Sua principal fonte de cultura coreana e conteúdo exclusivo sobre KPOP.

Política

Ministro da Cultura sul-coreano fala sobre alistamento do BTS em coletiva

Em uma coletiva de imprensa realizada na cidade de Sejong nesta segunda (04), o Ministro da Cultura sul-coreano, Park Bo Gyoon, falou sobre diversos tópicos, entre eles o serviço militar do BTS.

Este foi o primeiro encontro de Park, escolhido como Ministro pelo novo Presidente Yoon Suk Yeol e ocupante do cargo há apenas 50 dias, com a imprensa. Na ocasião, repórteres presentes perguntaram sua opinião sobre a possibilidade dos membros do BTS serem dispensados do serviço militar e também sobre o futuro da Cheong Wa Dae (também conhecida como Casa Azul), antiga sede do governo até o início do mandato de Yoon.

O Ministro Park destacou que o serviço militar é uma obrigação solene e que reconhece a contribuição do BTS para a promoção da cultura coreana e a elevação da reputação do país pelo mundo. Pela lei atual, artistas que nos ramos da chamada “alta cultura” são dispensados de servir, mas o país até hoje não chegou a um consenso sobre estender o privilégio para artistas de k-pop. Nas palavras do Ministro: “Temos que abordar a disparidade entre arte clássica e popular. Acredito que a opinião pública é de máxima importância para tomar esta decisão“.

Uma pesquisa feita pelo Realmeter em abril deste ano perguntou se os cidadãos sul-coreanos concordavam que o grupo deveria ter uma forma “alternativa” de serviço militar. Mais de 60% dos entrevistados responderam que sim, mas apenas cerca de 500 pessoas aceitaram opinar sobre a pesquisa, o que representou 6,3% de todos dos quase 8000 que foram consultados.

Até o momento, os membros do grupo puderam adiar seus alistamentos até completarem 30 anos sob a apelidada “Lei BTS”. Porém, Jin atingirá esta idade em dezembro e poderá ter que iniciar seu serviço militar até a data.

Leia também:
Quais motivos podem levar cidadãos coreanos a serem dispensados do alistamento militar
Conheça 9 curiosidades sobre o serviço militar coreano

Outro assunto abordado durante a coletiva foi a recente decisão do Presidente Yoon de devolver Cheong Wa Dae ao povo coreano. O Park chamou a iniciativa de uma ótima decisão e comentou o Ministério da Cultura estuda formas de transformar a antiga sede presidencial em um complexo cultural, destacando também as instalações do local que incluem 600 peças de arte e um vasto jardim: “As pessoas querem que Cheong Wa Dae se torne um local que contenha história, arte e natureza. Cheong Wa Dae pode, um dia, renascer como um complexo cultural“.

O Ministro também comentou sobre aumentar a acessibilidade para pessoas deficientes e promover artistas com deficiências. Para tal, o governo fará pesquisas públicas para avaliar o atual nível de acessibilidade pelo país.

As 25 organizações sob o Ministério da Cultura passarão por vistoria como parte das medidas de reforma para garantir autonomia do setor privado e reforçar a criatividade.

Fonte: (1)
Imagens: MCTS
Não retirar sem os devidos créditos.

Tags relacionadas:

  • Greyce Oliveira

    Cearense de Fortaleza, é metade uma humana normal professora de Inglês e metade ELF(a) precisando (talvez) de tratamento para parar de falar no Super Junior toda hora.

    O significado as máscaras usadas em Money Heist Korea Produções com a Nairobi de La Casa de Papel Coreia K-POP: Os MVs mais vistos do NCT 7 K-dramas com Park Eun Bin 5 Curiosidades sobre o K-drama Extraordinary Attorney Woo