Sua principal fonte de cultura coreana e conteúdo exclusivo sobre KPOP.

Sociedade

Plataformas de streaming estrangeiras encontram dificuldade para conquistar espaço na Coreia do Sul

O uso de plataformas de streaming vêm se tornando cada dia comum, principalmente após a pandemia. Com o crescimento, o consumidor encontra uma variedade de opções como Netflix, Spotify, Apple Music, Disney+, HBO Max, Amazon Prime, entre outras.

Porém, esses novos serviços derivados de gigantes conhecidos, como a Apple, estão enfrentando dificuldades para encontrar seu próprio espaço no mercado sul-coreano, perdendo para plataformas do país.

Em uma comparação de uso dos streamings, a Netflix e Disney+ são os únicos mencionados na parte televisiva, junto a serviços coreanos como Wavve, Tving e Coupang. Outros, como a Apple TV, nem aparecem na lista.

Já na parte musical, Spotify e YouTube Music são os únicos serviços não-coreanos que aparecem nos rankings, atrás do Melon e do Genie, e junto a plataformas como FLO, Bugs, VIBE e Kakao Music.

De acordo com especialistas, isso acontece pela falta de interesse do público sul-coreano em conteúdos estrangeiros, assim como a valorização e o hábito de consumo de produções nacionais.

Sendo assim, quanto menos opções coreanas a plataforma oferecer, mais difícil um habitante do país assiná-la. Com isso, as marcas estão em uma nova corrida para a produção de conteúdos asiáticos, com o intuito de alavancar seus nomes neste mercado.

A Disney+ adicionou recentemente em seu catálogo os k-dramas Snowdrop e Rookie Cops, enquanto a Apple TV anunciou o lançamento de Pachinko.

Fonte: (1)
Imagem: reprodução.
Não retirar sem os devidos créditos.

Tags relacionadas:

  • Thainá Doble

    Estudante de Rádio e TV, apaixonada por mundo pop, música, entretenimento, culturas novas (e Monsta X).

    K-Dramas para assistir depois de Again My Life Os perfumes dos membros do BTS Idols de K-POP parte da comunidade LGBTQIA+ 5 K-dramas com Park Jinyoung (GOT7) Curiosidades sobre o BL Kinnporsche The Series