Sua principal fonte de cultura coreana e conteúdo exclusivo sobre KPOP.

Cinema

Longa “A Mulher que Fugiu” de Hong Sang-soo estreia no Brasil em dezembro

O aclamado longa-metragem dirigido, escrito e produzido por Hong Sang-soo, A Mulher que Fugiu, irá estrear oficialmente nas salas de cinema brasileiras em 16 de dezembro. Após o adiamento inicial, a Pandora Filmes traz aos cinéfilos e admiradores do estilo de Hong mais uma de suas obras elogiadas.

A Mulher que Fugiu é um filme dividido em três partes. Tratando-se das amizades de Gam-hee (vivida por Kim Min-hee), uma florista que após cinco anos de casamento aproveita uma viagem de negócios do marido para visitar algumas amigas. São diálogos cotidianos sobre o dia-a-dia, uma característica estilística dos filmes mais “slice of life” escritos e dirigidos por Hong Sang-soo.

Pôster oficial do filme “A Mulher que Fugiu”. (Crédito: Divulgação).

No processo é possível se refletir sobre o cotidiano e as coincidências. Durante toda a trama, Gam-hee vê seus planos e interações interrompidas por homens. Assim como seu marido vinha fazendo nos últimos cinco anos de um feliz casamento. O último encontro é inesperado e motivado por uma situação em comum no passado.

Após três produções noir, Hong Sang-soo volta a trabalhar em um filme colorido, fazendo ao máximo o uso das cores e closes disponibilizados pela natureza. Tudo isso enquanto acompanha a atuação de sua musa Kim Min-hee, além das atrizes Song Seon-mi, Seo Young-hwa, Kim Sae-byeok e Lee Eun-mi.

Durante a coletiva de imprensa do Festival de Berlim de 2020, Hong declarou:

“A vida, assim como a existência, sempre superam qualquer generalização. Portanto, quando estou fazendo um filme, tento afastar todos os tipos de generalizações, todo o tipo de técnica, todo o tipo de expectativa sobre alguns tipos de efeitos e apenas acreditar que o que vier será o melhor.”

O filme saiu do festival com o Urso de Prata de “Melhor Direção”. Também recebeu condecorações como a menção especial no Festival de San Sebastian e Melhor Filme do Ano da Associação de Críticos de Cinema da Coreia.

Imagens: Divulgação
Não retirar sem os devidos créditos.

Tags relacionadas:

  • Bárbara Contiero

    Maria-cafeína. Tenho mais livros do que amigos. Minhas roupas são 70% de brechós. Epik High me mantém acordada de manhã.

    K-Dramas para assistir depois de Again My Life Os perfumes dos membros do BTS Idols de K-POP parte da comunidade LGBTQIA+ 5 K-dramas com Park Jinyoung (GOT7) Curiosidades sobre o BL Kinnporsche The Series