Sua principal fonte de cultura coreana e conteúdo exclusivo sobre KPOP.

Ensino e Educação

O que é e como funciona o GKS, programa que dá bolsas para estudar na Coreia do Sul

Atualmente, a sigla GKS tem ficado muito popular entre os amantes da cultura coreana, mas você sabe o que ela quer dizer? Sigla dada para Global Korea Scholarships, o GKS é um programa oficial do governo coreano para bolsas de estudos em universidades de todo o país – desde as mais famosas até as mais remotas. Isso dá oportunidade para pessoas do mundo todo estudarem na Coreia do Sul.

Conheça a seguir mais detalhes sobre o GKS e como aplicar para a bolsa.


As modalidades

GKS-U: a modalidade que representa a graduação e tem as inscrições abertas anualmente no mês de outubro, com resultados em janeiro.

GKS-G: modalidade que representa a pós-graduação, mestrado, doutorado ou bolsa de pesquisas. É aberto anualmente em dezembro e tem o resultado divulgado em março.

Os tipos de candidatura

Embassy Track: Os próprios candidatos mandam seus documentos para a embaixada coreana no Brasil. Nesta candidatura, é possível aplicar para até três Universidades, podendo escolher duas na região de Seul e uma no interior.

University Track: Nesta categoria, os candidatos aplicam diretamente na universidade almejada, podendo escolher apenas uma para a aplicação. Geralmente, há cerca de quatro vagas para o Brasil, sendo uma reservada para descendentes de coreanos.

A duração do programa

O estudante poderá estudar na Coreia do Sul por até cinco anos, com direito a alojamento, curso de coreano por um ano (se necessário), e até mesmo uma ajuda de custo mensal para conseguir se manter no país enquanto cursa. Mas para conseguir entrar neste programa de bolsas há algumas coisas que você precisa saber. E é isso que iremos falar agora.

Os requisitos

Como sabemos, a Coreia preza muito pela educação e aqui não seria diferente. Há uma nota de corte para a aplicação, a qual equivale à 80% de aproveitamento de todo o seu ensino médio (para o GKS-U) ou curso universitário (GKS-G). Caso você não atinja esse percentual, não poderá concorrer a vaga. A sua nota é a primeira coisa avaliada pela banca de bolsas. Também é exigido no mínimo um certificado de língua estrangeira, podendo ser o TOEIC, TOELF ou IELTS para o inglês, ou o TOPIK para o coreano, e não, não é necessário saber coreano para concorrer à bolsa, pois caso você seja selecionado eles darão um ano de curso de coreano.

A documentação

Ao checar sua nota e ver que está no corte de 80% de aproveitamento, é hora de começar a preparação dos documentos. Você precisará:

  • Formulário do programa preenchido
  • Histórico escolar
  • Certidão de nascimento do candidato e dos pais
  • Prêmios, cursos ou certificados obtidos durante a graduação (opcional)
  • Plano de estudos
  • Carta de apresentação (contando sobre você e porquê quer a bolsa)
  • Carta de recomendação de professores

Todos os documentos devem ser enviados em inglês ou coreano, para isso deve-se fazer a tradução juramentada – que é a tradução dos documentos feita por um tradutor público, que atesta que aquele documento é verídico. Por custar caro, a embaixada aceita as cópias autenticadas como “originais” na hora da aplicação.

Com os documentos prontos, plano de estudos feito e formulário preenchido, você terá que providenciar mais quatro cópias simples caso se aplique pela Embaixada, afinal, eles serão enviados para cada universidade que deseja aplicar, ou seja, haverá quatro envelopes a serem enviados: 3 com cópias simples e 1 com as originais. Depois de enviar, é esperar pelo edital de convocação da embaixada na data prevista, os selecionados na primeira etapa serão convidados para uma entrevista na embaixada ou na universidade.

Após a fase de entrevistas, caso aplicado pela embaixada, quem passar terá seus documentos enviados para as universidades coreanas, que avaliarão e darão o parecer de aceito ou não. Caso aplicado na universidade diretamente, é só esperar o prazo final dado no edital, o qual representa a lista final de bolsistas – ele é disponibilizado no site oficial do GKS. Se selecionado, seu nome aparecerá juntamente com a universidade que aceitou sua aplicação e o curso desejado. Também terá a universidade na qual estudará coreano em seu primeiro ano.

Depois disso é só fazer seu visto, arrumar as malas e partir para a Coreia do Sul estudar o curso de seus sonhos! Incrível, não acha?

Imagem: reprodução
Não retirar sem os devidos créditos.

Tags relacionadas:

  • Curiosidades do BL coreano Cherry Blossoms After Winter Idols de K-Pop que possuem tatuagens 7 K-Dramas com Ahn Hyo Seop Motivos para assistir o K-Drama Twenty-Five Twenty-One Curiosidades sobre o K-drama BL Semantic Error