Lee Kun-hee, presidente da Samsung, falece aos 78 anos

Lee Kun-hee, presidente da Samsung e responsável por transformar a empresa na maior produtora mundial de telefones, faleceu neste domingo aos 78 anos. A empresa divulgou uma nota à imprensa para comunicar o fato.



Embora a causa não tenha sido revelada, o jornal The New York Times revelou que ele havia sofrido um infarto em 2014 e era frequentemente hospitalizado por conta disso, além de ter passado por um tratamento de câncer no pulmão na década de 90.

O presidente Lee foi um verdadeiro visionário que transformou a Samsung de um negócio local para uma inovadora líder mundial e potência industrial. Seu legado será eterno.“, diz a nota divulgada pela empresa.

Lee Kun-hee tornou-se presidente da Samsung em 1987 após a morte de Lee Byung-Chul, seu pai e fundador da empresa. Após tomar posse, ele trabalhou para evoluir a empresa tecnologicamente e, já na década de 90, a Samsung tornaria-se líder em chips de memória, passando empresas americanas e japonesas. A partir daí, a empresa passou a desenvolver televisões de tela plana e foi a vanguardista em transformar celulares em computadores avançados.

Com o crescimento da Samsung, Lee tornou-se o homem mais rico da Coreia. Porém, isso não o livrou de polêmicas como a de 1996, quando foi condenado por pagar propinas ao então presidente do país, Kim Young-sam. Em 2008, ele foi novamente condenado por evasão fiscal. Ambos os crimes foram perdoados.

Lee Kun-hee deixa a esposa, Hong Ra-hee, 3 filhos e 7 netos.

Fonte: (1)
Foto: Reprodução
Não retirar sem os devidos créditos.