Wheesung é encontrado desmaiado pela 2ª vez e polícia investiga suspeita de substância ilícita

Na última terça-feira (31) foi noticiado que o artista Wheesung foi encontrado desmaiado em um banheiro público. Dois dias após o acontecimento (2), a polícia o encontrou novamente na mesma situação.

31 de Março

Um exame toxicológico, feito logo após o 1º socorro de Wheesung, foi declarado que o desmaio ocorreu após o uso em excesso de anestésicos. Considerado como uma substância legal, Wheesung foi liberado no mesmo dia.

As investigações da Polícia tiveram início, pois, apesar de ser uma substância lícita, ela só pode ser obtida através de receita médica. O objetivo era descobrir como e onde Wheesung a havia adquirido.

No dia 2 de Abril, o programa MBN News (da emissora MBN), divulgou, com exclusividade, imagens de uma câmera de segurança que mostrava o idol se encontrando com um homem, onde recebia uma bolsa preta. A imagem da câmera de segurança é de pouco antes de Wheesung desmaiar pela primeira vez.

Segundo o relatório, Wheesung saiu de um táxi e telefonou, logo após se encontrou com o homem. Eles conversaram por algum tempo, e então Wheesung recebeu a bolsa. Depois disso, Wheesung entrou em um prédio público e 30 minutos depois foi encontrado desmaiado no banheiro, junto a bolsa preta, algumas seringas e um frasco contendo líquido anestésico.

Imagens de MBN

Uma testemunha do incidente informou à MBN: “No começo, ele estava inconsciente a ponto de não entender o que eu estava dizendo e apenas me deu respostas estranhas… então ele continuou tremendo como se estivesse com frio; como se ele estivesse tendo convulsões”.

A MBN descreve que o medicamento descoberto no local era um tipo de anestésico e, embora não seja ilegal, não pode ser comprado sem receita médica. É relatado que durante o interrogatório policial, Wheesung afirmou onde ter conseguido o medicamento: “Fiz a troca com uma pessoa que conheci online”.

OS MELHORES PRODUTOS DE KPOP VOCÊ ENCONTRA AQUI!

2º Incidente

Dois dias após o incidente, Wheesung foi encontrado em uma condição semelhante novamente em 2 de abril. De acordo com o relatório, Wheesung foi descoberto desmaiado em um banheiro de hotel no distrito de Gwangjin em Seul às 21h15. Junto a ele, a polícia recolheu uma seringa e uma garrafa com o anestésico.

Em 3 de abril, a MBN informou que a Delegacia de Seul Songpa prendeu o homem que forneceu o anestésico a Wheesung. Além disso, de acordo com a polícia, Wheesung retirou dinheiro de um caixa eletrônico no dia 2 de Abril; as investigações seguem para descobrir se o destino desse dinheiro seria para obter substâncias ilegais. As amostras de Wheesung foram enviadas ao Serviço Forense Nacional, sob solicitação, para um exame completo para determinar se foram tomadas ou não drogas ilegais.

Propofol

Além disso, o cantor está atualmente sob investigação por suspeitas de uso ilegal — e em excesso — do medicamento propofol, pois os desmaios, e a falta de lucidez (como descrita pela testemunha) estariam ligados aos efeitos causados pelo uso abusivo de propofol.

O medicamento só pode ser conseguido através de receita médica, e é extremamente forte. O uso do propofol é muito comum até mesmo em cirurgias; raras são as vezes que o propofol é receitado fora de uma clínica.  

Empresa

A empresa responsável por Wheesung, Realslow Company, divulgou uma nota hoje (3) a respeito do ocorrido:

Aqui é a Realslow Company.

Primeiro, pedimos sinceras desculpas por causar preocupação com más notícias durante um período tão caótico.
Wheesung está passando por um momento difícil devido à morte súbita de seu pai, uma série de mortes de pessoas com quem ele havia trabalhado e incidentes difíceis com os quais ele se envolveu no ano passado.
No dia em que foi descoberto desmaiado em um banheiro público, Wheesung havia deixado sua casa após cortar o contato com sua família; momentos depois foi encontrado no banheiro. Depois disso, ele testou negativo para drogas ilegais em uma investigação policial e não havia mais nada incomum, então ele voltou para casa.

No entanto, depois que ele voltou para casa, ele estava tendo pensamentos extremos e mostrando sintomas de depressão e transtorno do pânico, por isso foi internado em um hospital relacionado. Atualmente, ele está recebendo terapia psiquiátrica e também participa ativamente da investigação policial.
Ele continuará participando ativamente da investigação e está planejado que, após o término da investigação, ele também continue recebendo tratamento e apoio de sua família.
Wheesung está muito arrependido e lamenta por estar mostrando uma imagem ruim de si mesmo; não há razões para isso.
Lamentamos sinceramente a todos pela preocupação.”

Wheesung

Wheesung iniciou sua carreira em 1997, como membro de uma equipe de dança, a ING. Em 1999 debutou em um grupo, o A4, e por conta dos desentendimentos entre os membros, o grupo logo foi dissolvido. Wheesung não desistiu: debutou como vocalista em uma banda de rock, MAME. Em 2000 após participar do MBC College Music Festival, chamou atenção por seu vocal.

No mesmo ano assinou com a MBoat, uma antiga empresa associada a YG Ent. Treinou vocal por dois anos, e lançou seu debut album, o “Like a Movie”. O álbum se tornou muito popular depois de receber elogios de muitos artistas conhecidos, incluindo Seo Taiji (cantor e produtor) e Shin Seung Hun (conhecido como “Imperador das Ballads)

Sua carreira de sucesso não ficou somente na MBoat, Wheesung passou por outras gravadoras e até ficou conhecido por ajudar a treinar os vocais do boygroup BIG BANG e ajudá-los no debut em 2006. 

Desde 2011, Wheesung faz parte da Realslow Company, empresa a qual ele mesmo fundou. Ele também se apresenta sob o nome Realslow, pois é o nome pelo qual era conhecido quando fazia sucesso fora dos holofotes. O nome faz referência a seu amor e paixão pela música R&B, que ainda luta para ter mais espaço na Coreia.

Fontes:(1), (2), (3) e (4)

Não retirar sem os créditos.