loader image

Sua principal fonte de cultura coreana e conteúdo exclusivo sobre KPOP.

Cultura História Sociedade

Relíquias da Dinastia Joseon são encontradas durante revitalização da Praça Gwanghwamun

A Praça Gwanghwamun, no centro de Seul, já foi cenário para icônicas cenas de K-dramas, entre eles Memórias de Alhambra e O Rei Eterno. A praça que se encontra localizada entre as pistas principais da cidade de Sejong e faz ligação com o palácio Gyeongbokgung, está sendo transformada em um novo espaço que quase quadruplicará a área atual. 



Após consulta aos cidadãos e agências governamentais, o plano finalizado denominado “Deep Surface”, prevê que as atuais dez pistas sejam reconstruídas em uma estrada de sete a nove faixas, antes, o tráfego viajava para o norte ao longo do lado leste da praça e para o sul ao longo do lado oeste, mas o novo design acomodará ambas as direções no lado leste. 

Em 6 de março, a estrada que circunda a Praça Gwanghwamun foi parcialmente fechada para o início das obras de revitalização do espaço. Essa é uma iniciativa do Governo da cidade de Seul em conjunto com a Agência de Patrimônio Nacional para redesenhar a praça para pedestres no coração da capital.

Também foi divulgado o projeto para construção de um complexo ambiente subterrâneo, abaixo da atual praça, que além de facilitar o acesso a cinco diferentes linhas de metrô e trem, também prevê a edificação de salas para concertos e exposições voltados para apreciação da cultura, revelando o objetivo da prefeitura de otimizar o espaço.

Uma nova praça também será construída em frente ao portão Gwanghwamun, na entrada principal do antigo palácio real Gyeongbok. Ao todo, a nova praça cobrirá cerca de 69.000 metros quadrados, ou 3,7 vezes mais do que a área atual, disse um representante do governo da cidade de Seul.

As medidas de revitalização visam remover as cores cinzas da praça e transformá-la em um centro verde ecológico com mais de 100 espécies de árvores e flores, também almeja retomar o valor histórico que o espaço tinha antes das mudanças realizadas no trecho devido a anexação da Coreia pelo Japão e durante a Guerra da Coreia. 

[LEIA MAIS] Vozes da rebelião: o surgimento do Dia do Movimento pela Independência coreana

As obras foram planejadas para que trabalhos de escavação fossem realizados ao longo de toda a praça com o intuito de preservar possíveis achados históricos. Durante as escavações foram encontradas relíquias da Dinastia Joseon – que durou entre 1392 a 1910 – incluindo hidrovias, estereótipos, fragmentos de porcelana e telhas, direcionando mais atenção ao projeto.

No total, o plano para renovar a Praça Gwanghwamun custará 104 bilhões de won ($ 92,4 milhões), dos quais 66,9 bilhões de won serão cobertos pela prefeitura e o restante será arcado pela Agência de Patrimônio Nacional. Essa é uma medida que pretende devolver cerca de 600 anos de história de Seul ao povo e tornar a área mais amigável aos pedestres e visitantes.

No dia 27 de abril, o atual prefeito de Seul, Oh Se-hoon, afirmou que continuará com a expansão da praça, que teve início na administração anterior, apesar da oposição de alguns cidadãos e residentes preocupados com as mudanças no tráfego e aumento de congestionamento, mesmo após o término das obras. O prefeito se comprometeu a minimizar os problemas, compensar as deficiências e, acima de tudo, não desperdiçar os impostos, respeitando a continuidade administrativa.

O conteúdo da página está sujeito a atualizações de acordo com a divulgação de novas informações.

Fontes: (1), (2), (3), (4), (5), (6), (7)
Imagens: Yonhap e Reprodução
Não retirar sem os devidos créditos.

Vitória Chaves

Brasiliense de 23 anos e apaixonada pela Coreia do Sul. Gosto de pesquisar, entender e compartilhar. Levemente obcecada por K-pop e K-dramas e ainda descobrindo o que me motiva a fazer um bom trabalho, onde quer que seja.

5 Dramas com Kim Seonho Porque Idols de KPOP debutam no Japão? 8 apresentações icônicas do KPOP Saúde Mental: 6 Idols de K-POP que já falaram sobre o assunto O que é um center no K-POP?