Entretenimento K-pop

Billboard nomeia os melhores álbuns e músicas de k-pop em 2020

Todo dezembro, a Billboard lista em diversas categorias os destaques no entretenimento. Separando entre álbuns e canções, a revista especializada em assuntos relacionados à indústria musical escolhe os 10 melhores álbuns e o Top 20 de músicas de k-pop. Apesar da lista ser elaborada com a opinião de críticos, no ano em que as paradas de sucesso norte-americanas (e mundiais, diga-se de passagem) foram tomadas por artistas e trabalhos vindos diretamente da Coreia do Sul, não poderiam deixar de selecionar alguns dos nomes mais proeminentes.

As listas foram elaboradas pensando não somente no impacto de cada artista e música nos charts e streaming mundiais, focando inclusive na qualidade e originalidade de cada obra. Por isso os rankings foram compostos por nomes populares, mas também por novatos. Além de solistas conhecidas pelo público por sua longevidade na indústria e singularidade em suas expressões artísticas.



Os melhores álbuns

Abrindo a lista, temos Stray Kids com GO生, o primeiro álbum completo do grupo administrado pela JYP Entertainment. O grupo debutou em 2018 explorando de forma contínua suas inseguranças e mais profundos medos, receios e problemas trazidos pela juventude e incertezas no futuro. Conforme apontado pela revista, GO生 é uma síntese de tudo isso, absorvendo cada um desses sentimentos e transformando-os em confiança, como demonstrado no carro-chefe God’s Menu, uma ode ao poder da autoconfiança e da perseverança de continuar lutando, mesmo que tentem derrubá-los.

A lista demonstra o poder feminino no k-pop, pois entre os 10 nomes, 7 são de grupos ou solistas mulheres, pontuando a qualidade e pluralidade dos trabalhos lançados por cada uma, passando por instrumentais pop chiclete, até por sintetizadores sonoros, exaltando as diversas estéticas e temáticas abordadas. Respectivamente, Baek Yerin com tellusaboutyourself (em 9º lugar), SUMIN com XX (em 8º), Oh My Girl com Nonstop (em 7º), TWICE com Eyes Wide Open (em 6º), YUKIKA com SOUL LADY (em 3º) e WJSN com Neverland (em 2º), foram colocadas como alguns dos melhores trabalhos musicais do ano.

Também foram laureados nomes como NCT 127 – e o aclamado Neo Zone – e a revelação do ano WOODZ (também conhecido como Luizinho pelos brasileiros, ou Cho Seung-young do UNIQ e X1) com EQUAL, ficando em quinto e quarto lugar, respectivamente.

Finalmente, o primeiro lugar ficou com a rainha que comemorou 20 anos de carreira em 2020, fechando mais uma década de trabalhos impecáveis: BoA. O décimo álbum da cantora – BETTER – foi o grande sucesso entre os críticos e recebeu as merecidas aclamações por sua qualidade incomparável, o fato de ser um dos mais bem elaborados e lapidados, um verdadeiro diamante provando a versatilidade e habilidade na voz e performances. O poder de BoA resplandece por toda sua discografia, demonstrando aos novos fãs o motivo para continuar ativa e sendo considerada a rainha do K-pop.




As melhores músicas de k-pop

O Top 20 de melhores músicas de 2020 se inicia com um grupo profundamente esperado, que debutou em agosto de 2020: TREASURE. O mais novo grupo masculino da YG Entertainment, entrou na lista com o segundo single I LOVE YOU. Em contraste ao ritmo constante e 100% dançante combinado com EDM, temos BIBI, compositora que costuma explorar sentimentos de desolamento ou indiferença com jogos de palavra inteligentíssimos. Entre as músicas lançadas no último ano, I’m good at goodbyes foi a escolhida, com uma composição profunda, traçando um paralelo entre cenários de separação na natureza, com o sentimento de solidão e vazio humano. Ao longo da lista WOODZ é mencionado por BUMP BUMP, explorando um aspecto semelhante do amor: quando as promessas são abandonadas, abrindo espaço para se afastarem.

Nomes já reconhecidos anteriormente pela constância na qualidade de seus trabalhos também ganharam menções ao longo da lista. Taemin e a ambientação de caos, completa por traços de sensualidade, expressadas em Criminal, Lee Jin Hyuk (membro do UP10TION) com BEDLAM, as meninas do APRIL com LALALILALA, Sunmi com pporappippam, SF9 com Good Guy, BTS com Black Swan, TWICE com I CAN’T STOP ME, GFRIEND com MAGO, Stray Kids com Back Door e Weki Meki com COOL, foram listados entre os 20 destaques.

Grupos que fizeram a estreia em 2019 e que realizaram grandes comebacks em 2020 também foram reconhecidos. Os meninos do TXT receberam sua merecida menção por Can’t You See Me, enquanto as garotas do ITZY, que fizeram o próprio nome com temáticas voltadas ao empoderamento e autoconfiança, entraram por um de seus hinos de amor-próprio, WANNABE.

O girlgroup rookie Weeekly também recebeu sua coroa de louros. Tendo debutado com uma música divertida, mas recheada de críticas sociais, Tag Me conquistou os críticos pela forma como exploram o lado ruim da obsessão por redes sociais e a dopamina induzida por likes, deixando claro que o importante é não se perder no meio das postagens, continuando a ser a versão mais verdadeira de si mesma.

Um dos grandes destaques por sua sonoridade única foi o quarteto LUCY. Debutados em maio de 2020, o grupo foi formado durante o programa SuperBand, ficando entre os três primeiros colocados. Um dos MVs de estreia foi Jogging, listado entre as melhores por seus instrumentais coloridos e divertidos, demonstrando também cores na voz, o sentimento hora se misturando com a vibe, outras entrando em confronto à ela, trazendo questionamentos sobre onde a felicidade estaria para você, caso se perdesse de quem é.

Os respectivos terceiro e segundo lugar ficaram com Seventeen – com o hit dançante Left & Right – e Apink com Dumhdurum. Ambas as músicas estouraram nas paradas sul-coreanas, chegando ao topo durante o ano e mantendo-se como algumas das mais ouvidas mesmo após as primeiras semanas de lançamento.

O primeiro lugar ficou com as meninas do EVERGLOW pelo comeback LA DI DA. A música formou uma síntese de tudo que deu certo ao longo do ano: a busca por referências e sonoridades dos anos 80, versos elaborados com o ardil certo para grudar na cabeça, sem se tornar entediante logo após o fim do refrão, e, claro, o girl power – já característica dos lançamentos anteriores do grupo que está na ativa desde o 2019 – atenuado com o poder e a confiança de quem pode mandar beijos para os haters por não terem tempo o suficiente para se importarem. Afinal, estão ocupadas demais crescendo cada vez mais. As camadas de som e inspirações vindas de sucessos norte-americanos formaram a receita para o sucesso.




E teve k-pop nas listas de todos os gêneros

O The Album, primeiro full-album BLACKPINK, foi mencionado na lista dos 50 Melhores de 2020, ficando em 25º lugar. Já o Map of The Soul: 7do BTS lançado no início do ano ficou em 33º.

How You Like That e Dynamite estão entre melhores músicas considerando todos os gêneros musicais, esta sem considerar posições, apenas citando as músicas em ordem alfabética.

O que você achou das escolhas dos críticos da Billboard? Quem você acha que merecia ter entrado nas disputadas listas? Conte para a gente nos comentários.

Fontes: (1), (2), (3), (4)
Imagens: Divulgação e reprodução
Não retirar sem os devidos créditos.

Bárbara Contiero

Maria-cafeína. Tenho mais livros do que amigos. Minhas roupas são 70% de brechós. Epik High me mantém acordada de manhã.

Você também pode gostar...