loader image

Sua principal fonte de cultura coreana e conteúdo exclusivo sobre KPOP.

Cotidiano Ensino e Educação

Gongbang: conheça a tendência coreana de assistir pessoas estudando

Você deve estar se perguntando: o que significa Gongbang? O conceito é simples: vídeos de alguém estudando em silêncio quase completo por horas e compartilhado para centenas de espectadores nas redes sociais. Este conceito de certa forma não é tão inovador, pois, pertence ao mesmo nicho que o mukbang (먹방) ou transmissão de pessoas comendo que, de acordo com jornais como o The Guardian, existe de forma mais notória desde 2018. Porém, devido a situação mundial atual, a sensação de companheirismo que esses vídeos proporcionam para milhares de estudantes presos pela pandemia recentemente fez a popularidade do gongbang aumentar.



O gongbang (공방), ou estude comigo (study with me), é um termo originário na Coreia do Sul. A palavra é uma combinação de gongbu (공부), que significa “estudo”, e bangsong (방송), que se refere à transmissão ao vivo. Colocá-los juntos resulta em gongbang, isto é, transmissão de estudo.

Print do canal The man sitting next to me

Embora seja uma tendência principalmente coreana, ela se espalhou pelo mundo. Muitos dos adeptos confessam que começaram a gravar e assistir vídeos desse tipo porque o sentimento e a pressão de estarem sendo observados os faziam focar, outros como uma forma de mostrar aos pais que estavam se dedicando aos estudos (como o South China Morning Post indica como início da tendência). Os alunos sul-coreanos geralmente estudam horas a fio se preparando para os exames, então não é surpresa que essa tendência tenha se originado lá.

Outro motivo pelo qual esses vídeos são populares é o uso de técnicas de estudo eficazes pelos streamers. Uma dessas técnicas é a de Pomodoro, um método de gerenciamento de tempo desenvolvido por Francesco Cirillo no final dos anos 1980. Com essa técnica, os alunos dividem seus períodos de estudo e incorporam curtos períodos de descanso entre eles. Os streamers leem, fazem anotações, pesquisas e exercícios on-line diante das câmeras. A ideia é fazer com que os espectadores estudem junto, criando uma comunidade on-line que funcione como um grupo de estudos virtual.

Hoje em dia, além dos pioneiros na Coreia do Sul, existem criadores de vídeos no Reino Unido, Cingapura e até na Argentina. Em alguns vídeos há uma certa tendência ao ASMR, como o som das páginas virando, lápis em papel, som da chuva e músicas relaxantes. Todas as características e adições que mantêm o foco e a motivação e criam uma atmosfera relaxante, o que é um luxo para a maioria dos alunos on-line. Os locais dos vídeos às vezes variam, podendo ser em casa ou até mesmo em bibliotecas. Alguns streamers mostram o rosto na transmissão, outros apenas as anotações e materiais de aula.

Print do canal Nojambot

Embora esta tendência tenha começado muito antes da pandemia acontecer, ganhou mais popularidade no ano passado à medida que os alunos procuravam formas diferentes de se sentirem acompanhados e motivados durante a pandemia. Uma pandemia que, além da Covid-19, envolve solidão, opressão e procrastinação. Alguns alunos que encontram conforto e produtividade em estudar dessa forma disseram que puderam encontrar vídeos em ambientes que sentiam falta, ou que correspondiam ao que estavam estudando.

Confira um video recente da TheStrive Studies, uma estudante de medicina que possui um dos canais de gongbang mais famosos e veja como funciona na prática. Um dos vídeos mais vistos desse canal possui mais de 7,3 milhões de visualizações e foi publicado em 2017.

Fontes: (1), (2), (3), (4), (5), (6)
Imagens: The man sitting next to me, TheStrive Studies, Nojambot (reprodução)
Não retirar sem os devidos créditos.

Lahissa Pereira

Estudante de Relações Internacionais e Jornalismo, amante da Hallyu e a louca dos shows.

5 K-Dramas com Park Seo Joon Round 6: Conheça a carreira do ator Lee Jungjae Idols de K-POP que já se vacinaram contra COVID-19 5 K-Dramas com Lee Dong Wook para você conferir Idols de K-POP trainees desde crianças