Por onde andam? O que fazem ex-integrantes de boygroups do K-pop – Parte 2

Cedo ou tarde os idols, muitos que ficaram famosos pelos seus grupos, partem para seguir sua carreira e seus desejos por conta própria, seja porque o grupo acabou, seja por ter saído do grupo.

Por esse motivo, sempre é bom, principalmente para os fãs do cantor ou do grupo, saber o que eles andam fazendo depois dessa saída. Alguns podem ter voltado a vida anônima e aos estudos, outros podem ter continuado na carreira do entretenimento de alguma forma, e em qualquer caso merecendo apoio por suas decisões.
A K-IN já mostrou alguns dos destinos de idols famosos e agora daremos continuidade para falar especificamente de alguns ex-integrantes de boygroups, tanto de grupos que deram disband quanto de membros que saíram de grupos ainda ativos.

 

U-KISS

Segunda formação do grupo UKISS com: Eli, DongHo, Alexander, Kiseop, Kibum, SooHyun e Kevin (esquerda para direita).

Conhecidos pela longevidade – com 9 anos de carreira – o U-KISS já passou por algumas mudanças em sua formação. Dos 6 integrantes da formação do debut, apenas 2 continuam no atual quinteto. Cada um dos ex-integrantes teve um motivo para sua saída, e também seguiram seus próprios desejos nas carreiras pessoais.
Dongho, um dos integrantes originais, saiu do U-KISS em 2013. Na época ele anunciou também que não seguiria a carreira de idol, mas manteve o gosto pela música, já que passou a atuar como DJ sob o nome DJ Rushin’ Justin, chegando até a ser convidado para tocar em clubes no Japão. Em 2015 Dongho se casou e no ano seguinte teve seu primeiro filho, Asher Shin, levando-o a ser o idol mais novo a se tornar pai, com apenas 22 anos na época.
Nos últimos meses ele tem voltado a aparecer na TV, incluindo uma aparição no Radio Star, da MBC, onde revelou que pretende voltar agora a indústria do entretenimento para poder sustentar sua nova família. No início desse ano ele chegou a fazer uma participação no programa The Return of Superman, junto com os atores Kim Tae Young e Park Kwang Hyun, ambos também pais, para um encontro entre pais e filhos.

A primeira mudança de integrantes do U-KISS aconteceu com o escândalo de quando a NH Media anunciou, em 2011, que trocaria 2 integrantes, Kibum e Alexander, por que os dois eram mais “fracos” em canto no grupo. Apesar do acontecimento, os dois não desistiram da música e continuaram carreira solo.
Kibum adotou o nome artístico de Allen Kibum e focou o começo da sua carreira solo no Japão, lançando lá seu primeiro single e participando de musicais, dramas e programas de variedade no país. Em 2013, ele voltou para a Coreia onde lançou seu primeiro single coreano, Longing. Após isso não houve muitas notícias dele no meio do entretenimento, mas em 2015 divulgou uma foto raspando o cabelo que sugeria que estar se alistando no exército.
Alexander seguiu rumo similar, iniciando a carreira de forma internacional. Ele começou lançando música no Japão, fez OSTs para dramas de Taiwan, China e Coreia, além de realizar showcases em Cingapura e Malásia. Também sem aparecer muito desde 2013, sua última atividade conhecida foi no drama Moorim School.

Quanto aos outros dois mais recentes: AJ saiu oficialmente ano passado, mas já estava passando por épocas de hiatus desde 2011, quando foi aprovado em uma universidade americana. Não existem muitas informações mais recentes sobre ele, mas o mais provável é que tenha decidido se focar no seu estudo em vez de continuar como idol. Já Kevin saiu apenas em março, quando seu contrato com a NH Media terminou, então ainda não é possível saber no que pretende seguir, mas em sua carta às KISSme (nome do fanclub) ele agradeceu pelo apoio dos fãs e falou que seguiria por um novo caminho agora.

 

MBLAQ

Em 2014, o quinteto criado pelo cantor Rain virou um trio quando Lee Joon e Thunder saíram do grupo para seguirem suas respectivas carreiras solo. Mais focado na atuação, o Joon hoje faz parte da Prain TPC, agência especializada em atores, e já estrelou em dramas e filmes. Sua performance em Heard It Through the Grapevine o rendeu 2 prêmios de atuação.
Thunder se equilibra entre a atuação (onde é creditado pelo seu nome real, Park Sanghyun) e a música. Ele chegou a fazer uma participação no drama Woman with a Suitcase, na qual Lee Joon era parte do elenco. Em dezembro de 2016, ele lançou sua primeira música depois da sua saída do MBLAQ. A faixa principal do mini-álbum, Sign, teve participação da cantora Goo Hara e no MV ainda contou com participação de sua irmã Sandara, ex-2NE1.

 

2AM

O grupo irmão do 2PM, 2AM, não teve seu fim decretado oficialmente pela JYP Entertainment, no entanto, 3 dos seus 4 integrantes saíram da JYP quando o contrato deles com a empresa expirou, apenas Jo Kwon continuou na agência, revelando que os demais integrantes decidiram seguir suas próprias carreiras.
Lim Seulong, que se juntou à agência SidusHQ, lançou sua própria música não muito depois disso, com dois singles ainda em 2015 e outro mais recente, em janeiro de 2017. Além disso, ele também fez OST de vários dramas, inclusive o mais recente, Uncontrollably Fond. Também seguindo a atuação, ele tem papéis frequentes tanto em dramas quanto em filmes.

Quem seguiu uma carreira similar foi Jeong Jinwoon, que hoje tem contrato com a Mystic Entertainment. De 2015 para cá ele participou de alguns dramas e programas de TV, lançou um single com versão tanto em coreano quanto em japonês e já tem comeback planejado para esse ano. Quando lançou seu single de 2016, intitulado Will, chocou um pouco seus fãs por causa da mudança do seu estilo. Na época ele falou que quando estava com a JYP ele quase não conseguia que suas músicas fossem aprovadas porque fugiam do estilo que a empresa queria para o grupo, predominantemente de músicas mais lentas e que podiam ser acompanhadas apenas de um violão. Agora, com nova agência, ele teve a liberdade de criar de fato a sua música no seu estilo próprio. Não a toa ele foi responsável pela produção e composição de todas as faixas do seu álbum.
E como um fato bônus, ele também namorou por mais de três anos a cantora Yeeun (conhecida também como Yenny ou Ha:tfelt), ex-integrante do Wonder Girls, mas o relacionamento teve fim em abril desse ano.

O caso de Lee Changmin é mais curioso. O 2AM, apesar de ter sido criado pela JYP, durante 4 anos foi responsabilidade da Big Hit Entertainment, já que eles tinham um contrato de co-produção do grupo. Em 2014, esse contrato se encerrou e a Big Hit ficou responsável apenas pelas atividades japonesas do grupo, enquanto a parte coreana ficou com a JYP, já que seus integrantes não renovaram com a Big Hit.
A exceção foi Changmin, que assinou novamente com a Big Hit para suas atividades solos, já que ele também fazia parte de um projeto chamado Homme junto do cantor Lee Hyun, ex-integrante do 8eight, grupo que era da Big Hit. Dessa forma ele havia continuado nas duas empresas, JYP e Big Hit, e nos dois grupos, o 2AM e Homme. Quando o contrato dele com a JYP expirou em 2015 junto com o dos outros, ele seguiu seus colegas e também não renovou com a empresa, ficando apenas com a Big Hit. Seguindo esse plano, a dupla Homme já lançou 3 músicas de 2015 até hoje – além das que já tinham desde que o projeto começou em 2010 – e Changmin também continuou com sua carreira de ator em musicais, ano passado estrelou a peça Romantic Muscle.

O único a permanecer na JYP, Jo Kwon seguiu estratégia similar. Em 2016 lançou um mini-álbum com músicas compostas por ele e estrelou no musical On a Starry Night. Além disso, desde cedo ele ganhou fama por se destacar nos programas de variedade, e continua bem ativo nesse campo, hoje sendo inclusive um dos quatro apresentadores do programa Golden Tambourine, que levou a diversão do karaokê para a TV.


Jo Kwon performando Born This Way da Lady Gaga no Golden Tambourine

 

SPEED

O antigo boygroup da MBK Entertainment, SPEED já surgiu de outro grupo, o CO-ED School, cuja outra parte formou o 5Dolls. Ambos os grupos também acabaram oficialmente no mesmo ano, em 2015. Por ser um grupo que já teve vários integrantes, e alguns ainda sem muitas informações depois do SPEED, vamos citar apenas aqueles que permanecem de alguma forma ativos na indústria do entretenimento coreano.
A maioria dos integrantes que continuaram ativos sairam da MBK, apenas Sejun anunciou que continuaria com a empresa, mas para seguir como ator em vez de cantor. Dentre os que saíram, Jungwoo mudou para a Maroo Entertainment, agência responsável por cantores e atores, abrindo mais oportunidades para sua carreira.

O rapper Sungmin também decidiu seguir como ator. Em junho do ano passado ele assinou com a agência Star Camp 202 e desde então já participou do drama Here Comes Love e também participou do especial de drama da KBS Legendary Shuttle, como um dos personagens principais. Recentemente participou de uma live da Star Camp 202 no V live, ao lado de companheiros da nova agência. Como curiosidade, ele continua bastante ativo no seu twitter, que ainda tem “speed” no seu nome de usuário (@speed_sm), ao contrário do que é mais comum dos idols trocarem o nome das redes sociais depois de sairem dos grupos.

Woo Jiseok, nome de nascença de Taewoon, foi o primeiro a sair do SPEED, quando o grupo ainda era ativo no início de 2015. Hoje faz parte da Million Market e atua tanto com o nome de Woo Taewoon, quanto com seu outro nome artístico ₩uNo. Irmão de Zico, do Block B, Taewoon continua gravando suas próprias músicas como rapper e participando de programas de variedade, chegando a competir nas temporadas 4 e 5 do reality show Show Me The Money, além de ter aparecido como convidado na terceira temporada de Unpreatty Rapstar. Hoje ele também atua como produtor musical de artistas de outras empresas. De 2015 até hoje ele foi co-compositor e co-letrista de músicas de grupos como Girl’s Day, Sonamoo, JJCC, 2EYES, MAP6 e Momoland.

Seguindo como cantor, Oh Sungjong, ou Taeha – como era conhecido no SPEED – saiu da MBK mas continuou fazendo a sua música, só que agora com novo nome artístico, IONE. No seu canal do youtube ele posta alguns covers feitos por ele e também suas músicas novas. Já lançou dois singles, Back e, o mais recente, Treasure.
Apesar dos caminhos diferentes não é de se surpreender que eles tenham mantido contato uns com os outros e apoiem suas carreiras. Pelas próprias redes sociais é possível ver a união, com uns seguindo aos outros e compartilhando postagens e projetos dos colegas.

Antigos integrantes do SPEED, Shin Jongkook e Woo Taewoon se divertindo juntos em março deste ano.

 

Por Paula Bastos Araripe
Fontes: koreaboo, allkpop, soompi, asianwiki, inspirekpop, amino, vingle, naver, mydramalist, melon, reddit, instagram, youtube, wiki.
Não retirar sem os devidos créditos.