Entretenimento K-pop TV

Motivos para dar uma chance ao survival da Mnet, Kingdom: Legendary War

Apesar do começo do KINGDOM ter sido turbulento com a saída do apresentador Yunho U-know (TVXQ) e do participante Hyunjin (Stray Kids), entre outras polêmicas, existem bons motivos para você não desistir do programa. Confira algumas razões para acalmar suas preocupações e aproveitar mais de 1 hora de competição e performances icônicas.



1. Não tem eliminação

Seguindo o histórico de Queendom, edição do programa com grupos femininos, ninguém será eliminado, mesmo que só tenha um ganhador. Apesar desta estratégia não ser nova, ainda havia dúvidas se haveria eliminação. Isto porque na etapa anterior do programa, Road to Kingdom, ocorreram duas eliminações.

Na coletiva de imprensa do Kingdom, os produtores afirmaram que não fazia sentido eliminar algum dos grupos porque eles têm estilos muito distintos. O objetivo do programa é criar apresentações lendárias e para isso cada grupo deve ser apresentado corretamente ao público.


Quadro de pontuações dos grupos participantes. (Imagem: Reprodução Mnet)

2. A votação do público conta muito 

A votação do público global equivale a 40% da pontuação. Outros 10% são das visualizações das performances no canal oficial da Mnet no YouTube e na Naver TV. Dos 50% restantes, 25% são da votação feita entre os participantes do programa e outros 25% dos votos de um júri especializado. Você pode votar nos seus grupos favoritos baixando o app WHOSFAN. 

Para votar, é preciso primeiro registrar uma ou várias contas em redes sociais no WHOSFAN e aceitar os termos de uso. Depois você busca o nome do seu grupo favorito na barra de pesquisa, clica em “follow” e realiza algumas tarefas pedidas pelo aplicativo para ganhar créditos de votação e distribuí-los ao grupo em que você quer votar.  

O produtor-chefe do programa, Park Chan Wook, declarou que o Kingdom é um projeto global. “O k-pop está sendo reconhecido agora como um gênero independente em premiações globais. Só que com o surgimento da COVID-19, artistas não são capazes de viajar para o exterior e nem realizar shows. Nós introduzimos a avaliação dos fãs globais. Assim fãs de k-pop no mundo todo podem aproveitar e se envolver“, ele comentou na coletiva de imprensa realizada algumas horas antes do programa.


Regras de pontuações do KINGDOM. (Imagem: Reprodução Mnet)


3. As interações 

Elas aconteceram desde a conferência de imprensa, antes mesmo da exibição do primeiro episódio, no dia 1º de abril. Mesmo com as divisórias para separar os participantes e evitar a disseminação do coronavírus, teve até algo parecido com contato físico entre os idols.


(Imagem: Reprodução Mnet)

Durante o episódio, teve quem soubesse todas as letras de música dos outros grupos e reagisse com várias expressões às performances. Alguns dos artistas também revelaram que são amigos e até mesmo o apresentador Max Changmin (TVXQ) vibrou com as apresentações.

Há também interações com grupos que não estão presentes no programa. Isto ocorreu na época das apresentações feitas em Road to Kingdom. Os grupos fizeram performances de “Heroine“, da solista Sunmi, “Danger“, música solo de Taemin (SHINee), e “Shangri-la“, do grupo VIXX. Os artistas assistiram essas performances e comentaram sobre elas em lives ou em postagens nas redes sociais.
Com a possível chegada da fase de apresentações de músicas de outros artistas, os fãs estão animados para as interações que possam vir a acontecer.




4. As músicas lendárias

Muitas músicas que foram parar em álbuns de grupos de k-pop e até ganharam MVs foram feitas para o Road to Kingdom. Um dos exemplos é o Verivery, que durante as promoções de “Thunder“, promoveu também a música “Beautiful X“, apresentada na final do survival e incluída no álbum “FACE YOU“.

ONF fez o mesmo com a música “New World“, chegando a promovê-la antes do lançamento da música nova “Sukhumvit Swimming“. Oneus e Pentagon, pelo contrário, não promoveram as canções do programa, mas criaram vídeos com performances especiais para “Basquiat” (Pentagon) e “Comeback Home” (Oneus). 



The Boyz, que criou a canção “Checkmate” para a final, a incluiu em um álbum e performou em diversos momentos, inclusive em um show que aconteceu poucos dias antes do lançamento do álbum “Chase“. “Checkmate” entrou nos charts coreanos com posições relevantes, assim como outras músicas do survival. Com a chegada de Kingdom, novas canções podem estar a caminho, prontas pra ganharem MV’s próprios, altas posições nos charts e o coração dos fãs.


5. As performances 

Uma das performances mais emocionantes do Road to Kingdom foi o mix feito pelo Pentagon das músicas Shine” e “Spring Snow“. Durante a apresentação, os integrantes fizeram uma surpresa para o membro JinHo, que deixou o programa por causa de seu alistamento.  O evento não só provocou lágrimas em JinHo, como também em todo o grupo, principalmente no líder Hui



Além das performances marcantes pelo lado comovente, são esperadas também performances que são verdadeiros musicais, inspiradas em filmes e clássicos da literatura. Como foi o caso em Road To Kingdom, que teve apresentações inspiradas no filme live action de Aladdin, em Mad Max e na obra literária Romeu e Julieta. O mundo dos dramas também marcou presença com inspirações em Kingdom e Hwarang. 



Nesta nova temporada do survival já tivemos performances com conceitos bem diferentes. Entre eles uma apresentação no estilo coro, música clássica, outras com encenações da vida selvagem e de um naufrágio, acrobacias e danças no estilo mais sofisticado, com figurinos elegantes. 


6. Disputa amigável entre fandoms

É uma disputa que deixa muito imprevisível saber o ganhador e pode surpreender nos resultados. O produtor-chefe do programa afirmou ainda na coletiva de imprensa que o “ATEEZ tem uma fanbase global muito forte”, já o Stray Kids tem “vários vídeos com mais de 100 milhões de visualizações e uma fanbase muito leal”. Ele continuou, declarando que “The Boyz ganhou o reality anterior da franquia” e que o SF9 é um “grupo popular formado por atores e com um bom físico”.

O survival conta com a participação de grupos que estão há muito tempo na indústria musical e de entretenimento, como BTOB e iKON. Os membros do iKON inclusive contam com diversas experiências em survivals, participando dos programas WIN e MIX & MATCH. Além disso, o rapper Bobby foi o ganhador do Show Me The Money 3. Este vai ser o primeiro reality do grupo sem B.I. Já o BTOB tem uma popularidade bastante estável com a audiência coreana, além de serem reconhecidos por seus vocais poderosos.


KINGDOM com certeza pode te surpreender. A escolha de acompanhar o programa poderá te render bastante diversão com as performances únicas e de altíssima qualidade. O ranking de votações poderão te surpreender. Além de quê, você terá chances de criar laços de fã com os artistas que estão alí em exposição.

Fontes: (1), (2), (3), (4), (5), (6), (7)
Imagens: Mnet (reprodução)
Não retirar sem os devidos créditos.


Leticia Brito

Jornalista goiana, apaixonada por realities, webtoons e pelo Day6.

Você também pode gostar...