loader image

Sua principal fonte de cultura coreana e conteúdo exclusivo sobre KPOP.

Cinema

Diretor Kim Ki Duk falece aos 59 anos

O diretor sul-coreano Kim Ki Duk faleceu aos 59 anos por complicações relacionadas à COVID-19, conforme reportado pelo portal europeu Delfi. O diretor estava na Letônia desde o dia 20 de novembro a procura de uma casa para pedir o visto de residente no país. Após ser recentemente diagnosticado com o coronavírus, ele foi hospitalizado e faleceu após seu quadro se agravar.



A informação foi confirmada ao portal coreano Sports Chosun por um porta-voz da produtora Kim Ki Duk Film. A fonte também afirmou que nenhum plano sobre funeral foi decidido até o momento porque a família acabara de receber a notícia.


Kim Ki-duk no festival de cinema de Berlim em fevereiro

Kim Ki Duk estudou belas artes em Paris e ficou conhecido internacionalmente por sucessos como Primavera, Verão, Outono, Inverno… e Primavera (de 2003), Casa Vazia (2004) e Pieta (2012). Ele é o único diretor coreano a receber prêmios nos três maiores festivais de cinema: Cannes, Veneza e Berlim.

O cineasta, apesar de muito reconhecido por seus filmes, também carregava acusações de estupro e assédio por 3 atrizes, junto com o ator Cho Jae-hyun.


Kim Ki-duk, Cho Jae-hyun refute 'PD's Notepad' report

Uma mulher alega que Kim e o ator Cho Jae-hyun a estupraram depois que Kim a chamou em seu quarto de hotel para “discutir um roteiro” […] acrescentando que os dois homens, que muitas vezes trabalham juntos, “compartilhavam histórias de atrizes de estupro e havia um senso de competição entre eles”. Ela acabou deixando de atuar e fez anos de terapia.


Kim respondeu a emissora MBC por mensagem de texto: “Nunca tentei satisfazer meus desejos pessoais usando meu status de diretor de cinema” e afirmou que ele apenas se envolveu em “relacionamentos sexuais consensuais”. Enquanto o ator Cho Jae-hyun pediu desculpas pelas acusações anteriores de abuso sexual e foi afastado de seu cargo de professor universitário e do drama médico The Cross

Outra atriz contou como Kim exigiu vê-la nua durante um processo de audição “humilhante”. A terceira acusou Kim de agressão depois que ele supostamente a esbofeteou e a fez realizar cenas de sexo improvisadas durante as filmagens de seu filme de 2004, Moebius. A acusação foi rejeitada no tribunal em dezembro passado por falta de provas, mas Kim foi condenado a pagar uma multa de 5 milhões de won. Ela também alegou que Kim constantemente a importunava por sexo e tentou prender ela e outro ator em um quarto de hotel, e que ela foi demitida do filme por recusar seus avanços. 

As acusações são datadas de março de 2018.

Fonte: (1), (2), (3)
Foto: Reprodução
Não retirar sem os devidos créditos.

Greyce Oliveira

Cearense de Fortaleza, é metade uma humana normal professora de Inglês e metade ELF(a) precisando (talvez) de tratamento para parar de falar no Super Junior toda hora.

O que é um center no K-POP? 5 K-Dramas dublados na Netflix Coreógrafos mais populares do K-POP Grupos de K-POP que continuam juntos mesmo em agências diferentes Atores de K-Dramas que começaram nos palcos de musicais