Sua principal fonte de cultura coreana e conteúdo exclusivo sobre KPOP.

Saúde

Coreia do Sul iniciará 4ª dose de vacina para controlar surtos de COVID-19 em asilos

A Coreia do Sul iniciará neste mês uma 4ª dose de vacina para indivíduos imunocomprometidos e residentes de asilos e outras instituições de cuidados prolongados. A Novavax será oferecida para aqueles que ainda não se vacinaram e todos que apresentaram reações adversas às outras vacinas.

A Agência Coreana de Controle e Prevenção de Doenças anunciou nesta segunda (14) que uma 4ª dose de vacina de mRNA – ou seja, as da Pfizer ou da Moderna – deverá ser aplicada em um intervalo mínimo de 90 ou 120 dias desde a 3ª dose.

Estimativas apontam que 1.8 milhões de pessoas estejam nas categorias consideradas aptas para receber a dose de reforço. Destes, 1.3 milhões são de indivíduos imunocomprometidos e cerca de 500 mil são residentes e funcionários de asilos pelo país. A 3ª dose para estes grupos foi liberada desde novembro de 2021.

De acordo com o Dr. Kim Woo-joo, especialistas em doenças infecciosas, os pacientes imunocomprometidos podem não produzir uma resposta satisfatória mesmo após a 3ª dose. Por isso, uma 4ª possa ser necessária para aumentar a proteção. Ele complementa: “As evidências para saber se a 4ª dose é necssária para a população geral, ou até mesmo para adultos que não são imunocomprometidos, ainda são escarças“.

Já o Dr. Jung Jae-hun, que analisa os fatores risco-benefício da vacinação, diz que nenhuma pesquisa sobre a 4ª dose foi feita, mas a maioria dos especialistas concorda em dar mais uma dose do imunizante para moradores de asilos.

Outro ponto que está em discussão é uma 3ª dose para os menores de 18 anos. Dr. Jung informou que as autoridades ainda estão vendo esta possibilidade e que, por enquanto, apenas estudantes que finalizaram o Ensino Médio e estão entrando na universidade estão aptos para receber a 3ª dose.

Com o aumento dos casos de ômicron no país, a Coreia já está há cinco dias registrando mais de 50 mil novos casos de COVID-19. Os testes de PCR agora estão limitados apenas para maiores de 60 anos, para aqueles que moram na mesma residência que alguém que tenha testado positivo e para quem teve resultado positivo no teste de antígeno.

Son Young-rae, porta-voz do Ministério da Saúde, informou nesta segunda que as estimativas preveem um aumento do número de mortes e internações a partir desta semana. Na última quinta (10), o governo já havia determinado que pacientes com sintomas leves e moderados fossem tratados em casa para diminuir a demanda dos hospitais e não sobrecarregar o sistema de saúde.

Porém, diversos surtos de contágio em asilos estão sendo identificados, o que pode gerar um aumento das internações. De acordo com o relatório divulgado no sábado (12), 48 surtos já foram registrados pelos asilos do país.

O número de pacientes em tratamento em casa bateu o número recorde de 214.800 no domingo (13). A nova atualização dos protocolos de saúde divulgada no dia 9 de fevereiro agora exige que os pacientes se isolem por sete dias após o diagnóstico positivo no teste PCR independente de terem recebido a vacina ou não.

Fonte: (1)
Imagem: AP
Não retirar sem os devidos créditos.

Greyce Oliveira

Cearense de Fortaleza, é metade uma humana normal professora de Inglês e metade ELF(a) precisando (talvez) de tratamento para parar de falar no Super Junior toda hora.

Curiosidades do BL coreano Cherry Blossoms After Winter Idols de K-Pop que possuem tatuagens 7 K-Dramas com Ahn Hyo Seop Motivos para assistir o K-Drama Twenty-Five Twenty-One Curiosidades sobre o K-drama BL Semantic Error