Parada de Sucessos KIN – Os Maiores Hits do KPOP em 2019

Você sabia que o KoreaIN tem uma playlist no Spotify com todos os hits do ano? Confira alguns dos sucessos que marcaram 2019!



Ah, mais um ano passou. 2019 foi cheio de lançamentos incríveis, shows internacionais e muito biscoito pro Brasil, os refrescos, né? – oi, BTS e o show gravado em São Paulo, conte-me mais KARD e sua terceira tour consecutiva em solo tupiniquim. Os idols sul-coreanos fizeram deste um fim de década marcante, com músicas criadas para todo e qualquer momento, rendendo diversas playlists e, inclusive, uma inteirinha no Spotify do KoreaIN com os hits deste 2019 frutífero.

Entre lendas fazendo comeback e recordes quebrados, confira a lista da playlist com TODOS os hits de 2019 da KoreaIN no Spotify.


FANCY | FEEL SPECIAL

Quem não conhecia as meninas do TWICE, em 22 de abril de 2019 não deixaram mais de ouvir falar delas. O girlgroup gerenciado pela JYP Entertainment tomou as paradas e playlists de mais ouvidas com FANCY, uma coreografia marcante e um refrão chiclete. A música foi o MV escolhido como head do EP Fancy You e gerou um buzz gigantesco para as meninas, que já estavam estabelecidas como um dos nomes da década desde o debut, em 2015.

O girlgroup é composto por nove membros: Tzuyu, Sana, Momo, Jihyo, Nayeon, Dahyun, Chaeyoung, Jeongyeon e Mina. Elas fizeram outro comeback em setembro de 2019, Feel Special marcou o retorno de Mina, após a mesma ter se afastado da turnê mundial para se tratar, após o diagnóstico de transtorno de ansiedade. Apesar da presença na música e vídeo, ela não pôde participar dos stages.


BOY WITH LUV | CHICKEN NOODLE SOUP

O ano de 2019 foi definitivamente um ano dourado para o BTS. Além de terem fechado uma turnê que lotou estádios ao redor do mundo, a Love Yourself: Speak Yourself Tour foi oficialmente uma das mais rentáveis do ano, de acordo com a Pollstar e Billboard

O sucesso de vendas de ingressos se aliou as altas vendas de álbuns e singles. Lançado em abril de 2019, o EP Map of the Soul: Persona vendeu 3.3 milhões de cópias, entrado para o Guinness World Records Book da Coreia do Sul. Na versão internacional do livro, foram citados três vezes por conta do MV de Boy With Luv, em parceria com Halsey. Os rapazes bateram o recorde de vídeo mais visto nas primeiras 24 horas no YouTube.

Durante o segundo semestre do ano, o BTS anunciou um período estendido de férias, e um dos membros do BTS, o rapper e dançarino J-Hope decidiu trabalhar mais um pouco e gravou o MV de Chicken Noodles Soup, em parceria com Becky G. Lançada oficialmente em 27 de setembro, já chegou mostrando que não estava para brincadeira. A música foi oficialmente a canção lançada por um artista solo coreano mais ouvida no Spotify, nas primeiras 24 horas, além de ter chegado ao topo do iTunes.
O “Chicken Noodle Soup Challenge” também viralizou no Tik Tok, vários usuários fizeram vídeos reproduzindo a coreografia criada por Jung Hoseok. Vale ressaltar que muitos internautas elogiaram o rapper, principalmente por ter prezado pela diversidade, ao escolher os dançarinos para o MV.



No fim do ano, durante a temporada de premiações, o sucesso não poderia ser diferente? Certo? Certíssimo, meu amor. O septeto composto por Kim Seokjin, Min Yoongi, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Kim Taehyung, Park Jimin e Jeon Jungkook, foi o primeiro grupo a conquistar todos os principais prêmios da noite no MNET Asian Music Awards – ou MAMA, para os mais intímos. Eles faturaram o Álbum do Ano, Ícone Mundial do Ano, Música do Ano e Artista do Ano, além de cinco outras categorias, e um prêmio para Min Yoongi pela colaboração com a cantora Lee Sora em Song Request.


BOMB BOMB | DUMB LITTY

Existem poucas certezas nesta vida, mas a de que o KARD vai lançar algo bombástico é sempre uma delas. Só em 2019 eles lançaram os MVs de Bomb Bomb e Dumb Litty, conceitos incríveis que só deixaram os fãs mais ansiosos para o que teria por vir. O quarteto formado pela DSP Media, que debutou oficialmente em 2017 com o EP Hola Hola, ainda traz hits como Don’t Recall e Oh NaNa.

Big Matthew – ou BM, J.Seph, Somin e Jiwoo começaram uma nova turnê em 2019; WILD KARD passou pela América Latina. O KARD não poderia deixar de lado um dos países mais visitados – e querido – pelo grupo, o nosso Brasil. Pela terceira vez em terras tupiniquins, desta vez fizeram inclusive um cover lindíssimo de Pesadão da IZA, arrasando no português.


ECLIPSE | FOCUS ON ME | BULLET TO THE HEART

Em 2019 a JYP Entertainment não estava para brincadeira. Para a alegria dos Ahgases, o GOT7 também estava nos planos de comeback da gravadora e não garantiram só um comeback, mas três! Isso mesmo, o grupo lançou três EPs, e felizmente só música de qualidade. ECLIPSE – do EP Spinning Top: Between Security & Insecurity; Love Loop e You Calling My Name – do EP Call My Name, fizeram o coração dos fãs darem voltas.

Além dos comebacks do grupo, ainda tivemos o lançado de um EP pela unit do GOT7, Jus2, composta pelos vocalistas Im Jaebum e Kim Yugyeom. Jus2 foi sucesso entre as ahgases, e fizeram parte da trilha sonora do dorama He is Psychometric, estrelando Park Jinyoung, colega de banda do duo.

Como um projeto paralelo ao GOT7, Jackson Wang também lançou músicas solo. O rapper jogou na rodinha o MV de Bullet to the Heart, parte do EP MIRRORS, comeback solo esperadíssimo e que não decepcionou. Ele também fez parcerias internacionais, estabelecendo-se como um artista reconhecido além do leste asiático. Com o grupo 88rising, colocou seu nome ao lado de Joji, Major Lazer, Rich Brian, Chung Ha, entre outros, no álbum Head In The Clouds II.



FLOWER SHOWER | MONEY

Por onde podemos começar a explicar HyunA e DAWN? Os pombinhos que protagonizaram uma saga à la Bonnie e Clyde, provocando a ordem da indústria musical coreana em defesa do seu amor. Lutaram contra cláusulas impostas pela quebra de contrato com a Cube Entertainment, o casal assinou com a nova gravadora PNation, criada por PSY.

Em 2019, eles fizeram seu retorno ao mercado musical, cada qual com seu comeback. Conectados na vida pessoal e profissional, eles lançaram músicas no mesmo dia, 6 de novembro, mostrando o poder nos charts. Flower Shower e MONEY ficaram lado a lado nas paradas musicais. Casal unido, mesmo quando os fatores não dependem só deles.

Os namorados se conheceram em 2015, quando DAWN substituiu Jung Ilhoon, do BTOB, nas apresentações de Roll Deep, parceria com a cantora. A química entre eles chamou atenção, em 2017 a Cube Entertainment anunciou o lançamento da unit Triple H, contendo HyunA, DAWN (o nome verdadeiro dele é Kim Hyojong) e Hui, os dois últimos na época colegas de banda no PENTAGON.

Eles fizeram sucesso, e rendeu dois EPs como Triple H. A saída de DAWN e HyunA da Cube desmantelou o Triple H, além de ter ocasionado a saída do rapaz do PENTAGON. No entanto, o casal parece feliz (inclusive, adotaram um novo cachorrinho recentemente) e o boygroup está sucesso.



HUMPH!

Falando em PENTAGON, não poderíamos deixar de mencionar o grupo. Em 2019, eles continuaram trabalhando duro e lançaram dois EPs, Genie:us e Sum(me:r). O MV de Humph! foi colorido e divertido, assim como todo o conceito do EP. A música foi composta e produzida pelo líder do boygroup, Hui, e Giriboy, rapper e produtor conceituado.

Também em 2019, PENTAGON iniciou sua primeira turnê mundial, PRISM, que passou pelo Brasil. No entanto, um dos nove membros, o vocalista Yan An, não pôde participar devido a problemas de saúde.

PENTAGON debutou em 2016, com EP homônimo e o MV de Gorilla, pela Cube Entertainment. Atualmente, tem nove membros oficiais: Jinho, Hui, Hongseok, Shinwon, Yeo One, Yan An, Yuto, Kino e Wooseok.


KILL THIS LOVE

Você quer mulheres lacradoras que quebram recordes? BLACKPINK in your area! As meninas começaram 2019 e mostrando que não vieram para brincar. Vieram arrasar e, no dia 5 de abril,  jogaram Kill This Love na rodinha. Um hit instantâneo, que atingiu quase 50 milhões de visualizações nas primeiras 24 horas, tendo sido obtentoras do recorde, até ele ser batido pela música do BTS, mencionada alguns itens acima.

Ainda em 2019, elas se apresentaram em um evento fechado para convidados do Grammy Awards, o Grammy Artist Showcase. Também foi o primeiro girlgroup de kpop a se apresentar no festival Coachella. O show, em um dos maiores festivais de música do mundo, foi seguido por uma turnê em solo norte-americano que trouxe ainda mais reconhecimento e BLINKS para o fandom.

Outra barreira foi quebrada ao se tornarem o primeiro girlgroup sul-coreano com 1 bilhão de visualizações em um único clipe, feito conquistado no MV de 2018 DDU-DU-DDU-DU. Lisa, Jisoo, Jennie e Rosé são um fenômeno. Em 2016 debutaram pela YG Entertainment, e entre polêmicas relacionadas ao atraso de comebacks, continuam sendo consideradas um dos groups mais rentáveis da atualidade.



HIP | TWIT | GOODBYE

Se existe um grupo de mulheres que produz, escreve e ainda performa infinitamente bem, esse é o MAMAMOO. As meninas vêm fazendo a maior parte da produção de seus trabalhos de estúdio desde o debut, em 2014. Além do talento individual, a harmonia, amizade e parceria entre Solar, Moonbyul, Wheein e Hwasa as torna um girlgroup lendário. Em 2019, elas decidiram mostrar que realmente merecem muito mais reconhecimento. 

Num espaço de 12 meses fizeram dois comebacks oficiais de outro planeta, gogobebe e HIP chegaram mostrando que não se brinca com MAMAMOO. Além dos MVs fabulosos, também atraíram muitos Moomoos (nome do fandom, seja bem-vindo) com o EP White Wind e o álbum completo Reality in Black.

Como se só em grupo não chamasse atenção, a integrante Hwasa iniciou 2019 lançando um MV, o comeback TWIT e demonstrou que é a Golden Maknae do MAMAMOO. Um clipe bem elaborado, vocais impecáveis e visual hipinotizante. É artista que chama?

Não somente Hwasa, mas Wheein também fez um comeback solo perfeito. Com Goodbye, a vocalista explorou um lado mais sentimental de si mesma. A composição emocionante e a voz sem defeitos, vieram juntos de um clipe com easter eggs e cenas que fazem os fãs gritarem: “ATRIZ!”


GOTTA GO

O ano de 2019 começou intenso para ChungHa. Em 2 de janeiro lançou Gotta Go, um chute inicial com instrumentais marcantes e gostosinhos de ouvir. Dançarina nata como Kim ChungHa, óbvio que também tem coreografia no MV. O sucesso trouxe um brilho especial para a nova fase da cantora e compositora, além de mais reconhecimento como uma estrela. (Só um tbt: ela foi parte do girlgroup I.O.I, montado no Produce 101, que se manteve em atividade até 2017.)

Até o fim de 2018, ChungHa havia lançado dois EPs (Offset e Blooming Blue), ambos com musicalidades leves. Apesar de trabalhar muito bem percussões e as mixagens das músicas, a cantora não tinha uma sonoridade exatamente dela, que a anunciasse. O ano começou com uma nova fase mais forte, que compensou, visto que o lançamento rendeu para ChungHa, pela primeira vez, o troféu de primeiro lugar no programa Show Champion.

Gerenciada pela MNH Entertainment, não deixou o ano morrer no começo e disparou uma série de comebacks: Chica e Snapping vieram logo após, ambos presentes no EP Flourishing. Novamente, as escolhas musicais consolidaram ainda mais a carreira solo de Chung Ha, Snapping fez também ganhou o first place no Show Champion.



MIROH

Em 2018, a JYP Entertainment debutou pro mundo o Stray Kids. Hellevator mostrou potencial, mas a qualidade dos trabalhos apresentados foi melhorando. Pra começar, eles já surgiram produzindo e compondo a grande maioria das próprias músicas (você quer artista completo, meu anjão?), ninguém esperava nada menos do que a perfeição… Mas tinha que ser tanto assim Stray Kids?

Após um ano da estreia oficial e narrativas sobre saúde mental e amadurecimento, surgiram eles com mais um conceito. MIROH foi o comeback que marcou o início dos “capítulos” Clé (isto é, chave em francês). Até o fechamento deste artigo, foram três capítulos: Clé 1: MIROH, Clé 2: Yellow Mood e Clé 3: LEVANTER. As lyrics expandem mais ainda a temática já discutida, desde os labirintos para a felicidade, até os efeitos colaterais de não estar bem.

Apesar da saída de Woojin do boygroup, 2019 foi um ano bem frutífero para os garotos. Bang Chan, Lee Know, Changbin, Hyunjin, Jisung, Felix, Seungmin e I.N foram premiados como melhor novo grupo masculino no MAMA, Rookie masculino no MBC PLUS X GENIE Music Awards, Rookies do ano no Seoul Music Awards, além de outros 5 prêmios de mesma natureza.



RED | FACE

Não é só de k-pop que se completa esta lista. Em agosto, o The Rose apareceu com o comeback Red, carro chefe do EP homônimo com três faixas. Sem abandonar o instrumental bem elaborado, que já conhecíamos de VOID e DAWN; Woosung, Dojoon, Hajoon e Jaehyeong entregaram uma obra-prima, uma jornada de autoconhecimento que começa nos primeiros acordes de Red e continua com um passeio nos riffs de Califórnia.

The Rose debutou pela empresa J & Star Entertainment em 2017, com a aclamada Sorry. Os rapazes, no entanto, já produziam as próprias músicas e as cantavam desde 2015, quando recrutaram o vocalista principal Woosung – ou Sammy.

Falando no Sammy, ele também fez seu debut solo em julho. FACE mostrou um amadurecimento nas composições do rapaz. O EP solo de Woosung, WOLF, é um pouco mais pop, mas ainda tem um toque pessoal, visto que todo material foi escrito pelo próprio intérprete. Um ponto que deve ser levado em consideração na carreira de Kim Woosung, como um lobo solitário, é a diversidade: FACE tem modelos asiáticos de todas as formas, representatividade em uma música sobre amar.

Dez pontos para a Grifinória (na verdade, Sonserina. O Sammy já disse que entre as casas de Hogwarts, – de Harry Potter -, ele é da Sonserina, o Dojoon da Grifinória, Hajoon da Corvinal e Jaehyeong da Lufa-Lufa).


IN THE NAME OF LOVE | SPRING

Foi 2019 o ano em que os humilhados foram exaltados? Não sei, mas que este foi um ano bom para os saudosos do 2NE1, isso foi. Os blackjacks foram bem servidos com um comeback PRIMOROSO da Park Bom – em parceria com a Sandara Park -, e aos 45 do segundo tempo, CL jogou na rodinha 3 EPs geniais. Além do mais, os fãs brasileiros foram presentados com um show lindo da Minzy.

Em março Park Bom anunciava seu retorno triunfal com o comeback Spring, uma composição emocionante, com metáforas bem elaboradas envolvendo tristeza, falta de autoestima e a esperança. Rainha dos vocais, ela fez questão de esquentar o coraçãozinho dos blackjacks cantando com a colega de banda, Sandara Park. O MV é impecável, com coreografia e muitos closes no rosto e expressões de ambas cantoras, que demonstraram ainda ter muita sintonia, apesar de não cantarem oficialmente juntas desde 2016.

Spring é parte do EP homônimo, lançado na mesma época do MV, com duas outras faixas inéditas. Em maio, Bom lançou outro EP, re: BLUE ROSE, em que encontra-se uma parceria com Wheein, do MAMAMOO, na faixa 4:44.

Em dezembro, CL lançou In The Name of Love, dois EPs com duas faixas em cada, e um terceiro de mesmo nome com as músicas dos outros dois e mais um par de inéditas. Mostrando que não perdeu a mão na hora de compor e produzir os próprios sons, a rapper e cantora voltou colocando o pé na porta da geladeira que a YG Entertainment a deixou desde o disband do 2NE1 em 2016, sem poder abençoar os fãs com nada novo.

Vale ressaltar que CL é reconhecidamente uma das rappers mais badasses da indústria musical coreana, mas às vezes esquecem de como ela também canta MUITO BEM. Em In The Name of Love temos a versatilidade de Lee ChaeLin em cada minuto, segundo e milissegundo. Outro ponto que tocou bem no fundo do coraçãozinho de quem segue as meninas desde a época da banda, é a gratidão com que elas se referem umas às outras, e CL não poderia deixar de mostrar isso em seu retorno sublime. O clipe de +REWIND170205+ mostra recortes da carreira e memórias, e uma das imagens mais marcantes é do quarteto 2NE1 ~wipes a tear and sobs ~.

As meninas do 2NE1 continuam mostrando o motivo de serem tão conhecidas, apesar do disband inesperado em 2016. CL, Dara, Park Bom e Minzy se consagraram como alguns dos nomes mais relevantes da década. Ficaram famosas internacionalmente, mostrando o poder de suas vozes e opiniões, mesmo em meio a polêmicas. Em 2019, elas celebraram os 10 anos de 2NE1 juntinhas. 

Agradecemos os mimos, 2NE1.



LOVED YOU BETTER

Não poderia finalizar a lista sem falar do cristalzinho coreano, Go Taesob, mais conhecido como Holland. É impossível discutir a importância de representatividade, empoderamento, sem mencionar um dos nomes que chegou já desparafusando a porta dos armários e proclamando que não vai se esconder.

Desde o debut, em 2018, Holland cria narrativas em seus MVs e composições, aborda a batalha que é se amar e aceitar o que não escolhemos ser, principalmente quando tudo em volta parece tentar te moldar. Pra começar, ele debutou sozinho, com a própria empresa, Holland Entertainment e fez questão de definir o padrão “impecável” para tudo que recebesse seu nome. Neverland foi o começo primoroso, e o caminho que seguiu continuou nada menos do que emocionante.

Em 2019, Holland lançou Loved You Better e, olha, quem não tinha se emocionado antes, agora provavelmente não pode segurar as lágrimas. O clipe demonstra a luta diária de alguém que não consegue ser quem nasceu para ser, e a letra chega a dar arrepios com a intensidade. Ela se alia ao MV e entendemos o caminho perverso que Taesob seguiu, até chegar ao ponto em que se sente confortável em cantar sobre a violência sofrida e solidão. Em entrevista para Billboard, ele disse que canta tudo o que gostaria de ter dito ao Holland mais novo.

Minha música nova, ‘Loved You Better’, é sobre minha experiência passada com sofrer bullying na escola. A faixa foi feita para sarar as feridas dos meu fãs, e as minhas próprias, que foram expostas às diversas formas de violência, assim como a solidão só por ser diferente”, tweetou Holland.


Em 2019 também tivemos muitos grupos debutando e ganhando a simpatia do público desde o início.


CROWN | RUNAWAY

Vamos voltar um pouco no tempo, mais especificamente em 2017, Bang Sihyuk dá uma previsão para a Big Hit Entertainment debutar um novo grupo em 2019. Começou ali um burburinho, mas a confirmação de que estava tudo planejado só veio em novembro de 2018. Em 10 de janeiro, foi anunciado oficialmente o TXT, o debut para 4 de março e conhecemos o primeiro membro, Yeonjun. O hype foi tamanho, que mesmo sem todos os garotos revelados, termos relacionados a eles já estavam como os mais procurados e mencionados do Twittter. A popularidade continuou com o anúncio do líder Soobin e os outros garotos, Beomgyu, Taehyun e Hueningkai.

O debut veio com CROWN, uma música e MV bem-elaborados e conceituais. As lyrics são quase um conto, uma fábula, onde um garoto acorda com chifres e quer escondê-los, pois não considera bonito. Na narrativa, ele conhece um outro garoto com asas, que o convence o outro de como aquilo que o difere dos demais, só complementa, torna-o mais perfeito. A estética aegyo dos MVs marcam uma primeira fase mais juvenil.

CROWN é parte do primeiro EP do grupo, The Dream Chapter: STAR, com outras 4 faixas, sendo que Cat & Dog também tem um MV. No mesmo ano, em outubro, lançaram The Dream Chapter: MAGIC, com o comeback Runway e outras 7 músicas, marcando uma fase mais madura do boygroup, com visuais menos coloridos.

Com menos de 1 ano de debut, eles já ganharam 9 prêmios, entre eles o Mnet Asian Music Awards (MAMA) de Novo Artista Masculino e Worlwide Fan’s Choice, Melon Music Awards (MMA) de Novo Artista do Ano na categoria masculina e o Asian Artist Awards (AAA) de Rookie do ano.



DALLA DALLA | ICY

Em 20 de janeiro, a JYP Entertainment anunciou que debutaria um grupo feminino, o primeiro desde que surgiu TWICE. Os fãs ficaram em êxtase, visto que desde o surgimento do fenômeno, ficou uma expectativa por mais. No mesmo dia, lançaram um teaser, apresentando para o público ITZY e suas cinco integrantes: Yeji, Lia, Ryujin, Chaeryeong e Yuna.

As altas expectativas foram atendidas e supridas em 10 de fevereiro, quando DALLA DALLA foi lançada e Itzy debutou oficialmente. As meninas mostraram talento, uma letra empoderadora, ritmo e refrão que grudam na cabeça, além da coreografia reproduzível. Foi sucesso. O debut fez parte do EP IT’z Different, com a outra música, WANT IT?.

As meninas aproveitaram o hype e fizeram comeback ainda em 2019, IT’z ICY, com o MV e stage de ICY. O EP tem três músicas inéditas e um remix de DALLA DALLA e WANT IT?. 

Em menos de um ano, elas ganharam cerca de 8 prêmios, entre eles um AAA de Rookie do ano, Genie Music Awards (GMA) de Melhor Nova Artista Feminina, MMA de Melhor Novo Artista e um MAMA de Melhor Nova Artista Feminina.


Outros groups que debutaram em 2019 e estão na nossa playlist são: ONEUS, BVNDIT, X1, EVERGLOW, AB6IX, 1THE9, ONEWE, TREI, NEWKIDD e 3YE.


Confira todos os hits de 2019 na playlist completa:


Por Barbara Contiero
Fontes: Spotify, Naver, Daum, Soompi, Mnet
Não retirar sem os devidos créditos.