Cotidiano

Chaewon e Yena (APRIL) falam pela primeira vez sobre acusações de Hyunjoo

Chaewon e Yena, ambas integrantes do APRIL, falaram pela primeira vez sobre as acusações feitas por Hyunjoo. Neste domingo (18), ambas usaram seus perfis no Instagram para responder à longa declaração feita por pela ex-companheira de grupo.



As duas declararam que não haviam se manifestado até o momento porque o caso seria levado para a corte e esperava-se que tudo fosse esclarecido lá. Porém, como Hyunjoo resolveu falar, Chaewon e Yena se viram obrigadas a fazer o mesmo.

A declaração de Yena lê-se:

Olá, aqui é Yena do APRIL.
Primeiro, peço desculpas por causar preocupação devido a essa controvérsia.

Eu queria provar os verdadeiros fatos em corte, mas não posso meramente ficar parada e assistir a enorme quantidade de falsas especulações. Então estou escrevendo detalhadamente aqui.

Embora todas termos começado de diferentes pontos de partida, todas trabalhamos duro sem descanso para chegar a este ponto perseguindo uma mesma meta. Esta meta era nosso incrível e precioso grupo APRIL.

Até agora, todas nós passamos por coisas que não deveríamos ter passado. Cada uma de nós ficou exausta pelo caminho e houveram muitas vezes em que eu estava tão exausta que queria desistir de tudo. Mas as integrantes cerraram os dentes e resistimos pelos últimos sete anos.
Por sermos novas, queríamos reclamar e fazer birra, mas todas nós trabalhamos duro em nossas posições sem deixar transparecer. Éramos novas e na época estávamos sobrecarregadas apenas tentando tomar conta de nós mesmas.

Como somos um grupo e todas somos companheiras que estarão juntas no futuro também, se alguém ficar para trás, nós alcançamos e damos a mão para seguir juntas. Isto, para nós, é natural e algo em que acreditamos.

É por isso que cada uma de nós trabalhou duro e deu seu máximo da nossa própria maneira. Não importava o quão difícil as coisas ficavam, continuávamos educadas, deixávamos outras terem sua vez, deixávamos uma carta para informar as outras integrantes quando estávamos doentes, comemorávamos os aniversários umas das outras… fizemos tudo que achávamos que companheiros de grupo deveriam fazer um pelo outro incontáveis vezes.

Porém, acho que uma integrante sempre estava nos repelindo. Quando algo acontecia com todas nós, ela achava que tinha sido a única vítima e mesmo quando uma situação surgiu por coincidência, ela agiu como se nós fôssemos agressoras.

Como ela não confiava nas outras integrantes, gradualmente começamos a reconhecer que todos nossos esforços eram inúteis.

Estávamos sempre sobrecarregadas de ansiedade e medo de não saber como as situações iriam mudar ou escalar [por causa dela].
Se [pessoas estão sugerindo que] até neste tipo de situação, também é responsabilidade das integrantes que tinham a mesma idade ou eram até mesmo mais novas cuidar de uma integrante que era mais fraca mental e fisicamente, então acho que isso é ainda mais cruel.

Não é porque nossas integrantes estavam sempre fisicamente bem ou mentalmente forte que conseguíamos chegar até aqui sem algum problema. Porque também somos humanas, nenhuma de nós não sofreu físico e mentalmente.


Ninguém que não tenha passado por aquele período difícil conosco conseguiria saber o sofrimento que passamos.
Ainda assim, existem pessoas que falam facilmente como se nos conhecessem melhor que nós mesmas, como se tivessem estado lá e passado por essas situações juntas de nós? Desde aquele dia [que as acusações foram feitas], sofremos em silêncio e resistimos assim como fizemos no passado [quando Hyunjoo deixou o grupo], sem sequer saber como o tempo está passando. Quanto mais temos que sofrer? Por quanto tempo mais temos que aguentar estes tipos de incidentes?
Agora, isso se tornou uma ferida que nunca irá sarar.


Parte meu coração que, por causa de algo que não é verdade, sete anos possam se tornar inúteis por um momento assim.

Estou com medo desta realidade em que me tornei algo que não sou e as coisas que não fizemos viraram coisas que fizemos.


Mais uma vez, quero que saibam de forma definitiva que nunca houve bullying, exclusão, comportamento ou palavras violentas e que a única verdade é que todas estavam sofrendo naquele tempo.

Espero que nossas integrantes e nossos fãs não sejam mais machucados e feridos por estas distorções da verdade e coisas que são dolorosas até de dizer em voz alta.

Porque não quero que nossas famílias, conhecidos e fãs que confiaram em nós e se manifestaram em nosso nome sofram mais feridas, de agora em diante, pretendo suportar até o fim para garantir que a verdade seja revelada.



Já a declaração de Chaewon lê-se:

Olá, aqui é Chaewon do APRIL.

Primeiro, gostaria de pedir desculpas aos fãs que devem estar chocados pelos muitos rumores que têm sido espalhados recentemente.
Desculpa dar um motivo de preocupação para vocês.

Como todas as integrantes do APRIL precisavam seguir em frente juntas com o mesmo objetivo no futuro, eu queria que todas nós nos tornássemos próximas e nunca intencionalmente criei uma barreira entre qualquer uma das outras integrantes para fazê-las serem afastadas.

Após Somin deixar o grupo, trabalhei duro como a mais velha para tomar conta das outras integrantes e fiz um esforço para garantir que todas tivessem bom relacionamento. Como Hyunjoo era mais fraca físico e mentalmente, eu prestava ainda mais atenção nela em particular.
Além disso, Hyunjoo e eu éramos tão próximas que até nossas mães tinham contato uma com a outra, desde antes do nosso debut em 2014 até o debut [em 2015].
Tenho provas disso.


Se Hyunjoo tiver alguma consciência, acredito que ela lembrará disso e que a verdade será revelada em breve.

Além disso, estou muito desapontada pelo falso rumor de que [eu namorei] um manager e isto é completamente sem sentido. A idéia de que um manager possa negligenciar questões da empresa conforme desejem é impossível e nosso manager na época deve ter passado por muito estresse por causa de Hyunjoo. Também tenho provas relacionadas a isso.


Todas debutamos muito novas e, como não éramos maduras na época, todas passamos por períodos difíceis.
Não foi a dor e sofrimento de uma pessoa, mas uma época em que todas passamos por dores e sofrimento juntas. Não quero sofrer mais por causa do excesso de falsas especulações.

[As alegações de] bullying, exclusão, comportamento violento, palavras violentas, ridicularização e ataques de caráter são todos falsos.


Na esperança de revelar a verdade sobre tudo isso em corte, eu me abstive de novo e de novo não importando o quão injustas e perturbadoras [as alegações e especulações] se tornassem.
Como não podia agir de acordo com a minha vontade, não tive escolha a não ser esperar.
Porém, não acho que possa meramente ficar parada e em silêncio.

Até o fim, garantirei que a verdade seja revelada custe o que custar.

Obrigada por esperar e, mais uma vez, peço desculpas aos fãs que devem ter ficado chocados por esta controvérsia.

Isso é tudo. Obrigada.

Fonte: (1)
Imagens: DSP Media (divulgação)
Não retirar sem os devidos créditos.

Greyce Oliveira

Cearense de Fortaleza, é metade uma humana normal professora de Inglês e metade ELF(a) precisando (talvez) de tratamento para parar de falar no Super Junior toda hora.

Você também pode gostar...