K-pop Saúde

Sunmi fala sobre seu diagnóstico de Transtorno de Personalidade Borderline

A cantora Sunmi falou sobre ser diagnosticada com transtorno de personalidade borderline (ou limítrofe) no episódio do reality Running Girls (da Mnet) que foi ao ar nesta quarta (16).



Além de Sunmi, programa também tem no elenco Chungha, Hani (EXID), Chuu (LOONA) e YooA (Oh My Girl). As cinco cantoras formam um time de corrida e rodam a Coreia procurando belas rotas para praticar o esporte, ao mesmo tempo que têm espaço para falarem sobre suas vidas.

Durante uma conversa a noite, Sunmi falou sobre ter sido diagnosticada com transtorno de personalidade borderline: “É importante descansar quando se está num momento difícil. Deixei o [grupo] Wonder Girls para descansar. Naquele tempo, estava lidando com uma doença mental ao invés de física. Debutei como solista, promovi com o Wonder Girls novamente, saí da agência e tive muito tempo para pensar em mim. Mas esse tempo começou a me corroer.




Há uns cinco anos, fui diagnosticada com transtorno de personalidade limítrofe. Isso era o que tanto me atormentava. Foi um alívio. Depois de ser diagnosticada, recebi tratamento e medicação e melhorei. Você tem que cuidar desses fundamentos para que as pessoas ao seu redor possam ficar confortáveis também. Aprendi que o transtorno de personalidade limítrofe é difícil para as pessoas que a cercam. Quero que as pessoas ao meu redor sejam felizes e não sejam machucadas por minha causa. Quero amá-las, mas isso também vem de algo dentro de mim que quer ser amada em retorno.

Ela continuou.

Transtorno de Personalidade Borderline

O transtorno de personalidade borderline (também chamado de transtorno de personalidade limítrofe) é caracterizado pelas mudanças súbitas de humor. As pessoas com esse diagnóstico têm momentos em que estão estáveis, que alternam com episódios de ira, depressão e ansiedade, manifestando comportamentos descontrolados. Por vezes, esta síndrome é confundida com doenças como esquizofrenia ou doença bipolar, mas a duração e intensidade das emoções é diferente, sendo fundamental ser avaliado por um psiquiatra ou psicólogo para saber o diagnóstico correto e iniciar o tratamento adequado.



Cantora Sunmi em uma banheira, usando uma roupa preta, no clipe de  Borderline, que fala sobre sua vivência com o transtorno de personalidade borderline
Sunmi em Borderline

Sunmi ainda declarou: “Debutei muito cedo na minha vida. Tive meu começo na sociedade muito jovem. Devemos desenvolver nosso ‘eu’ durante a adolescência, mas passei a maior parte desse tempo em um carro. Acho que é importante refletir sobre si, aprender o que gosta e em que você é bom para aprender a lidar com seus sentimentos. Entendi isso agora. A medicação que tomo foi muito reduzida, então não há com o que se preocupar. Estou muito forte. Eu fiquei forte.

A cantora lançou em agosto um single sobre sua experiência com a doença também chamado Borderline. Confira:


Fonte: (1), (2)
Fotos: MAKEUS Entertainment (Divulgação) e Mnet (Reprodução)
Não retirar sem os devidos créditos.

Greyce Oliveira

Cearense de Fortaleza, é metade uma humana normal professora de Inglês e metade ELF(a) precisando (talvez) de tratamento para parar de falar no Super Junior toda hora.

Você também pode gostar...