Sua principal fonte de cultura coreana e conteúdo exclusivo sobre KPOP.

Entrevistas

[ENTREVISTA] JUST B fala das experiências em realities de sobrevivência, artistas favoritos e sinergia do grupo


O JUST B é um grupo diferente. Mesmo com pouco tempo de carreira, eles ainda completarão um ano de debut em junho, o sexteto está sob os olhos do público há bem mais tempo que isso. Cinco de seus membros foram apresentados em realities survivals (como são chamados os programas que formam grupos com promoções temporárias) e, desde então, uniram seus talentos para formar o novo grupo da Bluedot Entertainment.

Os jovens GEONUBAIN, LIM JIMINJMDYSANGWOO já formaram um grupo unido e, agora, almejam também atuar na produção das suas músicas. Pouco após o lançamento de JUST BEGUN, último mini álbum que chegou ao público este mês de abril, a KoreaIN conversou com o sexteto sobre sua já vasta experiência mesmo tão novos e quais os próximos passos que pretendem seguir e o quão gratos são por seus fãs.

Confira a entrevista a seguir.



KoreaIN: JUST B é um grupo novo e amado que, até antes do recente comeback, já havia lançado um mini álbum e um single com faixas-título em ritmo totalmente diferentes. Enquanto DAMAGE tinha batidas de rock, TICK TOCK tinha um vibe mais de eletrônica. Como se sentiram enquanto trabalhavam com cada conceito?

LIM JIMIN: Primeiramente, gostaria de agradecer muito aos amados ONLY B. A vibe das duas músicas é de fato diferente, mas o tema ‘raiva’ e a nossa energia tem algo em comum em ambas, então acho que nos concentramos em passar uma sensação semelhante, mas diferente ao mesmo tempo. Temos muitas oportunidades de trabalhar em muitas músicas no futuro, senti que devemos “derreter” nossas cores e incorporar expressões diversas para que vocês possam sentir as diferenças a cada vez que lançarmos músicas novas.


KoreaIN: Sua faixa de debut – DAMAGE – foi produzida por Bang Yongguk. Como foi iniciar a carreira próximo a este veterano? Vocês receberam algum conselho dele?

GEONU: Desde que começamos a trabalhar com o Bang Yongguk sunbaenim, caiu a ficha de que realmente iríamos estrear. Todas as vezes em que ficamos nervosos, ele nos apoiou e nos ajudou muito para que conseguíssemos relaxar e nos concentrar. E com base nas experiências que ele enfrentou por conta própria, ele nos deu vários bons conselhos. Mesmo agora, ainda somos muito gratos a ele.


KoreaIN: Tanto o MV de DAMAGE quanto o de TICK TOCK possuem histórias. Já o de TRY é mais artístico com jogos de luzes. Podemos esperar acompanhar mais dessas histórias nos próximos comebacks? Ou lançamentos mais visuais?

BAIN: Nas duas músicas anteriores, nós expressamos a raiva externa e interna, mas desta vez, a nossa faixa principal “RE=LOAD” contém o tema de se libertar da raiva. Nós nos esforçamos muito para filmar um vídeo que vocês possam apreciar não apenas através do enredo, mas que também seja divertido de assistir visualmente. Então, caso você ainda não tenha assistido ao nosso MV, certifique-se de assistir.



KoreaIN: Ainda sobre os MVs, suas produções costumam seguir uma vibe futurística com efeitos visuais. Vocês tiveram alguma dificuldade enquanto trabalhavam nisso? Qual foi a parte mais fácil e a mais difícil do processo de filmagem?

JM: A atmosfera futurista tinha muito mais coisas incríveis e divertidas do que eu imaginava. Acho que nos divertimos muito experimentando roupas que nunca tínhamos vestido antes e visitando cenários impressionantes. Pensando em prós e contras, nós geralmente filmamos dentro de estúdios. Acho que essa é a maior vantagem, pois não há muitas restrições do ambiente externo. Quanto à desvantagem, acho que não teve nenhuma. Então gostei muito, pois sentimos emoção e empolgação durante as filmagens do MV.


KoreaIN: A maioria de vocês participou de realities survival. No caso de DY, ele foi um dos vencedores e estreou em outro grupo antes de fazer parte do JUST B. Quais as maiores lições que vocês carregam dessas experiências?

DY: Quando eu estava ativo no grupo anterior, eu tive várias experiências, como participar de programas e gravações. Com isso, eu pude sentir que ter uma postura de consideração entre os membros é muito importante. Então, mesmo agora, não somente eu, mas todos os membros, temos em mente que devemos ter consideração uns pelos outros, acredito que por isso temos uma boa sinergia quando estamos filmando ou promovendo.


KoreaIN: Suas habilidades de dança são dignas de elogios e o ONLY B sabe que vocês estão envolvidos na criação das coreografias. Como é o processo de preparação?

GEONU: Obrigado por apreciar as nossas coreografias. Muitas pessoas têm curiosidade sobre isso, então nós gravamos um vlog. No processo de preparar uma coreografia, primeiramente, eu ouço a música e tento senti-la. Ouvindo e sentindo a música, movimento o corpo constantemente para encontrar os movimentos certos para a música, e dessa forma finalizo a coreografia. E, dessa vez [na coreografia de Deja Vu mostrada no vlog], os membros me ajudaram muito dando opiniões ativamente, por isso, acredito que o resultado pode ser melhor.



KoreaIN: Além das coreografias, vocês desejam se envolver em algum outro processo criativo das suas músicas, como produção ou composição?

DY: Eu acho que o processo de produção de uma música em si é uma das maneiras de expressarmos nossas cores, então, de certa forma, acho que é natural ter ambição em relação a produção. Então, mesmo agora, estamos trabalhando duro nas letras e na composição e faremos o nosso melhor para expressar nosso grupo no futuro.


KoreaIN: Como vocês descreveriam o JUST B em uma frase? Que música acham que reflete melhor as cores do grupo?

SANGWOO: Eu acho que é “DAMAGE”, é uma música que fez com que o JUST B se tornasse conhecido na época da estreia, também é uma música em que todos juntos nós pudemos participar dos detalhes pela primeira vez. 

JM: Eu acho que é “RE=LOAD” a faixa principal do nosso mais recente mini álbum. Nós estamos constantemente lançando novos conceitos e novas músicas, acho que o fato de mostrar essa variedade é uma cor única do JUST B, por isso escolhi “RE=LOAD”.


KoreaIN: Quais artistas são suas inspirações na música, dança, performance ou na vida?

LIM JIMIN: É o BTS. Vendo os sunbaenims do BTS eu alimentei meus sonhos e, na minha época de trainee, fiz covers de várias músicas do BTS. Observando o BTS, que nos dá uma boa influência através da música, eu passei a querer me tornar um cantor que possa transmitir uma boa influência.

SANGWOO: Para mim é o Justin Bieber. Desde novo eu sempre vi muitos vídeos das performances do Justin Bieber e alimentei meu sonho de me tornar um cantor. No futuro, quero me tornar um artista incrível que consegue digerir músicas diversas assim como o Justin Bieber.


KoreaIN: Vocês são muito ativos nas redes sociais e constantemente postam novos conteúdos para o ONLY B. Vocês já interagiram com algum fã brasileiro nesse processo? Se sim, como foi?

GEONU: Entre os ONLY B brasileiros, muitos fãs nos escrevem comentários e também fazem a tradução do nosso conteúdo para que mais pessoas possam nos ver. Sempre que vejo nossos fãs de diversas nacionalidades, acho isso incrível e me sinto muito grato. Eu sou muito grato por vocês nos amar e amar nossas músicas mesmo sendo de uma cultura e idioma diferente. No futuro, quero me comunicar de maneiras diversas com os nossos fãs brasileiros.


KoreaIN: Quais são suas metas para 2022 e para o primeiro aniversário do grupo em junho?

BAIN: Espero que possamos mostrar uma aparência mais madura do que há 1 ano atrás. Nosso objetivo é mostrar performances mais incríveis, nos comunicar com os ONLY B nos tornando mais próximos deles e passar 2022 com saúde e felicidade. 

SANGWOO: Eu quero ter mais experiências diversas com os ONLY B. Fiquei um pouco chateado porque nós quase não tivemos oportunidades de nos encontrar pessoalmente com os ONLY B no ano passado. Nesse ano, se a situação melhorar, quero encontrá-los através de concertos, fanmeetings, entre outros. Quero ir ao encontro dos ONLY B pessoalmente também em outros dias.


KoreaIN: Que mensagem gostariam de deixar para o ONLY B brasileiros que estão lendo esta entrevista?

LIM JIMIN: ONLY B, vocês gostaram da entrevista? Obrigado por gostar tanto assim de nós no Brasil também. Fiquem saudáveis neste ano e gostaria que vocês fizessem muitas memórias felizes e divertidas com nós do JUST B. Obrigado!

Confira também a entrevista em vídeo diretamente do canal da KoreaIN no YouTube:

Tradução: Giovanna Nogueira
Imagem: Bluedot Entertainment
Não retirar sem os devidos créditos.

img

    Inscreva-se no Telegram da KoreaIN e saiba tudo sobre a Coreia do Sul e o K-POP.


Greyce Oliveira

Cearense de Fortaleza, é metade uma humana normal professora de Inglês e metade ELF(a) precisando (talvez) de tratamento para parar de falar no Super Junior toda hora.

Curiosidades do BL coreano Cherry Blossoms After Winter Idols de K-Pop que possuem tatuagens 7 K-Dramas com Ahn Hyo Seop Motivos para assistir o K-Drama Twenty-Five Twenty-One Curiosidades sobre o K-drama BL Semantic Error