loader image

Relembre os grupos de k-pop que completariam 10 anos em 2021

A primeira década de um debut é um marco importante no k-pop, seja quando os artistas ainda estão em atividade ou quando estão apenas na memória dos fãs. Em 2021, doze grupos de k-pop completariam 10 anos de carreira, mas mesmo após a separação, suas músicas continuam inesquecíveis e presentes nos corações. Confira nossa lista:



Stellar

STELLAR (Fonte: The Entertainment Pascal – Divulgação)

O Stellar começou sua carreira em 28 de agosto de 2011 com a The Entertainment Pascal, atraindo a atenção do público por ser produzido por Eric Mun (Shinhwa). Suas músicas iniciais eram leves e divertidas, mas foi apenas em 2014, após adotar uma imagem sensual, que o grupo ganhou os holofotes com Marionette.

A primeira formação do grupo com Leeseul, JoA, Gayoung e Jeonyul. Leesul e JoA anunciaram saída em 2012, sendo substituídas por Minhee e Hyoeun. Em agosto de 2017, Gayoung e Jeonyul não renovaram seus contratos com a gravadora; na mesma época, foram incluídas Soyoung e Youngheun, que fazem parte da formação final – confuso, não? O disband foi oficializado em 25 de fevereiro de 2018.


Rania

Apesar de passar por momentos delicados em sua extensa carreira, Rania soube como enfrentar os desafios e se superar a cada ano. Com um debut ousado, a sigla para “Regenaration Idol of Asia” simbolizou, de fato, uma nova geração no k-pop, com grandes marcos como o debut com versão também em inglês e a presença de Alex, a primeira afro-americana em um grupo de k-pop

Do debut em abril de 2011 a 2017, Rania passou por algumas mudanças de integrantes, até adotar o nome BP Rania, acrônimo para Black Pearl Rania, mostrando que são uma existência rara na indústria musical. Em 2020, após Hyemi ser a única integrante remanescente da formação original, a cantora anunciou nas redes sociais que o Rania agora se chama Black Swan e conta com Youngheun (ex-Stellar), Leia, Judy e Fatou.


Boyfriend

BOYFRIEND (Fonte: Starship Entertainment – Divulgação)

Outro grupo que deixou sua marca na história foi Boyfriend, um dos primeiros estreantes a conseguir 1 milhão de visualizações em seu MV de debut em 26 de maio de 2011. Uma curiosidade é que Ten (NCT) foi escolhido para ser o sétimo integrante, mas acabou sendo retirado na line-up final, composta por Donghyun, Hyunseong, Jeongmin, Minwoo e os gêmeos Youngmin e Kwangmin.

O anúncio de dissolução feito pela Starship Entertainment em 17 de maio de 2019 no Twitter honrou os momentos felizes com os fãs ao reunir vários MVs em que os membros estão sorrindo.


Trouble Maker


TROUBLE MAKER (Fonte: CUBE Entertainment – Divulgação)

A parceria de Hyuna (ex-4Minute e Wonder Girls) e Hyunseung (ex-B2ST) deu origem ao potente duo Trouble Maker que, como o nome indica, vieram para deixar sua marca. Sua estreia em 2011 surgiu como uma sub-unit da CUBE Entertainment, com a proposta de ser algo diferente dos grupos de origem dos artistas, mas tão forte quanto. Ao longo de sua história, enfrentaram algumas polêmicas por seu conceito ousado, mas garantiram importantes prêmios, como a Triple Crown no M! Countdown.



F-ve Dolls

F-VE DOLLS (Fonte: MBK ENTERTAINMENT – Divulgação)

F-ve Dolls (anteriormente chamado 5Dolls) surgiu como uma sub unit feminina do grupo Coed School, que também deu origem a sub-unit masculina Speed. Com organização da Core Contents Media (atual MBK Entertainment), o debut do grupo ocorreu em janeiro de 2011 com o hit Lip Stains. Com algumas mudanças de integrantes ao longo do caminho, o grupo teve seu disband em novembro de 2014, com Hyoyoung, Hyewon, Eunkyo, Nayeon, Seunghee e Yeonkyung.


ChoColat

CHOCOLAT (Fonte: Paramount Music – Divulgação)

Com uma trajetória repleta de obstáculos, ChoColat deu tudo de si para encantar o público e superar seu debut sem sucesso, em agosto de 2011. Em seu conceito, cada uma das integrantes representa um tipo de chocolate. Até o disband, em fevereiro de 2017, Juliane, Melanie, Tia e Min SoA passaram por dois grandes hiatos e polêmicas com sua agência, a Paramount Music, e com o público, principalmente por xenofobia. Feita a dissolução, apenas Tia segue na indústria musical como solista.


M.I.B

M.I.B (Fonte: Jungle Entertainment – Divulgação)

5Zic, Cream, Kangnam e SIMS também já brincaram com o fato de sua sigla remeter a Men in Black com uma música no mesmo nome, mas o que realmente significa é “Most Incredible Busters”. O quarteto de hip-hop formado pela Jungle Entertainement em outubro de 2011 pode não ter tido uma estreia muito divulgada, mas aos poucos construiu seu espaço e teve grandes conquistas, como abrir o show de Will.I.Am em 2012.

Infelizmente, o grupo teve seu rompimento oficializado em 4 de janeiro de 2017, o que, para alguns fãs, já era esperado pela falta de divulgação das atividades dos rappers; contudo, a agência justificou a falta de renovação por divergências musicais. Hoje, todos seguem carreira solo.


N.Sonic

N-SONIC (Fonte: C2K Entertainment – Divulgação)

Além de popular na Ásia, em especial no Japão, N.Sonic foi o primeiro grupo de k-pop a se apresentar na Índia. Esse feito tem uma relação interessante com o nome do sexteto, que é a combinação de “neo” (novo) e “sonic” (comprimento de onda sonora). Sob a gerência da C2K Entertainment, J. Heart, Sihoo, Byul, Minkee, Black J e Zion debutaram em outubro de 2011; contudo, seu disband ocorreu em 8 de julho de 2016.



Phantom

PHANTOM (Fonte: Brand New Music – Divulgação)

O debut de Phantom em 16 de agosto de 2011, organizado pela Brand New Music, teve uma boa promoção individual dos integrantes do trio, apesar de juntos eles terem lançado apenas um álbum – que inclusive rendeu a Kiggen, Sanchez e Hanhae o prêmio de Melhor Novo Artista pelo Korean Culture Entertainment Awards, em 2012.

Um dos grandes destaques – polêmicos, por sinal – do Phantom foi 19 Song, um medley de músicas que foram proibidas pelo Ministério da Igualdade de Gênero e Família da Coréia do Sul. Outro movimento ousado foi Freedie Phantom Mercury Sings The Boys, com Sanchez imitando o vocalista do Queen enquanto cantava a música do Girls’ Generation. O disband aconteceu em dezembro de 2017.


Piggy Dolls

PIGGY DOLLS (Fonte: Winning Insight – Divulgação)

Apesar de “Garotas com aparência de porco” soar ofensivo, a ideia de Minsun, Jiyeon e Jieun era justamente criticar os padrões da indústria do k-pop, mostrando que o que importa é o talento, e não a aparência. No debut em janeiro de 2011, o trio promoveu músicas com uma afronta clara à gordofobia e promoção de positividade corporal, porém, a falta de verba de sua empresa, a Winning Insight, e o preconceito do público acabaram com o grupo em menos de dois anos.

Até o disband, porém, as Piggy Dolls sofreram uma série de represálias. Em 2013, numa tentativa agradar a audiência, as integrantes se submeteram a uma forte dieta e cada uma perdeu mais de 20 quilos. Após o retorno do hiato, novas integrantes magras foram adicionadas e o conceito do grupo se rendeu ao estilo padrão da época, falando sobre o primeiro amor e a inocência feminina – o que marcou o último single antes do disband.


C-Real


C-REAL (Fonte: NAP Entertainment – Divulgação)

Outro grupo que infelizmente não chegou ao segundo ano de carreira foi o C-Real, nome criado pela união das iniciais das integrantes Chemi, ReDee, Effie, Ann J e Lenny. No começo de 2013, a agência NAP Entertainment anunciou que o as garotas entrariam em um hiato por tempo indeterminado devido ao retorno à escola, quando ReDee e Lenny haviam oficialmente deixado o grupo. O disband ocorreu pouco tempo depois, sem chamar muita atenção.


Chi Chi


CHI CHI (Fonte: Trophy Entertainment – Divulgação)

Chi Chi, acrônimo de “Creative Eletronic House Idols” representa seu estilo musical predominante. A estreia do grupo foi marcada com uma exposição e sua primeira coletiva de imprensa, além disso, o single debut Don’t Play Around, de 18 de março de 2011, contou com a participação do ator Lee Jong-Suk.

Semi, AZi, Boreum, Sui e Shine também fizeram seu debut no Japão, em 2012, onde foram bem recebidas. O disband foi anunciado em outubro de 2013 nas redes sociais da Trophy Entertainment – algo que os fãs já desconfiavam, por conta da inatividade no Twitter e falta do nome do grupo no perfil das integrantes.

Fontes: (1); (2); (3); (4); (5); (6); (7); (8); (9); (10); (11); (12)
Não retirar sem os devidos créditos.