loader image

Como os coreanos comemoram o Natal?

No ocidente, o Natal é uma das épocas mais queridas do ano. Do outro lado do planeta, essa festividade não é comemorada do mesmo jeito que nós a conhecemos, mas nem por isso a data deixa de ser especial. A Coréia do Sul não é a única nação do Leste Asiático a comemorar a data, porém é onde a festa é mais comum.



A celebração natalina é recente na Coréia: o país possui uma tradição budista milenar e o catolicismo é uma influência contemporânea na história. Pelo fato de 30% dos sul-coreanos serem cristãos, o país é o único no continente asiático a considerar o Natal como um feriado nacional, no qual os estudantes e trabalhadores são dispensados de suas atividades.

Para aqueles que não seguem o catolicismo, a data não precisa necessariamente ser comemorada em família: restaurantes, casas de show e motéis costumam ficar cheios de amigos e casais. O motivo é porque, assim como o Dia dos Namorados, o Dia do Branco e o Dia do Pepero, o Natal é considerado um feriado romântico.


Leia mais: O romantismo do Natal na Coreia do Sul


O Natal (크리스마스) normalmente é chamando de Seongtanjeol (성탄절) pelos católicos, mas o nome oficial é Gidoktansinil (기독탄신일). Algumas das celebrações são bem similares às encontradas no ocidente, pelo fato de compartilharem a cultura e os costumes católicos, mas a data pode ser feliz e bastante aproveitada, seja com a família ou os amigos, não importa a religião!


Decorações

Decoração de Natal em Seoul

Muitas igrejas, ao longo de tono o ano, possuem uma cruz neon vermelha brilhante no topo, o que combina perfeitamente com o clima natalino e com as demais decorações utilizadas. Além disso, a maioria das igrejas católicas na Coréia têm uma programação especial no dia do Natal, um evento interessante que tem se tornado bastante popular até entre os não-cristãos.

Seoul é reconhecida por ter luzes por todo o centro da capital, até mesmo nas pontes e nos parques. Locais públicos, principalmente lojas e hotéis, costumam fazer uma decoração atraente aos possíveis consumidores, com árvores de Natal, luzes e enfeites coloridos. Tudo isso acompanhado de muitos gorros vermelhos e até personagens gigantes nas calçadas para divertirem as crianças.

As lojas de departamento são reconhecidas por terem decorações comparáveis às vitrines famosas de Nova Iorque. Além disso, aproveitam para realizar eventos e promoções, nos quais é comum oferecer brindes ou mesmo sorteá-los.

O Natal também é um dos melhores dias do ano para se fazer compras online. As ofertas nos sites de compras tentam ser muito tentadoras, já que além de envolver a típica troca de presentes, o feriado também pode ser considerado romântico – a época perfeita para aproveitar o frio e dar presentes que aqueçam o coração.

Dentro de casa, as famílias coreanas estão cada vez mais adquirindo o hábito de montar árvores de Natal, até mesmo as que não são religiosas. A decoração é semelhante à ocidental, com muitos ornamentos, luzes, festões e pinhas – um dos enfeites mais especiais são os tambores tradicionais. Por outro lado, as fachadas das casas não costumam ser decoradas, por conta dos condomínios e apartamentos multifamiliares.


Presentes e cartões

Itens de decoração de Natal

A troca de presentes está ganhando mais força na Coréia com o passar dos anos, porém, continua sendo mais comum a entrega de um valor simbólico em dinheiro. Quando optado por dar um presente, de fato, não costuma ser um monte deles, e sim algo com mais significado – e eventualmente mais caro – entre quem dá e recebe.  Além disso, os presentes sempre são entregues com as duas mãos.

Os cartões de Natal são outra opção de carinho e afeto, especialmente entre populações tradicionais e transplantadas. As frases mais comuns são “Seasons’s Greeting” (cumprimentos da estação) e o clássico “Merry Christmas” (Feliz Natal). Um fato interessante que justifica a escrita na língua inglesa é porque a estética de alto padrão é inspirada nos cartões vendidos nos Estados Unidos, mas com um preço mais acessível.


Entretenimento e tradição

Grupo Red Velvet com roupas natalinas

Na televisão, é mais comum encontrar programas do gênero romântico, mas também é possível encontrar filmes e desenhos de Natal caso quiser, sendo a maioria deles ocidental – eles podem ser assistidos em diversos canais com público focado em famílias e crianças durante a semana da celebração, não sendo tão habitual encontrá-los no restante do mês.

O que mais pode ser ouvido no rádio são as músicas românticas em homenagem aos casais. Nas ruas, jovens católicos organizam eventos de canto de músicas típicas de Natal para as pessoas idosas de suas igrejas. Depois da cantata, eles geralmente são convidados para tomar uma xícara de chá.



Ceia da véspera de Natal

Pratos típicos sul-coreanos

A pergunta que não quer calar: como os coreanos celebram a ceia? Uma coisa é certa, não será fácil encontrar um panetone ou um peru; itens tradicionais do ocidente costumam ser raros e, por conta disso, bastante caros. É difícil dizer que há uma “comida típica natalina sul-coreana”, o cardápio varia de acordo com a ocasião, sendo bastante diversificado.

Uma forma comum, principalmente entre os cristãos, é reunir a família em um jantar formal com uma série de pratos sul-coreanos populares, como japchae (macarrão de batata doce), teeokguk (sopa de massa de arroz), bulgogi (carne doce) e kimchi. Essa prática, a sua maneira, se assemelha muito a que conhecemos aqui no ocidente.

Porém, é comum ver restaurantes e bares lotados nessa época também. Sair em casal ou com um grupo de amigos também é uma ótima opção. Nesses jantares, a diversidade de pratos aumenta ainda mais, afinal, há diversas opções, desde pratos coreanos típicos a comidas estrangeiras.

Em ambas alternativas, é comum que um bolo de Natal (Christimas Cake) esteja presente. Esses bolos estão se tornando muito populares nos últimos anos, lotando padarias e confeitarias, sendo a época em que elas mais têm lucro. O sabor não é muito diferente do que é vendido durante o ano, mas a decoração com temas natalinos no estilo ocidental faz qualquer um se apaixonar.

Bolo de Natal coreano

E Papai Noel, tem?

Vovô Noel sul-coreano

O Vovô Noel coreano pode ser chamado de Santa Keulloseu (산타 클로스) ou Santa Harabeoki (산타 할아버지) – ele é o equivalente ao nosso Papai Noel do ocidente, mas é mais encontrado vestindo roupão azul e gat, um chapéu de cano alto usado pelos homens durante a dinastia Joseon. Contudo, lojas de departamento costumam optar pelo Papai Noel de roupa vermelha e barba branca, tradicional no mundo todo.

Um dos motivos para isso justifica também o fato de o Papai Noel ser um personagem recente no Natal sul-coreano: ele foi gradualmente introduzido pelo marketing para entreter as crianças, por isso, é mais fácil para que os pequenos o associem com os populares vermelho e branco. Como na Coréia, ao redor do mundo também é possível encontrar Papais Noel de outras cores, como azul, verde escuro e marrom, conforme a tradição local.

Gostou de conhecer mais sobre o Natal na Coreia do Sul? Para finalizar, vamos com mais uma curiosidade: se você quiser dizer “Feliz Natal” em coreano, diga “Jeulgeoun Seongtanjeol Doeseyo” (즐거운 성탄절 되세요) ou “Meri Keuriseumaseu” (메리 크리스마스).

Fontes: (1), (2), (3), (4)
Imagens: Reprodução
Não retirar sem os devidos créditos.