Sua principal fonte de cultura coreana e conteúdo exclusivo sobre KPOP.

Cultura Turismo

Itinerário sul-coreano: 6 lugares na Coreia do Sul que você precisa conhecer

Viajar para a Coreia do Sul é sonho de muitos fãs de k-pop, k-dramas e da cultura coreana como um todo. Ir para o outro lado do mundo, comer comida coreana, andar nos lugares que seus artistas favoritos passaram e ter contato com o idioma no dia a dia pode realmente ser uma experiência única.

Mas quando falamos de Coreia do Sul, nós pensamos mais na capital Seul e acabamos esquecendo outros cantos incríveis. Porém, não podemos deixar de lado todas as outras cidades e atrações maravilhosas que esse país tem a oferecer.

A KoreaIN já apresentou 6 lugares para visitar na Coreia do Sul, agora vamos falar sobre mais 6 lugares na Coreia do Sul que você precisa conhecer, seja para pesquisar mais, ou para colocar no itinerário da sua viagem dos sonhos. Vamos lá?

1. Seul

Créditos: CNN

Inevitavelmente, a primeira cidade da lista é Seul. No nosso primeiro artigo deixamos Seul de fora, mas, desta vez, decidimos falar mais sobre porque esta cidade é tão especial. Afinal, não tem jeito, se você quer conhecer a Coreia do Sul, precisa passar por Seul. A capital, que fica na região Noroeste do país, é uma cidade incrível, principalmente para quem quer ter contato com o lado mais moderno e popular da cultura coreana.

Fazer compras em Myeongdong, passear pelas lojas de grife de Gangnam, curtir os restaurantes de Itaewon e a vida noturna de Hongdae devem fazer parte do itinerário de quem gosta da empolgação da metrópole. E, claro, todo fã de k-pop pode aproveitar e comprar álbuns e mechandising dos idols favoritos e até, quem sabe, assistir um show ou programa musical com eles.

Se preferir o lado mais tradicional, Seul também tem. A capital é lar de palácios famosos, como o Palácio de Gyeongbokgung (o primeiro da Dinastia Joseon) e o Palácio de Changdeokgung. A Aldeia Hanok de Bukchon, o Memorial de Guerra e o Parque Nacional são outras atrações para quem gosta de história.

2. Gyeongju

Créditos: Touropia

Para sair do moderno e mergulhar profundamente na história sul-coreana, Gyeongju é o melhor lugar. A cidade, que fica na Costa Leste da península, próxima de Busan, teve grande importância na formação do país. Afinal, era a antiga capital do reino de Silla, um dos 3 reinos presentes na península (junto com Goguryeo e Baekje) na antiguidade.

Apesar de muitas guerras e mudanças de território entre os reinos, Gyeongju foi a capital de Silla entre 57 a.C e 935 d.C. Séculos se passaram e as marcas da história podem ser vistas nas ruas da cidade. Não é à toa que Gyeongju é comumente chamada de “museu sem paredes”. A cidade, inclusive, está na lista de patrimônios culturais da UNESCO.

O Palácio Donggung e a Lagoa Wolji já foram parte da residência do Rei Munmu, em 674 d.C. A lagoa, construída artificialmente, tinha sido abandonada após o fim do reinado, mas foi então reconstruída em 1974. Durante o processo, muitas relíquias foram escavadas e estão agora em exposição.

Outros lugares históricos de Gyeongju incluem: o complexo do templo budista Bulguksa, a gruta Seokguram, o observatório astrológico do século VII Cheomseongdae, o pavilhão Poseokjeongji da antiga vila real de Silla, as atividades do templo Golgulsa onde os guardas de Silla treinavam e muitos outros.

3. Panmunjom (DMZ)

Créditos: Korea Tourism Organization

A história da Coreia não é feita somente de reinos e templos antigos. Mas é também de história recente, de guerra e de divisão. O lugar que melhor simboliza isto é a Zona Desmilitarizada da Coreia, também conhecia pela sigla DMZ. E Panmunjom, na ponta Oeste, é o lugar onde civis podem se aproximar e cruzar a fronteira.

Enquanto toda a fronteira é considerada Zona Desmilitarizada da Coreia, ela não é toda de fácil acesso. Apesar da relativa tranquilidade até hoje, a fronteira que divide a península ainda é uma área delicada. A Joint Security Area (JSA), ou “Área de Segurança Conjunta”, que fica em Panmunjom, é o único lugar que permite a visitação de civis. É também onde o tratado de cessar fogo foi assinado.

A verdade é que, embora não seja o lugar mais alegre da Coreia, é um local com imensa importância histórica e que tem o seu valor. Hoje em dia, JSA é um destino turístico, com museus e estruturas que contam o passado e ajudam a entender a dinâmica entre os dois países coreanos.

4. Pyeongchang

Créditos: Escapism Magazine

A Coreia do Sul tem todo tipo de clima. Se em Jeju o calor tropical está mais presente, em Pyeongchang, o frio torna o local perfeito para esportes radicais na neve. Não é à toa que foi escolhido como cede para as Olimpíadas e Paralimpíadas de Inverno de 2018.

Pyeongchang é um condado da província de Gangwon. Geograficamente, ele fica no meio da área ao Nordeste da Coreia do Sul. A região, assim como toda a Costa Leste da península, é marcada pelas montanhas Taebaek, com altura média de 1 km.

É por causa dessas montanhas que Pyeongchang tem um clima frio, com inverno que perdura por vários meses e muita neve. Fazer trilhas nas montanhas, aprender a andar de ski e fazer outros esportes típicos de inverno estão entre as principais atrações do local. Mas a região ainda conta com centros culturais e templos, como Jeonggangwon e Woljeongsa.

5. Jinhae

Créditos: Visit Korea

Muita gente conhece a fama das flores de cerejeira no Japão. Mas você sabia que o espetáculo do desabrochar dessas flores também acontece na Coreia do Sul? Pois saiba que um dos melhores lugares na Coreia para experimentar esse fenômeno é em Jinhae.

O distrito de Jinhae fica na cidade de Changwon, no Sudeste da península, logo ao lado de Busan. É um lugar simples, mas bem charmoso, que fica ainda mais especial durante a época do desabrochar das flores de cerejeira (em torno de março e abril).

Em Jinhae essas árvores estão em todo lugar, formando corredores nas ruas, rios e trilhos de trem. Por causa disso, tem até um festival que acontece para aproveitar o cenário, chamado de Gunhangje. Iluminação especial, fogos de artifício e uma parada para reencenar a vitória da Guerra de Imjin fazem parte dessa verdadeira festa em Jinhae.

6. Jeonju

Créditos: Korea Tourism Organization

Para quem gosta de festivais e, principalmente, comida boa, o lugar na Coreia do Sul que precisa conhecer é Jeonju. Claro que em todo o país dá para encontrar pratos maravilhoso e festivais divertidos, mas em Jeonju a escala é ainda maior. A cidade até recebeu o título de “Cidade da Gastronomia” pela UNESCO.

Jeonju é a capital da província de Jeolla Norte, que fica do lado Oeste do país. A cidade foi berço de pratos típicos da culinária coreana, como o Bibimbap, e por isso tem relevância na história da gastronomia do país.

A força da cultura de Jeonju passa pela comida e também pela arquitetura. É na cidade que está a Jeonju Hanok Village, a maior vila de construções tradicionais do país, com mais de 800 casas. Jeonju é o lugar ideal para alugar um hanbok, caminhar pelas ruas antigas e experimentar a comida tradicional coreana ao estilo mais caseiro e assim ter uma experiência imersiva na cultura local.

Quando comparamos a Coreia do Sul com o Brasil ela parece minúscula, mas a verdade é que o país tem muito a oferecer. Das grandes metrópoles à calmaria do interior, da modernidade aos locais históricos, das montanhas às praias e da comida tradicional até a cultura popular.

Esta lista é apenas uma pequena amostra de como a Coreia do Sul é repleta de lugares incríveis para conhecer, seja para aprender e se encantar com as curiosidades, seja para acrescentar no itinerário de viagem. E você, qual destas cidades ficou com mais vontade de conhecer? Tem alguma outra que não está aqui mas também acha interessante? Conta para a gente!

Fonte: (1), (2), (3), (4), (5), (6), (7), (8), (9), (10), (11), (12), (13), (14), (15)
Imagens: Korea Tourism Organization, Visit Korea, CNN, Touropia, Escapism Magazine (reprodução)
Não retirar sem os devidos créditos.

Tags relacionadas:

  • Paula Bastos Araripe

    Jornalista carioca que tem o k-pop como trilha sonora da vida. Multistan incorrigível, defensora de grupos (injustamente) desconhecidos e nostálgica da segunda geração do k-pop. Highlight (Beast) tem certificado vitalício como meu grupo ultimate.

    6 k-dramas com casais “friends to lovers” Jogadores brasileiros em times de futebol asiáticos 6 K-Dramas com Kim Ji-hoon K-Dramas e filmes com Lee Hyun Woo 5 K-Dramas com Choi Hyun-wook