Entretenimento Justiça

Promotoria recomenda sentença de prisão para equipe de produção do “Idol School”

A promotoria apresentou a sentença recomendada no julgamento em andamento da equipe de produção do reality show Idol School, da empresa Mnet sob a acusação de obstrução de negócios e fraude. Na última segunda (26), o Tribunal Distrital Central de Seul, liderado pelo juiz principal Lee Won Joong, realizou uma audiência para o Kim Tae Eun – produtor principal – e “Kim“, o líder da equipe de planejamento e produção e do departamento de atuação na Mnet. Ambos foram acusados ​​dos mesmos crimes pela promotoria, que recomendou um ano e seis meses de prisão para Kim Tae Eun e um ano de prisão para “Kim“.



O programa foi lançado em 2017 após o Produce 101 ter alcançado uma grande popularidade. Idol School estreou um grupo de garotas por meio de um conceito de “educação especializada”. Um total de 41 trainees entraram na “escola” e receberam instruções em vários campos por 11 semanas. Ao final, as 9 garotas selecionadas formaram o grupo fromis_9.

Quando a série Produce 101 ficou sob suspeita de manipulação dos votos dos espectadores, em setembro de 2019, a polícia expandiu sua investigação para Idol School também. Em julho de 2020, Kim Tae Eun e “Kim” ​​foram acusados de obstrução de negócios e fraude.

Durante o julgamento, os réus admitiram manipulação de votos, mas se declararam inocentes com base no fato de que suas ações não constituíam crime. O advogado argumentou que os produtores ajustaram os votos porque os baixos índices de audiência e a baixa participação dos espectadores significavam que os votos de familiares e conhecidos estavam distorcendo a competição. A promotoria argumentou que suas ações afetaram tanto as competidoras quanto para os telespectadores e que o crime não deveria ser considerado levianamente. No entanto, os promotores também acrescentaram que deve ser levado em consideração que a manipulação não ocorreu em várias temporadas, ao contrário do Produce. A audiência final do caso ocorrerá em 10 de junho.

Ana Raíssa da Luz
Fonte: (1)
Imagem: Reprodução
Não retire sem os devidos créditos.


Ana Raíssa Luz

22 anos, mineira, professora de música (graduando em licenciatura em educação musical escolar) faço pesquisas na área de neurociência e sou army.
Vivo uma eterna paixão pela Coréia.

Você também pode gostar...