Sua principal fonte de cultura coreana e conteúdo exclusivo sobre KPOP.

K-pop Música

Momentos em que o KARD mostrou sua diversidade musical


Se você conhece um pouco sobre a indústria musical sul-coreana, já deve ter ouvido falar sobre o KARD, um talentoso grupo misto formado pela empresa DSP Media em 2016.

Com os integrantes BM, Jiwoo, J.Seph e Somin, o quarteto se destacou logo em seu primeiro lançamento pré-debut, Oh NaNa, por seu talento e sua dinâmica única dentro do K-pop. 

Desde então, o KARD vem conquistando o coração do público mundial (principalmente latino) com comebacks consistentes mas inovadores, além de turnês divertidíssimas que sempre dão uma passadinha pela nossa querida América Latina. 

Com um olhar excepcional sob a música, o grupo desenvolveu uma discografia com hits que vão dos mais divertidos e leves até os mais sérios que levam a reflexões importantes.

Com todo o leque de gêneros e ritmos vindos do conjunto, separamos alguns dos lançamentos mais marcantes em que o KARD mostra fortemente essa sua incrível diversidade musical.



Hola Hola 

Após um projeto com 3 singles pré-debut de diferentes conceitos, sendo eles “Oh NaNa”, “Don’t Recall” e “Rumor”, o KARD fez sua estreia oficial em 2017, com o MV de “Hola Hola”. 

A música fez parte do primeiro EP do grupo, que levou o mesmo nome. Com um ritmo refrescante de verão junto a um videoclipe que mostra o grupo se divertindo entre montanhas e locais urbanos, o KARD mostrou toda sua jovialidade, conseguindo colocar um sorriso no rosto de cada um que se deparou com a faixa. 

Além disso, Hola Hola se torna ainda mais especial para os fãs brasileiros, pois o photoshoot e o Choreography Video oficial foram produzidos no Brasil, com locações em Fortaleza e Salvador. 


You In Me 

Em seu segundo EP, o grupo misto voltou com um tema oposto de seu debut. A faixa principal, “You In Me”, que leva o mesmo nome do álbum, vem com batidas mais pesadas e uma letra forte que fala sobre um relacionamento tóxico. 

Narrada por ambos os lados do casal, KARD discorre sobre o conceito de um apego amoroso tão forte que machuca todos os envolvidos nele, focando no egoísmo de aprisionar alguém em uma relação em ruínas ao invés de liberta-lá para ser feliz com outras pessoas.

Com um tom sério, o MV divide o grupo em dois pares que são colocados em quartos diferentes. Neles, as garotas insistem em tentar continuar suas rotinas normais, mesmo infelizes, persistindo em tarefas diárias e em manter uma aparência considerada decente. Enquanto isso, os meninos já se mostram sem vida e imóveis no dia a dia. 


Knockin’ on my heaven’s door 

Em “Knockin’ on my heaven’s door”, o KARD mostra um lado mais descolado e calmo do grupo. Apesar da música conter certos elementos mais eletrônicos e sintéticos, ela consegue transmitir uma sensação mais serena, principalmente com os vocais suaves dos integrantes que se misturam perfeitamente com o instrumental.

A faixa está no terceiro mini-álbum do grupo, Ride on the Wind. Apesar de não ter sido a música título do lançamento, ela ganhou um vídeo especial de coreografia que mostra como a energia e letra da música conseguem ser impecavelmente transmitidas pela dança conectada do grupo.


Dímelo 

Também parte do mini-álbum Ride on the Wind, “Dímelo” vem como um presente para a imensidão de fãs do grupo vindos da América Latina. Com um refrão marcante em espanhol e uma batida mais puxada para o próprio ritmo pop latino, o KARD mostra que consegue marcar presença em qualquer idioma e em qualquer estilo musical. 

Com uma coreografia sexy e divertida, a música consegue permanecer imortal na memória dos Hiddens KARDs mesmo sendo divulgada apenas em alguns stages.


Bomb Bomb 

No ano de 2019, o quarteto retornou aos palcos com seu primeiro single digital, “Bomb Bomb”. Caracterizando o lançamento como um gênero Moombahton, com ritmos originados do electro house junto a música latina, a faixa dançante esbanja poder e sensualidade por parte dos integrantes. Com tantos elementos de destaque, é fácil saber o motivo de “Bomb Bomb” ser um dos hits mais famosos do grupo.

Além da coreografia impactante, cada um dos membros consegue mostrar seu charme único durante os 3 minutos de música. O MV também foca em cores mais saturadas, como vermelho e amarelo, dando um ar forte e sensual ao lançamento. 


Dumb Litty 

Com um estilo consistente mas, ainda sim, inovador, “Dumb Litty” foi uma grande aposta do grupo em um conceito totalmente distinto do que havia sido apresentado ao público até o momento. Escrito e produzido pelo próprio BM, a faixa vem acompanhada de uma letra que foca na rebeldia e liberdade do grupo, falando sobre festejar e deixar as preocupações de lado. Diferente dos últimos lançamentos, o ritmo conta com uma presença estrondosa do EDM, com um forte balanço vindo de sons mais graves.

O MV também vem com uma premissa ousada. Com o tema mitologia, foram atribuídos dois deuses para cada integrante, sendo Zeus e Thor para BM, Afrodite e Clóris para Somin, Ares e Dionísio para J.Seph e Atena e Hera para Jiwoo.


Gunshot 

Em 2020, o KARD usou sua influência global para reforçar mensagens fortes e importantes através da música. Com “Gunshot”, o grupo fala sobre o ódio gratuito e a violência verbal, reforçando o poder que as palavras têm sob uma pessoa, especialmente após a normalização das ofensas através de redes sociais.

Logo no início do MV, o grupo se mostra cansado e com machucados, enquanto estão rodeados de câmeras. O clipe continua com cenas impactantes, incluindo os integrantes presos atrás de grades, rodeados de microfones, brigas, pessoas encapuzadas e até mesmo se rebelando e quebrando itens diversos, como computadores.

A música conta com batidas pesadas que criam uma construção poderosa até o ponto final da faixa. Uma emoção diferente consegue ser passada em cada ponto de desenvolvimento da canção através de seu ritmo, empoderado quando combinado com a letra forte. Podemos ver a raiva, a tristeza e até mesmo o momento de rebelião do grupo contra o problema inicial, fazendo o público sentir uma experiência poderosa durante a mensagem.


Bônus:

Inferno 

Para o álbum Red Moon, o KARD se dividiu em dois para gravar músicas em units. Deste modo, os integrantes masculinos, J.seph e BM, se juntaram para escrever e produzir a faixa “Inferno”, colocando sua verdadeira essência em cada ponto da canção. 

Com uma letra focada em mostrar o real tamanho dos dois membros dentro da indústria musical, “Inferno” surpreende com raps poderosos e refrões com vozes graves, que entram em conjunto com a pesada e animadora batida.


Enemy 

Enquanto seus colegas de grupo mostravam a aura do hip hop sul-coreano, Jiwoo e Somin se juntaram para um pop vingativo em “Enemy”. A música tem ritmos e batidas mais puxadas para o pop EDM que progridem de maneiras distintas, de acordo com o sentimento passado na canção, e conta com vocais marcantes, raps e uma dança de tirar o fôlego.


Broken Me

Em 2021, o integrante BM surpreendeu a todos os fãs anunciando seu debut solo oficial com a faixa “Broken Me”. A música é totalmente em inglês, sendo composta e co-escrita pelo próprio BM. Ela foi lançada em parceria com a empresa de tecnologia 8PEX Company e a Vive Studios.

Com um MV conceitual, que mostra o artista perdido e confuso enquanto canta por lugares de uma cidade escura, a música conta com um tom mais calmo e triste, junto a letras que expressam o desabafo de problemas internos de BM, que expressa no refrão a frase “eu fui quebrado”. 


Pesadão (Cover)

Impossível terminar esta lista sem colocar um dos maiores feitos latinos do KARD, o cover de “Pesadão”, música da brasileira Iza.

O grupo performou a canção inteiramente em português, incluindo o rap de Marcelo Falcão, em sua última turnê no Brasil, a WILD KARD 2019, que passou por Rio de Janeiro, São Paulo, Recife e Porto Alegre. Arrasaram no português (e na coreografia), né? 


O KARD irá voltar ao Brasil em julho deste ano de 2022 para uma nova turnê, com eventos marcados em São Paulo, Curitiba, Brasília e Rio de Janeiro. Corra para garantir o seu ingresso!

Serviço

Rio de Janeiro – RJ

Data: 20 de julho de 2022 (quarta-feira)
Horário da Sessão I: 17h (abertura dos portões às 16h30)
Horário da Sessão II: 21h (abertura dos portões às 20h30)
Local: Teatro Dercy Gonçalves (R. Prof. Valadares, 262 – Grajaú)
Classificação: Livre
Vendas pelas internet: https://www.sympla.com.br/nova-data—2022-2022-wild-kard-in-rio-de-janeiro__809770

Brasília – DF

Data: 21 de julho de 2022 (quinta-feira)
Horário: 18h (abertura dos portões às 17h)
Local: Teatro UNIP Brasília (SGAS I SGAS913 – Asa Sul)
Classificação: Livre
Vendas pela internet:
https://www.sympla.com.br/nova-data—2022-2022-wild-kard-in-brasilia__809627

São Paulo – SP

Data: 22 de julho de 2022 (sexta-feira)
Horário do show: 20h (abertura dos portões às 18h)
Local: Carioca Club (Rua Cardeal Arcoverde, 2899 – Pinheiros)
Classificação: 16 anos.
Participantes entre 12 e 15 anos somente acompanhados dos pais ou responsável legal.
Modelo de autorização para acompanhantes menores de 16 anos.
Vendas pela internet: https://www.sympla.com.br/nova-data—2022-2022-wild-kard-in-sao-paulo__809362

Curitiba – PR

Data: 24 de julho de 2022 (domingo)
Horário do show: 20h (abertura dos portões às 18h)
Classificação: 16 anos.
Menores de 16 anos somente acompanhados dos pais ou responsável legal.
Modelo de autorização para acompanhantes de menores de 16 anos.
Vendas pela internet: https://www.sympla.com.br/nova-data—2022-2022-wild-kard-in-curitiba__809813

Imagem: DSP Media – divulgação
Não retirar sem os devidos créditos.

Tags relacionadas:

  • Thainá Doble

    Estudante de Rádio e TV, apaixonada por mundo pop, música, entretenimento, culturas novas (e Monsta X).

    7 K-dramas com Park Eun Bin 5 Curiosidades sobre o K-drama Extraordinary Attorney Woo 7 K-dramas com Kang Tae Oh Relembre looks do ator coreano Park Bo Gum K-POP: Os perfumes das integrantes do TWICE