposentados, comprovado com um documento de identidade;
– Portadores de necessidades especiais, estendido a um acompanhante. Deve apresentar o cartão de benefício de prestação continuada de assistência social a pessoa com deficiência ou documento emitido pelo INSS que ateste aposentadoria, de acordo com a lei complementar 142.
• Serão disponibilizadas MEIAS-ENTRADAS SOCIAIS para as três cidades já anunciadas com venda de ingresso, em que os fãs terão oportunidade de pagar meia-entrada mediante doação de 1KG (um quilo) de ração para cão ou gato.
 
• Produção: Far Music Entertainment
• Mídia Oficial: KoreaIN Magazine

Cantor sul coreano Seong Ri vem ao Brasil para turnê em 3 cidades

Pela primeira vez no Brasil, o cantor SeongRi se prepara para uma turnê musical especial em 3 cidades no mês de dezembro, fechando o ano dos fãs de K-POP (pop coreano) com eventos especiais, repletos de interação, canções e covers. As apresentações se iniciam na quinta-feira, dia 13, em Maceió, no Maceió Mar Hotel, seguindo para o Sana Festival em Fortaleza, dia 15, e por último em Vitória, dia 16 no Espaço Vitória.

 

Cover de Miracles in December (EXO)

 

Os fãs poderão estar com SeongRi por meio de sessões de autógrafos, foto com o artista e até mesmo com abraços. O cantor também fará um fanmeeting, evento que mescla apresentações e performances musicais com interação com o público em brincadeiras e conversas.

Em 2017, entrevistamos o RAINZ. O grupo contou um pouco sobre suas personalidades e o sonho de vir ao Brasil.

Com canções românticas e covers especiais, o jovem conquistou os corações dos brasileiros durante o programa da Mnet, Produce 101. Seu poderoso, porém doce vocal fez com que se destacasse desde o momento de sua audição, e em seguida cativou a audiência nas provas em grupo ao decorrer dos episódios. Apesar de ter sido eliminado no episódio 8, ficando em 48º lugar, SeongRi fez sua estreia meses depois com o grupo temporário Rainz, composto por 7 integrantes, onde é líder e vocalista principal.

A realização e produção da turnê de SeongRi no Brasil é por conta da produtora Far Music Entertainment, responsável pela co-produção e vinda de outros artistas coreanos como as turnês dos grupos Stellar e B.I.G em 2017 e VAV, D.I.P, Rania e Black6ix em 2018.

 

SERVIÇO

Os eventos contarão com SESSÃO DE AUTÓGRAFOS (Fansign); ABRAÇO e foto individual no Meet&Greet; e a chance de INTERAGIR com o artista no Fanmeenting, onde Seong Ri vai apresentar algumas de suas MÚSICAS e COVERS mais famosos!

Maceió

Data: 13 de dezembro
Local: Maceió Mar Hotel – Av. Álvaro Otacílio, 2991-Ponta Verde – Maceió – AL
Início: 18 horas.

Ingressos

Fanmeeting – Preço único R$ 60
Fan Events – Meet and Greet – Hug + Fansign – Preço único R$ 100
Vendas: http://www.clubedoingresso.com/seongri-maceio

Fortaleza
Data: 15 de Dezembro
Local: Sana Festival – Centro de Eventos do Ceará – Fortaleza – CE
Vendas: https://www.sympla.com.br/sana-fest-2018__365555

Vitória
Data: 16 de dezembro
Local: Espaço Vitória – Rua da Palmeiras, 500 / Itararé – Vitória – ES
Início: 17h*

Ingressos
Fanmeeting – Preço único R$ 60
Fan Events: Meet and Greet – Hug + Fansign – Preço único R$ 100
Vendas: http://www.clubedoingresso.com/seongri-vitoria

*O show tem início às 17h, porém o evento conta com um concurso especial de cover de kpop, sendo assim, a abertura do mesmo é às 13h.

FAIXA ETÁRIA
Entrada permitida para maiores de 12 anos.

Informações à imprensa:
Assessoria KoreaIN
Contato: assessoria.koreain@gmail.com
Caroline Akioka – (11) 99629-1847