Entretenimento Especiais K-pop

K-pop: Uma história. Antiguidade, os primeiros homens – SeoTaiji & Boys

Em nossa primeira parte contamos como as influências estrangeiras e históricas foram importantes para a formação da música pop coreana, mas se houvesse um marco ou ponto onde pudéssemos dizer que o bebê K-pop nasceu, este seria com o debut do trio SeoTaiji & Boys.

 

A revolução do gênero

Na década de 1990, a música pop começou a incorporar outros estilos de músicas americanas, como o rock, rap e techno. E foi em 1992 que tudo definitivamente mudou, no canal MBC estreava Seo Tai-ji, Yang Hyun-suk e Lee Ju-no, conhecidos como SeoTaiji & Boys.

seo-taiji-boys
Seo Tai-ji, Lee Ju-no e Yang Hyun-suk.

Até 1991, SeoTai-ji tinha uma banda de heavy metal chamada Sinawe, com o fim do grupo ele mudou totalmente os rumos e reuniu-se a Yang Hyun-suk, que futuramente fundaria a YG Entertainment, e Lee Ju-no. Papa YG deslumbrado com a música que Seo fazia se ofereceu para juntar-se ao grupo, assim como Lee que se juntou como dançarino de apoio e backing vocal.

Devido sua habilidade de fundir músicas orientais e ocidentais, o trio alcançou rapidamente a popularidade. As empresas de entretenimento viram nesse novo estilo um chamariz para o lucro, logo muitos grupos começaram a copiar. Nascia o K-pop moderno.

 

Capa do primeiro álbum do 'Seo Taiji & Boys’. Março, 1992.
Cover do primeiro álbum do ‘Seo Taiji & Boys’. Março, 1992.

“Nan Arayo” (난 알아요, Eu sei), sua música de estreia, ficou em primeiro lugar por 17 semanas. Foi nomeada pela Spin como a 4ª entre 21 melhores músicas de k-pop, em 2012 e pela revista Rolling Stone entre as 50 melhores músicas de boybands de todos os tempos. SeoTaiji que após o fim do grupo voltou a ser vocalista de rock, fez posteriormente uma versão desta música no estilo metal.

https://www.youtube.com/watch?v=s8bGWS50YRc

A censura

Com o segundo álbum, “Hayeoga” (何如歌, “De qualquer maneira”), o grupo buscou novos rumos, com elementos de rock and roll, apesar de ainda ser um álbum de dança. Este foi o primeiro álbum a vender 2 milhões na Coreia do Sul.

Durante a promoção do álbum o trio foi proibido de aparecer em vários canais de TV, devido seu visual: brincos, jeans rasgados e dreadlocks.

https://www.youtube.com/watch?v=QXX_y-ZP-G4

O terceiro álbum não foi menos controverso. As músicas dançantes eram quase inexistentes, e o heavy metal e rock alternativo predominavam. Músicas polêmicas como “Kyoshil Idaeyo” (교실 이데아, “Ideologia da sala de aula”), com vocal gutural, uma forte crítica ao sistema de ensino coreano e a pressão sofrida pelos jovens em relação ao futuro, foram alvo de censura. Isso rendeu mais críticas, onde eram acusados de mascarar mensagens satânicas em suas músicas.

Porém, SeoTaiji & Boys não recuou e lançou um 4º álbum, incluindo o estilo rap gangster. A música “Sidae Yugam” (시대 유감, “Vergonha dos Tempos”) foi proibida pelo Comitê de Ética e Desempenho Público por ter letras que criticavam o governo. Assim a versão da música foi para o CD apenas com o instrumental e a reação dos fãs foi intensa e parte do sistema de “pré-censura” foi abolido em 1996 graças a este caso. Um LP e a versão digital foi lançado após o fim da censura.

https://www.youtube.com/watch?v=fOVSJ3sUxLU

https://www.youtube.com/watch?v=IRFfPZQeJuo

 

No apogeu… o fim

O trio já gozava de pleno sucesso, mas em 1996, Lee Juno anunciou que SeoTaiji resolveu dissolver o grupo. Um álbum com a compilação das melhores músicas foi lançado sob o título: “Goodbye Best Album”. SeoTaiji foi para os Estados Unidos, Lee Juno e Yang Hyun-suk formaram novas gravadoras, sendo este último muito bem sucedido com a YG Entertainment, como falamos anteriormente.

Após 2 anos, SeoTaiji acabou por retornar à Coreia do Sul e ao mundo da música, com seu primeiro álbum solo. “Ultramania”, de 2000, foi um de álbuns de maior sucesso nesta nova etapa.

https://www.youtube.com/watch?v=BykZNO5GCfA

Em 2014, no programa da JTBC “Newsroom” Seo TaiJi falou em entrevista sobre uma possível reunião do SeoTaiji & Boys, ele respondeu: “Nós conversamos entre nós muitas vezes sobre isto. O maior obstáculo é que, no passado, nós fizemos muitas performances belas, que os fãs se lembram, mas se voltarmos a ficar juntos agora, eu me preocupo que podemos decepcionar, por isso não estou confiante. Falta-me mais e mais confiança à medida que envelheço. Eu não acho que eu seria capaz de dançar tão ferozmente como no passado.”

 

A herança do SeoTaiji & Boys

O grande sucesso de suas músicas foram atribuídas as influências ao estilo swingbeat¹, com letras inovadoras e que tratavam dos problemas da sociedade coreana e estimulava o pensamento individual dos jovens. E SeoTaiji & Boys acabou por influenciar não apenas o k-pop, mas também artistas de Hip Hop e R&B como: Yoo Seungjun , Jinusean , Deux, 1TYM e Drunken Tiger.

Juntamente com o trio e os grupos que sugiram posteriormente (e trataremos no próximo post), inventou-se a “fórmula para criação de ídolos”, que foi tão bem sucedida a ponto de influênciar os grupos de kpop mesmo agora, mais de 20 anos depois. A estratégia de promoção, que passou de geração a geração, baseava-se em músicas com uma base de hip hop e uma dança divertida. Esse método ainda é seguido, além de se provar ser eficaz não apenas na Coreia do Sul, como em todo mundo.

Em nossa próxima postagem continuaremos nossa saga na década de 1990 e vamos explorar o surgimento das três maiores gravadoras do segmento K-pop: SM, YG e JYP.

¹Swingbeat – música pop que combina o jazz, eletrônico, funk, rap e blues. Originalmente era realizada por músicos negros. (Definição do dicionário: Merriam-Webster)

Por Amanda Carolina
Fontes: “Musical terms worldwide: a companion for the musical explorer” de Jan Laurens Hartong (2006) / Billboard / “Global Noise: Rap and Hip Hop Outside the USA” do Tony Mitchell / The Korea Herald / Allkpop
Não retirar sem devidos créditos

revistakoreain

O Portal KoreaIN é dedicado a divulgar todo tipo de informação e noticia sobre a Coreia do Sul e sua cultura.

Você também pode gostar...