loader image

Sua principal fonte de cultura coreana e conteúdo exclusivo sobre KPOP.

K-drama Língua TV Webtoon

Navillera, a delicada beleza de um sonho

Para alguns, o primeiro contato com a palavra “Navillera” aconteceu em 2016, quando o GFriend lançou um single com este nome para divulgar o seu álbum de estúdio, LOL. Para outros, “Navillera” é apenas o título de um drama lançado pela Netflix em março deste ano e que é homônimo ao webtoon em que é baseado. Porém, a origem desta expressão é mais antiga que todas as referências citadas.

[LEIA MAIS] [K-DRAMA] “Navillera” quebra padrões e promete emocionar



Créditos: www.moonrok.com

Apesar de parecer oriunda de uma língua de origem latina, “Navillera” é nativamente coreana (sua grafia original em hangul é 나빌레라) e foi muito utilizada durante a Dinastia Joseon para descrever uma beleza delicada e sutil, principalmente quando se falava de danças. “Belo como uma borboleta” ou apenas “como uma borboleta” são entendimentos válidos para o termo, já que 나비 significa “borboleta” e “레라” pode ser traduzido como “algo que possui beleza”.

Antes de ser nome de música ou título de drama, em meados da década de 1930, “Navillera” foi usada em um poema famoso da literatura moderna coreana chamado Seungmoo (em hangul, 승무), de Cho Chi-hun (1920-1968). É possível ler sua versão completa em inglês no livro Modern Korean Poetry (1994, Jain Publishing Company), de Kim Jaihiun, mas segue abaixo o trecho original e sua tradução em português:

얇은 사(紗) 하이얀 고깔은 고이 접어서 나빌레라


Dobrado delicadamente para dar forma, o capuz de fina gaze branca ondula suavemente.

Tendo o conceito de “Navillera” claro em mente, fica fácil entender o porquê de sua escolha como título do drama. A série trata de sonhos, um tema que já é, em sua essência, delicado. Ao usar a beleza que o ballet clássico carrega como pano de fundo e ponto de união entre as narrativas dos personagens Shim DeokChul, interpretado por Park In Hwan, e Lee ChaeRok, papel de Song Kang, o enredo incorpora perfeitamente o significado de “como uma borboleta”.

A série ainda não está completa na plataforma de streaming, mas já é uma aula sobre como nunca é tarde para se realizar um sonho e sobre como a experiência do outro pode abrir os olhos para uma realidade, até então, nunca imaginada.

Fontes: (1), (2), (3), (4)
Não retirar sem os devidos créditos.

Leticia Gonçalves

Paulistana que sempre quis ser jornalista. Apaixonada por flores, chás, teorias conspiratórias e não usa salto alto. Tem cara de brava, mas adora bater papo. Você disse Stray Kids?

7 K-dramas para assistir no friozinho K-Dramas e Filmes com Gong Yoo para você conferir 5 K-Dramas com Park Seo Joon Round 6: Conheça a carreira do ator Lee Jungjae Idols de K-POP que já se vacinaram contra COVID-19