kimchi-coréia
Culinária Receitas

Saiba porque o kimchi é tão popular na Coreia do Sul

O kimchi é um prato tradicionalmente coreano, mas também muito popular mundialmente. Para ser feito, ele passa por um processo de fermentação natural e possui ingredientes marcantes. A tradição de produção e conservação do prato é chamada “kimjang”.



Na cultura coreana o kimchi é consumido em quase todas as refeições, podendo ser servido como prato principal ou um acompanhamento. Existem diversos tipos de receitas para o kimchi, porém a mais conhecida é a feita com acelga.

Este prato tipicamente coreano e muito consumido no país leva as pessoas que tem uma visão externa da Coreia a se questionar quais são os motivos para o consumo de kimchi ser tão intenso. Um deles está ligado aos benefícios que ele traz para a saúde.


Os benefícios do kimchi

O kimchi é muito saudável, pois fornece vitaminas essenciais para um ser humano por ser rico em probióticos (bactérias benéficas para o trato digestivo) e fibras, já que é feito de vegetais folhosos como repolho e acelga.

Outro motivo, também relacionado com a saúde, seria o potencial de fortalecer o sistema imunológico e baixar os níveis de colesterol, motivado pela forte presença de alho nas receitas de kimchi.

Além disso, coreanos acreditam ainda que o prato sirva para melhorar o sistema digestivo, perder peso, curar ressacas, prevenir o envelhecimento e até o câncer, por conta dos diversos nutrientes presentes em ingredientes como cebola, gengibre e pimentão.

Porém o kimchi não é apenas bom para a saúde, mas também combina com diversos pratos da culinária coreana. Além de ser uma tradição do país, este alimento tem baixo custo e ajuda a economia coreana, pois todos os ingredientes podem ser encontrados com facilidade em pequenos e em grandes estabelecimentos.


Como fazer kimchi caseiro

A KoreaIN fez um vídeo no Instagram ensinando uma forma simples de fazer kimchi caseiro. A receita também pode ser vegana trocando apenas alguns ingredientes.

Confira o vídeo:

Ingredientes:

– Uma acelga
– 3 colheres de sal
– Uma cenoura
– Um nabo
– Cebolinha
– 2 xícaras de água
– 3 colheres de açúcar
– 1 xícara de farinha de arroz glutinoso
– 5 dentes de alho
– Um pedaço pequeno de gengibre
– Uma cebola
– Uma pera
– 1 xícara de pimenta coreana em pó
– 1/2 xícara de molho de peixe*
– 2 colheres de shoyu

* Substituir por shoyu ou caldo de legumes na versão vegana.

Modo de preparo:
– Corte a acelga em quatro pedaços grandes e depois fatie em pedaços pequenos.
– Depois de cortada, lave bem e escorra toda a água.
– Jogue o sal sobre a acelga e misture bem para que fique homogêneo em todas as folhas. Em seguida, reserve por 3 horas.
– Corte a cenoura, o nabo e a cebolinha em tiras finas.
– Em um recipiente separado, misture as duas xícaras de água quente, as 3 colheres de açúcar e a xícara de farinha de arroz glutinoso e misture até formar um mingau. Você pode substituir o mingau por duas xícaras de arroz cozido com um pouco de água.
– No liquidificador, bata os dentes de alho, o gengibre, a cebola, a pera, a pimenta coreana, o molho de peixe (ou shoyu ou caldo de legumes, caso queira fazer a versão vegana), as duas colheres de shoyu e o mingau de arroz ou arroz cozido. O mingau ou arroz deve estar frio para este processo.
– Após o período de 3 horas, lave a acelga 3 ou 4 vezes para retirar bem o sal das folhas.
– Em uma vasilha maior, coloque a acelga, os vegetais e o molho e misture bem. É recomendado usar uma luva para conseguir incorporar bem o molho nos vegetais.
– Guarde o kimchi em um pote fechado e aperte bem para que ele fermente melhor.

Raquel Athaide
Fontes: (1), (2), (3)
Imagens: Reprodução
Não retirar sem os devidos créditos.


Raquel Athaide

Estudante de jornalismo e apaixonada por escrever sobre cultura, música e entretenimento.

Você também pode gostar...