loader image

Sua principal fonte de cultura coreana e conteúdo exclusivo sobre KPOP.

Internet

Como a empresa coreana Naver se tornou um conglomerado multimilionário

Lançada em 1999, o Naver foi o primeiro portal sul-coreano a usar seu próprio motor de busca. Ao longo dos mais de 20 anos de sua história, o chamado “Google coreano” conquistou um grande espaço no mercado e usuários no mundo inteiro. Conheça um pouco mais sobre história da plataforma e seus planos de expansão. 



O início

A história da plataforma Naver começa na Samsung. Em 1997, foi criada uma start-up dentro da Samsung SDS, o setor de TI do Grupo Samsung

Atualmente, o Naver tem seu próprio nome e história de expansão. Dominando não somente o mercado de notícias na mídia, como também todos os grandes setores de negócios digitais. Enquanto a Samsung é o maior conglomerado da Coreia do Sul, controlando uma enorme parcela de negócios offline, o Naver é visto como o equivalente on-line da Samsung, lucrando cada vez mais com suas plataformas digitais, seja em anúncios, blogs, webtoons ou vídeos. 



“Google coreano” e investimentos no Japão 

Em 1999, o Naver foi oficialmente lançado pela Naver Corporation, e apesar de ser usado majoritariamente na Coreia do Sul, sua popularidade tem crescido em países do leste asiático, tornando-se a quinta plataforma de buscas mais usada no mundo. 

Em 2000, o Naver deu seus primeiros passos em direção ao Japão e investiu em uma versão japonesa de seu portal de notícias, mas tanto o portal quanto a ferramenta de buscas não fizeram sucesso na época, já que diferiam muito do formato que os japoneses já estavam acostumados. Porém, agora que conta com investimentos internacional e aprendeu com os erros no Japão, a Corporação Naver é dona de 50% da A Holdings, uma associação entre o Naver e a empresa SoftBank, que controla o Yahoo do Japão. 



Expansão e estratégias

Para cada região, o Naver fará investimentos em diferentes áreas, assim, na Europa, a empresa planeja investir em plataformas de revendas locais, como o Wallapop da Espanha e o Vestiaire Collective da França. 

Por ainda ser uma empresa pouco conhecida na Europa, optou-se por fazer investimentos em plataformas locais e dominantes, para que futuramente o Naver possa incorporar suas tecnologias a elas. Além disso, o Vestiaire Collective é uma plataforma francesa que funciona como um brechó online, com roupas de todos os tipos, até mesmo marcas famosas. O Naver está apostando nesse setor porque, além do mercado de revendas estar em ascensão, é uma das poucas áreas em que grandes empresas como o Google e Amazon não têm investimentos. 

Já na América do Norte, o investimento será em webtoons e outras áreas de entretenimento, além da compra da plataforma Wattpad por 600 milhões de dólares. Visando principalmente o mercado dos Estados Unidos, o Naver tornou sua subsidiária americana como setor principal para lidar com webtoons.

Além disso, em parceria com a HYBE, o Naver transferiu a unidade responsável pelo V LIVE para a agência subsidiária beNX (atual WEVERSE COMPANY) e investiu mais de 320 milhões de dólares na beNX, e juntos planejam criar uma nova plataforma para fãs do mundo inteiro, integrando usuários do Weverse e V LIVE.

Para o mercado asiático, o Naver conta principalmente com o LINE, aplicativo de mensagens, para facilitar serviços comerciais e financeiros, não somente mensagens particulares. Um exemplo dessa expansão é o Smart Store, que consiste em um shopping online focado na venda de produtos de pequenos comerciantes, e estará disponível no Yahoo do Japão, LINE e no Yahoo Shopping. O serviço ainda será utilizado em Taiwan e na Tailândia, onde o LINE é muito popular. 

Personagens do Line Friends.
Fonte: SnackFever (reprodução)

Fontes: (1), (2), (3), (4), (5
Fontes imagens: Naver Corp site; SnackFever – reprodução.
Não retirar sem os devidos créditos.

Naomi Shiroma

Paulistana apaixonada por idiomas, livros e música.

Performances do KPOP que usam a Língua de Sinais GIRLS PLANET 999: Conheça o novo survival show da Mnet 5 Dramas com Kim Seonho Porque Idols de KPOP debutam no Japão? 8 apresentações icônicas do KPOP