Sua principal fonte de cultura coreana e conteúdo exclusivo sobre KPOP.

Política

Presidente eleito da Coreia do Sul nomeia líder protestante conservador como conselheiro político

O presidente eleito Yoon Suk-yeol da Coreia do Sul iniciou o processo de transição política nomeando seus conselheiros para assuntos políticos. Três nomes que ocuparão estes cargos foram anunciados na quarta (16): Kang Seok-hoon, Kim Hyun-sook e Jang Seong-min.


Os conselheiros escolhidos por Yoon Suk-yeol: Kang Seok-hoon, Kim Hyun-sook e Jang Seong-min.
Créditos: Yonhap

Kang Seok-hoon é professor universitário da Universidade Sungshin, mesmo cargo da colega Kim Hyun-sook que leciona na Universidade Soongsil. Já Jang Seong-min é um líder protestante e conservador que uma vez prometeu construir uma Jerusalém no leste asiático.

No dia 9 de janeiro, ocorreu a inauguração da Federação Coreana de Igrejas, que reúne igrejas do país. A ocasião contou com declarações que podem ser consideradas polêmicas, como a de Kim Seon-gyu, presidente da Igreja Presbiteriana da Coreia, que defendeu que as igrejas deveriam tornar-se uma para lutar contra o islamismo e a homossexualidade.

Durante sua fala, Jang Seong-min comparou a homossexualidade com a Peste Negra e disse temer que fosse uma infecção sexualmente transmissível que pode destuir o mundo. Além disso, declarou que os pastores que apoiam os direitos LGBTQIA+ serão punidos.

Em suas palavras: “Nestes dias, estive estudando e ouvindo muitos sermões sobre proibir discriminação contra homossexuais e minorias. O quão mortal é a homossexualidade e quantas doenças causa aos humanos. Na Idade Média, a Peste Negra se espalhou e matou centenas de milhares de pessoas. Estamos em frente à um vírus assim. Estamos apoiando este problema em nome dos direitos humanos. Se isto se tornar a expansão de uma infecção sexualmente transmissível que destrua os países do mundo, como aguentaremos este pecado? Mas [os cristãos] não agem. Rezam apenas com palavras. Não consigo entender. Além disso, os pastores que querem viver em um mundo onde a palavra de Deus apoie a homossexualidade deveriam ser punidos“.

Jang também expressou sua vontade de se candidatar à presidência do país e recebeu apoio dos público do evento. Os organizadores do Fórum pediram aos pastores presentes na ocasião fizessem seu melhor para atrair muitos membros da igreja ao evento no qual Jang anunciaria oficialmente sua candidatura, dizendo que todos deveriam dar este passo importante pela igreja e pela sociedade coreana.

No fim das contas, Jang acabou não fazendo isso. Porém, as eleições contaram com uma figura talvez similar a ele, o candidato Huh Kyung Young, que lidera um culto.

Leia mais:
Quem é Huh Kyung Young, o candidato à presidência da Coreia do Sul que também lidera um culto

Yoon Suk-yeol iniciará seu mandato presidencial em maio.

Fonte: (1), (2)
Imagens: Lee Yong-pil (News & Joy) e Yonhap
Não retirar sem os devidos créditos.

img

    Inscreva-se no Telegram da KoreaIN e saiba tudo sobre a Coreia do Sul e o K-POP.

Tags relacionadas:

  • Greyce Oliveira

    Cearense de Fortaleza, é metade uma humana normal professora de Inglês e metade ELF(a) precisando (talvez) de tratamento para parar de falar no Super Junior toda hora.

    5 K-Dramas com Kim Min Kyu Artistas do k-pop que não nasceram na Coreia Faixas do K-pop que destroem os haters Locais de filmagem do K-Drama My Liberation Notes Filmes com a Tokyo de La Casa de Papel Coreia